Música brasileira: o samba e os seus sambistas

Samba de Roda - João Barcelos (acervo particular)

"Quem não gosta de samba bom sujeito não é/ É ruim da cabeça ou doente do pé / Eu nasci com o samba no samba me criei / E do danado do samba nunca me separei."
- Dorival Caymmi, em "Samba da minha terra".




“Sou eu quem levo a alegria
Para milhões de corações brasileiros
Salve o samba, queremos samba
Quem está pedindo é a voz do povo de um país
Salve o samba, queremos samba
Essa melodia de um Brasil feliz”
- Zé Keti, em "Eu Sou O Samba".



MATRIZES DO SAMBA NO RIO DE JANEIRO
Partido Alto, Samba de Terreiro e Samba-Enredo

Sambistas, de Heitor dos Prazeres
No começo do século XX, a partir de influências rítmicas, poéticas e musicais do jongo, do samba de roda baiano, do maxixe e da marcha carnavalesca, consolidaram-se três novas formas de samba: o partido alto, vinculado ao cotidiano e a uma criação coletiva baseada em improvisos; o samba-enredo, de ritmo inventado nas rodas do bairro do Estácio de Sá e apropriado pelas nascentes escolas de samba para animar os seus desfiles de Carnaval; e o samba de terreiro, vinculado à quadra da escola, ao quintal do subúrbio, à roda de samba do botequim.
Essas matrizes referenciais do samba no Rio de Janeiro distinguem-se de outros subgêneros de samba criados posteriormente e guardam relação direta com os padrões de sociabilidade de onde emergem. Há autoria individual, porém a performance é necessariamente coletiva e se funda em comunidades situadas em áreas populares da cidade do Rio de Janeiro. O improviso é outro aspecto importante dessa dimensão coletiva e ainda se encontra bastante enraizado na prática amadora ou comunitária dessas formas de expressão – está vivo e presente nos quintais dos subúrbios, nas rodas de samba e terreiros dos morros e bairros populares da cidade.
 Dança popular no Rio de Janeiro no século XIX., Augustus Earle
O samba de partido alto, o samba de terreiro e o samba-enredo são expressões cultivadas há mais de 90 anos por essas comunidades. Não são simplesmente gêneros musicais, mas formas de expressão, modos de socialização e referenciais de pertencimento. São também referências culturais relevantes no panorama da música produzida no Brasil. Constituído a partir dessas matrizes, em suas muitas variantes, o samba carioca é uma expressão da riqueza cultural do país e em especial de seu legado africano, constituindo-se em um símbolo de brasilidade em todo o mundo.
Essas matrizes referenciais do samba no Rio de Janeiro distinguem-se de outros subgêneros de samba criados posteriormente e guardam relação direta com os padrões de sociabilidade de onde emergem. Há autoria individual, porém a performance é, necessariamente, coletiva e se funda em comunidades situadas em áreas populares da cidade do Rio de Janeiro. O improviso é outro aspecto importante dessa dimensão coletiva e ainda se encontra bastante enraizado na prática amadora ou comunitária dessas formas de expressão – está vivo e presente nos quintais dos subúrbios, nas rodas de samba e terreiros dos morros e bairros populares da cidade.
A partir da estruturação progressiva das escolas de samba, no final da década de 1920, criou-se o samba- enredo, aquele em que o compositor elabora os seus versos para apresentação no desfile. Ao longo do tempo, ele adquiriu características próprias, como a capacidade narrativa de descrever de maneira melódica e poética uma “história” – o enredo – que se desenrola durante o desfile. De sua animação e cadência depende todo o conjunto da agremiação, em termos de evolução e envolvimento harmônico. O samba-enredo agrega características dos dois primeiros subgêneros descritos, como, por exemplo, a presença marcante do refrão e a inclusão, quase sempre nas entrelinhas, de experiências e sentimentos dos sambistas, desafiando a fria objetividade de alguns enredos.
:: Fonte: IPHAN.
___
Saiba mais em:

Roda de Samba, Lan (Lanfranco Vaselli)
:: BRASIL, Rozzi. Samba - origem. in: Escrevendo pra pensar, 2 de dez. 2013. Disponível no link. (acessado em 13.2.2015).
:: DOSSIÊ Matrizes do Samba no Rio de Janeiro: Partido Alto, Samba de Terreiro e Samba-Enredo. IPHAN. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
:: BRASIL: o universo do carnaval. Acesse AQUI!
:: CARNEIRO, Edison. 'Formas de samba', em "Folguedos tradicionais". 2ª ed., Rio de Janeiro, Funarte, 1982, p.46. Jangada Brasil - Janeiro 2005 - nº 74 - Ano VII. Disponível no link. (acessado em 20.1.2015).
:: Pequena história do Samba. in: miniveb. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
:: QUÊNIA, Gláucia. A história do samba: unindo brasileiros e africanos. in: Afreaka. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
:: SAMBA. Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Disponível no link. (acessado em 6.2.2015).
:: SAMBA. Sou brasileiro. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
:: SOUZA, Tarik. Partido-alto. CliqueMusic. Disponível no link. (acessado em 7.2.2015).
:: UMA breve história do Samba. in: CaféHistoria. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).


Roda de Samba, Antônio Gomide

SAMBA DE RODA 
O Samba de Roda é um acontecimento popular festivo que combina música, dança e poesia. Surgiu no século XVII, na região do Recôncavo no Estado da Bahia, e vem das danças e tradições culturais dos escravos africanos da região. Além disso, contém elementos da cultura portuguesa, como a língua, a poesia e alguns instrumentos musicais.
Samba de Roda, Heitor dos Prazeres, 1962
No princípio, era o principal componente da cultura regional popular entre os brasileiros de origem africana, mas logo o Samba de Roda foi adotado pelos migrantes procedentes do Rio de Janeiro e influenciou a evolução do samba urbano, que se converteu em símbolo da identidade nacional brasileira no século XX.
A dança congrega pessoas em ocasiões específicas, como as festas católicas populares e os cultos afro-brasileiros, mas às vezes também surge de forma espontânea. Todos os presentes, incluindo os principiantes, são convidados a participar da dança e a aprender por observação e imitação.
Uma das características desse samba é que os participantes se reúnem em um círculo chamado roda. Geralmente, apenas as mulheres dançam. Uma por uma, elas vão se colocando no centro do círculo formado pelos outros dançarinos, que cantam e batem palmas ao seu redor. Essa coreografia frequentemente improvisada se baseia nos movimentos dos pés, das pernas e dos quadris.
Um dos movimentos mais característicos é a famosa umbigada (movimento de umbigo), de origem banto, pelo qual a dançarina convida quem vai sucedê-la no centro do círculo. Existem outros detalhes específicos, como canções típicas, o passo de dança chamado miudinho, a utilização de instrumentos raspados e a viola machete, um tipo de viola pequena, originária de Portugal, e canções.
Samba de Roda, ilustração Anderson Moreira Lima (Selo)
A influência dos meios de comunicação de massa e a competição com a música popular contemporânea contribuíram para que este Samba fosse desvalorizado aos olhos dos jovens. A idade dos praticantes e a redução do número de artesãos capazes de confeccionar alguns dos instrumentos impuseram mais uma ameaça à transmissão dessa tradição.
O samba de roda do recôncavo baiano foi registrado como Patrimônio Cultural do Brasil pelo IPHAN em 2004 e inscrito na lista representativa do Patrimônio Imaterial da Humanidade em 2005 pela UNESCO.
:: Fonte: Unesco/IPHAN.
___
Saiba mais em:

::DOSSIÊ Samba de Roda. IPHAN. Disponível no link. (acessado em 9.2.2015). 
:: MORIM, Júlia. Samba de Roda. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015). 
:: SANDRONI, Carlos. Samba de roda, patrimônio imaterial da humanidade. Estudos Avançados, 24 (69), 2010. Disponível no link e link. (acessado em 8.2.2015).



SAMBA PAULISTA
Conheça um pouco da história do samba paulista

“Eu vou mostrar, eu vou mostrar que o povo paulista também sabe sambar,
Eu sou paulista, gosto de samba, a Barra Funda também tem gente bamba, somos paulistas e sambamos pra cachorro, pra ser sambista não precisa ser do morro.
-  Geraldo Filme, em trecho de“Eu vou mostrar”.

Samba, Anita Malfatti
A palavra Samba derivada do banto – semba – umbigada -, gesto coreográfico quase onipresente na expressão corporal dos negros africanos desde a sua introdução forçada no Brasil, veio, a partir do século XIX, designar uma variedade enorme de bailes tradicionais, anteriormente identificados genericamente como batuques. Estes, se, por um lado, realizavam-se com pouca ou nenhuma presença de instrumentos harmônicos, sedimentavam, de outro, a rica linguagem do canto polifônico e a força percussiva dos tambores, marca que acompanha a identidade da música brasileira perante o mundo.
No Estado de São Paulo ocorre uma modalidade de Samba muito especial denominada, de acordo com a época e a localidade, Samba Antigo, Samba Caipira, Samba Campineiro, Samba de Pirapora, Samba de Terreiro, Samba de Umbigada, Samba Lenço, Samba Paulista, Samba Sertanejo, Batuque, ou, entre seus praticantes, simplesmente Samba. O termo Samba de Roda, mais conhecido e associado a uma modalidade praticada na Bahia, também é utilizado pelos sambistas de Pirapora do Bom Jesus para esta manifestação, que os estudiosos do assunto, por sua vez, preferem denominar Samba Rural ou Samba de Bumbo.
Segundo relato de sambistas paulistanos, o Bumbo e as demais características deste Samba específico, como os Bonecões e Cabeções, desapareceram da capital a partir da oficialização do modelo carnavalesco do desfile das Escolas de Samba carioca em 1968. Esse processo havia se iniciado já no século XIX, com a importação dos bailes de máscaras e dos préstitos das Grandes Sociedades Carnavalescas inspiradas nos carnavais europeus não-ibéricos, considerados mais civilizados perante o “bárbaro jogo do entrudo”, que aqui se praticava desde tempos coloniais. A importação do padrão carioca continua com a formação dos primeiros Cordões carnavalescos na década de 1910, inspirados por sua vez nos Ranchos, e continua ainda nos anos 1930, com a fundação das primeiras Escolas de Samba.
Sambistas, Portinari, 1935
No entanto, até bem pouco tempo, o Samba na cidade de São Paulo esteve intimamente vinculado ao Bumbo, hoje, praticado somente em localidades do interior do Estado como Mauá, Santana de Parnaíba, Vinhedo, Quadra e Pirapora do Bom Jesus. Após alguns anos de aproximação do Carnaval paulista do padrão carioca de festejar Momo, assistimos a uma forte reação dos sambistas locais, que tentam construir espaços alternativos e menos comerciais para a prática da poesia e do ritmo do Samba de terreiro. Iniciativas como as do Samba da Vela, Samba da Laje, Pagode do Cafofo, Nosso Samba, Pagode da Tenda, Choro da Tia, Terreiro Grande, Samba da Tenda, Samba do Baú, dentre outros, além de uma forte ocupação de casas de espetáculo e bares com programação de qualidade elevou em muito o padrão do Samba praticado em São Paulonesta virada do século. O surgimento de novos compositores e intérpretes reunidos neste projeto só demonstra o que acaba de ser dito. (por Marcelo Manzatti).
:: Fonte: MANZATTI, Marcelo. Conheça um pouco da história do samba paulista. in: Memorial da América Latina. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
___
Saiba mais em:

:: ANDRADE, Mário de. O samba rural paulista. In CARNEIRO, Edison. Antologia do negro brasileiro. Porto Alegre: Editora Globo, 1950. Jangada Brasil - Outubro 1999 - nº 14. Disponível no link. (acessado em 20.1.2015).
:: DIAS, Fernanda de Freitas. O samba de bumbo em Pirapora: construção de uma expressão singularmente paulista?. Anais do congresso do ANPPOM, 2007. Disponível no link. (acessado em 24.1.2015). 
:: KAÇULA, T.. A influência dos rituais religiosos no samba rural paulista. Disponível no link. (acessado em 24.1.2015). 
:: MANZATTI, Marcelo Simon. Samba paulista, do centro cafeeiro à periferia do centro: estudo sobre o Samba de Bumbo ou Samba Rural Paulista. (Dissertação Mestrado em Ciências Sociais). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC, 2005. Disponível no link. (acessado em 24.1.2015). 



Samba, ilustração Lan (Lanfranco Vaselli)

"Há um tempo cronológico baseado nos dados que temos dos ciclos da natureza, do sol e das marés, definido pela seleção desses fenômenos, mas de qualquer maneira é uma coisa subjetiva. Pode ser objetivo dividir o dia em 24 horas para você se situar. Esse é um tempo que a gente percebe e aceita. O outro tempo eu acho mais complicado, que é relacionado à cultura como um todo. Eu tenho a sensação de que tudo o que eu vivi, tudo o que eu experimentei, está vivo em mim. Eu não vivo no passado, é o passado que vive em mim. Quando você se sensibiliza com uma obra feita há 300 anos, se ela lhe toca, lhe emociona, é porque ainda está viva. Tudo para mim é hoje e agora. Eu ouço obras do Pixinguinha e sei que elas foram feitas no século passado. Eu vivo aquilo. Ela não só me emociona, mas é como se fizesse parte do meu ser. Esse tempo é o tempo da minha vida."
- Paulinho da Viola
Samba, Di Cavalcanti [Acervo do colecionador Jean Boghici]. 
Destruída em incêndio no Rio de Janeiro, em 
13.08.2012, em Copacabana/Rio de Janeiro.

"A vida só gosta de quem gosta dela"
- Braguinha (João de Barros)



Músicos, Caninde, 2008

OS SAMBISTAS DE ONTEM E HOJE
São inúmeros os compositores e intérpretes do samba,  aqui destacaremos alguns:
:: João da Baiana (1887-1974) - compositor - pandeirista
:: Sinhô [José Barbosa da Silva].. (1888-1930) - compositor - pianista - violonista - cavaquinhista - flautista
:: Donga [Ernesto Joaquim Maria dos Santos].. (1890-1974) - compositor - violonista
:: Heitor dos Prazeres (1898-1966) - compositor - instrumentista - pintor
:: Clementina de Jesus (1901-1987) - compositora - cantora
:: Paulo da Portela (1901-1949) - compositor - cantor
:: Bide [Alcebíades Maia Barcelos].. (1902-1975) - compositor
:: Moreira da Silva (1902-2000) - compositor - cantor
:: Carlos Cachaça [Carlos Moreira de Castro].. (1902-1999) - compositor - cantor 
:: Ary Barroso (1903-1964) - compositor - pianista - locutor - apresentador
:: Lamartine Babo (1904-1963) - compositor - revistógrafo - humorista - radialista - produtor
:: Aracy Cortes (1904-1985) - cantora
:: Ismael Silva (1905-1978) - compositor - cantor
:: Braguinha [João de Barro].. (1907-2006) - compositor - cantor - roteirista - produtor
:: Cartola (1908-1980) - compositor - cantor - violonista
:: Carmen Miranda (1909-1955) - cantora - dançarina - atriz
:: Ataulfo Alves (1909-1969) - compositor - cantor
:: Antenor Gargalhada (1909-1941) - compositor
:: Noel Rosa (1910-1937) - compositor - cantor - violonista
:: Adoniran Barbosa (1910-1982) - compositor - cantor - humorista - ator
:: Synval Silva (1911-1944) - compositor
:: Nelson Cavaquinho (1911-1986) - compositor - cantor - instrumentista
:: Chico Santana [Francisco Felisberto Santana].. (1911-...) - compositor
:: Jamelão [José Bispo Clementino dos Santos].. (1913-2008) - compositor - cantor
:: Wilson Batista (1913-1968) - compositor - cantor 
:: Lupicínio Rodrigues (1914-1974) - compositor - cantor
:: Dorival Caymmi (1914-2008) - compositor - cantor - violonista
:: Alexandre Gnattali (1918-...) - compositor - maestro - arranjador
:: Jackson do Pandeiro (1919-1982) - compositor - cantor - instrumentista
:: Dona Ivone Lara (1921-...) - compositora - cantora
:: Riachão [Clementino Rodrigues].. (1921-...) - compositor - cantor
:: Manacéia [Manacéia José de Andrade].. (1921-1995) - compositor - instrumentista
:: Nelson Sargento (1924-...) - compositor - cantor - escritor - pintor
:: Bezerra da Silva (1927-2005) - compositor - cantor - instrumentista
:: Elton Medeiros (1930-...) - compositor - cantor - produtor - radialista
:: Monarco [Hildemar Diniz].. (1933-...) - compositor - cantor
:: Candeia [Antônio Candeia Filho].. (1935-1978) - compositor - cantor
:: Hermínio Bello de Carvalho (1935-...) - compositor - produtor musical - escritor - poeta
:: Wilson Moreira (1936-...) - compositor - cantor
:: Sergio Cabral (1937-...) - jornalista - crítico e produtor Musical - pesquisador - escritor - compositor
:: Martinho da Vila (1938-...) - compositor - cantor - escritor
:: Rildo Hora (1939-...) - compositor - cantor - gaitista - violonista
:: João Nogueira (1941-2000) - compositor - cantor
:: Paulinho da Viola (1942-...)  - compositor - cantor - instrumentista
:: Nei Lopes (1942-...) - compositor - cantor - escritor
:: Ary do Cavaco [Ari Alves de Souza].. (1942-2011) - compositor - cantor - instrumentista
:: Clara Nunes (1943-1983) - compositora - cantora
:: Jards Macalé (1943-...) - compositor - cantor - violonista - arranjador - ator 
:: Jovelina Pérola Negra (1944-1998) - compositora - cantora
:: Chico Buarque (1944-...) - compositor - cantor - escritor
:: Leci Brandão (1944-...) - compositora - cantora
:: Emílio Santiago (1946-2013) - cantor
:: Beth Carvalho (1946-...) - compositora - cantora - instrumentista
:: Neguinho da Beija-Flor (1949-...) - compositor - cantor - percussionista e pistonista
:: Amelia Rabello (1955-...) - cantora
:: Arlindo Cruz  (1958-...) - compositor - cantor - instrumentista
:: Moacyr Luz (1958-...) - compositor - cantor - violonista
:: Zeca Pagodinho (1959-...) - compositor - cantor
:: Marquinhos de Oswaldo Cruz (1961-...) - compositor - cantor
:: Mart'nália (1965-...) -  compositora - cantora -percussionista
:: Teresa Cristina (1968-...) - compositora - cantora
:: João Rabello [João Paulo Baptista Rabello de Faria].. (1981-...) - violonista
:: Marina Iris (1984-...) - compositora - cantora

Samba João Barcelos

FILMOGRAFIA SOBRE O SAMBA E SAMBISTAS
Documentário: Saravah
Sinopse: Foi no mês de fevereiro de 1969 que o diretor de cinema francês Pierre Barouh desembarcou no Rio de Janeiro disposto a registrar em película momentos de uma música que, embora conhecesse pouco, o fascinava intensamente. O olhar do estrangeiro, de coração aberto para a música brasileira, capturou imagens que durante 36 anos permaneceram desconhecidas no país. Aqueles momentos registrados viraram o documetário Saravah, resultado das sessões de filmagem de Barouh com os ancestrais Pixinguinha e João da Baiana, então octagenários, os jovens Maria Bethânia (aos 21 anos) e Paulinho da Viola, tendo Baden Powell como elo de ligação entre gerações tão distantes e fundamentais da arte brasileira. Interessado nas intervenções culturais e religiosas da presença da África no Brasil, Barouh entrevista João da Baiana que, acompanhado por Baden ao violão, sapateia e toca prato e faca, enquanto entoa "Okekerê", de sua autoria, e "Yaô", de Pixinguinha. Um momento em que a história atemporal do Brasil é materializada em imagens pelas lentes de Barouh. 
País/ano: Brasil, 1969
Duração: 91 min.
Direção: Pierre Barouh


Saravah - Dir.: Pierre Barouh


Documentário: Os avôs do samba
Sinopse: Documentário gravado em 1978 com depoimentos de Carlos Cachaça e sua esposa, Dona Menininha, Nélson Cavaquinho tocando bandolim, Adoniran Barbosa, Demônios da Garoa, Mano Décio, Cartola e Dona Zica.
Ficha Técnica
País/ano: Brasil, 1978
Duração: 23 min.


Os avôs do samba



Documentário: Partideiros 
Sinopse: Produzido em 1978, o documentário "Partideiros" reúne os grandes compositores do partido alto na década de 1970. Entre eles, Grupo Vissungo, Pandeirinho, Campolino, Casquinha, Argemiro, Osmar do Cavaco, Clementina de Jesus, Giovana, Xangô da Mangueira, Martinho da Vila, Geraldo Babão, Guará, Wilson Moreira e Aniceto. 
O roteiro de Nei Lopes, Rubem Confete e Clóvis Scarpino, que também dirige o filme ao lado de Carlos Tourinho, agrupa depoimentos de ícones desse gênero, que surgiu no início do século XX ao longo do processo de modernização do samba urbano carioca. Como há discórdia entre estudiosos para definir o que realmente seria o partido alto, o curta-metragem percorre pelas memórias dos músicos ajudando a traçar a identidade dessa vertente. Guará dança o partido, da forma como aprendeu com o pai. Bucy Moreira relembra figuras como Pixinguinha, João da Baiana e Donga tocando na casa de sua avó, Tia Ciata. Ao som de pandeiro, flauta ou instrumento improvisado, Aniceto conta que esse estilo era o mesmo que a chula, música sem letra, feita somente do solo das instrumentações.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1978
Duração: 13 min.
Direção: Carlos Tourinho e Clovis Scarpino 
Roteiro: Nei Lopes, Rubem Confete e Clóvis Scarpino


Partideiros - Dir.: Carlos Tourinho e Clovis Scarpino



Documentário: Partido alto
Sinopse: Com raízes na batucada baiana, o partido alto é uma forma livre de expressão e comunicação imediata, com versos simples e improvisados, de acordo com a inspiração de cada um. Uma forma de comunhão, reunindo sambistas em qualquer lugar e hora pelo simples prazer de se divertir.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1982
Duração: 22 min.
Direção: Leon Hirszman

Partido alto - Dir.: Leon Hirszman



Documentário: A verdadeira história do samba
Título original: Martinho da Vila - Cariocas Les Musiciens de La Ville
Sinopse: Eclats Noirs du Samba é uma série produzida pela televisão francesa que destaca a importância da influência da cultura negra na música brasileira. 
Eclats Noirs du Samba é apresentado por Grande Othelo com a participação de grandes nomes da MPB e dirigido pelo consagrado diretor francês Hubert Niogret.
Apresentação: Grande Othelo.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1987
Duração: 58 min.
Direção: Huber Niogret
Atores: Martinho da Vila (voz e Tamborim), Ivan Machado (baixo), Ovídio (percussão), Ruy Quaresma (Guitarra), Teresa Quaresma (flauta), Joel Silva (surdo) e Wanderson (cavaquinho). 
Participações Especiais: Paulo Moura, Grupo Fundo de Quintal, Nelson Sargento, Velha Guarda da Portela, Joel Rufino dos Santos e e Wilson Moreira. 
Produzido no Brasil em 1987 pela TF1 em associação com o Centre National de La Cinematographie Et Du Ministere Des Affaires Etrangeres.

A Verdadeira Historia do Samba 


Documentário: Cartola - Música para os olhos
Sinopse: A história do samba segundo um dos seus expoentes mais nobres. Utilizando linguagem fragmentada, o filme descreve um painel da formação cultural do Brasil.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2006
Duração: 85 min.
Direção e Roteiro: Lírio Ferreira e Hilton Lacerda

Cartola - Música para os olhos - Dir.: Lírio Ferreira e Hilton Lacerda



Documentário: Geraldo Pereira, o rei do samba
Sinopse: É um filme musical que retrata parte da vida e da obra do compositor, cantor, ator, malandro e sambista Geraldo Pereira. Amigo de Cartola, o juiz-forano criou o samba sincopado, que influenciaria a bossa-nova anos mais tarde. Uma de suas mais conhecidas composições é “Falsa Baiana”, gravada por Gal Costa. Outros sambas importantes de sua autoria são: “Acertei no milhar”, “Escurinha”, “Sem compromisso”, “Pisei num despacho” e “Bolinha de Papel”.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1999
Duração: 1h12 min.
Direção e roteiro: José Sette

Geraldo Pereira, o rei do samba - Dir.: José Sette



Documentário:  Heitor dos Prazeres
Sinopse: Memórias do sambista popular e pintor naif Heitor dos Prazeres em seu atelier na Cidade Nova, bairro decadente do Rio de Janeiro. No fim da vida, Heitor sobrevivia de seus sambas, seus quadros e suas recordações.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1965
Duração: 13 min.
Direção e Roteiro: Antônio Carlos da Fontoura
Narração e música: Heitor dos Prazeres
Fotografia e Câmera: Affonso Beato
Montagem: Ruy Guerra
Produção: Canto Claro

Heitor dos Prazeres - Dir.: Antônio Carlos da Fontoura


Documentário: Nelson Cavaquinho
Sinopse: Nelson em sua casa, no bar, na vizinhança, cantando e dedilhando o violão; Hirszman captou o compositor na sua rotina simples de poeta do povo. Um retrato afetivo para ser apreciado pelos fãs da música brasileira.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1969
Duração:13 min.
Direção: Leon Hirszman

Nelson Cavaquinho - Dir.: Leon Hirszman


Documentário: Noel Rosa o poeta da vila
Sinopse: A trajetória de Noel Rosa, um dos maiores compositores da história da MPB, que trocou a faculdade de Medicina pelo samba e pela boemia carioca, na década de 20, tornando-se ídolo do rádio, aos 19 anos, com o enorme sucesso alcançado com a canção Com Que Roupa. O filme acompanha não apenas a carreira musical de Noel, como também sua vida afetiva que, até morrer prematuramente de tuberculose, dividiu-se entre dois grandes amores: Lindaura, jovem operária com quem se casou, e Ceci, dançarina com quem manteve um caso tempestuoso.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2006
Duração: 100 min.
Direção: Ricardo Van Steen
Roteiro: Pedro Vicente
Elenco: Camila Pitanga, Flavio Bauraqui, Jonathan Haagensen, Paulo César Peréio, Rafael Raposo, Roberta Rodrigues, Supla
Produção: Paulo Dantas
Fotografia: Paulo Vainer
Trilha Sonora: Arto Lindsay
Classificação indicativa: 14 anos

Documentário: Noel Rosa - o poeta da vila


Documentário: Noitada de samba
Sinopse: As noitadas de samba do Teatro Opinião realizadas no final dos anos 70, frequentadas por Cartola, Nelson Cavaquinho, Clementina de Jesus, entre outros, são lembradas neste documentário. Projeto de Jorge Coutinho e Leonides Bayer, os shows tinham a intenção de levar para a Zona Sul os sambistas dos morros e subúrbios cariocas.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1977 
Duração: 19 min. 
Direção: Carlos Tourinho e Clóvis Scarpino



Documentário: É Candeia  
Sinopse: Antônio Candeia Filho deixou uma obra considerável ao morrer em 1978, com apenas 43 anos. Este documentário mostra os ensaios da peça É samba na veia, é Candeia, que homenageia o sofisticado compositor e letrista de coração portelense, que sempre defendeu a cultura afro-brasileira.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2010
Duração: 79 min. 
Direção: Márcia Watzl


Documentário: O samba mandou me chamar
Sinopse: O dia em que Macunaíma e Gilberto Freyre visitaram o terreiro da Tia Ciata, mudando o rumo da nossa história.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1998
Duração: 20 min.

Direção: Sérgio Zeigler e Vitor Ângelo


Documentário: Coruja
Sinopse: O sambista Bezerra da Silva cantava a dura realidade do morro e prestigiava compositores anônimos, que transformavam o dia a dia nas favelas em crônicas bem humoradas na voz de Bezerra.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2001
Duração: 15 min. 
Direção: Márcia Derraik e Simplício Neto
:: Disponível no link. (acessado em 22.2.2015).


Documentário: Onde a coruja dorme
Sinopse: O cantor Bezerra da Silva tornou-se uma estrela nacional nos anos 80 durante a chamada “explosão do pagode”. Classificado inicialmente pela crítica como sambandido, sua música encantou o público brasileiro com crônicas cáusticas e extremamente bem humoradas sobre o cotidiano das favelas cariocas e da Baixada Fluminense. Poucos sabem o segredo do sucesso de Bezerra da Silva: sua equipe de compositores – pedreiros, trocadores de ônibus, carteiros, técnicos de refrigeração e biscateiros em geral. Sambistas genuínos escolhidos a dedo por Bezerra. Trabalhadores anônimos que cantam como ninguém o universo da malandragem carioca.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2012
Duração: 1h12min.
Direção: Simplício Neto, Márcia Derraik
Produção executiva: Rodrigo Letier, Roberto Berliner e Marcia Derraik 
Coordenação de produção: Lorena Bondarovsky
Direção de fotografia: Mauro Pinheiro Jr. ABC
Som: Pedro Moreira / Luis Eduardo "Boom" 
Edição: Leonardo Domingues
Edição de som e mixagem: Denilson Campos
Produção: TvZERO e Antenna
Co-produção: Teleimage
Site do filme: Onde a coruja dorme
:: Disponível no link. (acessado em 22.2.2015).

Documentário: Jackson do Pandeiro, uma identidade nacional
Sinopse: Depoimentos de artistas, amigos, parentes e estudiosos, além de imagens e falas do próprio Jackson, o Rei do Ritmo, referência da música nordestina que influenciou vários artistas e movimentos da música brasileira.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2008
Duração: 15 min.
Direção: Érico Sátyro e Gilson Renato


Documentário: Tira os óculos e recolhe o homem
Sinopse: Gibi cinematográfico: filme de breque baseado em fatos reais, duplamente protagonizado por Jards Macalé, simultaneamente interpretando a si mesmo e incorporando o mitológico Kid Morengueira.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2008
Duração: 20 min.
Direção: André Luiz Sampaio



Samba, Augusto Rodrigues, 1942

BIBLIOGRAFIA SOBRE O SAMBA
ABIB, Pedro Rodolpho Jungers. Samba e Marginalidade no Brasil e suas semelhanças com o Fado de Lisboa. Brazilian Cultural Studies, v. 2, p. 106-126, 2013.
ABIB, Pedro Rodolpho Jungers. Cultura popular, educação e lazer: uma abordagem sobre a capoeira e o samba. Práxis Educativa, v. 1, p. 59-67, 2006.
ABREU, Marta. O império do divino: festas religiosas e cultura popular no Rio de Janeiro 1830-1900. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; FAPESP, 1999, 406p. 
ACUIO, Joana Lopes. Wilson Batista: relações na cidade e jeitos de fazer samba. (Dissertação Mestrado em História). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2009.
Roda de Samba, Norbim, 1992
ADAMOWSKI, Fernanda. Adoniran Barbosa, entre malocas e "adifícios": uma proposta de análise de Viaduto Santa Efigênia (1978).. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Paraná, UFPR, 2013.
ADAMOWSKI, Fernanda. Adoniran Barbosa e o Samba na Cidade de São Paulo. In: 2º Congresso Nacional do Samba, 2012, Rio de Janeiro. Anais / 2. Congresso Nacional do Samba: 50 anos da Carta e do Dia Nacional do Samba, de 1 a 2 de dezembro. Rio de Janeiro: Unirio. p. 385-392.
AGUIAR, Maria Lívia de Sá Roriz. Homens Memória: A Velha Guarda e a guarda das tradições do samba carioca do Rio de Janeiro. (Dissertação Mestrado em Psicologia Social). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2013.
AGUIAR, Maria Lívia de Sá Roriz. Memória do samba carioca: geografias simbólicas e terrritorialidades da memória. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - INTERCOM 2011, 2011, Recife. Anais do XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. São Paulo: Intercom, 2011. v. 1. p. 1-15.
AGUIAR, Maria Lívia de Sá Roriz. Memória, Comunicação e Samba: partilhas de um mundo em comum. Dito Efeito, v. 5, p. 1-13, 2013.
AGUIAR, Maria Lívia de Sá Roriz; ANDRADE, Regina; NOGUEIRA, N.. Vozes do Samba: memória e identidade dos sambistas cariocas. Samba em Revista - Revista do Centro Cultural Cartola, v. 5, p. 7-12, 2013.
AGUIAR, Maria Lívia de Sá Roriz; ANDRADE, Regina. Homens memórias: A Velha Guarda e a guarda das tradições do samba carioca. In: XVI Encontro Nacional de Psicologia Social da ABRAPSO, 2011, Recife. Anais do XVI Encontro Nacional de Psicologia Social da ABRAPSO. Recife: UFPE, 2011. v. 1. p. 1-15.
ALBIN, Ricardo Cravo (editor). As vozes desassombradas do Museu. Pixinguinha, João da Baiana e Donga. Rio de Janeiro: Museu da Imagem e do Som, 1970.
ALENCAR, Edigar de. Nosso Sinhô do samba. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 1968.
ALMEIDA, Álea Santos de. A patrimonialização do imaterial: um estudo de caso do samba carioca. (Dissertação Mestrado em Museologia e Patrimônio). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2013.
ALMEIDA, Álea Santos de; MIRANDA, M. L. C.. A Revitalização das Matrizes do Samba e Atualidades das Teorias da Conservação do Século XIX. Anais IV Semana de Museus na Unifal, v. 1, p. 1-13, 2012.
ALMEIDA, Álea Santos de; MIRANDA, M. L. C.. A patrimonialização do imaterial: um estudo de caso do samba carioca. Anais do XIII Encontro Nacional de pesquisa em Ciência da Informação. 1ª ed., Rio de Janeiro: , 2012, v. 1, p. 1-7.
ALMEIDA, Álea Santos de; MIRANDA, M. L. C.. Políticas de preservação, lógica industrial e as matrizes do samba no Rio de Janeiro. In: Lia Calabre; Mauricio Siqueira; Adélia Zimbrão. (Org.). Políticas de preservação, lógica industrial e as matrizes do samba no Rio de Janeiro. 1ª ed., Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 2012, v. 1, p. 1-12.
ALMEIDA, Lenildo Gomes de. Redes de saberes nas rodas de samba. (Dissertação Mestrado em Educação). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2002.
ALMIRANTE. No tempo de Noel Rosa. 2ª ed., Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1977.
ANDREWS, George, Reid. Negros e brancos em São Paulo (1888-1988). [traduzido por Magda Lopes]. Bauru (SP): Edusc, 1998.
ALVARENGA, Camillo César da Silva. Etnografia do samba de roda: a roda vista de dentro, patrimônio imaterial, atualidades e registros. III EBECULT - Encontro Baiano de Estudos em Cultura. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
ALVARENGA, Oneida. História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Globo, 1950.
ALVES, Arivaldo de Lima. A Experiência do Samba na Bahia: Práticas corporais, raça e masculinidade. (Tese Doutorado em Antropologia Social). Universidade de Brasília, UNB, 2003.
ALVES, Arivaldo de Lima. Do samba carioca urbano e industrial ao samba nacional e mestiço. ArtCultura (UFU), v. 15, p. 121-138, 2013.
ALVES, Arivaldo de Lima. O samba que não é carioca nem baiano. Interseções: Revista de Estudos Interdisciplinares, Rio de Janeiro, Ano 2, p. 65-84, 2000.
ALVES, Diego Ramiro Araoz. Entregue o samba a seus donos: imagens e significados de Bahia no Rio de Janeiro da belle époque. (Dissertação Mestrado em Sociologia e Antropologia). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2006.
ALVES, Guilherme Velloso. A batucada dos nossos tantãs: o samba como possibilidade de vivência do lazer. Licere (Belo Horizonte), v. 10, p. 3, 2007.
ALVES, Guilherme Velloso. Um pedaço do Brasil: as rodas de samba como espaços de lazer - o Quintal do Divina Luz. (Dissertação Mestrado em Lazer). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2010.
ALVES, Henrique  Losinskas.  Sua  Excelência  – o  SambaSão Paulo: Palma, 1968; São Paulo: Editora Símbolo, 2ª  ed., 1976. 
ALVITO, Marcos. Histórias do Samba – de João da Baiana a Zeca Pagodinho. Rio de Janeiro: Matrix, 2013.
ALVITO, Marcos. Professor samba. Revista de História, 01 de outubro de 2013. Disponível no link. (acessado em 16.2.2015).
Samba de roda, (...)
AMARAL, Luiza Real de Andrade. Eu sou o samba: representações do gênero musical como ferramenta da construção da identidade nacional. (Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2009.
AMARAL, Luiza Real de Andrade. As novas tradições do samba (resenha). Logos, v. 14, p. 147-148, 2007.
AMARAL, Luiza Real de Andrade. Se eu perder este trem: um estudo sobre as percepções da linha férrea carioca e do bairro de Oswaldo Cruz através do samba. In: XXXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2008, Natal (RN). Anais XXXI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2008.
AMORIM, Rosania Maria Sacramento de. A aquisição de conhecimento necessário à construção de identidade étnico-racial através da leitura: uma contribuição possível. (Dissertação Mestrado em Ciências da Educação). Universidade da Madeira, UMA, Portugal, 2011.
AMOROSO, Daniela Maria. Levanta Mulher e Corre a Roda: dança, estética e diversidade no samba de roda de São Félix e Cachoeira. (Tese Doutorado em Artes Cênicas). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2009. 
AMOROSO, Daniela Maria.  O corpo no samba de roda: questões de dança e etnocenologia. In: Rengel, Lenira; Thrall, Karin.. (Org.). Corpo em Cena. 1ª ed., São Paulo: ANADARCO, 2014, v. 8, p. 34-52.
AMOROSO, Daniela Maria. Etnocenologia: conceitos e métodos a partir de um estudo sobre o samba de roda do Recôncavo Baiano. Memória Abrace Digital, v. 1, p. 1-6, 2010.
AMOROSO, Daniela Maria; SOUZA,Eduardo Conegundes. Samba de roda: uma matriz estética brasileira. In: Souza, Eduardo Conegundes. (Org.). De experiências e aprendizados: educação não formal, música e cultura popular. 1ª ed., Sao Carlos: UFSCar, 2013, v. , p. 33-.
AMOROSO, Daniela Maria; VOSS, R. R.. Danças Tradicionais na Universidade Brasileira: a Dança pensada através do corpo popular. In: IV Engrupe Dança, 2013, Recife. EngrupeDança, Número 4: Interculturalidade e Diásporas. São Paulo: EngrupeDança, 2013. v. 4. p. 52-62.
AMOROSO, Daniela Maria; DOUXAMI, C.. Samba de Roda: une matrice esthétique brèsilienne. In: Douxami, Christine.. (Org.). Théâtres politiques (en) mouvement(s). Collection 'Les cahiers de la MSHE Ledoux'. Série Normes, pratiques et savoirs.. 1ª ed., FRANCHE-CONTE: PRESSES UNIVERSITAIRES FRANCHE-CONTE, 2011, v. 16, p. 237-247.
ANDRADE, Mário de. Aspectos da música Brasileira. São Paulo: Martins, 1975.~
ANDRADE, Mário de. Música do Brasil. Curitiba: Editora Guaira Ltda, 1941.
ANDRADE, Mário de. Ensaio Sobre a música Brasileira. São Paulo: Martins, 1962.
ANDRADE, Mário de. Música de Feitiçaria no Brasil. Belo Horizonte: Itatiaia, 1984.
ANDRADE, Mário de. Música, Doce Música. São Paulo: Martins/MEC, 1976.
ANDRADE, Mário de. O Banquete. São Paulo: Duas Cidades, 1989. 
ANDRADE, Mário de. O Samba Rural Paulista. São Paulo: Departamento Municipal de Cultura, 1937.
ANDREATO, Elifas e SOUZA, Tarik de. Rostos e gostos da música popular brasileira. Porto Alegre: L&PM, 1979.
APPIAH, Kuame Anthony. Na casa de meu pai: a África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto. 1997.
ARAKAKI, Ricardo Augusto. Pregação na Terra do Samba e do Futebol - Uma análise sócio-religiosa da prédica protestante de missão e a identidade brasileira. (Dissertação Mestrado em Ciências da Religião). Universidade Metodista de São Paulo, UMESP, 2012.
ARAÚJO, Hiram; JÓRIO, Amaury. O homem de um braço só. Rio de Janeiro: Guavira, 1975.
ARAUJO JUNIOR, Samuel Mello. Diálogos entre a acústica musical e a etnomusicologia; um estudo de caso de estilos vocais no samba carioca.. Per Musi (UFMG), Belo Horizonte, v. 7, p. 52-67, 2003.
ARAUJO JUNIOR, Samuel Mello. Acoustic labor in the timing of everyday life: A critical contribution to the history of samba in Rio de Janeiro. (Tese Doutorado em Etnomusicologia). Universidade de Illinois, EUA, 1992.
ARREAZA, Dionisio David Marquez. A vigência de Noel Rosa como mediador cultural na transformação do samba novo nos anos 1930. Revista Garrafa (PPGL/UFRJ), v. 29, p. S/N, 2013.
AQUINO, Rubim Santos Leão de; ALVARENGA, Jacques Moreira de; FRANCO, Denise de Azevedo; LOPES, Oscar Guilherme Pahl Campos. A história das sociedades – das sociedades modernas às sociedades atuais. Rio de Janeiro: Editora Ao Livro Técnico S.A. 1980.
AQUINO, Thiago Ferreira de. Luciano Perrone: Batucada, Identidade, Mediação. (Tese Doutorado em Música). Universidade de São Paulo, USP, 2014.
AQUINO, Thiago Ferreira de. Representações da bateria em revistas de música no brasil: processos de construção da autoridade. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2009.
AUGUSTO, Alexandre. Moreira da Silva: o último dos malandros. Rio de Janeiro: Record, 1996.
AUGUSTO, Sérgio. Este mundo é um pandeiro. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.
AZEVEDO, Amailton Magno. A memória musical de Geraldo Filme: os sambas e as micro-áfricas em São Paulo. (Tese Doutorado em História). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2006. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
AZEVEDO, Amailton Magno. Os sambas e as áfricas em São Paulo na voz de Geraldo Filme. Revista Histórica, edição nº 40 de fevereiro de 2010. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
AZEVEDO, Amailton Magno. São Paulo Negra: Geraldo Filme e a cartografia do samba paulista. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) - ABPN, v. 6, p. 313-328, 2014.
AZEVEDO, Amailton Magno. Sambas, orixás e arranha-céus. Cadernos de Pesquisa do CDHIS (Online), v. 25, p. 47-67, 2012.
BAPTISTA, Rachel Rua.. Tem orixá no samba: Clara Nunes e a presença do candomblé e da umbanda na música popular brasileira". (Dissertação Mestrado em Ciência Social - Antropologia Social). Universidade de São Paulo, USP, 2005.
BAPTISTA, Rachel Rua.. Tem orixá no samba: Clara Nunes e a presença do candomblé e da umbanda na música popular brasileira. Religião & Sociedade, v. 27, p. 85-113, 2007.
Samba, de Heitor dos Prazeres
BARATA, Denise. O Partido Alto na Paisagem Sonora do Rio de Janeiro. (Tese Doutorado em Comunicação e Semiótica). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2004.
BARATA, Denise. Samba e Partido Alto: as curimbas do Rio de Janeiro. 1ª ed., Rio de Janeiro: EDUERJ/FAPERJ, 2012. v. 1. 171p.
BARBOSA, Flávio de Aguiar. Palavra de bamba: estudo léxico-discursivo de pioneiros do samba urbano carioca. (Tese Doutorado em Letras - língua portuguesa). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2009.
BARBOSA, Flávio de Aguiar. A intertextualidade nos sambas da Polêmica entre Wilson Batista e Noel Rosa. Cadernos do CNLF (CiFEFil), v. 6, p. 1-10, 2007.
A delimitação de unidades lexicais complexas em um corpus do samba carioca. Cadernos do CNLF (CiFEFil), v. XI, p. 11-22, 2008.
BARBOSA, Flávio de Aguiar. O léxico da letra de samba: um estudo baseado em corpus. In: Sandra Bernardo; Marina R. A. Augusto; Zinda Vasconcellos. (Org.). Linguagem: Teoria, Análise e Aplicações. Rio de Janeiro: , 2011, v. 6, p. -.
BARBOSA, Flávio de Aguiar. Um corpus do samba carioca para estudos lexicográficos e discursivos. In: Tony Berber Sardinha; Tania Shepherd; Marcia Veirano Pinto. (Org.). Caminhos da linguística de corpus. São Paulo: Mercado das Letras, 2010, v. , p. 74-96.
BARBOSA, Juliana dos Santos. Nelson Sargento e a cultura do samba: aspectos da criação artística. (Tese Doutorado em Estudos da Linguagem). Universidade Estadual de Londrina, UEL, 2013.
BARBOSA, Juliana dos Santos. Estilística: aspectos históricos e análise da música Sambista Perfeito. In: XV Congresso Nacional de Linguística e Filologia, 2011, Rio de Janeiro. Anais do XV CNL, 2011. v. XV.
BARBOSA, Juliana dos Santos. Padeirinho da Mangueira: a estética da linguagem do morro. Cadernos do CNLF, Vol. XIV, Nº 4, t. 4.. Disponível no link. (acessado em 7.2.2015).
BARBOSA, Juliana dos Santos. Nelson Sargento e as Redes Criativas do Samba. 1ª ed., Curitiba: Appris, 2014. 190p.
BARBOSA, Juliana dos Santos. Neologismos na obra Kizombas Andanças e Festanças de Martinho da Vila. In: José Pereira da Silva. (Org.). Neologia e Neologismos no Brasil - Século XXI. 1ª ed., Curitiba: Prismas, 2012, v. , p. 289-301.
BARBOSA, Levy Castelo Brandão. As dinâmicas socioculturais do samba em Alagoas. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade Federal de Alagoas, UFAL, 2013.
BARBOSA, Orestes. O samba. Suas histórias, seus poetas, seus músicos e seus cantores. 2ª ed., Rio de Janeiro: Funarte, 1978. 125p. Disponível no link. (acessado em 6.2.2015).
BARCELOS, Tânia Maria. Re-quebros da subjetividade e o poder transformador do samba. (Tese Doutorado em Psicologia). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2006.
BARCELOS, Tânia Maria. Com que roupa eu vou pro samba?. (Dissertação Mestrado em Psicologia). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 1999.
BARCELOS, Tânia Maria. Subjetividade e Samba: a dor pede passagem.. Psicologia em Revista (Online), v. 16, p. 17-27, 2010.
BARCELOS, Tânia Maria. Subjetividade e Samba: na roda com Paulinho da Viola. Fractal: Revista de Psicologia, v. 21, p. 57-68, 2009.
BARSALINI, Leandro. As sínteses de Edison Machado: um estudo sobre o desenvolvimento de padrões de samba na bateria. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2009.
BARSALINI, Leandro. Modos de execução da bateria no samba. (Tese Doutorado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2014.
BARSALINI, Leandro. A inserção da bateria na música popular brasileira: aspectos musicais e representações estéticas. ArtCultura (UFU), v. 14, p. 33-46, 2012.
BASTIDE, Roger. As religiões africanas no Brasil: contribuição a uma sociologia das interpretações de civilizações. [tradução Maria Eloísa Capellato e Olívia Krahenbuhl]. São Paulo: Pioneira, 1971.
BEVILÁQUA, Adriana Magalhães (et. al.). Clementina, cadê você?. Rio de Janeiro: LBA/FUNARTE, 1988.
BENZECRY, Lena. Das rodas de samba às redes do samba: mediações e parcerias que promoveram o gênero à sociedade de consumo. (Dissertação Mestrado em Memória Social). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2008.
BENZECRY, Lena. Netnografando o samba de raiz': o que dizem podcasters que pretendem divulgar este gênero musical mundo afora?. In: XXXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2012, Fortaleza. Anais do ... Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2012.
BICCA JUNIOR, Ramiro Lopes. São coisas nossas: tradição e modernidade em Noel Rosa. (Tese Doutorado em História). Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, 2009.
Samba jazz (desenho esboço), Martha Pires Ferreira
BICCA JUNIOR, Ramiro Lopes. Coisas nossas: a sociedade brasileira nos sambas de Noel Rosa. (Dissertação Mestrado em Teoria da Literatura). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, 2001.
BICCA JUNIOR, Ramiro Lopes. Noel Rosa: na fronteira entre o morro e a cidade.. Fênix (UFU. Online), v. 8, p. 1-4, 2012.
BICCA JUNIOR, Ramiro Lopes. Filosofia no samba: uma proposta de análise sociocultural. Revista Língua & Literatura, v. 8, p. 93-104, 2006.
BICCA JUNIOR, Ramiro Lopes. Brasil no samba de Noel Rosa. Porto & Vírgula, Porto Alegre, v. 1, n.47, p. 20-22, 2002.
BLANC, Aldir; SUKMAN, Hugo; VIANNA, Luiz Fernando. Heranças do samba. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2004.
BOLÃO, Oscar. Batuque é um privilégio: a percussão na música do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Lumiar, 2003. 161p.
BORGESBeatriz. Samba-canção: fratura e paixão. Rio de Janeiro: Editora Codecri, 1982. 163p.
BRAIA, Ana. Memórias do Seu Nenê da Vila Matilde. São Paulo: Lemos Editorial, 2000.
BRITTO, Ieda Marques. Samba na cidade de São Paulo (1900-1930): um exercício de resistência cultural. São Paulo: FFLCH-USP, 1986. 120p.
CABRAL, Sergio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar Editora, 1993.
CABRAL, Sérgio. No tempo de Almirante: uma história do rádio e da MPB. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1990.
CABRAL, Sérgio. ABC de Sérgio Cabral. Rio de Janeiro: Codecri, 1979.
CABRAL, Sérgio. Elisete Cardoso: uma vida. Rio de Janeiro: Lumiar, 1994.
CABRAL, Sergio. Pixinguinha, Vida e Obra. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1978.
CAETANO, Altair. O samba no ensino da geografia: reflexões para a implementação da lei nº 10639/03 na perspectiva do multiculturalismo. (Dissertação Mestrado em Educação). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2012.
CAETANO, Altair. O samba nas aulas de geografia: o que pensam os professores?. Élisée - Revista de Geografia da UEG, v. 3, p. 135-156, 2014.
CAETANO, Altair. A cultura do samba na prática educativa da geografia: uma proposta para implementação da lei nº 10639/03. Revista FIDES, v. 03, p. 112-130, 2012.
CAFFÉ, Miécio. As cantoras do rádio: 50 anos de som e imagem da MPB. São Paulo: Museu da imagem e do Som, 1992.
CAIADO, Nelson Fernando. Samba, Música Instrumental e o Violão de Baden Powell. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2001.
CAIADO, Nelson Fernando. Bossa-nova, violão, samba e música instrumental. Revista eletrônica Aboré, v. 1, p. 1-15, 2005.
Samba - João Candido da Silva
CAIADO, Nelson Fernando. Samba, música instrumental e o violão de Baden Powell. In: 3 Colóquio de Pesquisa da Pós-Graduação (Escola de Música - UFRJ), 2002, Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2002. p. 68-75.
CAIADO, Nelson Fernando. O Samba e a Dinâmica Social Brasileira. In: 2 Colóquio de Pesquisa, 2000, Rio de Janeiro. O Sa
mba e a Dinâmica Social Brasileira. Rio de Janeiro: UFRJ, 2000. p. 80-85.
CALDEIRA NETO, Jorge dos Santos. Voz macia: o samba como padrão de música popular brasileira: 1917/1939. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade de São Paulo, USP, 1989.
CALDEIRA NETO, Jorge dos Santos. Noel Rosa: de costas para o mar. São Paulo: Brasiliense, 1984.
CAMPOS, Alice Duarte Silva de (et. al.). Um certo Geraldo Pereira. Rio de Janeiro: FUNARTE; Instituto Nacional de Música, 1983. 245p.
CAMPOS, Conceição. A letra brasileira de Paulo César Pinheiro: uma jornada musical. Rio de Janeiro: Editora Casa da Palavra, 2009.
CAMPOS JR., Celso de. Adoniran: Uma biografia. São Paulo: Globo, 2004.
CÂNDIDO, Rita de Cassia. Ninguém aprende samba no colégio? Música na escola, um diálogo entre culturas. (Dissertação Mestrado em Educação: Conhecimento e inclusão social). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2013.
CÂNDIDO, Rita de Cassia. Música na escola: um diálogo entre culturas. In: II Simpósio Brasileiro de Pós Graduandos em Música - SIMPOM, 2012, Rio de Janeiro. O contexto brasileiro e a pesquisa em música, 2012.
CARDOSO, Marcos Antonio; SANTOS, Elzelina Doris dos; FERREIRA, Edneia Lopes. Contando-Cantando a Historia do Samba. 3ª ed., Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003. v. 5000. 80p.
CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.
CARMO, Raiana Alves Maciel Leal do.. A política federal de salvaguarda do patrimônio imaterial e os seus impactos no samba de roda do Recôncavo Baiano. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2009.
CARMO, Raiana Alves Maciel Leal do.. Samba de roda do Reconcâvo Baiano: Obra Prima do Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade. ICTUS, v. 13, p. 1, 2014. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
CARNEIRO, Édison. A sabedoria popular. Rio de Janeiro: INL/MEC, 1957.
CARNEIRO, Édison. Samba de umbigada. Rio de Janeiro: Campanha de Defesa do Folclore, 1961.
CARNEIRO, Édison. Folguedos tradicionais. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1982.
CARVALHO, André. Tia Ciata e as tias baianas... Uma história da Pequena África carioca. in: Nota de Rodapé, 27 de março de 2013. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
CARVALHO, Delgado de. Chorografia do Distrito Federal. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1926.
CARVALHO, Hermínio Bello de. Mudando de conversa. São Paulo: Martins Fontes, 1986.
CARVALHO, José Alexandre Leme Lopes. O ensino do ritmo na música popular brasileira: proposta de uma metodologia mestiça para uma música mestiça. (Tese Doutorado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2012.
CARVALHO, José Alexandre Leme Lopes. Os Alicerces da Folia: a linha de baixo na passagem do maxixe para o samba. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2006.
CARVALHO, José Jorge. Um panorama da música afro-brasileira. parte I: Dos gêneros tradicionais aos primórdios do Samba. [Série Antropologia, n° 275]. Brasília: Depto. de Antropologia, 2000.
CARVALHO, Luiz Fernando Medeiros. Ismael Silva: samba e resistência. Rio de Janeiro: José Olympio, 1980.
CASTRO, Maurício Barros de. Zicartola - Memória de uma Casa de Samba. (Dissertação Mestrado em Memória Social). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2002.
CASTRO, Maurício Barros de. Memória do Projeto Kalunga: música popular e construção de identidades entre Rio de Janeiro e Luanda (1975-1980). In: Sergio Figueiredo Ferretti. (Org.). Museus afrodigitais e política patrimonial. 1ed.São Luiz: EDUFMA, 2012, v. 1, p. 63-92.
Umbigada, Johann Moritz Rugendas, 1835
CASTRO, Maurício Barros de. Zicartola: política e samba na casa de Cartola e Dona Zica. 2ª ed., Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2013. v. 1. 144p.
CASTRO, Maurício Barros de. Do samba ao semba: travessias atlânticas entre Brasil e Angola. In: Maria Alice Rezende Gonçalves ; Ana Paula Alves Ribeiro. (Org.). História e Culturas Afro- brasileira e Africana na Escola. 1ed.Rio de Janeiro: Outras Letras, 2012, v. 1, p. 35-49.
CASTRO, Ruy. Carmen: uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.
CASTRO, Ruy. Chega de saudade. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
CASTRO, Ruy. Ela é carioca. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.
CLARK, Haley Helena. O Grupo da Baixa de Quintas: uma visão do samba urbano em Salvador. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2007.
CAVENAGHI, Airton José. Saudosa maloca e o patrimônio cultural imaterial constituído por Adoniran Barbosa. Anais do XX Encontro Regional de História: História e Liberdade. ANPUH/SP – UNESP, Franca, 6 a 10 de setembro de 2010. Disponível no link. (acessado 13.2.2015).
CAZES, Henrique. Suíte gargalhadas - cento e tantas histórias engraçadas sobre música e músicos. Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.
CAZES, Henrique. Monarco: Voz e Memória do Samba. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.
CAYMMI, Stella Teresa Aponte. 'O Que é Que a Baiana Tem?' - Dorival Caymmi na Era do Rádio. (Tese Doutorado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, 2010.
CAYMMI, Stella Teresa Aponte. O Portador Inesperado - A obra de Dorival Caymmi (1938-1958).. (Dissertação Mestrado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, 2006.
CAYMMI, Stella Teresa Aponte. 'O que é que a baiana tem?' - Dorival Caymmi na 'Era do Rádio'. 1ª ed., Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013. v. 1. 292p.
CAYMMI, Stella Teresa Aponte. Dorival Caymmi - O mar e o tempo. São Paulo: Editora 34, 1ª ed., 2001. v. 1. 648p.; 2ª ed., 2014.
CAYMMI, Stella Teresa Aponte. A parceria musical de Dorival Caymmi e Jorge Amado na adaptação teatral de Terras do Sem Fim. In: Fundação Casa de Jorge Amado, Faculdades Jorge Amado e Academia de Letras da Bahia. (Org.). Colóquio Jorge Amado - 70 anos de Mar Morto. Salvador: Casa de Palavras, 2008, v. , p. 77-94.
CAYMMI, Stella Teresa Aponte; DINIZ, J.C.V.; VELOSO, C. T.; RIBEIRO, J. U.. Um moço chamado Caymmi/A young man named Caymmi. In: Diniz, Júlio; Faria, Heloisa Weinschenck de.. (Org.). Dorival Caymmi: Acontece que ele é baiano/He happens to be from Bahia. 1ed.Rio de Janeiro: 19 Design e Editora, 2013, v. , p. 18-72.
CERBONCINI-FERNANDES, Dmitri. Adoniran Barbosa e as metamorfoses do samba de São Paulo. ArtCultura, Uberlândia, v. 11, n. 18, p. 207-226, jan.-jun. 2009. Disponível no link. (acessado 13.02.2015). 
CHALHOUB, Sidney. Trabalho, lar e botequim. São Paulo: Brasiliense, 1986. 
COARACY, Vivaldo. Memórias da cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Livraria José Olímpio Editora, 1955. 
COLANGELO, Antonio. Samba-jazz: Uma viagem transcultural nos interstícios da música contemporânea. (Dissertação Mestrado em Psicologia). Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2014.
CONFORTE, André Nemi. As metalinguagens do Samba. (Dissertação Mestrado em Letras). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2006.
CONFORTE, André Nemi. O interdiscurso no samba. Cadernos do CNLF (CiFEFil), v. XI, p. 126-137, 2008.
CONFORTE, André Nemi; VARGENS, J. B. M.. Martinho da Vila: tradição e renovação. 1ª ed., Rio Bonito: Almádena, 2011. v. 1. 208p.
CONTIER, Arnaldo Daraya. Melodia e Sintonia em Lupicínio Rodrigues. 1ª ed., Rio de Janeiro: BERTRAND DO BRASIL, 1997. 110p.
CONTIER, Arnaldo Daraya; SILVA, Antonio Luiz; SANTOS, Ione Cordeiro dos; TIAGO, Marcelo Campos. Do morro do samba ao samba do morro. Contribuições para uma história cultural da samba (1910-1940). Cadernos de Pós-graduação em Educação, Arte e História da Cultura (São Paulo), São Paulo, v. 3, 2003. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
COSTA, Flavio Moreira da. Nelson Cavaquinho: Enxugue os olhos e me dê um abraço. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2000.
COSTA, Haroldo. Na cadência do samba. Rio de Janeiro: Novas Direções, 2000.
COSTA, Michel de Lucena. Orfeu negro: ressignificação do mito a partir da carnavalização do trágico. (Mestrado em Letras). Universidade Federal da Paraíba, UFPB, 2014.
COSTA, Michel de Lucena. Orfeu da Conceição em Perspectiva semiótica. In: II Encontro Nacional e I Internacional de Linguística e Literatura: 'O Canto da Palavra', 2013, Garanhuns, PE. O Canto da Palavra - II Encontro Nacional e I Internacional de Linguística e Literatura. Garanhuns - PE: UPE - Universidade de Pernambuco, 2013. v. 1. p. 694-706.
COSTA, Michel de Lucena. O samba e o sagrado. In: Encontro Nacional da Associação Brasileira de Etnomusicologia, 2013, João Pessoa - PB. Anais do VI Encontro Nacional da Associação Brasileira de Etnomusicologia, 2013. v. 1. p. 408-416.
COUTINHO, Eduardo Granja. Velhas histórias, memórias futuras: o sentido da tradição na obra de Paulinho da Viola. Rio de Janeiro: Editora UERJ, 2002.
COUTO, Caroline Peres. E o samba serpenteia pelas ruas da Mauá: a cidade do Rio de Janeiro e os cariocas da roda de samba dos escravos da Mauá. (Monografia Graduação em Ciências Sociais). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2009.
Roda de samba, ilustração João Teófilo
CRUZ, Alessandra Carvalho da. O Samba na Roda: samba e cultura popular em Salvador 1937-1954. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2006.
CRUZ, Quercia de Oliveira. Ecos de Viola no Samba de Tamborete: Jabutinagens às Margens do São Francisco. (Dissertação Mestrado em Crítica Cultural). Universidade do Estado da Bahia, UNEB, 2013.
CRUZ, Quercia de Oliveira. Ecos de Viola no Samba de Tamborete. Pontos de Interrogação: Revista de Crítica Cultural, v. 3, p. 123-146, 2013.
CRUZ, Quercia de Oliveira. Entre Discursos A Construção do Samba de Véio da Ilha do Massangano-PE. Boitatá, v. II, p. 372, 2012.
CRUZ, Quercia de Oliveira. Para dentro e para fora: o samba e o samba de véio da Ilha do Massangano de Petrolina - PE. Historien (Petrolina), v. I, p. 10-24, 2010.
CRUZ, Quercia de Oliveira. Cultura Popular, Identidades e Representações Étnicas no Vale do São Francisco ou Fluxos Culturais, Singularizações e Representação Raciais na Ilha do Massangano.. In: Harley Abrantes Moreira. (Org.). Africanidades: Repensando identidades, discursos e ensino de História da África. 1ª ed., Olinda: Livro Rápido, 2012, v. 1, p. 1-146.
CUNHA, Fabiana Lopes da. Da marginalidade ao estrelato: o samba na construção da nacionalidade (1917-1945). São Paulo: Annablume, 2004.
CUNHA, Helio Alexandrino Pacheco. Linguagem e interpretação do samba: aspectos rítmicos, fraseológicos e interpretativos do samba carioca aplicados em estudos e peças de caixa clara. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2014.
DA MATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.
DA MATTA, Roberto. Ensaios de antropologia estrutural. Petrópolis: Vozes, 1977. 
DAMIÃO, Reinaldo Pereira. Música popular nos anos 1970-1980: um estudo sobre o samba, o contexto e a obra de Martinho da Vila. (Dissertação Mestrado em Ciências Sociais). Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, 2013.
DIAS, Fernanda de Freitas. Na Batida do Bumbo: um estudo etnográfico do samba na cidade de Pirapora do Bom Jesus - SP. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, 2008.
DIAS, Fernanda de Freitas. Da Proibição ao Resgate: a cidade de Pirapora do Bom Jesus e os sambas de bumbo paulistas. Histórica (São Paulo. Online), v. 40, p. 1-9, 2010.
DINIZ, André. Almanaque do samba: a história do samba, o que ouvir, o que ler, onde curtir. 2ª ed., Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006. 309p.
DINIZ, André; LINS, Juliana. Pixinguinha. [Coleção Mestres da Música]. São Paulo: Moderna, 2003. v. 1. 40p.
DINIZ, André; LINS, Juliana. Adoniran Barbosa. [Coleção Mestres da Música]. São Paulo: Editora Moderna, 2004. v. 1. 40p.
Samba, alegria e urbanismo, ilustração Ariane Krelling
DINIZ, André; LINS, Juliana. Paulinho da Viola. [Coleção Mestres da Música]. São Paulo: Editora Moderna, 2006. v. 1. 40p.
DINIZ, André; LINS, Juliana. Braguinha. [Coleção Mestres da Música]. São Paulo: Editora Moderna, 2007. v. 1. 40p.
DINIZ, André; LINS, Juliana. Noel Rosa. [Coleção Mestres da Música]. São Paulo: Editora Moderna, 2008. v. 1. 40p.
DINIZ, André. Noel Rosa - O poeta do samba e da cidade. 1ª ed., Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2010. v. 1.
DINIZ, André; CUNHA, D.. Nelson Sargento - o samba da mais alta patente. 1ª ed., Rio de Janeiro: Prefeitura do Rio de Janeiro, 2012.
DINIZ, Flávia Cachineski. Samba de roda em Curitiba segundo pessoas do candomblé e da capoeira. In: VI Fórum de Pesquisa Científica em Arte, 2008, Curitiba, PR. Anais - Fórum de Pesquisa Científica em Arte (Online). Curitiba: Elisabeth Seraphim Prosser, 2008. p. 203-215.
DOMINGUES, André; CUÍCA, Oswaldinho da. Batuqueiros da Paulicéia. São Paulo: Barcarolla, 2009.
DÖRING, Katharina. Wahrnehmung und Ausdruck in afrobrasilianischen Tanz-Musiktraditionen Sinnlich-ästhetisches Lernen im Samba de Roda Recôncavo-Bahia. (Tese Doutorardo internacional em Ciencias da Educação). Universidade Siegen, Alemanha, 2011. 
DÖRING, Katharina. El aprendizaje musical en el samba de roda da Bahía: una conexión entre la educación musical y la etnomusicología. Neuma, v. 1, p. 64-75, 2014.
DÖRING, Katharina. O Samba da Bahia - tradição pouco conhecida. ICTUS (PPGMUS/UFBA), v. 5, p. 7, 2004.
DÖRING, Katharina. O samba de roda caminhando com passos miudinhos para patrimonio imaterial. In: Congresso Brasileiro de Folclore, 2004, Goiania. Anais do Congresso Brasileiro de Folclore, 2004. v. 11. p. 444-460.
DÖRING, Katharina. Raízes do Samba de Tocos. Sonora Brasil - Tambores e Batuques. SESC - Departamento Nacional,, p. 38 - 49, 15 jun. 2013.
DÖRING, Katharina. Samba Chula do Recôncavo Baiano. Sonora Brasil - Crioulo: Grupo de Samba Chula-Os Filhos da Pitangueira. Rio de Janeiro, p. 10-17, 1 jun. 2006.
DÖRING, Katharina. Samba de Roda: Visibilidade, Consumo cultural e Estética musical. Pontos de Interrogação: Revista de Crítica Cultural, v. 3, p. 147-174, 2013.
DÖRING, Katharina. O aprendizado musical no Samba de Roda do Recôncavo - uma aproximação entre educação musical e etnomusicologia. In: 9ª Conferencia Latinoamericana y 2ª Panamericana de la Sociedad Internacional de Educación Musical, ISME, 2013, Santiago de Chile. Actas 9ª Conferencia Latinoamericana y 2ª Panamericana de la Sociedad Internacional de Educación Musical, ISME. Santiago de Chile: Facultad de Artes - Universidad de Chile, 2013. v. 1. p. 702-713.
DÖRING, Katharina; KEIL, C.; Gerischer C.; ALISCH, S.; ZEH, N.; KLINGMANN, H.; PFLEIDERER, M.. Samba Chula do Recôncavo Baiano Tanz, Musik, Spiel und Lebensfreude!. In: Christiane Gerischer; Stefanie Alisch. (Org.). The Groove Issue. 1ª ed., Berlim: Forschungszentrum Populäre Musik - Humboldt Universität, 2010, v. 11, p. 1-190.
DOSSIÊ das Matrizes do Samba no Rio de Janeiro: partido-alto samba de terreiro samba-enredo. IPHAN/MINC, Centro Cultural Cartola. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
DOURADO, Henrique Autran. Dicionário de termos e expressões da música. São Paulo: Editora 34, 2003.
DOZENA, Alessandro; MARCELINO, Márcio Michalczuk. O samba na "quebrada" do Bexiga e do Parque Peruche. Ponto.Urbe (USP), v. 2, p. 22-47, 2008.

DOZENA, Alessandro. As territorialidades do samba na cidade de São Paulo. (Tese Doutorado em Geografia Humana). Universidade de São Paulo, USP, 2009.
DOZENA, Alessandro. O lugar do samba: Notas de pesquisa sobre a dinâmica espacial em dois bairros paulistanos. Geotextos (Salvador), v. 6, p. 32/6-45, 2010.
DOZENA, Alessandro. A dimensão política e econômica no "mundo do samba" paulistano. Ateliê geográfico (UFG), v. 4, p. 91-121, 2010.
DOZENA, Alessandro. O samba na constituição do processo de urbanização e conformação de territorialidades na cidade de São Paulo. Revista Geografia e Pesquisa, v. 3, p. 93-115, 2009.
DOZENA, Alessandro. A geografia do samba na cidade de São Paulo. 1ª ed., São Paulo: PoliSaber, 2011. v. 2000. 264p.
DOZENA, Alessandro. Entre o real e o imaginário: O samba como discurso e prática de contra-finalidade na Paulicéia. In: COSTA, Everaldo Batista da; OLIVEIRA, Rafael da Silva. (Org.). As cidades entre o real e o imaginário: estudos no Brasil. 1ª ed., São Paulo: Expressão Popular, 2011, v. 1, p. 201-224.
DUNCAN, Zélia. Álbum de retratos: Dona Ivone Lara. Rio de Janeiro: Edições Folha Seca, 2007.
EFEGÊ, Jota. Ameno Resedá, o rancho que foi escola. Rio de Janeiro: Letras e Artes, 1965.
EFEGÊ, Jota. O Cabrocha (meu companheiro de farras). Rio de Janeiro: Casa Leuzinger, 1931.
EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira2 vol's. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE, 1978; 1980.
ELIAS, Cosme Damião. O Samba do Irajá e de Outros Subúrbios: A construção da Identidade Negra e Carioca na Obra de Nei Lopes. (Dissertação Mestrado em Ciências Sociais). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2002.
ELIAS, Cosme Damião. Samba do Irajá e de outros subúrbios: um estudo sobre a obra de Nei Lopes. Rio de Janeiro: Pallas, 2005.
ELIAS, Cosme Damião. A Lapa boêmia dos meus cabarés: os processos de elitização nos projetos urbanos da cidade do Rio de Janeiro. Interseções Revista de Estudos Interdisciplinares, Rio de Janeiro, v. 7, p. 31-47, 2005.
ELIAS, Cosme Damião. Sons da negritude: identidade negra na obra de Wilson Moreira. Interseções (UERJ), Rio de Janeiro, v. 5, n.1, p. 57-76, 2003.
ELIAS, Cosme Damião. A discussão do samba de raiz no contexto da cultura de massa. Ethnos Brasil, São Paulo, v. 4, n.4, p. 180-188, 2005.
FARIA, Juliana Maria Jabor Santos. Território cultural do samba sob enfoque urbanístico: a Mangueira e sua territorialização. (Dissertação Mestrado em Urbanismo). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2007.
FELIX, Raoni; EMY, Tamara. Bambas do Samba: a arte das capas dos LPs. Servigraf, 2009. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
FERNANDES, Vagner. Clara Nunes - a guerreira da utopia. Rio de Janeiro: Ediouro, 2007.
FERREIRA PINTO, Márcio da Costa. No olho da rua: bossa nova, samba-jazz e a paisagem musical carioca. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, 2013.
FERREIRA, Roberta Gomes. A constituição dos discursos samba e fado nas décadas de 1930 e 1940. (Dissertação Mestrado em Ciências da Linguagem). Universidade Nova de Lisboa, U.NOVA DE LISBOA, Portugal, 2010.
FILHO, Mario. Brasil Pandeiro. Recife: Gráfica Editora Santa Cruz Ltda, 1965.
FIOL, Vinicius Del. O samba como meio e a música como mensagem. (Dissertação Mestrado em Comunicação e Semiótica). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2004.
FIORUSSI, Eduardo. O samba na região de Campinas: das fazendas de café aos cordões carnavalescos (1850-1950).. (Monografia Graduação em Música Popular - bacharelado). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2005. 
Músicos, Zé Cordeiro
FIORUSSI, Eduardo. Cristina Buarque e Terreiro Grande - autêntica roda de samba em CD. Revista Universitária do Audiovisual, Site da ufscar, 10 jun. 2008.
FONSECA, Sergio. Dois dedos de prosa e um de poesia. Rio de Janeiro: Editora do Autor, 2002.
FONSECA, Sérgio. Frente & verso - poemas, crônicas, letras, prosa e trovas. Editora do Autor, 2013.
FRYDBERG, Marina Bay. "Eu canto samba" ou "Tudo isto é fado": Uma etnografia multissituada da recriação do choro, do samba e do fado por jovens músicos. (Tese Doutorado em Antropologia Social). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, 2011.
FRYDBERG, Marina Bay. Lupi, Se Acaso Você Chegasse: Um Estudo Antropológico das Narrativas sobre Lupicínio Rodrigues. (Dissertação Mestrado em Antropologia Social). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, 2007.
FRYDBERG, Marina Bay. Homenagem a um Sambista: A Narrativa de Lupicínio Rodrigues e a Construção do Personagem Lupi. Revista Ensaios, v. 1, p. 3-27, 2012.
FRYDBERG, Marina Bay. "Alfama não cheira a fado, mas não tem outra canção" ou "Tudo isso é a alma do Rio, é samba": As Cidades Descobertas através do Samba, do Choro e do Fado. Ponto.Urbe (USP), v. 6, p. 7, 2010.
FRYDBERG, Marina Bay. O samba é meu dom: os caminhos para a profissionalização de jovens músicos no samba e no fado. In: Maria Isabel Mendes de Almeida e Fernanda Deborah Barbosa Lima. (Org.). Educação e trabalho na experiência juvenil. 1ª ed., Rio de Janeiro: Gramma, 2014, v. , p. 67-91.
FRUGIUELE, Mario Santin. Samba paulista: caiu de pé é sambador, sambeiro ou sambista?. Revista do GEL, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 8-34, 2014. Disponível no link. (acessado em 7.3.2015).
GARDEL, André. O encontro entre Bandeira e Sinhô. Rio de Janeiro: SMC, Departamento Geral de Documentação e Informação Cultural, Divisão de Editoração, 1996.
GIESTA, Gabriel Valladares. Das cores da Música: o samba carioca do grupo do Estácio (1928 - 1937).. (Dissertação Mestrado em História Social). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2012.
GIESTA, Gabriel Valladares. Os primeiros passos do samba com a indústria fonográfica: da Casa Edison à diversificação das gravadoras. História e Cultura, v. 2, p. 35-54, 2013.
GIESTA, Gabriel Valladares. Das cores da Música: identidades, cultura popular e samba carioca no início do século XX (1917 - 1933). In: II Seminário de História Social: Relações de Poder e Identidades, 2012, São Gonçalo. II Seminário de História Social: Relações de Poder e Identidades - Anais. São Gonçalo: Faculdade de Formação de Professores da UERJ, 2012. v. 1. p. 40-48.
GIESTA, Gabriel Valladares. Samba e Cultura Popular no Rio de Janeiro do início do século XX. In: IX Simpósio de História: Fins e recomeços da História em religiões, mitos e ideologias, 2012, São Gonçalo. Anais do VI Simpósio de História: Revoluções, Repúblicas e Utopias. São Gonçalo: Universo, 2012. v. 1. p. 102-114.
GIL, Bruno Tupper. A influencia cultural portuguesa no samba do Rio de Janeiro. os silêncios de uma memória. (Dissertação Mestrado em História e Patrimônio). Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Portugal, 2012.
GIL, Bruno Tupper. A representação do malandro carioca nas musicas de Moreira da Silva. (Monografia Graduação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2009.
GIRON, Luís Antonio. Mario Reis: o fino do samba. 1ª ed., São Paulo: Editora 34, 2001. v. 1. 
GOES, Claudia dos Santos. Comunicação e Música: a re(invenção da tradição do samba e choro no circuito cultural da Lapa (RJ).. (Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2007.
GOMES, Bruno Ferreira. Wilson Batista e sua época. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1985.
GOMES, Bruno Ferreira. Adoniran Barbosa, um sambista diferente. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1997.
GOMES, Marcelo Silva. Samba-Jazz aquém e além da Bossa Nova: três arranjos para "Céu e Mar" de Johnny Alf. (Tese Doutorado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2010.
GOMES, Marcelo Silva. O Samba na Música Popular Instrumental. (Dissertação Mestrado em Educação, Arte e História da Cultura). Universidade Presbiteriana Mackenzie, MACKENZIE, 2003.
GOMES, Marcelo Silva; CONTIER, A.D.. Além da Batucada. Cadernos de Pós-graduação em Educação, Arte e História da Cultura (Mackenzie) (Cessou em 2002. Cadernos de Pós Graduação em Educa, v. 2, p. 33-45, 2003.
GOMES, Rafael Tomazoni. O samba para piano Solo de Cesar Camargo Mariano. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, 2012.
GOMES, Rafael Tomazoni; BARROS, G. A. S.. Cristal: Aspectos do tratamento pianístico no samba de Cesar Camargo Mariano. Per Musi (UFMG), v. 28, p. 145-161, 2013.
GOMES, Rodrigo Cantos Savelli. Samba no feminino: transformações das relações de gênero no samba carioca nas três primeiras décadas do século XX. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, 2011.
GOMES, Rodrigo Cantos Savelli. 'Pelo telefone mandaram avisar que se questione essa tal história onde mulher não tá': a atuação de mulheres musicistas na constituição do samba da Pequena África do Rio de Janeiro no início do século XX. Per Musi (UFMG), p. 176-191, 2013.
GOMES, Rodrigo Cantos Savelli. Num velho exemplo, diferentes maneiras de fazer musicologia: uma resenha do livro César Guerra-Peixe: Estudos de folclore e música popular urbana. Per Musi (UFMG), p. 188-190, 2011.
Samba, Mário Zanini
GOMES, Rodrigo Cantos Savelli. A Casa do Samba, o Samba da Rua: relações de gênero, arte e tradição no samba carioca.. In: Isabel Porto Nogueira (introdução e organização); Susan Campos Fonseca (introdução e organização). (Org.). Estudos de gênero, corpo e música: abordagens metodológicas. 3ª ed., GOIANIA: ANPPOM, 2013, v. 3, p. 354-382.
GOMES, Rodrigo Cantos Savelli; PIEDADE, A. T. C.. Música, Mulheres, Territórios: uma etnografia da atuação feminina no samba de Florianópolis. Música & Cultura (Salvador. Online), v. 5, p. 1-15, 2010.
GONÇALVES, Renata de Sá. Os Ranchos Pedem Passagem: O Carnaval no Rio de Janeiro do Começo do Século XX. Rio de Janeiro: Biblioteca Carioca, 2007.
GRAEFF, Nina. Samba de Roda aus dem Recôncavo Baiano: Allgemeine und Rhythmische Gestaltungsprinzipien. (Dissertação Mestrado em Musicologia - Perfil "Transcultural Music Studies"). Hochschule für Musik Franz Liszt Weimar/Friedrich-Schiller-Universität Jena, Alemanha, 2011. 
GRAEFF, Nina. Ich werde mein Orixá: Mimetische Prozesse in der Weitergabe des Candomblé in Berlin. Paragrana, v. 23, p. 216-228, 2014.
GRAEFF, Nina. Fundamentos rítmicos africanos para a pesquisa da música afro-brasileira: o exemplo do Samba de Roda. Música & Cultura (Salvador. Online), v. 9, p. 1-23, 2014.
GRAEFF, Nina. Samba de Roda: comemorando identidades afro-brasileiras através da performance musical. Artelogie (Online), v. 4, p. 1, 2013.
GRAEFF, Nina; PINTO, Oliveira. Música entre materialidade e imaterialidade: os tons-de-machete do Recôncavo Baiano. Mouseion (Unilasalle), v. 1, p. 72-97, 2012.
GUIMARÃES, Fernanda Paiva. O Samba no escuro - samba, favela e ditadura militar no Rio de Janeiro. (Monografia Graduação em Comunicação Social). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, 2003.
GUIMARÃES, Francisco (Vagalume). Na roda do samba. Rio de Janeiro: Funarte,1978.  
GUIMARÃES, Valéria Lima. O PCB cai no samba: os comunistas e a cultura popular - 1945-1950. (Dissertação Mestrado em em História Social). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2001.
GUIMARÃES, Valéria Lima. Bambas e comunistas. Veredas (Rio de Janeiro), v. 6, p. 30-34, 2001.
GUIMARÃES, Valéria Lima. Em nome da profilaxia social : as polícias políticas batem à porta dos sambistas. A repressão à cultura popular carioca 1945-1983.. Revista de História (UFES), v. 1, p. 258-267, 2001.
GUIMARÃES, Valéria Lima. O PCB cai no samba: os comunistas e a cultura popular - 1945-1950. 1ª ed., Rio de Janeiro: Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, 2009. v. 1. 239p.
GUIMARÃES, Valéria Lima. Craques e bambas comunistas: as relações entre a cultura partidária e a cultura popular durante a legalidade do PCB (1945-1947). In: Marco Roxo; Igor Sacramento. (Org.). Intelectuais Partidos: os comunistas e as mídias no Brasil. 1ª ed., Rio de Janeiro: E-Papers, 2012, v. , p. 181-208.
HEITOR, Luiz. 150 anos de Música no Brasil. Rio de Janeiro: Livraria José Olímpio Editora, 1956.
HISTÓRIA da Música Popular Brasileira. Donga e os Primitivos. São Paulo, Editora Abril, 1972.
HISTÓRIA do Samba. nºs. 1–7. São Paulo: Globo, 1997. 
HOLANDA, Nestor de. Memórias do Café Nice: Subterrâneos da música popular e da vida boêmia do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Conquista, 1969.
HOMEM DE MELLO, Zuza. A era dos festivais: uma parábola. São Paulo: Editora 334, 2003.
HORI, I. M.. Samba na cidade de São Paulo (1900-1930): contribuição ao estudo da resistência e da repressão cultural. São Paulo, FFLCH-USP, 1981.
IOTI, Soraia da Rocha. Assim é o samba: conflitos políticos expressos pela embaixada do samba paulista. (Dissertação Mestrado em Antropologia Social). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2004. 
IYANAGA, Michael. O samba de caruru da Bahia: Tradição pouco conhecida. ICTUS (PPGMUS/UFBA), v. 11, p. 120-150, 2010.
IYANAGA, Michael. Book Review: 'Making Samba: A New History of Race and Music in Brazil' and 'Feitiço decente: Transformações do samba no Rio de Janeiro (1917-1933)'. Ethnomusicology Review, v. 18, p. 1, 2013.
JESUS, Edson Roberto de. Herança de Resistência: primórdios do Samba na cidade de São Paulo - do final do século XIX ao início do século XX. (Dissertação Mestrado em Ciências Sociais). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2004.
KARASCH, Mary. A vida dos escravos no Rio de Janeiro (1808-1850). São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
KRAUSCHE, Valter. Adoniran Barbosa. São Paulo: Brasiliense, 1985.
KRAUSCHE, Valter. Música popular brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1983.
JUNIOR, Queiroz. Carmen Miranda. Rio de Janeiro: Comp. Brasileira de Artes Gráficas, 1936.
LACERDA, Rachelina Sinfrônio de. O bambear semiótico no samba: da canção ao salão. (Dissertação Mestrado em Letras). Universidade Federal da Paraíba, UFPB, 2011.
LAGO, Mário. Na rolança do tempo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1976.
LEMOS, Julio Cesar Moreira. Vertentes da música popular brasileira instrumental na produção violonística de Marco Pereira: um estudo de caso Samba Urbano. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Goiás, UFG, 2012.
samba-choro, ilustração Bela (Isabela Couto)
LEMOS, Julio Cesar Moreira; AGUIAR, W.. A MPB instrumental contemporânea e a produção violonística de Marco Pereira: análise da obra Samba Urbano.. A fuga (marcha-rancho) de Edino Krieger., v. 1, p. 883-839, 2011.
LEMOS, Julio Cesar Moreira. Os aspectos composicionais presentes na obra de Garoto e sua influência sobre um novo gênero musical: a Bossa Nova. Anais do X SEMPEM, v. 1, p. 143-150, 2010.
LIMA, Augusto César Gonçalves e.. Samba e cultura brasileira. Nuevamerica, Rio de Janeiro, v. 82, p. 46-49, 1999.
Escola e samba: silêncio da batucada?. Sinais Sociais, v. 4, p. 46-77, 2010.
LIMA, Augusto César Gonçalves e.. Do batuque ao Grammy: o samba ganha o mundo. Nuevamérica (Buenos Aires), v. 132, p. 16-19, 2011.
LIMA, Augusto César Gonçalves e.. Samba, história e a questão racial e social. In: Marcelo Braz. (Org.). Samba, cultura e sociedade. 1ª ed., São Paulo: Expressão Popular, 2013, v. , p. 95-119.
LIMA, Augusto César Gonçalves e.. O samba no bairro de Oswaldo Cruz: construindo conhecimentos. In: Augusto César Gonçalves e Lima; Luiz Fernandes de Oliveira; Mônica Regina Ferreira Lins. (Org.). Diálogos interculturais, currículo e educação: experiências e pesquisas anti-racistas com crianças na educação básica. 1ª ed., Rio de Janeiro-RJ: Quartet Editora & Comunicação Ltda., 2009, v. 1, p. 61-76.
LIMA, Augusto César Gonçalves e.. O espaço educativo da cultura do samba. In: Marcelo Andrade. (Org.). A diferença que desafia a escola: a prática pedagógica e a perspectiva intercultural. 1ª ed., Rio de Janeiro-RJ: Quartet Editora, 2009, v. , p. 89-107.
LIMA, Augusto César Gonçalves e.. Escola dá samba? O que dizem os compositores de samba do bairro de Oswaldo Cruz e da Portela. In: Vera Maria Ferrão Candau. (Org.). Sociedade, educação e cultura(s): questões e propostas. 1ª ed., Petrópolis-RJ: Vozes, 2002, v. , p. 173-202.
LIMA, Augusto César Gonçalves e.. Escola dá samba? O que têm a dizer os compositores do bairro de Oswaldo Cruz e da Portela. (Dissertação Mestrado em Educação). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, 2001.
LIMA, Augusto César Gonçalves e.. A escola é o silêncio da batucada? Estudo sobre a relação de uma escola pública no bairro de Oswaldo Cruz com a cultura do samba. (Tese Doutorado em Educação). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, 2005.
LIMA, Cassio Leonardo Nobre de Souza. Viola nos Sambas do Reconcavo Baiano. (Dissertação Mestrado em Música - Etnomusicologia). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2008.
LIMA, Cassio Leonardo Nobre de Souza. Viola nos Sambas do Recôncavo Baiano. Pacific Review of Ethnomusicology/UCLA, v. 14, p. 1-25, 2009.
LIMA, Luiz Fernando Nascimento de. Live Samba: Analysis and Interpretation of Brazilian Pagode. (Tese Doutorado em Musicologia). University Of Helsinki, 2001. 
LIMA, Luiz Fernando Nascimento de. Interpretação Musical: Uma Perspectiva Semiológica. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 1995.
LIMA, Luiz Fernando Nascimento de. Simbologia e significação no samba: Uma leitura crítica da literatura. Per Musi (UFMG), v. 12, p. 5-24, 2005.
LIMA, Luiz Fernando Nascimento de. Live Samba: Analysis and Interpretation of Brazilian Pagode. 1ª ed. ,Imatra: International Semiotics Institute, 2001. v. 1. 338p.
LIMA, Luiz Fernando Nascimento de. Popular Music, Samba and Semiotics: Some Theoretical Thoughts. In: Eero Tarasti. (Org.). Musical Semiotics Revisited. Imatra: ISI, 2003, v. , p. 565-584.
LIMA, Luiz Fernando Nascimento de. Música e fala: o discurso verbal em um Espetáculo de Samba. Latin American Music Review, Austin, v. 24, n.1, p. 95-125, 2003.
LIRA, Mariza. Brasil Sonoro. Rio de Janeiro: Editora A Noite, 1938.
LIRA, Mariza. Chiquinha Gonzaga. Rio de Janeiro: Livraria Jacinto, 1939. 
LOPES, Nei. O samba na realidade: a utopia da ascensão social do sambista. Rio de Janeiro: Codecri, 1981.
LOPES, Nei. O negro no Rio de Janeiro e sua tradição musical: partido-alto, jongo, chula e outras cantorias. Rio de Janeiro: Pallas, 1992.
LOPES, Nei. Sambeabá: O Samba que não se aprende na escola. Rio de Janeiro: Cada da Palavra/ Folha Seca, 2003.
LOPES, Nei. Zé Kéti: o samba sem senhor. Rio de Janeiro: Agir Editora, 2000.
LOPES, Nei. Partido-alto: samba de bamba. Rio de Janeiro: Pallas, 2005. 263p.
LOPES, Nei. Enciclopédia brasileira da diáspora africana. São Paulo: Selo Negro, 2004.
LOPEZ, Cíntia Paula. O Samba de Roda da Ilha de Itaparica: um estudo de caso sobre encaixes materiais entre dança e outros textos da cultura. (Dissertação Mestrado em Dança). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2009.
LOPEZ, Cíntia Paula; SANTANA, Gabriela S. C.. Samba no Jogo e Ginga na Roda. In: ABRACE- Associação Brasileira de Artes Cênicas, 2008, Salvador. Memória ABRACE 2008, 2008. v. V.
LUCIANA, Dalila. Ary Barroso, um turbilhão. Rio de Janeiro: Livraria Freitas Bastos, 1970.
MACHADO, Adelcio Camilo. Quem te viu, quem te vê: o samba pede passagem para os anos 1970. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2011.
Samba no Beco, ilustração Gustavo Alves
MACHADO, Adelcio Camilo. Martinho da Vila: uma nova linhagem do samba nos anos de 1970. Per Musi (UFMG), v. 28, p. 208-221, 2013.
MACHADO, Adelcio Camilo. 'Aquarela brasileira': o samba e o Brasil em novas cores. In: XXII Congresso da Anppom, 2012, João Pessoa, PB. Anais, 2012. p. 2439-2446.
MACHADO, Adelcio Camilo. 'Prenúncio do mal': o samba-canção na década de 1950. In: XXII Congresso da Anppom, 2012, João Pessoa, PB. Anais, 2012. p. 2343-2350.
MANZATTI, Marcelo Simon. Samba Paulista, do Centro Cafeeiro à Periferia do Centro: Estudo sobre o Samba de Bumbo ou Samba Rural Paulista. (Dissertação Mestrado em Ciências Sociais). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2005.
MARCONDES, Marcos Antonio (org). Enciclopédia da música brasileira. Erudita, folclórica, popular. São Paulo, Art editora Ltda, 1977.
MARQUES, Francisca Helena. Samba de Roda em Cachoeira, Bahia: uma abordagem etnomusicológica. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2002.
MARQUES, Francisca Helena. Festa da Boa Morte e Glória: ritual, música e performance. (Tese Doutorado em Ciência Social - Antropologia Social). Universidade de São Paulo, USP, 2009.
MARQUES, Francisca Helena. O Samba de Roda na Festa da Boa Morte: entre o ritual e o divertimento das mulheres negras baianas. Sinais Diacr#ticos: música, sons e significados, São Paulo, v. 2, p. 3-28, 2004.
MARQUES, Francisca Helena. Festa da Boa Morte: Identidade, Sincretismo e Música na religiosidade brasileira.. Noticias de Antropología y Arqueología, v. 00, p. 00, 2002.
MARQUES, Francisca Helena. Dalva de Cachoeira: Samba e Boa Morte. Anais do 13º Encontro Nacional da ANPPOM, v. 2, p. 628-632, 2001.
MARTINS, José Marcelo. Comunicação e MPB - Semiótica Musical e Sincrética no Samba do Avião. (Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade de Marília, UNIMAR, 2008.
MARTINS, Luiza Mara Braga. Quem foi que inventou o Brasil? A invenção do Brasil pelos sambistas cariocas. (Dissertação Mestrado em História Social). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2004.
MARTINS, Luiza Mara Braga. Os sambistas e seus imaginários sociais sobre o samba. ArtCultura (UFU), v. v7 n11, p. 173-182, 2005.
MARTINS, Luiza Mara Braga. Bezerra da Silva, singular e plural. Ipotesi (Juiz de Fora. Online), v. 15-2, p. 99-114, 2011.
MATOS, Cláudia Neiva de. Acertei no Milhar: samba e malandragem no tempo de Getúlio. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981. 
MATOS, Cláudia Neiva de. O Malandro no Samba: de Sinhô a Bezerra da Silva. In: João Baptista Vargens. (Org.). Notas Musicais Cariocas. Petrópolis: Vozes, 1986, v. , p. 35-62.
MATOS, Cláudia Neiva de. O cantor como parceiro: Ciro Monteiro e a renovação do samba nos anos 40 (versão abreviada). In: André Massena; Tiago Barros. (Org.). Para ouvir uma canção. 1ª ed., Rio de Janeiro: Quintal Rio Produções Artísticas, 2011, v. , p. 64-73.
MATOS, Cláudia Neiva de. Gêneros na canção popular: os casos do samba e do samba-canção. ArtCultura (UFU), Uberlândia, MG, v. 9, p. 12-21, 2004.
MATOS, Cláudia Neiva de. O malandro no samba: uma linguagem na fronteira. (Dissertação Mestrado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, 1981.
MATOS, Cláudia Neiva de. O lirismo no samba. O eu poético e seus parceiros na obra de Nelson Cavaquinho. In: ULHÔA, Martha e OCHOA, Ana Maria (orgs.). Música Popular na América Latina. Pontos de Escuta. Rio Grande do Sul: Editora da UFRGS, 2005. pp. 112-133.
MATOS, Maria Izilda Santos de. História e oralidade: a música nos territórios de Adoniran Barbosa. Proj. História, São Paulo, 22, junho 2001. Disponível no link. (acessado 13.2.2015).
MÁXIMO, João. Paulinho da Viola: sambista e chorão. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2002.
MÁXIMO, João; DIDIER, Carlos. Noel Rosa – uma biografia. Brasília: UnB, 1990. 
MEDEIROS, Alexandre. Batuque na cozinha: as receitas e as histórias das Tias da Portela. Rio de Janeiro: SENAC Rio, 2004.
MEIRELES, Cecília. Batuque, Samba e Macumba: Estudos de Gesto e de Ritmo 1926-1934. Editora Martins Fontes, 2ª ed., 2003, 112p.
MEIRELLES, Paola Orcades. A roda de samba como comunicação intertemporal: herança viva da tradição. (Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2014.
MEIRELLES, Paola Orcades. Samba: produto cultural e patrimônio imaterial. Revista Parágrafo, v. 1, p. 111-124, 2013.
MEIRELLES, Paola Orcades. O lirismo amargo das composições de Nelson Cavaquinho (1911-1986) como representação de um espaço social. (Monografia Graduação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2010.
MELONI, Lucia Lacosta. Comunicação e imagem do samba no Rio de Janeiro. (Dissertação Mestrado em Comunicação e Imagem Institucional). Centro de Altos Estudios en Ciencias Exactas, Universidad de Buenos Aires. 2011.
MENDES, Aline Fabíola Freitas. A construção de uma identidade nacional a partir da metadiscursividade em sambas de 1929 a 1945. (Dissertação Mestrado em Lingüística). Universidade Federal do Ceará, UFC, 2010.
MENDES, Aline Fabíola Freitas. Relações metadiscursivas no samba. In: Encontro Internacional Texto e Cultura, 2009, Fortaleza. Anais Encontro Internacional Texto e Cultura. Fortaleza, 2008. v. 1. p. 113-126.
MENDES, Aline Fabíola Freitas. A construção da identidade nacional no samba a partir de relações metadiscursivas. In: VI Congresso Internacional da Abralin, 2009, João Pessoa. Congresso Internacional da Abralin, 2009. v. VI. p. 179-187.
MESTRINEL, Francisco de Assis Santana; BERGAMINI, Fábio. Bateria: básico 1. (Livro didático do Projeto Guri). 1ª. ed., São Paulo: associação amigos do projeto guri, 2011.
MIKUNA, Kazadi Wa. Contribuição bantu na música popular brasileira: perspectivas etnomusicológicas. [Coleção África]. São Paulo: Terceira Margem, 2000. 258p. 
MONTEIRO, Bianca Miucha Cruz. Sinhô: a poesia do Rei do samba. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2010.
MONTEIRO, Bianca Miucha Cruz. Relações sociais, culturais e étnicas na sociedade carioca da década de 1920 através das canções de Sinhô.. In: IV Simpósio Nacional de História Cultural: Sensibilidades e sociabilidades., 2008. Anais do IV Simpósio Nacional de História Cultural. Goiânia: Editora da UCG, 2008. v. 1. p. 277-278.
MONTEIRO, Martha Gil. Carmen Miranda - a pequena notável (uma biografia não autorizada). Rio de Janeiro: Record, 1989.
Samba no sertão, J. Borges
MORAES, José Geraldo Vinci de. "Meninos eu vi": Jota Efegê e a história da música popular. Topoi - Rio de Janeiro. vol.14 nº 27 - Rio de Janeiro Jul/Dez. 2013. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
MOREIRA, Jailma da Silva. Tem mulher no samba: a exploração e libertação do corpo e identidade no contexto musical: samba e pagode. (Dissertação Mestrado em Crítica Cultural). Universidade do Estado da Bahia, UNEB, 2013.
MOURA, Fernando; VICENTE, Antônio. Jackson do Pandeiro: o rei do ritmo. São Paulo: Ed. 34, 2001. 416p.
MOURA, Flávio; NIGRI, André. Adoniran: Se o senhor num tá lembrado. São Paulo: Boitempo, 2002.
MOURA, Roberto. Tia Ciata e a Pequena África no Rio de Janeiro.  [Coleção Biblioteca Carioca, v. 32]. 2ª ed., Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de Cultura, 1995, 178p. Disponível no link. (acessado em 10.2.2015).
MOURA, Roberto. Cartola - todo tempo que eu viver. Rio de Janeiro: Corisco, 1988.
MOURA, Roberto Murcia. Roda de samba, partido-alto e outros pagodes. (Tese Doutorado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2003.
MOURARoberto Murcia. No princípio, era a roda: um estudo sobre samba, partido-alto e outros pagodes. Rio de Janeiro: Rocco, 2004. 318p. 
MOURA, Roberto Murcia. Praça Onze - No meio do caminho tinha as meninas do Mangue (uma semiologia da memória).. (Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 1997.
MOURA, Roberto Murcia. Praça Onze - No meio do caminho tinha as meninas do Mangue. Rio de Janeiro: Relume-Dumará/Prefeitura RJ, 1999. 96p.
MOURA, Roberto Murcia. No princípio, era a roda. In: Claudio Cezar Henriques; Darcília Simões. (Org.). Língua e cidadania: novas perspectivas para o ensino. Rio de Janeiro: Editora Europa, 2004, v. , p. 208-230.
MOURA, Roberto Murcia. Nuno Velloso - o crioulo de olhos azuis que estudou com Marcuse relembra o Zicartola. Comum (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 23, p. 5-32, 2004.
MOUTINHO, Ronaldo Só. Quando Samba e Jazz dialogam acontecem caminhos doados a Cartola e Ellison?. (Tese Doutorado em Letras). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2009.
MUGNAINI JR., Ayrton. Adoniran: Dá licença de contar... São Paulo: Editora 34, 2002.
MUKUNA, Kazadi Wa.  Contribuição bantu na música popular brasileira. São Paulo: Global Editora, 1978.
MUKUNA, Kazadi Wa. Sobre a busca da verdade na etnomusicologia - um ponto de vista. [tradução Saulo Adriano]. REVISTA USP, São Paulo, n.77, p. 12-23, março/maio 2008. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
MUNIZ JR., José. Sambistas imortais: dados biográficos de 50 figuras do samba. São Paulo: Impress/Cly, 1976.
MURCE, Renato. Bastidores do rádio. Rio de Janeiro: Imago, 1976.
NAPOLITANO, Marcos; WASSERMAN, Maria Clara. Desde que o samba é samba: a questão das origens no debate historiográfico sobre a música popular brasileira. Revista Brasileira de História, vol. 20 n.39 São Paulo  2000. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
NASCIMENTO, Abdias do. Quilombo. Edição fac-similar. São Paulo: Editora 34, 2003. 127p.

NASCIMENTO, Elton Carlos do. Cantos e Batuques: O samba na educação de jovens privados de liberdade. (Dissertação Mestrado em Educação). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2012.
NASCIMENTO, Elton Carlos do. O Samba como Recurso Pedagógico para adolescentes do Programa de Medidas Sócio Educativa em Meio Aberto de São Carlos. (Monografia Graduação em Pedagogia). Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, 2007.
NASCIMENTO, Luciano Carvalho do. Jequitibaobá do samba: o eco da voz do dono. (Tese Doutorado em Literatura). Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2014.
NASCIMENTO, Luciano Carvalho do. Samba e identidade nacional: os equívocos de um 'discurso verdadeiro'. In: Fluxos Literários: Ética e Estética, 2012, Florianópolis/SC. Anais - Fluxos Literários: Ética e Estética. Florianópolis: CCE/UFSC, 2012. v. I. p. 493-506.
NASCIMENTO, Luciano Carvalho do. Esfinge ou Hamlet? Exu, talvez... Uma viagem no tempo no 'Espaço Jamelão'. In: I Congresso Internacional de Letras, Artes e Cultura, 2013, São João del Rey - MG. Anais do 1º Congresso Internacional de Letras, Artes e Cultura. São João del Rey: UFSJ / FAPEMIG / CAPES, 2013. p. 473-480.
NASSER, David. Parceiro da glória: meio século na MPB. Rio de Janeiro: José Olympio, 1983.
NAVARRO, Roberto José Bozzetti. Paulinho da Viola e as interfaces do moderno no Brasil. (Tese Doutorado em Letras). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2006.
NAVARRO, Roberto José Bozzetti. 'Coisas do mundo, minha nega': para uma poética de Paulinho da Viola. Via Atlântica (USP), v. 20, p. 163-185, 2011.
NAVARRO, Roberto José Bozzetti. O universo ou o infinito, desde o samba. Revista Brasileira de Estudos da Canção, v. 2, p. 2-23, 2013.
NAVARRO, Roberto José Bozzetti; BOZZETTI, Roberto. Adoniran, poeta da precariedade. Jornal do Brasil - Caderno Ideias, Rio de Janeiro, p. 9 - 9, 31 jan. 1987.
NAVEDA, Luiz Alberto Bavaresco de. Gesture in samba: A cross-modal analysis of dance and music from the Afro-Brazilian culture. (Tese  Doutorado em Artes - Musicologia). Universidade de Gent, UGent, Bélgica, 2011.
NEGREIROS, Eliete Eça. Ensaiando a canção/ Paulinho da Viola. (Dissertação Mestrado em Filosofia). Universidade de São Paulo, USP, 2002.
NEGREIROS, Eliete Eça. Ensaiando a canção: Paulinho da Viola e outros escritos. 1ª ed., Cotia/São Paulo: Ateliê, 2011. v. 1. 219p.
NEGREIROS, Eliete Eça. Paulinho da Viola - samba, conhecimento e amor. Discutindo Filosofia, Brasil, p. 50 - 53, 15 set. 2007.
NEVES, Luis Felipe Baeta. O Samba no Morro, a sociedade ou a imaginação social e política dos sambas de enredo das Escolas de Samba Cariocas. Museu Nacional, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, 1972.
NOGUEIRA, Carlos. Samba, cuíca e São Carlos. Rio de Janeiro: Armazém Digital, 2005. 200p.  
NOGUEIRA, Mara Natércia. O samba: cantando a história do Brasil. in: Fundação Cultural Palmares. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
NOGUEIRA, Nilcemar. De Dentro da Cartola: A poética de Angenor de Oliveira. (Dissertação Mestrado em História, Política e Bens Culturais). Fundação Getúlio Vargas, FGV, 2005.
NOGUEIRA, Nilcemar. Dona Zica - Amor, Tempero e Arte. 1ª ed., Rio de Janeiro: Mauad Editora Ltda, 2004. v. 1. 156p.
NOGUEIRA, Nilcemar. O samba como deve ser. Samba em revista, Rio de Janeiro, p. 38 - 43, 01 ago. 2009.
NOGUEIRA, Nilcemar; NASCIMENTO, L.; REIS, D.. A força que faz a vida valer a pena. Samba em Revista, v. 5, p. 21, 2014.
NOGUEIRA, Nilcemar; AGUIAR, M. L. S. R.; ANDRADE, R. G. N.. Vozes do Samba: Memória e identidade dos sambistas cariocas. Samba em Revista, v. 4, p. 3, 2013.
OLIVEIRA FILHO, Arthur Loureiro de. Pioneiros do samba: depoimentos de Bicho Novo, Carlos Cachaça e Ismael Silva. Rio de Janeiro: MIS Editorial, 2002. 207p. 
OLIVEIRA, Carmen Irene Correia de; RIBEIRO, L. B.; REY, O.G.; WILKE, V. C. L.. Pedra do Sal e Samba na Fonte: samba de raiz em um espaço fundador na perspectiva das paisagens culturais. In: Izabela Tomaso; Manuel Ferreira Lima Filho. (Org.). Antropologia e patrimônio cultural: trajetórias e conceitos. 1ª ed., Brasília: Associação Brasileira de Antropologia, 2012, v. 1, p. 265-298.
OLIVEIRA, Eduardo (org). Quem é quem na negritude brasileira. São Paulo: Congresso nacional, 1998.
OLIVEIRA, Iris Agatha de. Black soul e "samba de raiz" - convergências e divergências do Movimento Negro no Rio de Janeiro - 1975-1985. (Dissertação Mestrado em Memória Social). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2014.
OLIVEIRA, Kelly Adriano de. Deslocamentos entre o samba e a fé: um olhar para gênero, raça cor, corpo e religiosidade, na produção de diferenças. (Tese Doutorado em Ciências Sociais). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2009. 
OLIVEIRA, Rodolfo Cardoso de. Entre a Poiesis e a Aesthesis: Análise Semiológica da Obra Variações Carnavalescas para Marimba Solo de Edino Krieger. (Tese Doutorado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2013.
OLIVEIRA, Rodolfo Cardoso de. A percussão de origem negro-africana: reflexões a partir das perspectivas de Luiz D'Anunciação e de James Koetting. Cadernos do Colóquio (UNIRIO), v. 2000, p. 75-93, 2001.
OLIVEIRA, Wellington Diniz de. Samba: um diálogo malandro. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Goiás, UFG, 2006.
OS GRANDES da MPB. Nº 18. Nelson Cavaquinho. O poeta do samba. Rio de Janeiro: Edições Del Prado, 1997.
Samba, ilustração Lan
PACHECO, Jaci. Noel Rosa e sua época. Rio de Janeiro: G.A. Pena Editora, 1955.
PAIS, José Machado (et al.) Sonoridades luso-afro-brasileiras. [Estudos e Investigações, 32]. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2004.
PAIVA, Carlos Eduardo Amaral de. Palmeira do Mangue não vive na areia de Copacabana: O samba do Estácio e a formação de uma esfera pública popular em fins dos anos 1920. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, 2009.
PAIXÃO, Cláudia Regina. Televisão e música popular na década de 60: As vozes conflitantes de José Ramos Tinhorão e Augusto de Campos. (Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, 2013.
PAIXÃO FILHO, Hamilton Celestino da. Dalva: da fábrica ao samba no pré-construindo o patrimônio cultural, imaterial de Cachoeira, no Recôncavo Baiano. (Dissertação Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania). Universidade Católica do Salvador, UCSAL, 2012.
PASSOS, Flora Del Rei Lopes. Entre a espetacularização urbana e as vivências nos espaços públicos: descortinando coletivos culturais na Zona Portuária do Rio de Janeiro. (Dissertação Mestrado em Arquitetura e Urbanismo). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2011.
PASSOS, Flora Del Rei Lopes. Morro da Mangueira: o samba como (trans)formador da favela. (Monografia Graduação em Arquitetura e Urbanismo). Universidade Federal de Viçosa, UFV, 2009.
PAULINO, Franco. Padeirinho da Mangueira - Retrato sincopado de um artista. São Paulo: Hedra, 2005.
PAVAN, Alexandre; PERPETUO, Irineu Franco. Populares & eruditos. São Paulo: Invenção, 2001.
PAVAN, Alexandre; PERPETUO, Irineu Franco. Timoneiro – perfil biográfico de Hermínio Bello de Carvalho. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2006.
PAVÃO, Fabio Oliveira. A dança da identidade: os usos e significados do samba no mundo globalizado. (Tese Doutorado em Antropologia). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2010.
PEÇANHA, João Carlos de Souza. Samba e Choro em Brasília: os músicos, as notas e a cena musical na capital federal. (Monografia Graduação em Sociologia). Universidade de Brasília, UNB, 2010.
PEÇANHA, João Carlos de Souza. A Trindade da Música Popular (Afro)Brasileira - João da Baiana, Donga e Pixinguinha: redimensionamentos da contribuição das matrizes africanas na formação do Choro e do Samba. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade de Brasília, UNB, 2013.
PELLEGRINI, Remo Tarazona. Análise dos Acompanhamentos de Dino Sete Cordas em Samba e Choro. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2005.
PELLEGRINI, Remo Tarazona. Os acompanhamentos de Dino Sete Cordas em Samba e Choro. Cadernos de Pós-Graduação, v. 8, p. 267-272, 2006.
PENHA, Luiz Alberto da. Samba e memoria malandra: discursos e representações de um sambista chamado Wilson Batista. (Dissertação Mestrado em Memoria Social e Documento). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2003.
PEREIRA, Arley. Cartola: semente de amor sei que sou, desde nascença. São Paulo: Edições SESC SP, 2008.
PEREIRA, João Baptista Borges. Cor, profissão e mobilidade: o negro e o rádio em São Paulo. São Paulo: Pioneira/EDUSP, 1967.
PEREIRA, José Marcelo de Andrade. La roda de samba et de choro dans le contexte urbain brésilien. Anthropologie de la dynamique et des espaces de sociabilité musicale à Rio de Janeiro et Salvador de Bahia. (Tese Doutorado em antropologia). Université Lumière Lyon II, França, 2012.
PEREIRA, José Marcelo de Andrade. Zé da Velha e Silvério Pontes. Pró Notícias publicação trimestral do Hospital Pró-Cardíaco, Rio de Janeiro, p. 13 - 13, 01 jul. 2004.
PEREIRA, José Marcelo de Andrade. A roda de samba no atual contexto urbano carioca. In: IV encontra nacional da ABET, 2008, Maceió. A etnomusicologia e a produção do conhecimento, 2008.
PEREIRA, Luciano da Consolação. Le Rôle su Samba dans la constitution de la Société Brésilienne. (Dissertação Mestrado em DEA d'Esthétique et pratique des Arts). Université Sophia Antipolis de NICE, França, 2004.
PEREIRA, Maria Fernanda de França. A transformação do samba em referência identitária e locus discursivo da brasilidade. (Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, 2011.
PINHEIRO, Lisandra Barbosa Macedo. Ginga, Catarina: Manifestações do Samba em Florianópolis na década de 1930. (Dissertação Mestrado em História). Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, 2011.
PINTO, Sandra Regina Marcelino. Na roda de samba eu sou bacharel: análise de 21 canções de Noel Rosa. (Dissertação Mestrado em Letras). Universidade de São Paulo, USP, 2011. Disponível no link. (acessado em 7.2.2015).
PINTO, T. de O.. Capoeira, samba, candomblé. Berlim: Staatliche Museum, 1990.
PITRE-VÁSQUEZ, Edwin Ricardo. A música na formação da identidade na América Latina: o universo afro-brasileiro e afro-cubano. Revista de Divulgação Cultural, São Paulo, v. VII, n.02, p. 95-102, 2002.
PITRE-VÁSQUEZ, Edwin Ricardo. A Música na Formação da Identidade na América Latina: O Universo Afrobrasileiro e Afrocubano. (Dissertação Mestrado em Integração da Améerica Latina - PROLAM). Universidade de São Paulo, USP, 2000.
PIZOTTI, Alexandre Moura. Mangueira: um simbólico lugar forjado no ritmo do samba e no passo de seus desfilantes. (Dissertação Mestrado em Geografia). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2010.
PIZOTTI, Alexandre Moura. Mangueira: The Symbolic Character of a Communit and Individual Identities. In: 2009 Anual Meeting Association of American Geographers, 2009. 2009 Anual Meeting Association of American Geographers - Abstracts. Washington - DC: AAG, 2009. v. CD. p. 1-2.
PORZIO, Irene. Danzas criollas Latino-americanas. Revista Peabiru, 11 jun. 2013.
PRADO, Bruna Queiroz. A passagem de Geraldo Filme pelo 'samba paulista': narrativas de palavras e músicas. (Dissertação Mestrado em Antropologia Social). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2013.
PRADO, Bruna Queiroz. Tradição e modernidade na memória musical de Geraldo Filme. Revista Sampa Samba 1, p. 51 - 58, 8 fev. 2013.
PRADO, Bruna Queiroz. Musicologia de Geraldo Filme: Entre o que se diz e o que se faz no samba. In: III Encontro Regional Nordeste da ABET / I Encontro Regional Norte da ABET, 2012, Salvador. Formação e Diálogos Interdisciplinares na Etnomusicologia Brasileira, 2012.
PRADO, Bruna Queiroz. Vida e obra de Geraldo Filme: Uma leitura musical sobre o processo de modernização de São Paulo. In: Jornadas de Antropologia da Unicamp, 2011, Campinas. Trajetórias, Contextos e Territorialidades, 2011.
PRANDI, Reginaldo. Segredos guardados: orixás na alma brasileira. São Paulo: Companhia das Letras, 2005. 328 p. 
QUERINO, Manuel. Costumes Africanos no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1938.
QUINTÃO, Antônia Aparecida. Irmandades negras: outro espaço de luta e resistência (1808-1822).. (Dissertação Mestrado). Universidade de São Paulo, USP, 1991.
RAMOS, Artur. O folclore negro no Brasil: demopsicologia e psicanálise. 2ª ed., Rio de Janeiro: Casa do estudante do Brasil, 1954. 264p.
RAMOS, Caio Silveira. Sambexplícito - As vidas desvairadas de Germano Mathias. São Paulo: A Girafa, 2008.
RANGEL, Lúcio. Sambistas e chorões: aspectos e figuras da música popular brasileira. São Paulo: Livraria Francisco Alves, 1962. 
REGO, José Carlos. Dança do samba: exercício do prazer. Rio de Janeiro: Editora Aldeia; Imprensa Oficial, 1994. 116p.
REIS, Letícia Vidor de Sousa Reis. Na batucada da vida: samba e política no Rio de Janeiro (1889-1930).. (Tese Doutorado em Ciência Social - Antropologia Social). Universidade de São Paulo, USP, 1999.
Samba, Di Cavalcanti, 1928.
RIBEIRO, Juliana Batista. Quando Canta o Brasil: uma análise do samba urbano carioca na Rádio Nacional nos anos 1950. (Dissertação Mestrado em Cultura e Sociedade). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2010.
ROCHA, Francisco Alberto. Adoniram Barbosa - o poeta da cidade. 1ª. ed., São Paulo: Ateliê Editorial, 2002. v. 1. 197p.
ROCHA, Jose Carlos Barros da. Afrocentrismo e elaboração do Samba urbano no Rio de Janeiro. (Dissertação Mestrado em Música). Tufts University, 2004.
RODRIGUES, Ana Maria. Samba negro, espoliação branca. São Paulo: Hucitec, 1984.
RODRIGUES JUNIOR, Nilton. O samba pede carona: samba, ritmo e música nos trens urbanos. Ponto.Urbe (USP), v. 3, p. 4, 2009.
RODRIGUES, Lupicinio. Foi assim: o cronista Lupicínio conta a história de suas músicas. Porto Alegre: L&PM, 1995.
ROMERO, Silvio. Cantos Populares do Brasil. Rio de Janeiro: Livraria José Olímpio, 1954. Disponível online na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (USP): Vol I -e- Vol II. (acessado em 7.2.2015).
, Thiago Antônio de Oliveira. Quem não gosta de samba, bom sujeito não é: consumo e apropriação cultural.. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2010.
SANDRONI, Carlos. Feitiço decente. transformações do samba no Rio de Janeiro (1917 - 1933). Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed./Ed.UFRJ, 2001.
SANDRONI, Carlos. Transformations de la samba à Rio de Janeiro, 1917-1933. (Tese Doutorado em Musicologie). Universite de Tours (Universite Francois Rabelais), U.T., França, 1997.
SANDRONI, Carlos. Samba de roda, patrimônio imaterial da humanidade. Estudos Avançados (USP. Impresso), v. 24/69, p. 373-388, 2010.
SANDRONI, Carlos. Categorias raciais e gêneros musicais gravados no Rio de Janeiro dos anos 1930 e 1940. Revista USP, v. 87, p. 134-143, 2010.
SANDRONI, Carlos. O destino de Joventina. Música & Cultura (Salvador. Online), v. 2, p. 24, 2007.
SANDRONI, Carlos. Samba. Encyclopedia of African-Amercian Culture and History, Detroit (EUA), v. 5, p. 1998-2003, 2006.
SANDRONI, Carlos. Dois sambas de 1930 e a constituição do gênero. Cadernos do Coloquio, Rio de Janeiro, 2003.
SANDRONI, Carlos. Le tresillo: rythme et "métissage" dans la musique populaire latino-américaine imprimée au XIXème siècle. Cahier de musiques traditionnelles, Genebra (Suíça), v. 13, p. 55-64, 2000.
SANDRONI, Carlos. O feitiço decente. Opus (Belo Horiz. Online), Porto Alegre, v. II, n.2, p. 21-28, 1990.
SANDRONI, Carlos. Questões em torno do dossiê do samba de roda. In: Andréa Falcão. (Org.). Registro e políticas de salvaguarda para as culturas populares. 1ª ed., Rio de Janeiro: IPHAN, 2005, v. , p. 45-53.
SANDRONI, Carlos. Música popular urbana e identidade nacional. In: Jordão, Gisele; Allucci, Renata; Molina, Sérgio; Terahata, Adriana. (Org.). A música na escola. 1ed.São Paulo: 3D3 Comunicação e Cultura, 2012, v. , p. 132-145.
SANDRONI, Carlos. Patrimoines musicaux, institutions et identités collectives: l'inscription du samba de roda brésilien et du maloya réunionnais au Patrimoine Culturel Immatériel de l'Humanité. In: Laurence Pourchez. (Org.). Créolité, créolisation: regards croisés. 1ª ed., Paris: Archives Contemporaines, 2013, v. , p. 239-254.
SANDRONI, Carlos; SANTANNA, M.. Samba de roda no recôncavo baiano. 1ª ed., Brasília: Iphan/MinC, 2007. v. 1.
SANTOS, André Domingues dos. Cinco cantos de vanguarda: populares e eruditos em luta pela brasilidade moderna. (Tese Doutorado em História Social). Universidade de São Paulo, USP, 2014. Disponível no link. (acessado em 7.2.2015).
SANTOS, André Domingues dos. Caymmi sem Folclore. (Dissertação Mestrado em História Social). Universidade de São Paulo, USP, 2008.
SANTOS, André Domingues dos. Caymmi Sem Folclore. 1ª ed., São Paulo: Editora Barcarolla, 2009. v. 1. 156p.
SANTOS, André Domingues dos; CUICA, O.. Batuqueiros da Paulicéia - Enredo do Samba de São Paulo. 1ª ed., São Paulo: Editora Barcarolla, 2009. v. 1. 216p.
SANTOS, Ione Cordeiro dos; SILVA, A. L.; CONTIER, A. D.; TIAGO, M. C.. Do morro do samba ao samba do morro: contribuições para uma história cultural do samba (1910 -1940). Cadernos de pós graduação em educação, arte e história da cultura, Editora Mackenzie, v. 3, n.1, p. 119-125, 2003.
SANTOS, Michel Rosadas dos. Nascentes e tributários de um Rio musical - Salve Estácio, Cidade Nova e a Praça Onze dos Bambas! E a Vila de Noel "... só quer mostrar que faz samba também..." (Dissertação Mestrado em Geografia). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2009.
Samba, Rubens Fonseca Trinaz Fox
SARAIVA, Gumercindo. A canção popular brasileira em três tempos. São Paulo: Saraiva, 1968. 
SAROLDI, Luiz Carlos; MOREIRA, Sônia Virgínia. Rádio Nacional: o Brasil em sintonia. Rio de Janeiro: Funarte, 1984.
SEVERIANO, Jairo. Uma história da música popular brasileira: das origens à modernidade. São Paulo: Editora 34, 2008.
SEVERIANO, Jairo. Yes, nós temos Braguinha. Rio de Janeiro: Funarte/INM: 1987.
SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume I e II. São Paulo: Editora: 34, 1999.
SILVA, Anna Paula de Oliveira Mattos. Sobre os modos de administrar heranças: o samba no novo Programa Nacional de Patrimônio Imaterial. In: Giumbelli, Emerson; Diniz, Júlio Cesar Valladão; Naves, Santuza Cambraia. (Org.). Leituras sobre música popular: reflexões sobre sonoridades e cultura. 1ed.Rio de Janeiro: 7Letras, 2008, v. , p. 21-37.
SILVA, Breno Trindade da. Políticas patrimoniais e salvaguarda: conflitos e estratégias no reconhecimento do samba de roda do Recôncavo Baiano. (Dissertação Mestrado em Antropologia). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2014.
SILVA, Celso Guimarães Domingos da. Banda Black Rio e o samba-funk: um estudo de caso. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2008.
SILVA, Cristina da Conceição. O samba no Rio de Janeiro: elementos socializadores dos grupos étnicos nos quintais de Madureira e Oswaldo Cruz. (Dissertação Mestrado em Letras e Ciencias Humanas). Universidade do Grande Rio, UNIGRANRIO, 2013.
SILVA, Flávio. Origines de la Samba Urbaine à Rio de Janeiro, ‘mémorie’. Paris: EPHE, 1975. 
SILVA, Gelson Luiz da. O Samba Sacramentado: A música na cadência do samba no Quintal do Divna Luz. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2012.
SILVA, Julieta Soares Alemão. A Polifonia do Samba: transformação da festa em canção popular (1917-1932).. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, 2011.
SILVA, Katia Gomes da. Quem é o dono do samba? - Discursos sobre legitimidade, tradição e fronteiras. (Dissertação Mestrado em Relações Etnicorraciais). Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, CEFET/RJ, 2013.
SILVA, Katia Gomes da; RODRIGUES, P.atrícia G. O. . Meu lugar resistência e pertencimento no sambar de Madureira. In: Congresso Internacional Interdisciplinar em Ciências Sociais e Humanidades, 2012, Niterói. Perspectivas e desafios da interdisciplinaridade, 2012. p. 01-17.
SILVA, Lucia Helena Pereira da. Luzes e Sombras na Cidade: no rastro do Castelo e da Praça Onze 1920/40. (Tese Doutorado em História). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2002.
SILVA, Lucia Helena Pereira da. Samba suor e cerveja:a comunidade de Tia Ciata e a constituição de um território étnico no Rio de Janeiro 1870/1945. Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro, v. 19, p. 197-216, 2012.
SILVA, Lucia Helena Pereira da. A Praça Onze de Tia Ciata: a interface entre História, Etnia e Território. Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, v. 14, n.14, p. 143-160, 2005.
SILVA, Lucia Helena Pereira da. Luzes e Sombras na Cidade: no rastro do castelo e da praça onze. 1ª  ed., Rio de Janeiro: DGDI/Divisão de Editoração/ SMC/ PCRJ, 2006. 294p.
SILVA, Lucia Helena Pereira da. A cidade do Rio de Janeiro nos anos 20: urbanização e vida urbana. In: Dea Fenelon. (Org.). cidades. São Paulo: Olho d agua, 1999, v. , p. 55-84.
SILVA, Marcus Vinícius da. Adoniran Barbosa: nem trabalho, nem malandragem. (Dissertação Mestrado em Teoria e História Literária). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2012.
SILVA, Marcus Vinícius da. Adoniran Barbosa: Um olhar crítico e de denúncia ao universo suburbano do trabalho.. In: 5 Encontro de Música e Mídia: E(st)éticas do som, 2009, São Paulo. E(st)éticas do som: Textos e Debates - Anais do 5 Encontro de Música e Mídia. Santos, SP: Realejo Livros e Edições, 2009, 2009. v. 1. p. 1-13.
SILVA, Marcus Vinícius da. Adoniran Barbosa e as manifestações da indústria cultural no Brasil. In: Teoria Crítica e Inconformismo: Tradições e Perspectivas, 2008, São Carlos. Teoria Crítica e Inconformismo: Tradições e Perspectivas, 2008. v. 1. p. 552-561.
SILVA, Marianna de Araujo e.. Poder da criação: malandragem e resistência no samba de João Nogueira. In: Eduardo Granja Coutinho; Thiago Mainieri. (Org.). Falas da História - comunicação alternativa e identidade cultural. 1ª ed.,Goiânia: Facomb/UFG, 2013, v. , p. 189-212.
SILVA, Marília Trindade Barboza da. Alvorada, um tributo a Carlos Cachaça. Rio de Janeiro: Edições Mec/Ibac, 1989.
SILVA, Marília Trindade Barboza da. Caymmi - som imagem magia. Rio de Janeiro: Edição Fundação Emílio Odebrecht, 1985.
SILVA, Marília Trindade Barboza da; MACIEL, Lygia dos Santos. Paulo da Portela – traço de união entre duas culturas. Rio de Janeiro: Funarte, 1979. 160p.
SILVA, Marília Trindade Barboza da; OLIVEIRA FILHO, Arthur L. de.. Cartola: os tempos idos. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1989. 
SILVA, Marília Trindade Barboza da; OLIVEIRA FILHO, Artur L. Silas de Oliveira: do jongo ao samba-enredo. Rio de Janeiro: Funarte, 1981. 145p. 
SILVA, Marília Trindade Barboza da; OLIVEIRA FILHO, Arthur L. de.. Filho de Ogum Bexiguento. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1979.
SILVA, Rodrigo José Brasil. Jornalismo, samba e identidade brasileira: conexões. (Dissertação Mestrado em Jornalismo). Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2012.
SILVA, Sormani da. O movimento Black Rio: Historia Social da juventude através da música Soul nos anos 70.. In: Seminário Internacional sobre Educação e População Negra, 2005, Niterói. Seminário Internacional 2005 Penesb, 2005.
SILVA, Valter Rodrigues da. No caminho da Pedra: memória, samba e cultura carioca. (Dissertação Mestrado em Literatura, cultura e contemporaneidade). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, 2012.
SILVEIRA, Leandro Manhães. Nas trilhas de Sambistas e "povo do santo": memória, cultura e territórios negros no Rio de Janeiro (1905-1950).. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2012. Disponível no link. (acessado em 6.2.2015).
SILVEIRA, Leandro Manhães. Vou nas trilhas de sambistas e povo de santo: Memórias, culturas e territórios negros (1905-1950). In: 2 Congresso Nacional do Samba, 2014, Rio de Janeiro. Anais do 2 Congresso brasileiro do Samba. Rio de Janeiro: UNIRIO, 2012. v. 01. p. 01-414.
SILVEIRA, Marcus Bernardes de Oliveira. Cosmovisão, identidade e tradição: os bantos e o samba de roda. Anais eletrônicos - VI Encontro Estadual de História, ANPUH/BA, 2013. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
SIQUEIRA, Baptista. Origem do termo sambaSão Paulo: IBRASA, 1978, 189p.
SIQUEIRA, M. B.. Samba e identidade nacional: das origens à Era Vargas. São Paulo: Unesp, 2012.
SOARES, Maria Thereza Melo. São Ismael do Estácio. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1985.
SODRÉ, Nelson Werneck. Síntese de história da cultura brasileira. 13ª ed., São Paulo: Difel, 1985. 136p. 
SODRÉ, Muniz. Samba, o dono do corpo. 2ª ed., Rio de Janeiro: Mauad, 1998. 112p.
SODRÉ, Muniz. O terreiro e a cidade. A forma social negro-brasileira. Rio de Janeiro: Imago; Salvador: Secretaria da Cultura e Turismo, 2002. 182p.
SOUSA, Rainer Gonçalves. Bezerra da Silva e o cenário musical de sua época: entre as tradições do samba e a indústria cultural (1970 - 2005).. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal de Goiás, UFG, 2009.
SOUSA, Rainer Gonçalves. Com o Bezerra não tem amor, né? : uma questão do samba, uma questão em Bezerra da Silva. Dialogos (Maringa), v. 16, p. 69-98, 2012.
SOUZA, Eduardo Conegundes de. Roda de samba: espaço da memória, educação não-formal e sociabilidade. (Dissertação Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2007.
SOUZA, Eduardo Conegundes de; SIMSON, Olga Rodrigues de Moraes von. Roda de Samba: espaço da memória, educação e sociabilidade. In: Cláudia Maria Viscardi. (Org.). História Oral: teoria , educação e sociedade. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2006, v. 1, p. 137-146.
SOUZA, Eduardo Conegundes de. Roda de Samba e Samba de Roda: cultura popular, memória e educação não-formal. In: Margareth Brandini Park; Renata Sieiro Fernandes. (Org.). Educação não-formal: contextos, percursos e sujeitos. 83ª ed., Campinas: Centro de Memória Publicações, 2005, v. 1, p. 405-418.
SOUZA, Maíra Valente de. Roda de samba: espaço de experiências, lugares de aprendizagem. (Dissertação Mestrado em Educação). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2013.
SOUZA, Maíra Valente de. Um alegre cantar: A roda de samba enquanto espaço de aprendizagem. (Monografia Graduação em pedagogia). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2008.
SOUZA, Rafael Fernandes de; NASCIMENTO, Francisco Paulo do. Voa Gavião, a trajetória da ARUC no samba, esporte e cultura (1961 - 2006). FAC / Secretaria de Cultura - DF, 2007.
SOUZA, Tárik de. Tem mais samba: das raízes à eletrônica. São Paulo: Editora 34, 2003.
SOUZA, Tárik de. O som nosso de cada dia. Porto Alegre: L&PM, 1983.
SOUZA. Tárik de. (vários). Brasil musical. Rio de Janeiro: Art Bureau, 1988.
STEIN, Marilia Raquel Albornoz; PRASS, L.; ARROYO, M.; LUCAS, M. E.. Entre congadeiros e sambistas: etnopedagogias musicais em contextos populares de tradição afro-brasileira.. Revista da Fundarte, Montenegro, v. 1, n.n. 1, p. 4-20, 2003.
TANAKA, Beatrice. História de Chico-Rei: tradição afro-brasileira. Rio de Janeiro: Rio Fundo, 1990.
TEIXEIRA, Pedro Bustamante. Do samba à bossa nova: uma invenção de Brasil. (Dissertação Mestrado em Letras: Estudos Literários). Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, 2011.
TEIXEIRA, Pedro Bustamante. O samba como símbolo de braslidade. IHU On-Line (UNISINOS. Impresso), São Leopoldo, RS, p. 14 - 16, 14 nov. 2011.
TINHORÃO, José Ramos. História social da música popular brasileira. São Paulo, Editora 34, 1998, 368p.
TINHORÃO, José Ramos. Os sons negros no Brasil: cantos, danças, folguedos, origens. São Paulo: Art, 1988. 138p. 
Bombo, tirador de loas e gonguê, Lula Cardoso Ayres, 1930
TINHORÃO, José Ramos. Domingos Caldas Barbosa. São Paulo: Editora 34, 2004.
TOLEDO, Rilza Rodrigues. Ataulfo Alves: Raízes Mineiras do Brasil pela Memória Musical. (Dissertação Mestrado em Letras). Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora, CESJF, 2007.
TOLEDO, Rilza Rodrigues. Letras de Canções de Ataulfo Alves: temas que alcançaram a imortalidade. Cultura, educação e linguagem: leituras & expressões. Anais do II Seminário em Educação e Linguagem, v. 1, p. 243-257, 2010.
TOLEDO, Rilza Rodrigues; DAL SASSO, Sônia M.. Ataulfo Alves:samba, símbolo da cultura e identidade brasileiras. Revista Científica da FAMINAS, v. 4, p. 89-117, 2008.
TRAVASSOS, Elizabeth. Por uma cartografia ampliada das danças de umbigada. In PAIS, José Machado et al. Sonoridades luso-afro-brasileiras. [Estudos e Investigações, 32]. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2004. p. 227-253. 
TROTTA, Felipe da Costa. Paulinho da Viola e o mundo do samba. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2001.
TROTTA, Felipe da Costa. Samba e mercado de música nos anos 1990. (Tese Doutorado em Comunicação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2006.
TROTTA, Felipe da Costa. Juízos de valor e o valor dos juízos: estratégias de valoração na prática do samba. Galáxia (PUCSP), v. 13, p. 115-128, 2007.
TROTTA, Felipe da Costa. Pobre samba meu. Revista de História da Biblioteca Nacional, v. 1, p. 28-32, 2006.
TROTTA, Felipe da Costa. Conversas de Botequim na internet: o caso da Agenda do Samba&Choro. Revista Intexto, Porto Alegre, 2004.
TROTTA, Felipe da Costa. O repertório do samba. Anais do XIII Encontro Nacional da Anppom, Belo Horizonte, v. 1, p. 193-199, 2001.
TROTTA, Felipe da Costa. Um pequeno Argumento sobre a obra de Paulinho da Viola. Cadernos do Colóquio (UNIRIO), v. 1, p. 28-31, 2000.
TROTTA, Felipe da Costa. O samba e suas fronteiras: pagode romântico e samba de raiz nos anos 1990. 1ª ed., Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2011. v. 1. 284p.
TROTTA, Felipe da Costa. Critérios de qualidade na música popular: o caso do samba brasileiro. In: Jeder Janotti Junior; Tatiana Rodrigues, Victor de Almeida Pires. (Org.). Dez anos a mil: mídia e música popular massiva em tempos de internet. 1ed.Porto Alegre: Simplíssimo, 2011, v. 1, p. 116-137.
TROTTA, Felipe da Costa. Dinheiro e solidão no Pecado Capital de Paulinho da Viola. In: Elizabeth Travassos, Claudia Matos, Fernanda Medeiros. (Org.). Ao Encontro da Palavra Cantada. 1ª ed., Rio de Janeiro: 7Letras, 2001, v. 1, p. 113-128.
TROTTA, Felipe da Costa; HERSCHMANN, M.. Memória e legitimação do Samba & Choro no imaginário nacional. In: Ana Paula Goulart Ribeiro; Lucia Maria Alves Ferreira. (Org.). Mídia e memória: a produção de sentidos nos meios de comunicação. 1ª ed., Rio de Janeiro: Mauad X, 2007, v. 1, p. 71-92. 
TROTTA, Felipe da Costa; ULHÔA, Martha Tupinambá; ARAGÃO, Paulo. Música híbrida: matrizes culturais e a interpretação na música brasileira popular. Anais do XIII Encontro Nacional da Anppom, Belo Horizonte, MG, v. 1, p. 348-354, 2001.
TROTTA, Felipe da Costa; CASTRO, João Paulo M.. A construção da idéia de tradição no samba. Cadernos do Colóquio (UNIRIO), Rio de Janeiro, v. 1, p. 62-74, 2001.
TUGNY, R. P.; SILVA, Gelson Luiz da. Todo Menino é um rei: a roda como espaço de aprendizagem da tradição do samba.. Revista da ABEM, 2012.
ULLOA, Alejandro. Pagode: a festa do samba no Rio de Janeiro e nas Américas. Rio de Janeiro, MultiMais, 1998.
VALADÃO, Regina Coeli Mendes. Tradição e criação, memória e patrimônio: a revitalização da Zona Portuária do Rio de Janeiro. (Dissertação Mestrado em Memória Social). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2012. Disponível no link. (acessado em 8.2.2015).
VARGENS, João Baptista M.. Candeia – Luz da inspiração. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1979.
VARGENS, João Baptista M.. Notas musicais cariocas. Petrópolis: Vozes, 1986.
VARGUES, Guilherme Ferreira. Samba, cultura e sociedade. 1ª ed., Rio de Janeiro: Expressao Popular, 2013. v. 1. 246p.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da música popular brasileira. São Paulo: Livraria Martins Ed., volume 1, 1964.
VELLOSO, Mônica. As tias baianas tomam conta do pedaço: espaço e identidade cultural no Rio de Janeiro. In: Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 3, No. 6, 1990, pp. 207-228.
VERMES, Viviana Mónica. Sons e Silêncios da Cidade Civilizada: a paisagem sonora do Rio de Janeiro e a reforma de Pereira Passos. In: XXII Congresso da ANPPOM, 2012, João Pessoa (PB). Anais do XXII Congresso da Anppom. João Pessoa (PB): Anppom, 2012. v. 1. p. 2106-2113.
VERMES, Viviana Mónica. A Cidade Sonora de Luiz Edmundo: os sons nas ruas do Rio de Janeiro e a reforma de Pereira Passos. In: VII Seminário Nacional do Centro de Memória, 2012, Campinas (SP). Memória, Cidade e Educação das Sensibilidades - VII Seminário Nacional do Centro de Memória. Campinas: Centro de Memória - Unicamp, 2012. v. 1. p. 1-7.
VERMES, Viviana Mónica. Fontes para o estudo da música brasileira: cronistas (Rio de Janeiro, 1890-1920). In: XXI Encontro Estadual de História - ANPUH-SP, 2012, Campinas. XXI Encontro Estadual de História - ANPUH-SP. São Paulo: ANPUH-SP, 2012. p. 1-8.
VERMES, Viviana Mónica. Músicos Visíveis e Músicos Invisíveis: um ensaio demográfico. In: XXI Congresso da ANPPOM, 2011, Uberlândia (MG). Anais do XXI Congresso da ANPPOM, 2011. p. 1058-1063.
VERMES, Viviana Mónica. As mulheres como eixo de difusão musical no Rio de Janeiro da Belle Époque. In: 7o Encontro Internacional de Música e Mídia - Música, Memória: tramas em trânsito, 2011, São Paulo. 7o Encontro Internacional de Música e Mídia - Música, Memória: tramas em trânsito. Santos; São Paulo: MusiMid, 2011. p. 257-265.
VERMES, Viviana Mónica. A Cena Musical do Rio de Janeiro, 1890-1920. In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo (SP). Anais do XXVI simpósio nacional da ANPUH - Associação Nacional de História. São Paulo: ANPUH-SP, 2011. v. único. p. 1-12.
VIANA, Luiz Fernando. Zeca Pagodinho: a Vida que se Deixa Levar. [Coleção Perfis do Rio]. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.
VIANNA, Hermano. O mistério do samba. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ; Jorge Zahar, 1995. 196p.
Sambista,  ilustração Célio Nunes
VIANNA, Hermano. Descoberta do Samba. Rio de Janeiro: UFRJ, 1994
VIANNA, Letícia C. R.. Bezerra da Silva, produto do morro: trajetória e obra de um sambista que não é santo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999. 165p.
VIANNA, Luiz Fernando. Geografia carioca do samba. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2004. 224p. 
VIEGAS, João Carlos. Carmen Costa: uma cantora do rádio. Rio de Janeiro: Revan, 1991.
VIEIRA, Jonas; NORBERTO, Natalício. Herivelto Martins: uma escola de samba. Rio de Janeiro: Ensaio, 1992.
VIEIRA, Juliana Lessa. O Samba e a Cultura da Classe Trabalhadora no Rio de Janeiro (1900-1930).. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2012.
VIEIRA, Juliana Lessa. O Surgimento do Samba e a Formação da Classe Trabalhadora no Rio de Janeiro (1900-1930).. (Monografia Graduação em História). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2009.
VIEIRA, Luís Fernando; PIMENTEL, Luís. Wilson Batista: Na corda bamba do samba.[Coleção Perfis do Rio]. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1996, 137p.
VIEIRA, Luís Fernando; PIMENTEL, Luís; VALENÇA, Suetônio. Um escurinho direitinho: A vida e a obra de Geraldo Pereira. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995.
VILA, Martinho da.. Kizombas, Andanças e Festanças. Rio de Janeiro: Record, 1998, 300p. 
WADDEY, R.. Viola de samba and samba de viola in the Recôncavo of Bahia (Brazil). Latin-American Music Review, v.1, n.2, p.196-212, 1980.
WADDEY, R.. Viola de samba and samba de viola in the Recôncavo of Bahia (Brazil), Part II. Latin-American Music Review, v.2, n.2, p.252-79, 1981.
WASSERMAN, Maria Clara. Abre a cortina do passado: A Revista da Musica Popular e o Pensamento Folclorista (Rio de Janeiro: 1954 - 1956).. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal do Paraná, UFPR, 2002.
WASSERMAN, Maria Clara; NAPOLITANO, M.. Desde que o samba é samba: a questão das origens no debate historiográfico sobre a Música Popular Brasileira. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 20, n.39, p. 167-189, 2000.
ZAN, José Roberto. Do fundo de quintal à vanguarda: contribuição para uma história social da música popular brasileira. (Tese Doutorado) Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 1997. 
BIBLIOGRAFIA SOBRE CARNAVALBrasil: o universo do carnaval. Acesse AQUI!
BIBLIOGRAFIA DO FREVO. Acesse AQUI!

:: Pixinguinha (Site Oficial).
:: Teresa Cristina (Site Oficial)

Grupos
:: Fundo de Quintal (Site Oficial).


Músicos na noite, Paulo Byron

SITES E BLOG'S SOBRE SAMBA E AFINS
:: Academia do Samba.
VISITE NESTE SITE
Samba, R. Paschoal
:: Acervos e Bibliotecas digitais. Acesse AQUI!
:: Adoniran Barbosa. Acesse AQUI!
:: Brasil: o universo do carnaval. Acesse AQUI!
:: Frevo. Acesse AQUI!
:: João Gilberto – o papa da bossa nova: mito e criador. Acesse AQUI!
:: Museus e Arquivos do Brasil e do Mundo. Acesse AQUI!
:: Música brasileira: o choro e seus chorões. Acesse AQUI!
:: Música brasileira: documentários para assistir e estudar. Acesse AQUI!
:: Música tradicional - folguedos e danças populares: o nosso patrimônio imaterial. Acesse AQUI
:: Patrimônio cultural imaterial brasileiro. Acesse AQUI!
:: Pixinguinha - o mestre do Catumbi. Acesse AQUI!


© Direitos reservados aos autores e produtores


© Pesquisa, seleção e organização: Elfi Kürten Fenske



Trabalhos sobre o tema:
:: Caso, você tenha algum trabalho não citado e queira que ele seja incluído - exemplo: livro, tese, dissertação, ensaio, artigo - envie os dados para o nosso "e-mail de contato", para que possamos incluir as referências do seu trabalho na pagina.


Como citar:
FENSKE, Elfi Kürten (pesquisa, seleção e organização). Música brasileira: samba e os sambistas. Templo Cultural Delfos, Fevereiro/2015. Disponível no link. (acessado em .../.../...).
____
** Página atualizada em 15.1.2016.



Licença de uso: O conteúdo deste site, vedado ao seu uso comercial, poderá ser reproduzido desde que citada a fonte, excetuando os casos especificados em contrário. 
Direitos Reservados © 2016 Templo Cultural Delfos

2 comentários:

Agradecemos a visita. Deixe seu comentário!