Música brasileira: o choro e seus chorões

Chorinho, Candido Portinari,1942

"…quando eu morrer (...), não quero flores, nem coroa de espinho, quero ouvir choro de flauta, violão e cavaquinho…"
- Noel Rosa

Flautista, Candido Portinari, 1957
O choro (chorinho) é considerado a primeira música popular urbana tipicamente brasileira. Teve origem no século XIX, quando se realizavam interpretações “abrasileiradas” de vários ritmos musicais ouvidos no país. No Rio de Janeiro, cidade berço do choro, escutava-se as danças de salão européias (valsa, quadrilha, mazurca, modinha, minueto, xote e polca) e os ritmos africanos (batuque e lundu), que eram a expressão das culturas branca e negra. O diálogo entre estes gêneros musicais contrastantes aos poucos originou um novo tipo de música, o choro.
O termo “choro”, segundo alguns especialistas, deriva da forma “chorosa” como os músicos de então tocavam. O choro é um estilo predominantemente instrumental, mas ocasionalmente algumas composições ganham letras, passando a ser cantadas. Os conjuntos musicais que executam o choro são chamados de rodas de choro ou regionais, e os músicos que o praticam são conhecidos como chorões. Uma das figuras centrais no nascimento do choro foi o carioca Joaquim Antônio Calado (1848-1880), flautista que integrou “O Choro de Calado”, um conjunto instrumental formado por ele, dois violonistas e um músico que tocava cavaquinho. Calado é considerado um dos criadores do choro. A música Flor Amorosa, composta por ele em 1867, é assinalada como a primeira composição deste gênero musical. Outros artistas que fizeram história no choro, depois de Calado, foram o flautista Viriato Figueira, a pianista Chiquinha Gonzaga e os compositores Anacleto de Medeiros e Ernesto Nazareth. No século XX, cabe destacar como nomes expressivos do choro os flautistas Patápio Siva e Altamiro Carrilho, os violonistas João Pernambuco e Garoto, os compositores Pixinguinha, Heitor Villa-Lobos e Radamés Gnattali, o clarinetista e saxofonista Luiz Americano, o maestro Severino Araújo, o bandolinista Jacob do Bandolim e o virtuose do cavaquinho Waldir Azevedo, compositor de “Brasileirinho”, talvez o choro mais famoso de todos os tempos. Os instrumentos típicos utilizados nas rodas de choro são a flauta (usada para a execução das melodias), o bandolim (melodia e acompanhamentos), o cavaquinho (melodia e acompanhamento), o clarinete (melodia), o saxofone (melodia), o violão de 6 cordas (melodia e acompanhamento), o violão de 7 cordas (melodia e acompanhamento) e o pandeiro (percussão). Eventualmente, são inseridos o piano (melodia e acompanhamento) e o trombone (melodia).
Ao executar o choro, o intérprete possui liberdade para tocar as melodias, pois não precisa seguir à risca as notas impressas na partitura. O resultado final do choro depende, portanto, em grande parte da interpretação dos músicos. Os intérpretes podem improvisar sobre o ritmo das melodias ou até mesmo inserir notas e ornamentos não indicados originalmente na partitura. Nos solos instrumentais, a melodia inclusive pode sofrer variações, resultando num processo de improvisação. A virtuosidade instrumental também é um elemento importante no choro. Por fim, como curiosidade, é interessante lembrar que existe um dia dedicado a este gênero musical. A data de 23 de abril é assinalada como o Dia Nacional do Choro. Foi nesta data que nasceu o compositor Pixinguinha (1897-1973), nome importante para a evolução deste gênero musical.
______
:: Fonte: BARTZ, Guilherme. Choro (texto). em "Estação Musical". Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
Saiba mais em:  
:: CHORO. Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
:: RAULINO, Jailson. Choro: uma expressão genuinamente brasileira. Revista da Associação Brasileira de Clarinetistas. Salvador: Ed. Joel Luís Barbosa. GrafUFBA. 2000. Vol. I. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015).
:: ROSCHEL, Renato. Choro. Banco de Dados/Almanaque de Música da Folha. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015).
:: Oficina de Choro UFRJ.

"Só quando penso no poder do choro e em como ele atua por conta própria, me tranquilizo. Bom ver, quando se viaja pelo Brasil, que os redutos do existem, como sempre existiram, imunes a tudo que anda por aí, alheios ao tal mercado. Para da continuidade ao choro é preciso compor choro, que composto nos dias de hoje naturalmente trará elementos do nosso tempo. Esse é o caminho natural. Os choros de Mauricio Carrilho, Pedro Amorim, Afonso Machado, Cristovão Bastos, Paulinho da Viola, Luis Moura e tantos outros compositores do nosso tempo são, sem dúvida, prova disso."
- Luciana Rabello, em "O choro hoje". citado in: OLIVEIRA, Rodrigo Eduardo de. Flor-do-cerrado: o Clube do Choro de Brasília. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal de Uberlândia, 2006.

Flor Amorosa  - composição: Joaquim Callado - 
interpretação: Jacob do Bandolim (1948) 


O choro é a alma musical do povo brasileiro
- Villa-Lobos

Roda de Choro adega da Lapa, ilustração Álvaro Marins

OS CHORÕES DE ONTEM E DE HOJE
São inúmeros os compositores e intérpretes do choro,  aqui destacaremos alguns:
:: Maestro Mesquitinha [Henrique Alves de Mesquita].. (1830-1906) - compositor- organista - regente - trompetista - professor
:: Chiquinha Gonzaga (1847-1935) - compositora - pianista - regente
:: Joaquim Calado (1848-1880) - compositor - flautista
:: Duque Estrada Meyer (1848-1905) - compositor - flautista - professor
:: Juca Vale (c.1850-c.1910) - compositor - violonista
:: Viriato Figueira (1851-1883) - compositor - flautista
:: Chico Borges (c.1855-1915) - cavaquinista - violonista
:: Juca Kalut (1857-1922) - compositor - flautista
:: Sátiro Bilhar (1860-1926) - compositor - violonista
:: Pedro Galdino (1860-1919) - compositor - flautista
:: Mário Cavaquinho [Mário Álvares].. (1861-1905) - compositor - cavaquinista
:: Ernesto Nazareth (1863-1934) - compositor - pianista
:: Catulo da Paixão Cearense (1863-1946) - poeta - compositor - cantor - teatrólogo
:: Luís de Sousa (1865-1920) - compositor - instrumentista - pistonista
:: Tute [Artur de Souza Nascimento].. (1866-1957) violonista - bandolinista - bombo -pratos
:: Anacleto de Medeiros (1866-1907) - compositor - instrumentista - regente
:: Agenor Bens (1870-1950) - compositor - flautista - cantor
:: Irineu Pianinho (c.1870-c.1930) - compositor - flautista
:: Albertino Pimentel (1874-1929) - compositor - regente - instrumentista
:: Quincas Laranjeiras (1873-1935) - compositor - violonista
:: Irineu Batina (1873-1916) - compositor - trombonista
:: Aurélio Cavalcanti (1874-1915) - compositor - pianista
:: Candinho Trombone [Cândido Pereira da Silva].. (1879-1960) - compositor - trombonista
:: Pedro de Assis (1880-1934) - flautista
:: Patápio Silva (1880-1907) - compositor - flautista
:: Octávio Dutra (1884-1937) - compositor - professor
:: Villa-Lobos (1887-1959) - compositor - violoncelista - maestro
:: Zequinha de Abreu (1888-1936) - compositor - instrumentista - regente
:: Canhoto [Américo Jacomino].. (1889-1928) - compositor - cavaquinista - violonista
:: Bonfíglio de Oliveira (1891-1940) - compositor - trompetista
:: João Pernambuco (1893-1947) - compositor - violonista
:: Saturnino Gonçalves (1897-1935) - compositor, violonista e cantor
:: Tia Amélia [Amélia Brandão Néri].. (1897-1983) - pianista - compositora
:: Pixinguinha (1897-1973) - compositor - flautista - saxofonista - orquestrador
:: Francisco Mignone [em algumas ocasiões adotou o pseudônimo de Chico Bororó].. (1897-1986) - compositor - pianista
:: Luiz Americano (1900-1960) - compositor - clarinetista - saxofonista
:: Nabor Pires Camargo (1902-1996) - compositor - clarinetista - pianista
:: Benedito Lacerda (1903-1958) - compositor - flautista - regente
:: Dante Santoro (1904-1969) - compositor - flautista
:: Luperce Miranda (1904-1977) - bandolinista - compositor
:: Fon-Fon [Otaviano Romero Monteiro].. (1908-1951) - compositor - saxofonista - maestro
:: Radamés Gnattali (1906-1988) - compositor - arranjador - regente - pianista
:: Copinha [Nicolino Cópia].. (1910-1984) - flautista - saxofonista - clarinetista - compositor - regente
:: César Faria [Benedito César Ramos de Faria].. (1910-2007) - violonista
:: Aristides Zacarias (1911-...) compositor - instrumentista - regente
:: Guerra-Peixe (1914-1993) - compositor - arranjador - musicólogo
:: Gilberto d'Ávila (1915-...) - pandeirista
:: Garoto [Aníbal Augusto Sardinha].. (1915- 1955) - compositor - violonista
:: Raul de Barros (1915-2009) - compositor - instrumentista - regente
:: Abel Ferreira (1915-1980) - compositor - clarinetista - saxofonista
:: Dilermando Reis (1916-1977) - compositor - violonista
:: Carolina Cardoso de Menezes (1916-1999) - compositora - pianista
:: Severino Araújo (1917-2012) - compositor - clarinetista - regente
:: K-Ximbinho [Sebastião de Barros].. (1917-1980) - clarinetista - compositor - arranjador - regente
:: Jacob do Bandolim (1918-1969) - bandolinista - compositor
:: Dino 7 Cordas [Horondino José da Silva] .. (1918-2006) - compositor - violonista
:: Avena de Castro (1919-1981) - compositor - citarista
:: Elizeth Cardoso (1920-1990) - cantora
:: Ademilde Fonseca (1921-2012) - cantora
:: Zé Menezes [José Menezes de França].. (1921-2014) - compositor - multi-instrumentista
:: Waldir Azevedo (1923-1980) - compositor - instrumentista
:: Manezinho da Flauta [Manuel Gomes].. (1924-1990) - flautista
:: Altamiro Carrilho (1924-2012)  compositor - flautista 
:: Canhoto da Paraíba [Chico Soares].. (1928-2008) - compositor - violonista
:: Carlos Poyares (1928-2004) - compositor - flautista
:: Plauto Cruz (1929-...) - compositor - flautista
:: Sivuca (1930-2006) - arranjador - compositor - acordeonista - violonista - guitarrista - pianista - percussionista
:: Jorginho do Pandeiro (1930-...) - pandeirista
:: Paulo Moura (1933-2010) - compositor - clarinetista - saxofonista - arranjador
:: Mestre Duduta [José Ribeiro da Silva].. (1934-...) - luthier - compositor - bandolinista
:: Jonas do Cavaquinho [Jonas Pereira da Silva].. (1934-1997) - cavaquinista
:: Hermeto Pascoal (1936-...) - compositor - multi-instrumentista 
:: Izaias do Bandolim  [Izaias Bueno de Almeida].. (1937-...) - músico - bandolinista
:: Joel Nascimento (1937-...) - bandolinista - compositor
:: Arthur Moreira Lima (1940-...) - pianista
:: Wilfried Berk (1940-...) - clarinetista - arranjador - compositor
:: Laércio de Freitas (1941-...) - compositor - pianista - arranjador - maestro
:: Zé da Velha (1942-...) - trombonista
:: César Camargo Mariano (1943-...) - compositor - pianista - arranjador - produtor
:: Déo Rian (1944-...) - bandolinista
:: Paulinho da Viola (1944-...) - compositor - cantor - instrumentista
:: Cristovão Bastos (1946-...) - compositor - pianista - arranjador 
:: Gilson Peranzzetta (1946-...) - compositor - pianista - arranjador - orquestrador - regente
:: João Lyra (1949-...) - compositor - violonista
:: Luiz Otávio Braga (1953-...) - compositor - arranjador - violonista
:: Afonso Machado (1954-...) - bandolinista - compositor - arranjador
:: Reco do Bandolim [Henrique Lima Santos Filho].. (1954-..) - bandolinista, compositor, jornalista, radialista - produtor
:: Leandro Braga (1955-...) - compositor - pianista - arranjador
:: Ricardo Camargos (1955-...) - músico - pianista - arranjador
:: Amelia Rabello (1955-...) - cantora
:: Maurício Carrilho (1957-...) - instrumentista - arranjador - produtor - pesquisador
:: Celsinho Silva (1957-...) - compositor e produtor
:: Pedro Amorim (1958-...) - compositor - bandolinista e violonista
:: Henrique Cazes (1959-...) - compositor - arranjador - cavaquinista - escritor
:: Mário Séve (1959-...) - compositor - flautista - saxofonista - arranjador
:: Luciana Rabello (1961-...) - compositora - cavaquinista
:: Dirceu Leite (1961-...) - flautista - clarinetista e saxofonista 
:: Nailor Proveta (1961-...) - compositor - arranjador - instrumentista
:: Raphael Rabello (1962-1995) - compositor - arranjador - violonista
:: Jayme Vignoli (1967-...) - compositor - cavaquinista - arranjador - produtor musical
:: Jorge Cardoso (1969-...) - bandolinista - compositor
:: Silvério Pontes (1970-...) - compositor - instrumentista
:: Alessandro Penezzi (1974-...) - compositor - arranjador - violonista
:: Hamilton de Holanda (1976-...) - bandolinista
:: Yamandú Costa (1980-...) - compositor - violonista
:: Alexandre Ribeiro (1982-...) - instrumentista
:: João Camarero (? -...) - Violonista
:: Julião Rabello [Julião Rabello Pinheiro].. ( ?-...) instrumentista
:: Ana Rabello (1985-...) - cavaquinista
___
Conheça e saiba mais sobre estes e outros Chorões em:
:: Casa do Choro - Acervo: verbetes - autores. Disponível no link. (acessado em 15.2.2015).
:: Dicionário Cravo Albin de Música Popular Brasileiro. Disponível no link. (acessado em 15.2.2015).
:: Músicos do Brasil: uma enciclopédia instrumental. Disponível no link. (acessado em 15.2.2015).



Chorinho, (autoria não identificada)

Da música
A musica derrama-se 
no corpo terroso 
da palavra. Inclina-se 
no mundo em mutação 
do poema. 

A música traz na bagagem 
a memória do sangue; o caminho 
do sol: Lume e cume 
de palavras polidas. 

A música rompe um rio de lava 
por si mesmo criado. Lágrima 
endurecida 
onde cabem o mar 
e a morte. 
- Casimiro de Brito, em "Canto Adolescente". 


CHOROS PARA OUVIR (ÁUDIO)
escutando música
:: Chorando Baixinho. compositor: Abel Ferreira - interpretes: Paulo Moura (Clarinete) e Raphael Rabello (Violão 7 Cordas) - arranjos: Raphael Rabello e Paulo Moura - álbum "Dois Irmãos Raphael Rabello e Paulo Moura - produção: Peter Klam e Barry Powley - selo: Caju Music CD, 1992. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).
:: Cochichando. compositores: Pixinguinha (música);  Alberto Ribeiro; e João de Barro [Braguinha] - interpretes: Cesar Faria (Violão); Chaplin (Agogô); Chiquinho (Bandolim); Copinha (Flauta); Hércules Pereira Nunes (Ganzá); Jorginho do Pandeiro (Pandeiro); e Paulinho da Viola (Cavaquinho) - arranjo: Copinha; Cristovão Bastos e Paulinho da Viola - arranjo: Copinha, Cristovão Bastos e Paulinho da Viola - produção: Mariozinho Rocha e Paulinho da Viola - álbum "Memórias Chorando". Selo: EMI-Odeon, 1976; CD 1996. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).
:: Chorando. compositor: Ary Barroso - interpretes: Cesar Faria (Violão); Chaplin (Coco); Copinha (Clarinete); Cristóvão Bastos (Piano); Dininho (Baixo elétrico); Elton Medeiros (Ganzá); Hércules Pereira Nunes (Bateria); Jorginho do Pandeiro (Pandeiro); e Paulinho da Viola (Cavaquinho) - arranjo: Copinha; Cristovão Bastos e Paulinho da Viola produção: Mariozinho Rocha e Paulinho da Viola - álbum "Memórias Chorando". Selo: EMI-Odeon, 1976; CD 1996. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).
:: Inesquecívelcompositor: Paulinho da Viola - interpretação: Cristóvão Bastos - arranjo: Cristovão Bastos e Paulinho da Violaprodução: Mariozinho Rocha e Paulinho da Viola - álbum: "Memórias Chorando". Selo: EMI-Odeon, 1976; CD 1996. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).
:: Romanceando. compositor: Paulinho da Viola - interpretes: Cesar Faria (Violão); Chaplin (afoxé); Copinha (Saxofone tenor); Cristóvão Bastos (Piano); Dininho (Baixo elétrico); Elton Medeiros (Ganzá); Hércules Pereira Nunes (Bateria);  e Paulinho da Viola (Cavaquinho) - arranjo: Copinha; Cristovão Bastos e Paulinho da Viola - arranjo: Cristovão Bastos e Paulinho da Viola - produção: Mariozinho Rocha e Paulinho da Viola - álbum: "Memórias Chorando". Selo: EMI-Odeon, 1976; CD 1996. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).
:: Lembrança de Jonas. compositor: Paulinho da Viola - interprete: Grupo Nó em "Pingo D`Água" - músicos: Celsinho Silva (Percussão); Mário Sève (Saxofone Tenor e Saxofone Soprano); Papito (Baixo sem Traste); Rodrigo Lessa (Cavaquinho); e Rogério Souza (Violão 7 Cordas e Violão) - participação especial: Cristóvão Bastos (Piano); e Paulinho da Viola (Cavaquinho) - arranjo: Cristóvão Bastos e Rogério Souza - produção: Celsinho Silva e Mário Sève - álbum: Nó em Pingo D`Água Interpretando Paulinho da Viola - selo: Produção Independente CD, 2003. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).
:: Doce de Coco. compositores: Jacob do Bandolim (música) e Hermínio Bello de Carvalho - interpretes: Yamandú Costa (Violão sete cordas) e Dominguinhos (Acordeom). Show de Yamandu Costa & Dominguinhos, no Auditório do Ibirapuera/ São Paulo-SP, 2006 - Gravado pela TV Cultura. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).
:: Rosa. compositores: Pixinguinha (música); Otávio de Souza (letra) - interpretação: Baden Powell (Violão) - produção: Jacques Lubin - selo: Barclay/Ebrau, LP, 1971. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).
::Tempos Felizes. compositor: Paulo Mourainterpretes: Paulo Moura (Clarinete) e Raphael Rabello (Violão 7 Cordas) - arranjos: Raphael Rabello e Paulo Moura - álbum "Dois Irmãos Raphael Rabello e Paulo Moura - produção: Peter Klam e Barry Powley - selo: Caju Music CD, 1992. Disponível Aqui! (acessado em 2.2.2015).




DISCOS DE CHORO (completo)
Álbum: Brasil, Sax e Clarineta - Abel Ferreira - interprete: Abel Ferreira - faixas: Corta jaca (Chiquinha Gonzaga); Sorriso de cristal (Luiz Americano); Machucando (Adalberto de Souza); Rapaziada do Brás (Alberto Marino); Chorando baixinho (Abel Ferreira); André de sapato novo (André Victor Correira); Cochichando (Alberto Ribeiro; João de Barro (Braguinha); e Pixinguinha); Sai da frente (Abel Ferreira); Haroldo no choro (Abel Ferreira); Luar de Coromandel (Abel Ferreira); Saxofone, por que choras? (Severino Rangel "Ratinho"); Alma brasileira (Fernando Magalhães). Selo: Marcus Pereira, 1976. Disponível Aqui! (acessado em 02.02.2015).



Pedacinho do Céu - composição: Waldir Azevedo, 
interpretes: Izaías e Seus Chorões




BIBLIOGRAFIA SOBRE O CHORO
ABREU, Maria; GUEDES, Zuleika Rosa. O Piano na música brasileira. Porto Alegre: Movimento, 1992.
ALBIN, Ricardo Cravo. Museu da Imagem e do Som: rastros de memória. Rio de Janeiro: Ed. Sextante, 2001.
ALCOFRA, Luiz Flavio Tournillon. Memórias Chorando - Grupo Água de Moringa. (Dissertação Mestrado em Ciências da Arte). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2007.
ALENCAR, Edigar de. O fabuloso e harmonioso Pixinguinha. Rio de Janeiro: Cátedra, 1979.
ALENCAR, Edigar de. Vida e morte gloriosa de Pixinguinha. Juazeiro do Norte: Mascote, 1981.
ALMADA, Carlos. A estrutura do Choro com aplicações na improvisação e no arranjo. Rio de Janeiro: Da Fonseca, 2006.
ALMEIDA, Alexandre Zamith. Verde e amarelo em preto e branco: as impressões do Choro no piano brasileiro. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, UNICAMP, 1999.  Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
ALMEIDA, Renato. História da música brasileira. 1ª ed., Rio de Janeiro: F. Briguiet & Comp., 1927. 
ALVARES, Sergio Luis de Almeida. A racionabilidade, o desenvolvimento e a implementação de cursos de Choro como modelo proposto para programas de musica popular brasileiras em Universidades no Brasil. (Tese Doutorado em Educação Musical). University of Miami, MIAMI, Estados Unidos, 1998.
ALVES, Carolina Gonçalves. O choro que se aprende no colégio: a formação de chorões na Escola Portátil de Música do Rio de Janeiro. (Dissertação Mestrado em Ciências Sociais). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, 2009. 
Músicos, Candido Portinari1959
AMADO, Paulo Vinícius. A expressividade no Choro: um estudo a partir de perspectivas da Etnomusicologia e da Fenomenologia. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2014. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008; 2ª ed., Esteio Editora, 2009.
AMARAL JÚNIOR, José de Almeida. Chorando na garoa: memórias musicais de São Paulo. [prefácio de Fernando Faro]. São Paulo: Fundação Theatro Municipal de São Paulo, 2013. 531p.
AMORIM, Bruno Barreto; CLÍMACO, Magda de Miranda. O Choro Lamentos na sua Relação com a Realidade Cultural Híbrida Vivenciada por Pixinguinha e seu Grupo: configurações identitárias.. in: I Simpósio Nacional de Musicologia e III Encontro de Musicologia Histórica, Pirenópolis/GO, 2011,. v. 1. p. 167-173.
ANDRADE, Mário de. Dicionário Musical Brasileiro. [Coord. Oneyda Alvarenga e Flávia Camargo Toni]. Belo Horizonte: Itatiaia; Brasília: Ministério da Cultura; São Paulo: Instituto de Estudos Brasileiros, EDUSP, 1989. 
ANDRADE, Mário de. Ernesto Nazareth. in. Revista da Música Popular, 1954.
ANTÔNIO, Irati; PEREIRA, Regina. Garoto, sinal dos tempos. [coleção MPB, 5]. Rio de Janeiro, Funarte, 1982. 
ANTUNES, Gilson Uehara. Américo Jacomino "Canhoto" e o desenvolvimento da arte solística do violão em São Paulo. (Dissertação Mestrado em Musicologia). Departamento de  Música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, USP, 2002. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
ARAGÃO, Paulo. Pixinguinha e a gênese do arranjo musical brasileiro (1929-1935).. (Dissertação Mestrado em Música). Centro de Letras e Artes da Universidade do Rio de Janeiro, 2001. UNIRIO Disponível no link e link. (acessado em 31.1.2015).
ARAGÃO, Pedro de Moura. O Baú do Animal: Alexandre Gonçalves Pinto e "O Choro". (Tese Doutorado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2011.
ARAGÃO, Pedro de Moura. Choro manuscript collections of the nineteenth and early twentieth centuries: written transmission of an. In: Martha Ulhôa; Claudia Azevedo; Felipe Trotta. (Org.). Made in Brazil. 1ed.New York: Roultledge, 2014, v. , p. 30-42.
ARAGÃO, Pedro de Moura. O Baú do Animal: Alexandre Gonçalves Pinto e 'O Choro'. 1ª ed., Rio de Janeiro: Folha Seca, 2013. v. 1. 280p.
ARAGÃO, Pedro de Moura; LEME, Beatriz Paes. O Acervo Pixinguinha no Instituto Moreira Salles. In: Leme, Bia Paes. (Org.). Pixinguinha na Pauta: 36 arranjos para o programa o Pessoal da Velha Guarda. São Paulo: Imprensa Oficial - IMESP, 2010, v. , p. -.
ARAGÃO, Pedro de Moura; LOPES, M.; PRATA, S.(Org.). Caderno de Composições de Jacob do Bandolim. 1ª ed., Rio de Janeiro: Irmãos Vitale, 2011. v. 2. 136p.
ARAGÃO, Pedro de Moura; LEME, Beatriz Paes; LOPES, M. (Org.). Pixinguinha - Outras Pautas. 1ª ed., São Paulo: SESC/Instituto Moreira Salles/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2014. v. 1. 748p.
ARAGÃO, Pedro de Moura; LEME, Beatriz Paes. (Org.). Pixinguinha - Inéditas e Redescobertas. 1ª ed., Rio de Janeiro: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo/Instituto Moreira Salles, 2012. v. 1. 64p.
ARANHA, Carla. Chorinho brasileiro: como tudo começou. [edição bilíngue]. Editora DBA, 2012, 140p.
ARATANHA, Mario de. A essência musical da alma brasileira. Revista Roda de Choro no. 2. Rio de Janeiro: mar/abr, 1996.
ARAÚJO, Larena Franco de. O choro como material didático para o ensino da flauta transversal(Dissertação Mestrado). Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás, UFG, 2006.
ARAÚJO, Larena Franco de. O vocabulário do choro, de Mário Sève: estrutura e possibilidades de utilização no ensino técnico da flauta transversal. I Simpósio Brasileiro de Pós-Graduandos em Música e XV Colóquio do Programa de Pós-Graduação em Música da UNIRIO, Rio de Janeiro, 8 a 10 de novembro de 2010. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
ASSIS, Yara Santos de Oliveira Alves de. Canto popular: a criação musical para além dos muros da escola. (Dissertação Mestrado em Educação). Universidade de Brasília, UnB, 2009.
AZEVEDO, Luiz Heitor Corrêa de. 150 anos de Música no Brasil: 1800 - 1950. Rio de Janeiro: José Olympio, 1956. 
BARBALHO, Grácio. (et al.), Discografia Brasileira em 78 rpm 1902-1964. Rio de Janeiro, Funarte, 1982.
BARBOSA, Valdinha; DEVOS, Anne Marie. Radamés Gnattali: o eterno experimentador. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1984
BARBOZA, Marília Trindade. Luperce Miranda, o Paganini do bandolim. Niterói, RJ: Designum Comunicação, 2004.
BARRETO, Almir Côrtes. Improvisação e interpretação no choro por Jacob do Bandolim. Cadernos de Pós-Graduação, v. 9, p. 37-40, 2007.
BARRETO, Almir Côrtes. O estilo interpretativo de Jacob do Bandolim. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas,  Unicamp, 2006. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
BARRETO, Almir Côrtes. Improvisando em música popular: um estudo sobre o choro, o frevo e o baião e sua relação com a música instrumental brasileira. (Tese Doutorado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2012.
BARROS, Paulo Emilio Parente de. MEEC - Módulo experimental de Ensino de Choro: um estudo descritivo. (Dissertação Mestrado em Educação Musical). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2002. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
BARROS, Paulo Emilio Parente de. MEEC: módulo experimental de ensino de choro, um estudo descritivo.. Revista da Faculdade de Educação da Bahia, v. 1/4, p. 121-141, 2003.
BARTOLONI, Giácomo. Compositores paulistas na literatura violonística. (Dissertação Mestrado em Artes - Música). UNESP, 1990. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
BASTOS, Juliana Carla. A performance musical do Clube do Choro da Paraíba. (Dissertação Mestrado em Música ). Universidade Federal da Paraíba, UFPB, 2011.
BASTOS, Juliana Carla. A etnomusicologia e o estudo da performance musical: a metodologia aplicada ao Clube do Choro da Paraíba. In: João Berchmans de Carvalho Sobrinho. (Org.). Pautas de Investigação Musical: um contributo do texto e contexto. 1ª ed., Teresina: EDUFPI, 2012, v. 1, p. 125-150.
BASTOS, Mariana Beraldo. Tópicas na música popular brasileira: uma análise semiótica do Choro e da música instrumental. (Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação). Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, Florianópolis, 2008.
BECKER, Jose Paulo Thaumaturgo. O acompanhamento do violão de 6 Cordas no Choro a partir de sua Visão no Conjunto "Epoca de Ouro". (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 1996.
BERNARDO, Marco Antonio. Waldir Azevedo: um cavaquinho na história. Editora Irmãos Vitale, 2004, 232p.
BERTHO, Renam Moretti. Identidade e performance nas Rodas de Choro de São Carlos. In: XXIII Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música, UFRN, Natal, 2013.
BESSA, Virgínia de Almeida. A escuta singular de Pixinguinha: História e música popular no Brasil dos anos 1920 e 1930. São Paulo, 2010. 
BESSA, Virgínia de Almeida. "Um Bocadinho de Cada Coisa”: Trajetória e Obra de Pixinguinha. (Dissertação Mestrado). Universidade de São Paulo, USP, 2005.
BEZERRA, Daniela Mour. Puxo o cavaquinho pra cantar de galo: conflito  e solidariedade no circuito do Choro de Aracaju. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade Federal de Sergipe, UFS, 2011.
BEZERRA, Daniela Moura. "Rodas de choro” em Aracaju: uma discussão sobre o circuito do choro na capital sergipana. (Trabalho de conclusão de curso em Ciências Sociais). Universidade Federal de Sergipe, UFS, 2008.
BEZERRA, Daniela Mour. Retóricas identitárias no circuito do Choro de Aracaju. Boletim Historiar, v. 02, p. 19-34, 2014. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015).
BINDER, Fernando. Charamelas, caixas e trombetas: história da música luso-brasileira que atravessara o atlântico. In: Eurídice: Boletim da Banda do Exército Português. Lisboa: Regimento de Artilharia Antiaérea, 2006. Nº 1, B. Nº 3 – I Série. p. 23-25. 
BITTAR, Iuri Lana. Fixando uma gramática: Jayme Florence (Meira) e sua atividade artística nos grupos Voz do Sertão, Regional de Benedito Lacerda e Regional do Canhoto. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2011.
BONILLA, Marcus Facchin. Três estilos do violão brasileiro: choro, jongo e baião. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, 2013. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
BORGES, Luís Fabiano Farias. Trajetória estilística do Choro: O idiomatismo do violão de sete cordas, da consolidação a Raphael Rabello. (Dissertação Mestrado em Música), Universidade de Brasília, UnB, 2008. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembrança de velhos. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
BRAGA, José Maria Rendeiro Corrêa. A arte do choro e a alma barroca: o caso de Abel Ferreira. (Dissertação Mestrado em Musicologia). Conservatório Brasileiro de Música, Rio de Janeiro, 1998.
BRAGA, Luiz Otávio Rendeiro Correa. A invenção da música popular brasileira: de 1930 ao final do Estado Novo. (Tese Doutorado em História Social). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2002.  Disponível no link e link. (acessado em 31.1.2015).
BRANDÃO, José Vieira. O nacionalismo na musica brasileira para piano. (Tese Livro-Docência de Piano). Escola Nacional de Música da Universidade do Brasil, 1949. 
CABANZO CHAPARRO, Maria Pilar. Mediações, circulação e consumo de choro no Rio de Janeiro no século XXI. (Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2011.
CABANZO CHAPARRO, Maria Pilar. Chorinho carioca nos primeiros anos do século XXI: uma aproximação aos agentes, espaços e discursos. 1ª ed., Novas Edições Acadêmicas, 2014. 104p.
CABRAL, Sérgio. Pixinguinha: Vida e Obra. Rio de Janeiro: Ed. Lumiar, 1997.
CABRAL, Sérgio. A MPB na era do rádio. São Paulo: Moderna, 1996.
CABRAL, Sérgio. No tempo de Almirante: uma história do rádio e da MPB. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1990.
CALDI, Alexandre. Contracantos de Pixinguinha: contribuições históricas e analíticas para a caracterização estilística do estilo. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2000. 
CANAUD, Fernanda Chaves. Interpretação da obra pianística de Radamés Gnattali através do conhecimento da música popular urbana. (Dissertação Mestrado). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 1991.
CARDOSO, Thomas Fontes Saboga. Um violonista-compositor brasileiro: Guinga. A presença do idiomatismo em sua música. (Dissertação Mestrado). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2006. Disponível no link e link. (acessado em 31.1.2015).
CARRILHO, Maurício; PAES, Anna (org.). Princípios do Choro. Vol. 1. Rio de Janeiro: EDUERJ/Acari Records, 2003.
CARRILHO, Maurício; PAES, Anna (org.). Princípios do Choro. Vol. 2. Rio de Janeiro: EDUERJ/Acari Records, 2003.
CARRILHO, Maurício; PAES, Anna (org.). Princípios do Choro. Vol. 3. Rio de Janeiro: EDUERJ/Acari Records, 2003.
CARRILHO, Maurício; PAES, Anna (org.). Princípios do Choro. Vol. 4. Rio de Janeiro: EDUERJ/Acari Records, 2003.
CARRILHO, Maurício; PAES, Anna (org.). Princípios do Choro. Vol. 5. Rio de Janeiro: EDUERJ/Acari Records, 2004.
CARNEIRO, Josimar Machado Carneiro Gomes. Baixaria: análise de um elemento característico do Choro observado na performance do Violão Sete Cordas. (Dissertação Mestrado). Departamento de Música, Universidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2001. 
CARVALHO, Delgado de. Chorografia do Distrito Federal. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1926.
CARVALHO, Ilmar. O choro carioca: perspectiva sócio-histórica. In: Revista de Cultura Vozes, vol. LXVI, n. 9. São Paulo: Vozes, 1972. 
CARVALHO, Hermínio Bello de. Mudando de Conversa. 1ª ed., São Paulo: Martins Fontes, 1986. 
CARVALHO, Hermínio Bello de. O Canto do Pajé: Villa-Lobos e a Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: Editora Espaço e Tempo, 1988.  
CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1962.
CAZES, Henrique Leal. Choro: do Quintal ao Municipal. São Paulo: Editora 34, 1999.
CAZES, Henrique LealEscola moderna do cavaquinho. Rio de Janeiro: Irmãos Vitale, 1988.
CAZES, Henrique LealWaldir Azevedo. 1ª ed., São Paulo: Editora Mediafashion, 2010.
CAZES, Henrique LealChiquinha Gonzaga. 1ª ed., São Paulo: Editora Mediafashion, 2010.
CAZES, Henrique LealJacob do Bandolim. 1ª ed., São Paulo: Editora Mediafashion, 2010.
CAZES, Henrique LealOs Chorões e a Roda: ambiência, práticas musicais e repertório nas rodas de choro. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2011.
CAZES, Henrique LealLe choro, rythmes européens et accent brésilien. MPB Musique Populaire Brésilienne. 1ª ed., Paris: Cité de la Musique, 2005, v. , p. 74-89.
CERQUEIRA, Ricardo Cardim de. Zequinha de Abreu: além do Tico-tico no fubá. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, 2005.
CESAR, Ana Claudia. O Cavaquinho na Obra de Waldir Azevedo. (Dissertação Mestrado em Educação, Arte e História da Cultura). Universidade Presbiteriana Mackenzie, MACKENZIE, 2011.
CESAR, Ana Claudia. O Cavaquinho encantado de Waldir Azevedo. 1ª ed., Curitiba: Editora Appris, 2013. v. 1. 127p.
CHAGAS, Fabiano da Silva. Cinco choros de Guinga para violão solo: aspectos harmônicos e idiomáticos. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Goiás, UFG, 2008.
CHAGAS, Fabiano da Silva. A Linguagem Harmônica de Guinga: aspectos idiomáticos do choro 'Cheio de Dedos' para violão solo. In: XXII CONGRESSO DA ANPPOM, 2012, João Pessoa. Produção de Conhecimento na Área da Música, 2012. p. 174-181.
CHAVES, Carlos Antonio Gomes da Costa. Análise do ensino-aprendizagem do acompanhamento do Choro no violão de seis cordas. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2001.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Alegres dias Chorões. O Choro como expressão musical do cotidiano de Brasília. Anos 1960 - tempo presente. (Tese Doutorado em História). Departamento de Pós-Graduação em História, Universidade de Brasília, UnB, 2008. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
CLÍMACO, Magda de Miranda. Gênero musical choro, suas práticas e representações do nacional: a ocupação simbólica. In: II Congreso Chileno de Estudios em Música Popular, 2014, Santiago CHILE. II Congreso Chileno de Estudios em Música Popular (ASEMPH). Santiago / Chile: Editora do II Congreso Chileno de Estudios em Música Popular, 2014. v. 1. p. 1-12.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Encontros e roçar de fronteiras... os diferentes lugares praticados realizados pelo choro em Brasília. In: Márcia de Melo Martins Kuyumjian. (Org.). Semando cidades e sertões Brasília e o Centro-Oeste. 1ª ed., Goiânia: Editora PUC Goiás, 2010, v. 1, p. 295-305.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Música Instrumental em Brasília: tradição, modernidade e novos processos identitários. In: Anais do IV Congresso Internacional de História: Cultura, Sociedade e Poder, 2014. v. 1. p. 1-13.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Sonho e Identidades- As rodas de choro no cotidiano de Brasília. In: XXIII Simpósio Nacional de História - História: Guerra e Paz, 2005, Londrina. História: Guerra e Paz, 2005.
CLÍMACO, Magda de Miranda. A música dos chorões brasilienses: figuração e retórica na cidade modernista. In: III Simpósio Nacional de História Cultural, 2006, Florianópolis. Mundos da Imagem do Texto ao visual, 2006. v. 1. p. 1-9.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Gênero musical choro: implicações com três momentos de construção simbólica da nação brasileira. In: IV Simpósio Internacional de História: Cultura e identidades, 2009, Goiânia. IV Simpósio Internacional de História: Cultura e Identidades, 2009. v. 1. p. 1-12.
CLÍMACO, Magda de Miranda. O choro em Brasília: uma prática discursiva na Escola de Choro Raphael Rabello. In: V Simpósio de Cognição e Artes Musicais, 2009, Goiânia. V Simpósio de Cognição e Artes Musicais. Goiânia: Maurício Dottori Editor, 2009. v. 1. p. 448-462.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Imaginário de Processos identitários - um enfoque das rodas de choro nas primeiras décadas de Brasília. In: IV Simpósio Internacional de História Cultural: Cultura e Identidades, 2010. v. 1. p. 1-12.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Gênero musical choro e retórica: uma história escrita com sons. In: VI Simpósio Nacional de História Cultural, 2012, Terezina. VI Simpósio Nacional de História Cultural. Uberlândia: GT Nacional de História Cultural, 2012. v. 1. p. 1-11.
CLÍMACO, Magda de Miranda; MATOS, Everton Luiz Loredo. Interferência de diferentes procedimentos harmônicos na improvisação do choro. In: XXI Congresso da ANPPOM Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Música, 2011, Uberlândia. XXI Congresso da ANPPOM Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Música. Uberlândia, 2011. p. 815-820.
CLÍMACO, Magda de Miranda; AMORIM, Bruno Barreto. O Choro "Lamentos" na sua relação com a realidade cultural híbrida vivenciada por Pixinguinha e seu grupo. In: I Simpósio Nacional de Musicologia da UFG e III Encontro de Musicologia Histórica da UFRJ, 2011, Pirenópolis/Go. I Simpósio Nacional de Musicologia da UFG e III Encontro de Musicologia Histórica da UFRJ. Goiânia, 2011. p. 167-173.
CLÍMACO, Magda de Miranda; SILVA, Leandro Gomes da. Cavaco-centro - a harmonia percutida dos conjuntos de choro: sua prática e processos de aprendizagem. In: IX SEMPEM, 2009, Goiânia. IX SEMPEM. Goiânia: Gráfica e Editora Vieira, 2009. v. 1. p. 87-91.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Uma abordagem da forma musical como um elemento constitutivo da trama social. Música Hodie, Goiânia, v. 2, n.1, p. 62-72, 2002.
CLÍMACO, Magda de Miranda; VELOSO, S.; LIMA, Giuliana Souza; ARAÚJO, Marcos Wander Vieira. Imaginário e processos identitários - um enfoque das rodas de choro nas primeiras décadas de Brasília. In: Sainy C. B. Veloso. (Org.). História como escritura desdobrada: visualidades, música e literatura. 1ª ed., Curitiba/PA: Editora Curitiba, 2012, v. , p. 173-185.
CLÍMACO, Magda de Miranda. Do lundu canção dos teatros portugueses ao lundu canção dos cenários carioca e goiano do século XIX: a trajetória híbrida de uma matriz cultural. In: Congresso Internacional - A música no espaço luso-brasileiro. Lisboa / Portugal: Editora do Congresso Internacional - A música no espaço luso-brasileiro, 2013. v. 1. p. 558-573.
COELHO, Luis Fernando Hering. Os Músicos Transeuntes: de Palavras e Coisas em torno de uns Batutas. (Tese Doutorado em Antropologia Social). Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2009. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015). 
COELHO, Luis Fernando Hering. Os Músicos Transeuntes: de palavras e coisas em torno de uns Batutas. Itajaí/SC: Editora Casa Aberta, 2013
COELHO, Luis Fernando Hering. A trajetória dos Oito Batutas na invenção musical do Brasil. Anais do VI Congresso da Seção Latino-Americana do IASPM. Buenos Aires, 2005. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015). 
COELHO, Luis Fernando Hering. Palcos, enterros e gravações: os Oito Batutas na Argentina (1922-1923). ArtCultura, Uberlândia, v. 13, n. 23, p. 65-83, jul.-dez. 2011. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015).
COSTA, Carlos Frederico Pedrosa da. Quando o choro canta e o chorão fala: uma análise das práticas musicais do choro em Fortaleza. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade Federal do Ceará, UFC, 2014.
COSTA, Carlos Frederico Pedrosa da. É possível viver de choro? Uma etnografia dos desafios do choro. In: XXIX Congresso Latino Americano de Sociologia, 2013, Santiago. Anais do XXIX Congresso Latino Americano de Sociologia, 2013. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
COSTA, Haroldo. Ernesto Nazareth: pianeiro do Brasil. Rio de Janeiro: ND Comunicação, 2005. 
COSTA, Pablo Garcia. "Modernizei meu choro sem descuidar do roteiro tradicional": tradição e inovação em K-Ximbinho (Sebastião Barros).. (Dissertação Mestrado em Música). Departamento de Música do Instituto de Arte, Universidade de Brasília, UnB, 2009. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
COSTA, Pablo GarciaCASTRO, Beatriz Duarte Pereira de Magalhães. Elementos extra-musicais na obra de K-ximbinho: questões sobre iconografia musical em suas capas de disco entre 1950 e 1960. Per Musi (UFMG), v. 23, p. 124-137, 2011.
COSTA, Rogério Luiz Moraes. O músico enquanto meio e os territórios da livre improvisação. (Tese Doutorado em Comunicação e Semiótica). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC-SP, 2003. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
CURY, Fábio. Choro para fagote e orquestra de câmara: aspectos da obra de Camargo Guarnieri. (Tese  Doutorado em Música). Escola de Comunicações e Artes - ECA, Universidade de São Paulo, USP, 2011.
DAMATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.  
DELNERI, Celso Tenório. O violão de Garoto - A escrita e o estilo violonístico de Annibal
Augusto Sardinha. (Dissertação Mestrado em Música), Universidade de São Paulo – USP, 2009.
Flautista, Candido Portinari, 1940
DINIZ, André. A memória do flautista Callado: o universo choro no Rio de Janeiro. (Dissertação Mestrado em Memória Social e Documento). Universidade do Rio de Janeiro, 2002.
DINIZ, André. Almanaque do Choro: a história do chorinho, o que ouvir, o que ler, onde curtir. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003. 
DINIZ, André. Joaquim Callado: o pai dos chorões. Rio de Janeiro: Gráfica Falcão/ Arte Fato Produto Cultural, Ourocard, 2002.
DINIZ, André. O Rio musical de Anacleto de Medeiros: a vida, a obra e o tempo de um mestre do choro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2007.
DINIZ, André. Pixinguinha: O Gênio e o tempo. 1ª ed., Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2011. v. 1.
DINIZ, André; LINS, Juliana. Pixinguinha. São Paulo: Moderna, 2003. v. 1. 40p.
DINIZ, Edinha. Chiquinha Gonzaga: uma história de vida. Rio de Janeiro: Editora Codecri, 1984. 
DINIZ, Jaime C.. Nazareth – estudos analíticos. Recife: Ed. Deca, 1963, 79p.
DOZENA, Alessandro; COSTA, P. R. M.. Espaços do choro em Natal-RN: Um olhar geográfico. Para Onde!? (UFRGS), v. 6, p. 20-31, 2012.
DUARTE, Fernando Novaes. Bandolim Brasileiro na primeira metade do século XX. in: I Congresso Chileno de Estudios de Musica Popular, Santiago, Chile/ Bandolim. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
DUARTE, Francisco José Bossois Hohlenwerger de Sá d’El-Rey. Desculpe, foi engano - O saxofone de Aurino Ferreira num choro de Guerra-Peixe. (Dissertação Mestrado em Música). Centro de Letras e Artes da Universidade do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2005. 
EFEGÊ, Jota. Maxixe: A dança excomungada. Rio de Janeiro: FUNARTE, 2009.
ERNEST DIAS, Andréa. A Expressão da flauta popular brasileira: uma escola de interpretação. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UNIRIO, 1996. 
ESTEVAM JÚNIOR, Osmário. Cândido Pereira da Silva: chorão, compositor e trombonista brasileiro. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2014.
FABRIS, Bernardo Vescovi. O choro Catita de K-Ximbinho na interpretação de Zé Bodega. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música, Universidade Federal da UFMG, Belo Horizonte, 2005. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
FABRIS, Bernardo; BORÉM, Fausto. Catita na leadsheet de K-Ximbinho e na interpretação de Zé Bodega: aspectos da hibridação entre o choro e o jazz. Per Musi, Belo Horizonte, n.13, 2006, p.5-28. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
FALCON, Francisco Eduardo de Souza. O estudo das melodias do gênero musical choro e sua aplicabilidade no desenvolvimento técnico do contrabaixo. (Monografia Licenciatura em Música). Instituto Villa Lobos, Centro de Letras e Artes. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2014. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
FARIA, Nelson. A Arte da Improvisação para todos os instrumentos. Rio de Janeiro: Lumiar, 1991.
FERLIM, Uliana Dias Campos. A polifonia das modinhas: diversidade e tensões musicais no Rio de Janeiro na passagem do século XIX ao XX. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2006.
FERLIM, Uliana Dias Campos. Catulo da Paixão Cearense e os embates cancioneiros na virada do século XIX ao XX no Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Musica (Rio de Janeiro. 1934), v. 24, p. 171-192, 2011.
FERLIM, Uliana Dias Campos. Entre modinhas e lundus: música no Rio de Janeiro, 1878-1910. In: XVII Encontro Regional de História - O lugar da História, 2004, Campinas. XVII Encontro Regional de História - O lugar da História, 2004. p. 1-10.
FERNANDES, Antônio Barroso (org.). As Vozes Desassombradas do Museu: Pixinguinha, Donga e João da Baiana — Depoimentos para a posteridade realizados no Museu da Imagem e do Som. Rio de Janeiro: Secretaria de Educação e Cultura, 1970.
FERNANDES, Cláudio Aparecido. O Choro Curitibano. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Paraná, UFPR, 2011.
FERNANDES, Cláudio Aparecido. Teorias de Análise Musical e o Choro: o caso do Choro Curitibano. 6º Seminário de Pesquisa em Artes da Faculdade de Artes do Paraná, v. 1, p. 315-324, 2011.
FERNANDES, Dmitri Cerboncini. A inteligência na música popular: a autenticidade no samba e no choro. (Tese Doutorado em Sociologia). Universidade de São Paulo, USP, 2010.
FERREIRA, Júlio Córdoba. Reflexões sobre o choro enquanto gênero e musicalidade e sua presença em Florianópolis/SC. (Dissertação Mestrado em Música). UDESC, 2009. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
FERRER, Marcus de Araujo. Suíte Retratos e Choros IV - o Choro visto por Radamés Gnattali e Heitor Villa-Lobos. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 1996.
FIGUEIREDO, Afonso Cláudio Segundo de. A prática da improvisação melódica na música instrumental do Rio de Janeiro a partir de meados do século XXI. (Tese Doutorado em Música). Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2004. 
FIORUSSI, Eduardo. Roda de choro: processos educativos na convivência entre músicos. (Dissertação Mestrado em Educação). Universidade Federal de São Carlos, UFScar, 2012. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
FIORUSSI, Eduardo. Roda de choro: processos educativos na convivência com músicos. In: I Simpósio internacional de História Pública: A História e seus públicos., 2012, São Paulo. A História e seus públicos. São Paulo: Rede Brasileira de História Pública (RBHP), 2012. v. 1. p. 683-692.
FONSECA, André Azevedo da. Cotidianos culturais e outras histórias: a cidade sob novos olhares. Editora Uniube, 2004, 192p.
FRANCESCHI, Humberto. A Casa Edison e seu tempo. Rio de Janeiro: Sarapuí, 2002.
FREIRE, Janaína Mourão. O choro e a mudança da capital federal - Como o Choro nasceu no Rio de Janeiro, fruto da mistura de ritmos africanos e europeus, e depois migrou para Brasília. Revista Geografia/in: AGB Brasília Universidade de Brasília. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015).
FREITAS, Marcos Flávio de Aguiar. O Choro em Belo Horizonte: Aspectos Históricos, Compositores e Obras. (Artigo). Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2005. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
FREITAS, Sérgio Paulo Ribeiro de. Teoria da harmonia na Música Popular: uma definição das relações da combinação entre os acordes na harmonia tonal. (Dissertação  Mestrado). Universidade Estadual Paulista, Instituto de Artes. UNESP, 1995.
FRYDBERG, Marina Bay. "Eu canto samba" ou "Tudo isto é fado": Uma etnografia multissituada da recriação do choro, do samba e do fado por jovens músicos. (Tese Doutorado em Antropologia Social). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, 2011.
FRYDBERG, Marina Bay. 'Bem Aventurado os que Choram': Um Estudo Antropológico do Clube do Choro de Porto Alegre. Os Urbanitas (São Paulo), v. 4, p. 12, 2007.
GAERTNER, Leandro. Choro pagão de Pixinguinha e Choros 2 de Villa-Lobos: análise para intérpretes. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Paraná, UFPR, 2008.
GAERTNER, Leandro. A interpretação do Choro Pagão elaborada analiticamente. In: Zélia Chueke; Norton Dudeque. (Org.). Cadernos de Análise Musical 1. 1ed.Curitiba: DeArtes UFPR, 2008, v. 1, p. 10-23.
GAERTNER, Leandro. Análise para intérpretes do Choros 2 de Heitor Villa-Lobos. Música Hodie, v. 8/2, p. 53-81, 2008.
GARCIA, Thomas George Caracas. The Brazilian Choro: Music, Politics, and Performance. (unpublished doctoral thesis), Duke Uni versity, 1997.
GAROTTI JR. Jether Benevides. César Camargo Mariano, Cristóvão Bastos e Gilson Peranzzetta - Uma análise musical das técnicas de acompanhamento pianístico na música popular brasileira no final do século XX. (Dissertação Mestrado em Música). o Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2007. Disponível no link e link. (acessado em 31.1.2015).
GEUS, José Reis. Pixinguinha e Dino Sete Cordas: Reflexões sobre a improvisação no Choro. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música e Artes Cênicas - Universidade Federal de Goiás, UFG, 2009.
GEUS, José Reis. Influências da Polca e do Ragtime presentes na interpretação do choro 'Segura Ele', de Pixinguinha. In: Seminário Nacional de Pesquisa em Música, 2007, Goiânia. Anais do VII Sempem. Goiânia, 2007. v. I. p. 61-67.
GNATTALI, Radamés. Canhôto. Rio de Janeiro: Editora Musical Brasileira, 1958.
GNATTALI, Radamés. Manhosamente. Rio de Janeiro: Editora Musical Brasileira, 1958.
GOES, Claudia dos Santos. Comunicação e Música: a re(invenção da tradição do samba e choro no circuito cultural da Lapa (RJ)..(Dissertação Mestrado em Comunicação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2007.
GOES, Claudia dos Santos. O choro na Lapa: comunicação, movimento musical e revitalização do Rio Antigo. Os Urbanitas (São Paulo), v. 4, p. 18-22, 2007.
GOMES, Iara. Do piano solo ao solo de piano: improvisação pianística no gênero do Choro. XXIII Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música – Natal – 2013. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
GOMES, José Benedito Viana. Os choros de Pixinguinha aplicados ao estudo atual da flauta transversal no Brasil. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1997. 
GOMES, Vinícius José Spedaletti. Helio Delmiro, Villa Lobos e o choro: uma análise comparativa entre “chama” e “choros no.1”. I Simpósio Brasileiro de Pós-Graduandos em Música e XV Colóquio do Programa de Pós-Graduação em Música da UNIRIO, Rio de Janeiro, 8 a 10 de novembro de 2010. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
Clarinetista, Candido Portinari1958
GOMES, Wagno Macedo. Chorando Baixinho de Abel Ferreira: aspectos interpretativos do clarinetista compositor e do clarinetista Paulo Sérgio Santos. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2007. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
GONÇALVES, Augusto Charan Alves Barbosa. O ensino do Choro no contexto da Escola Raphael Rabello de Brasília. (Dissertação Mestrado em Educação Musical). Universidade de Brasília, UNB, 2013. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
GORITZKI, Elisa. A Interpretação do Choro - uma visão a partir dos Chorões de Salvador. (Tese Doutorado em Execução Musical). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2008.
GORITZKI, Elisa. Manezinho da Flauta - uma contribuição para o estudo da flauta brasileira. (Dissertação Mestrado em Execução Musical). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2003. 
GREIF, Elza Lancman. Ensinar e aprender música: o bandão no caso Escola Portátil de Música. (Tese Doutorado em Música). Instituto Villa-Lobos - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2007.
GUEDES, Alexandre Brasil de Matos. Introdução à Poética do Contrabaixo no Choro: o fazer do músico popular entre o querer e o dever. (Dissertação de Mestrado em Música). Centro de Letras e Artes, Universidade do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2004.  Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
HARDMANN, Francisco Foot.  Nem Pátria nem Patrão. São Paulo: Brasiliense, 1985.
HEITOR, Luiz. Música e músicos do Brasil.Rio de Janeiro: Livraria-Editora da Casa do Estudante do Brasil, 1950. 
ITIBERÊ, Brasílio. Ernesto Nazareth na música brasileira. In: Boletim latino-americano de música. Tomo VI, abril de 1946. 
JESUS, Sergio Luiz de. Zé da Velha: vida e trajetória no Choro. (Dissertação Mestrado em Música). Departamento de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UNIRIO, 1999. 
JUNQUEIRA, Humberto. A obra de Garoto para violão: o resultado de um processo de mediação cultural. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2010. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
JUNQUEIRA, Humberto. Uma discussão estética sobre a noção de obra na produção violonística de Garoto. Artefilosofia (UFOP), v. 8, p. 1-216, 2010.
KIEFER, Bruno. História da música brasileira dos primórdios ao início do século XX. 3ª ed., Porto Alegre: Movimento, 1983. 
KOIDIN, Julie Beth. Benedicto Lacerda and the 'Golden Age' of Choro Flute Playing. (Doutorado em Flute Performance). Northwestern University, Northwestern, Estados Unidos, 2006.
KOIDIN, Julie Beth. Os sorrisos do Choro: Uma jornada musical através de caminhos cruzados. 1ª ed., São Paulo: Global Choro Music, 2011. v. 1,000. 514p.
KOIDIN, Julie Beth. Brazilian Choro: A Flutistic Journey. The Chicago Flute Club Pipeline, Evanston, IL, EUA, p. 15 - 17, 1 set. 2009.
KORMAN, Clifford. A importância da Improvisação na história do Choro. in: Anais do V Congresso Latino Americano da Associação Internacional para o Estudo da Música Popular, Rio de Janeiro, 2004. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
LACERDA, Izomar. “Ilha por quem choras?” Concepções musicais e relações de poder entre praticantes do gênero musical choro na Ilha de Santa Catarina. (Trabalho de Conclusão de Curso Graduação). Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2007. 
LACERDA, Izomar. Nós somos batutas: Uma antropologia da trajetória do grupo musical carioca Os Oito Batutas e suas articulações com o pensamento musical brasileiro. (Dissertação Mestrado em Antropologia Social). Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2011. Disponível no link e link. (acessado em 0.0.2015). 
LAMAS, Dulce Martins. A música popular e Villa-Lobos. In: Revista brasileira de música. Rio de Janeiro, v.XVII, p. 55-65, 1987-1988. 
LARA FILHO, Ivaldo Gadelha de. O choro do chorões de Brasília. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade de Brasília, UNB, 2009. Disponível no link. (acessado em 30.0.2015).
LAUS, Egeu; FERRARI, Rodrigo (org.). Revista Roda de Choro. Coleção Completa - Números: de zero a cinco. Rio de Janeiro: L & L Editora, 1995/1996.
LEAL, Luã Ferreira. Em busca da "autenticidade": a produção intelectual sobre a música popular brasileira. VI Simpósio Nacional de História Cultural Escritas da História: Ver – Sentir – Narrar Universidade Federal do Piauí – UFPI, Teresina/PI. Disponível no link. (acessado em 0.0.2015).  
LIMA, Edilson Vicente de. O Baixo Cantante do Choro: A Herança Viva da Tradição Colonial Brasileira?. Brasiliana (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro - Brasil, v. 22, p. 9-16, 2006.
LIMA, Luis Filipe de. Comunicação intercultural; o choro expressão musical brasileira. (Tese Doutorado em Teoria da Comunicação e da Cultura). Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2001.
LIMA, Sonia Albano de. (org.). Performance e interpretação musical: uma prática interdisciplinar. São Paulo: Musa Editora 2006.
LIMA, Sonia Albano de; ALBINO, César. O percurso histórico da improvisação no ragtime e no choro. Per musi  nº 23, Belo Horizonte Jan./Jun. 2011. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
LINDEN, Virginia Guimarães Van Der. A flauta no choro um estudo da imaginação musical do chorão. (Dissertação Mestrado). Universidade Federal Fluminense, UFF, 2005.
LIRA, Marisa. A característica brasileira nas interpretações de Callado. In Revista brasileira de música, Vol. VII, RJ, 1940-41.
LIRA, Mariza. Brasil Sonoro. Rio de Janeiro: Editora A Noite, 1938.
LIRA, Mariza. Chiquinha Gonzaga. Rio de Janeiro: Livraria Jacinto, 1939. 
LIVINGSTON, Tamara Elena. Choro and Music Revivalism in Rio de Janeiro, 1973-1995. (unpublished doctoral thesis). University of Illinois at UrbanaChampaign, 1999.
LOBO, Eduardo Fernando de Almeida. Concerto Carioca Nº 3 de Radamés Gnattali: um estudo analítico. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2012.
LOBO, Eduardo Fernando de Almeida. Conhecendo o Choro. In: Cassiana Zamith Vilela; José Henrique de Campos; Marcos Reginaldo Caldeira; Suzana Ester Kruger. (Org.). Música em Ação: Projetos pedagógicos musicais para execução, composição e apreciação em diferentes contextos. 1ª ed., São Paulo: Associação Amigos do Projeto Guri, 2011, v. 1, p. 1-20.
LOPES, Antonio Herculano (org.). Entre Europa e África: a invenção do carioca. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 2000.
LOPES, Lidia Maria M.. Choro e a cidade: tempos, espaços e sociabilidades. (Monografia Graduação em Ciências Sociais). Universidade Federal do Ceará, UFCE, 2011.
LOUREIRO, Maurício Alves. The Clarinet in the Brazilian Chôro with an analysis of the Chôro para Clarineta e Orquestra by Camargo Guarnieri. (Tese Doutorado). Universidade de Iowa, Iowa, 1991. 
MACEDO, Marcelo Chiaretti. Les portraits d'un langage en transformation : Suite Retratos (1979) de Radamés Gnattali (1906-1988).. (Dissertação Mestrado em Musique - Master 2.  Université Paris 8., 2009. 
MACHADO, Afonso. Método do bandolim brasileiro. Rio de Janeiro: Lumiar, 2004.
MACHADO, Afonso; MARTINS, Jorge Roberto. Na cadência do choro. Rio de Janeiro: Novas Direções, 2006.
MANGUEIRA, Bruno Rosas. Arranjos de Nailor Proveta para a Orquestra Jazz Sinfônica: soluções contemporâneas para o choro numa homenagem a Pixinguinha. (Tese Doutorado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2012.
MARCÍLIO, Carla C.. Chiquinha Gonzaga e o Maxixe. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual Paulista, Instituto de Artes. UNESP, 2009.
MARTINS, David Rangel Diel de Carvalho. Improvisação no choro segundo chorões. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2013.
MARTINS, José Eduardo. Henrique Oswald: compositor romântico. (Tese Doutorado). Universidade de São Paulo, USP, 1988. 
MARTINS, Luiza Mara Braga. Os Oito Batutas: uma orquestra melhor que a encomenda: história e música brasileira nos anos 1920. (Tese Doutorado em História). Universidade Fedderal Fluminense, UFF, 2009.
MATOS, Everton Luiz Loredo de. A improvisação no choro: processos harmônicos e suas influências. (Monografia Graduação em Educação Musical). Universidade Federal de Goiás, UFG, 2008.
MATOS, Everton Luiz Loredo de. A Trajetória Histórica da Improvisação no Choro: um enfoque de configurações estilísticas e processos de hibridação cultural. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Goiás, UFG, 2012.
MATOS, Robson Barreto. Choro: uma proposta de ensino da técnica violonística.(Tese Doutorado em Música). Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2009. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
MATOS, Robson Barreto. Brasiliana nº13 de Radamés Gnattali: uma abordagem técnica e interpretativa. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 1999.
MÁXIMO, João. Paulinho da Viola: sambista e chorão. Rio de Janeiro: Relume Dumará e Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, 2002. 
MENEZES BASTOS, Rafael José de. “Les Batutas, 1922: uma antropologia da noite parisiense”. Revista Brasileira de Ciências Sociais Vol. 20 nº 58, pp. 177-213. 
MERHY, Silvio Augusto. Oscilações do centro tonal nos choros de Garoto. (Dissertação Mestrado em Composição). Escola de Música, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1995.
MININE, Rosa. O lugar do piano no Choro. Jornal A Nova Democracia, ano VI, No. 43. Rio de Janeiro: Ed. Aimberê de Jornais, livros e Revistas Ltda., 2008. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
MONTEIRO, Marianna F.M.; DIAS, Paulo. Os fios da trama: grandes temas da música popular tradicional brasileira. Estudos Avançados, vol.24 no.69 São Paulo  2010. Disponível no link. (acessado em 4.2.2015).
MORAES, José Geraldo Vinci de. História e música: canção popular e conhecimento histórico. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 20, nº 39, 2000.
MORAES, José Geraldo Vinci de. Os primeiros historiadores da música popular urbana no Brasil. ArtCultura (UFU), v. 8, 2006. 
MORAES, Maria José Pinto da Costa de. O Choro em Belém do Pará - Sonoridade Regional de um Gênero Musical Brasileiro (décadas de 1970 a 90). In: Lia Braga Vieira; Fernando Iazzetta. (Org.). Trilhas da Música. 1ªed.belém-Pará: EDUFPA, 2004, v. , p. 87-119.
MORAES, Maria José Pinto da Costa de. O Choro em Belém do Pará. sonoridade regional de um gênero musical brasileiro (décadas de 1970 a 90).. (Dissertação Mestrado em Musicologia). Universidade de São Paulo, USP, 2003.
MORAES, Sabrina L.. Arruma o coreto: um estudo de caso do aprendizado musical na Roda de Choro. (Monografia em Licenciatura em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2011.
MOREIRA JUNIOR, Nilton Antonio. Características do choro em Um a zero e do ragtime em Segura ele em duas gravações de Pixinguinha. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2006.
MOREIRA JUNIOR, Nilton Antonio; BOREM, Fausto. Traços do ragtime no choro Segura ele de Pixinguinha: composição, performance e iconografia após a viagem a Paris em 1922.. Per Musi (UFMG), v. 23, p. 93-102, 2010.
MOTA JÚNIOR, Pedro Francisco. Ánalise Comparativa de Peguei a Reta: Uma Contribuição para o Estudo do Trompete no Choro. Revista a tempo, v. 01, p. 60-73, 2011.
MOTA JÚNIOR, Pedro Francisco. Dois Estudos de Caso do Trompete no Choro: Flamengo de Bonfiglio de Oliveira e Peguei a Reta de Porfírio Costa. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2011. 
MOTA, Maria Aparecida Rezende. Série Depoimentos: Pixinguinha. Rio de Janeiro: MIS-RJ/ UERJ, Departamento Cultural, 1997. 
MOURA, Jorge Antônio Cardoso. Tradição e inovação na prática do bandolim brasileiro.
(Dissertação Mestrado em Música). Universidade de Brasília, UnB, 2011. 
MOURA, Rafael Ferraz Marcondes de. O toque de Midas do Choro: estabilidade e fricção sob a luz das tópicas. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade de Brasília, UNB, 2012. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
Tocador de trombone, Portinari,1959
MUKUNA, Kazadi Wa. O contato musical transatlantico. (Tese Doutorado em Etnomusicologia). University Of California At Los Angeles, 1978.
MUKUNA, Kazadi Wa. Contribuição bantu na musica popular brasileira. (Tese Doutorado em Sociologia). Universidade de São Paulo, USP, 1977.
MUKUNA, Kazadi Wa. Contribuição bantu na musica popular Brasileira: perspectivas etnomusicologicas. 1ª ed., Sao Paulo: Global, 1979. v. 1. 275p.; São Paulo: Terceira Margem, 2ª ed., 2000; 3ª ed., 2006. v. 1. 275p.
NASCIMENTO, Joatan. Choro: A música popular instrumental brasileira - Um estudo de caso com o colégio Estadual Deputado Manuel Novaes - Uma proposta para a educação profissional. (Tese Doutorado em Música), Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2008.
NASSIF, Luís. Toque de mestre; um modesto registro da obra do grande Garoto. Veja, São Paulo, n.º 551, mar. 1979, p. 77-78. 
NEVES, José Maria. Villa Lobos, O choro e os choros. São Paulo: Musicália S/A, cultura musical. 1977.
NEVES, José Maria. Les Choros: Synthèse de la pensée musicale de H. Villa-Lobos. (Dissertação Mestrado em Musicologia). Universite de Paris IV (Paris-Sorbonne), U.P. IV, França, 1971.
NUNES, Olavo Rodrigues. Armandinho, chorão paulista, coração brasileiro. Urubumalandro; Caderno do Clube do Choro de São Paulo, n.º especial, agos. 1978. p. 7-11. 
OLIVEIRA, Aline Martins. A questão rítmica e a defasagem dos códigos no piano nacionalista brasileiro. (Dissertação Mestrado em Música). Centro de Letras e Artes, Universidade do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2006. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
OLIVEIRA, Mateus Perdigão de. Música e Nacionalidade: A brasilidade de Pixinguinha. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade Federal do Ceará, UFC, 2009.
OLIVEIRA, Mateus Perdigão de; MARTINS, M. D.. Os arranjos brasileiros de Radamés Gnattali. Tensões Mundiais, v. vol. 2, p. 181, 2007.
OLIVEIRA, Rodrigo Eduardo de. Flor-do-cerrado: o Clube do Choro de Brasília. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal de Uberlândia, 2006. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
OLIVEIRA, Samuel de. Heterogeneidades no Choro: um estudo etnomusicológico. Rio de Janeiro: UFRJ 2003. 
OLIVEIRA, Samuel de. Uma visão sobre o choro. (Dissertação Mestrado). Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2003. 
OZZETTI, Marta Regina. João Dias Carrasqueira – um mestre da flauta. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música, Universidade Federal de Minas Gerais, 2006. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
PAES, Anna. Enciclopédia Ilustrada do Choro no Séc. XIX. [sem editora] Programa de Bolsas Rio-Arte, 2004.
PAULA PINTO, Marco Túlio de. O Saxofone na música de Radamés Gnattali. (Dissertação Mestrado). Centro de Letras e Artes da Universidade do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2005. Disponível no link e link. (acessado em 31.1.2015).
PAULA PINTO, Marco Túlio de. O Saxofone na música de Radamés Gnattali. Cadernos do Colóquio, vol. 6, nº 1, p. 27-33, 2003. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
PAZ, Ermelinda A.. Jacob do Bandolim. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.
PAZ, Ermelinda A.. Pedagogia Musical Brasileira no Século XX: metodologias e tendências. Brasília: Musimed, 2000. 293p. 
PAZ, Juan Carlos. Introdução à música do nosso tempo. São Paulo: Duas Cidades, 1976. 
PEÇANHA, João Carlos de Souza. A Trindade da Música Popular (Afro)Brasileira - João da Baiana, Donga e Pixinguinha: redimensionamentos da contribuição das matrizes africanas na formação do Choro e do Samba. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade de Brasília, UNB, 2013. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
PELLEGRINI, Remo Tarazona. Análise dos acompanhamentos de Dino Sete Cordas em samba e choro. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, 2005. Disponível no link e link. (acessado em 30.1.2015).
PELLEGRINI, Remo TarazonaOs acompanhamentos de Dino Sete Cordas em samba e choro. Cadernos de Pós-Graduação, v. 8, p. 267-272, 2006.
PELLEGRINI, Remo TarazonaHomenagem a Dino Sete Cordas. Violão Pró, São Paulo/SP, p. 56 - 57, 10 jul. 2006.
PEREIRA, José Marcelo de Andrade. La roda de samba et de choro dans le contexte urbain brésilien. Anthropologie de la dynamique et des espaces de sociabilité musicale à Rio de Janeiro et Salvador de Bahia. (Tese Doutorado em antropologia). Université Lumière Lyon II, 2012.
PEREIRA, José Marcelo de Andrade. Choro: musique instrumentale carioca. (Dissertação Mestrado em musicologia). Université Lumière Lyon II, 2006.
PEREIRA, José Marcelo de Andrade. La formation du langage intérpretatif de Jacob do Bandolim. (Especialização em Música e Musicologia). Université Lumière Lyon II, 2004.
PETERS, Ana Paula. De ouvido no rádio: os programas de auditório e o choro em Curitiba. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade Federal do Paraná, UFPR, 2005. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015). 
PETERS, Ana Paula. O regional, o rádio e os programas de auditório: nas ondas sonoras do Choro. Revista Eletrônica de Musicologia, 8, 2004. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015). 
PICHERZKY, Andrea Paula. Armando Neves: Choro no violão paulista. (Dissertação Mestrado em Música). São Paulo: Universidade Estadual Paulista, UNESP, 2004. 
PICHERZKY, Andrea Paula. Choronas - musica brasileira. Guitar Player (São Paulo), São Paulo, p. 34 - 35, 12 ago. 2008.
PINTO, Alexandre Gonçalves. O choro. Rio de Janeiro: Funarte, 1978. 
PINTO, Alexandre Gonçalves. O choro: reminiscências dos chorões antigos. Rio de Janeiro, 1936. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
PINTO, Aloysio de Alencar. Ernesto Nazareth- flagrantes. In: Revista brasileira de música. Rio de Janeiro, ano II, no 5, abril-jun, p.13-33, 1963. 
PINTO, Tiago de Oliveira. Som e música: questões de uma antropologia sonora. In: Revista de Antropologia. Vol. 4. São Paulo: USP, 2001. 
PIRES, Roberto César. A trajetória da clarineta no Choro. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 1995.
PITRE-VÁSQUEZ, Edwin Ricardo. A música na formação da identidade na américa latina: o universo afrobrasileiro e afrocubano. (Dissertação Mestrado em Integração Latino Americana). Universidade de São Paulo, USP, 2000. 
PITRE-VÁSQUEZ, Edwin Ricardo. A música na formação da identidade na América Latina: o universo afro-brasileiro e afro-cubano. Revista de Divulgação Cultural, São Paulo, v. VII, n.02, p. 95-102, 2002.
POMPERMAIER, Alexandre. O Choro em pesquisa - Aspectos de uma análise multifacetada pelo viés da história regional. Anais Eletrônicos do II Congresso Internacional de História Regional, 2013.
PORTELA, Luciana Magalhães. Resistência e transformação: o choro em Brasília. (Monografia Graduação em Ciências Sociais). Departamento de Antropologia, Universidade de Brasília, 2003. 
PRANDO, Flavia Rejane. Othon Salleiro: Um Barrios Brasileiro? análise da linguagem instrumental do compositor-violonista. (1910–1999).. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, USP, 2008. Disponível no link. (acessado em 22.2.2015).
PRONSATO, Carla Veronica. Os choros de Radamés Gnattali: um estudo de caso sobre as relações entre a música erudita e a música popular. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2013.
PRONSATO, Carla Veronica. 'Nosso amigo Radamés': memorias de una trayectoria musical. In: 17ª Conferencia Internacional de Historia Oral Los retos de la historia oral en el siglo XXI: diversidades, desigualdades y la construcción de identidades, 2012, Buenos Aires. 17ª Conferencia Internacional de Historia Oral Los retos de la historia oral en el siglo XXI: diversidades, desigualdades y la construcción de identidades, 2012.
PUTERMAN, Paulo Marcos. Choro: a construção de um estilo musical. (Dissertação Mestrado). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, USP, 1985.
RABAÇA, Carlos Alberto (org). Pixinguinha para Crianças: uma Lição de Brasil. Rio de Janeiro: editora Multiletra. 1999.
RAMOS, Pedro Augusto Araújo de Oliveira. O Choro: princípios básicos para improvisação e interpretação. 1ª ed., São Paulo: Editora Souza Lima, 2011. v. 1. 116p.
RANGEL, Lúcio. Sambistas e chorões: aspectos e figuras da música popular brasileira. São Paulo: F.Alves, 1962. 
RAULINO, Jailson. Choro: uma expressão musical genuinamente brasileira. Revista da Associação Brasileira de Clarinetistas, Salvador, vol. 1, p. 37-45, 2000.
REIS, Regina Galante. A deriva do Choro de Brasília: aspectos de comunicação e cultura. (Dissertação Mestrado em Comunicação e Semiótica). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, 2003.
RIBEIRO, Giann Mendes. A transmissão do Choro em Mossoró. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal da Paraíba, UFPB, 2008.
RICARDO, Albenise de Carvalho. O Bandolim na Música Brasileira. (Monografia Licenciatura em Música). Centro de Letras e Artes, Instituto Villa-Lobos, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, 2005. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
RIO, João do. A alma encantadora das ruas: crônicas. São Paulo: M. Claret, 2007.
RIOS, Sebastião (Org.). A velha guarda do choro no Planalto Central. 1ª ed., Goiânia: CEGRAF/Editora da UFG, 2013.
ROCHA, Fernando de Oliveira. A improvisação na música Indeterminada: análise e performance de três obras brasileiras para percussão. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música, Universidade Federal da UFMG, Belo Horizonte, 2001.
ROCHA JÚNIOR, Manoel Vieira. Influências jazzísticas nos choros para piano de Paulo Gondim. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2012.
, Paulo Henrique Loureiro de. A Escola Italiana de Bandolim e sua aplicabilidade no Choro. (Tese Doutorado em Práticas Interpretativas). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2005.
, Paulo Henrique Loureiro de. Receita de choro ao molho de bandolim: uma reflexão acerca do choro e sua forma de criação. (Dissertação Mestrado em Musicologia). Conservatório Brasileiro de Música Centro Universitário, CBM/CEU, 1999. 
Violonista, Candido Portinari, 1957
, Paulo Henrique Loureiro de. O improviso no choro. Revista Pesquisa e Música, Rio de Janeiro, Conservatório Brasileiro de Música, v. 5, n. 1, p.23-24, 2000. 
, Paulo Henrique Loureiro de; MAIR, M.. Brazilian Choro A Method for Mandolin. 219. ed. Pacific, MO: Mel Bay Publications, INC, 2010. v. 1. 136p.
SALEK, Eliane Corrêa. A flexibilidade rítmico-melódica na interpretação do choro. (Dissertação Mestrado em Música). Instituto Villa-Lobos. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 1999. 
SAMPAIO, Luiz Paulo. O papel do piano para a vida musical e cultural do Rio de Janeiro desde o final do século XIX. Revista eletrônica de musicologia, Volume XIII - Janeiro de 2010. Disponível no link. (acessado em 7.2.2015).
SANDRONI, Carlos. Uma roda de choro concentrada: reflexões sobre o ensino de músicas populares nas escolas. IX Encontro Anual da Associação Brasileira de Educação Musical. ANAIS, p.19-26, 2000. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
SANTIAGO, Gabriel da Fonsêca. Improvisação musical: técnicas de composição aplicadas à performance instrumental. (Dissertação de Mestrado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, 2006.
SANTOS, Eduardo Gonçalves. A vida e a obra do Maestro Antônio Paulo: revisão, edição e análise de gravações da valsa Clarinete Vadiando e do choro Bigode na Farra. (Dissertação Mestrado em Execução Musical). Universidade Federal da Bahia, UFBA, 2014.
SANTOS, Rafael dos. Análise e considerações sobre a execução dos Choros Canhoto e Manhosamente de Radamés Gnattalli. Per Musi, Belo Horizonte, v. 3, p. 5-16, 2001. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
SARAIVA, Thiago Abreu. Análise das características interpretativas de Altamiro Carrilho (1924) nos Choros: Carinhoso, Doce de Côco e Lamentos. Anais do VII Fórum de Pesquisa Científica em Arte. Curitiba, Embap, pp. 222-230, 2011.
SARMENTO, Luciano Cândido e.. Altamiro Carrilho: Flautista e mestre do Choro. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade federal da Bahia, UFBA, 2005.
SARMENTO, Luciano Cândido e.. Choros Didáticos de Altamiro Carrilho. In: XIII encontro anual da ABEM Associação Brasileira de Educação Musical., 2004, Rio de Janeiro. Anais, ABEM 2004, 2004. p. 641-653.
SCLIAR, Ester. Fraseologia musical. Porto Alegre: Editora Movimento, 1982. 
SCHEFFER, Julian. Roda de Choro a musical conversation. Melbourne: University of Melbourne Press?, 2010.
SCHLOCHAUER, Regina Beatriz Quariguasy. A presença do piano na vida carioca no século passado. (Dissertação Mestrado em Artes). Departamento de música da escola de comunicação e artes, da Universidade de São Paulo, USP, 1992.
SÈVE, Mário. Vocabulário do choro: estudos e composições. 2ª ed., Rio de Janeiro: Lumiar, 1999.
SILVA, Cleida Lourenço da. Ernesto Nazareth em suas relações com seus contemporâneos nacionalistas. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2005.
SILVA, Cleida Lourenço da. Uma etnografia do choro. In: XX Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música, 2010, Florianópolis. XX Congresso da Anppom, 2010. p. 514-518.
SILVA, Leonardo Santana da. O Choro: uma visão sobre a questão dos limites e possibilidades para a inserção do negro na sociedade brasileira através da música. In: Caminhos da História, nº. 2, vol. 6, p. 95-108, 2010.
SILVA, Jailson Raulino da. Choro: um gênero musical genuinamente brasileiro. Associação Brasileira de Clarinetistas, 2000.
SILVA, Nathalia Martins da. Uma perspectiva para o desenvolvimento musical através da vivência do Choro direcionada à prática musical. (Monografia Graduação em Licenciatura Musica). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2011.
SILVEIRA, Ana Paula Lima. Relatório do projeto de pesquisa: "avendano júnior: a tradição do choro em Pelotas". Periódicos da UFPel. Disponível no link. (acessado em 21.2.2015).
SIQUEIRAJoão Baptista. Ernesto Nazareth na Música Brasileira: ensaio histórico científicoRio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional, 1967, 146p.
SIQUEIRA, João Baptista. Três vultos históricos da música brasileira: Mesquita, Callado e Anacleto - ensaio biográfico. Rio de janeiro: Soc. Cult.e Art.Uirapuru: MEC, 1970. 
SOUSA, Miranda Bartira Tagliari Rodrigues Nunes de. O Clube do Choro de São Paulo: arquivo e memória da música popular na década de 1970. (Dissertação Mestrado em Música). Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista, UNESP, 2009. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
SOUZA, Grazielle Mariana Louzada de. De Nova Cara o Velho Choro. Choro na Contemporaneidade: perspectiva artísticas, sociais e educacionais. (Dissertação Mestrado em Estudos de Cultura Contemporânea). Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, 2012. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
SOUZA, Grazielle Mariana Louzada. Os processos de ensino nas Rodas e escolas de Choro. (Monografia Graduação em Licenciatura em Música). Instituto de Linguagens. Universidade federal de Mato Grosso. UFMT, 2009.
SOUZA, Grazielle Mariana LouzadaA prática do choro: tecendo considerações sobre performance, interpretação e improvisação. Revista Música Hodie, Goiânia, V.13 - n.1, 2013, p. 123-134. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
SOUZA, Marcos. Uma Viagem Pela Música Instrumental Brasileira. in: ensaios. musicodobrasil. Disponível no link. (acessado em 24.1.2015) .
SOUZA, Mário das Graças Nogueira. Patápio, músico erudito ou popular?. Rio de Janeiro: Funarte, 1983.
SPIELMANN, Daniela. Tarde de chuva: a contribuição interpretativa de Paulo Moura para o saxofone no samba-choro e na gafieira, a partir da década de 70. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, 2008. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
TABORDA, Marcia Ermelindo. Dino Sete Cordas e o acompanhamento de violão na música popular brasileira. (Dissertação Mestrado em Música). Departamento de Música, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1995.
TABORDA, Marcia Ermelindo. As abordagens estilísticas no choro brasileiro (1902-1950). HAOL, Nº 23, Otoño, 201), p. 137-146. Disponível no link. (acessado em 2.2.2015).
TEIXEIRA, João Gabriel L. C.. A Escola Brasileira de Choro Raphael Rabello de Brasília: um estudo de caso de preservação musical bem-sucedida. Sociedade e Estado, vol. 23 nº 1, pp.15-50, Brasília Jan./Abr. 2008. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015). 
TINÉ, Paulo José de Siqueira. Três compositores na música popular no Brasil: Pixinguinha, Garoto e Tom Jobim. Uma análise comparativa que abrange o período do choro à bossa-nova. (Dissertação Mestrado em Musicologia). São Paulo: Escola de Comunicações e Artes (ECA), USP, 2001. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
TINHORÃO, José Ramos. Os sons que vem da rua. São Paulo, 2 ª ed., Editora 34, 2005.
TINHORÃO, José Ramos. História Social da Música Popular Brasileira. São Paulo: Ed. 34, 1998.
TINHORÃO, José Ramos. Pequena história da música popular brasileira: da modinha à canção de protesto. Petrópolis: Vozes, 1974.
TINHORÃO, José Ramos. Música popular: do gramofone ao rádio e TV. São Paulo: Editora Ática, 1981. 
VALENTE, Paula Veneziano. Horizonte e verticalidade: dois modelos de improvisação no Choro brasileiro. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Comunicação e Arte da Universidade de São Paulo, USP, 2009.
Musico, Candido Portinari1959
VALENTE, Paula Veneziano. Transformações do choro no século XXI: estruturas, performances e improvisação. (Tese Doutorado em Música). Universidade de São Paulo, USP, 2014. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
VALENTE, Paula Veneziano. Horizontalidade e verticalidade: os modelos de improvisação de Pixinguinha e K-Ximbinho no choro brasileiro. Per Musi (UFMG), v. 23, p. 162/-169, 2011.
VALENTE, Paula Veneziano. A improvisação no choro - história e reflexão. DAPesquisa, v. 7, p. 272-283, 2010.
VALENTE, Paula Veneziano. Saxofone. Livro do aluno do projeto Guri. 1ª ed., São Paulo: Projeto Guri- evidenciabr, 2013. v. 1. 108p.
VALENTE, Paula Veneziano. Clarinete. Livro do Aluno do projeto Guri. 1ª ed., São Paulo: Associação amigos do Projeto guri, 2013. v. 1. 108p.
VASCONCELOS, Ary. Panorama da música popular brasileira na "Belle Époque". Rio de Janeiro: Livraria Sant"Anna LTDA, 1977.
VASCONCELOS,  Ary. Carinhoso Etc.: historia e inventário do Choro. Rio de Janeiro: Gráfica Editora do Livro, 1984.
VELLOSO, Rafael Henrique Soares. O saxofone no Choro - A introdução do saxofone e as mudanças na prática do choro. (Dissertação Mestrado em Música). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2006. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
VERMES, Viviana Mónica. Era um, era dois, era cem... Estudos Musicais e Alteridade. A Tempo, v. 3, p. 31-42, 2012.
VERMES, Viviana Mónica. Música nas Ruas do Rio de Janeiro (1890-1900) - traços nas crônicas de Machado de Assis, Luiz Edmundo e João do Rio. In: Herom Vargas; Claudia Neiva de Mattos; Claudio Díaz; Heloísa de Araújo Duarte Valente; Herom Vargas; Pablo Alabarces. (Org.). Enfoques Interdisciplinarios sobre músicas populares en Latinoamérica: retrospectivas, perspectivas, críticas y propuestas. 1ª ed., Montevideo - Uruguai: IASPM-AL/CIAMEN (UdelaR), 2013, v. 1, p. 293-300.
VERMES, Viviana Mónica. Música nos Teatros Cariocas: a passagem da Monarquia à República. In: Adriana Pereira Campos; Karulliny Silverol Siqueira Vianna; Kátia Sausen da Motta; Rafaela Domingos Lago. (Org.). Memórias, Traumas e Rupturas. 1ª ed., Vitória (ES): LHPL/UFES, 2013, v. 1, p. 1-13.
VERMES, Viviana Mónica. Aquí y allá: los tránsitos musicales en Río de Janeiro durante la Primera República. Boletín. Música, v. 29, p. 10-20, 2011.
VERÍSSIMO, José de Arimatéia Formiga. Maestro Antonio Amâncio e Seus Choros para Clarineta. (Dissertação Mestrado em Música). Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2005. 
VERZONI, Marcelo Oliveira. Os primórdios do Choro no Rio de Janeiro. (Tese Doutorado em Música). Universidade do Rio de Janeiro – UNIRIO, 2000.
VERZONI, Marcelo O.. Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth: duas mentalidades e dois percursos. Revista brasileira de música, Rio de Janeiro, v. 24, n.1, p. 155-169, 2011.
VIANA, Luciana Alves. Do regional ao choro elétrico: convenções, redes e identidade no trabalho musical dos chorões. (Dissertação Mestrado em Sociologia). Universidade Federal de Goiás, UFG, 2011.
VIEIRA, Walter Junio da Silva. A aplicabilidade do choro no desenvolvimento do aluno na graduação em clarineta. (Monografia Gradução). Universidade Cândido Mendes, 2012. Disponível no link. (acessado em 30.1.2015).
VINCI DE MORAES, José Geraldo. Os primeiros historiadores da música popular urbana no Brasil. in: ArtCultura Vol. 8, n° 13, 2006.
WILDT, Francisco Koetz. Contraponto prolongado na valsa choro nº 7 de Francisco Mignone: um exercício analítico. 4º Encontro do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Artes – GIPA e 2º Encontro do Grupo de Estudos e Pesquisa em História da Educação Oitocentista – GEPHEO. Disponível no link. (acessado em 31.1.2015).
WISNIK, José Miguel. Machado Maxixe: o caso Pestana. In:__. Sem Receita. São Paulo: Publifolha, p.15-106, 2004.
ZAGURY, Sheila. Os grupos de choro dos anos 90 no Rio de Janeiro; suas Re-leituras dos Grandes Clássicos e Inter-Relações entre Gêneros Musicais. (Tese Doutorado em Música). Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, 2014.
:: BIBLIOGRAFIA sobre "Pixinguinha - o mestre do Catumbi". Acesse AQUI!



Choro dos Mestres  - composição: Cristovão Bastos  - interpretação: Mauro Senise 
 Cristovão Bastos -  coreografia: Chico Dias e Deborah Colker 
  - álbum "Danças", de Mauro Senise (2014)



Chorinho - ilustração: Vitor Martins - fonte: Mundo do Sítio


FILMOGRAFIA SOBRE O CHORO E CHORÕES

Documentário: Chorinhos e chorões
Sinopse: Um histórico do choro, gênero derivado da polca, que surgiu no final do século XIX. Fontoura visitou alguns expoentes do choro para mostrar a riqueza dessa música cultivada por gênios como Pixinguinha, Benedito Lacerda, Luperce Miranda e Jacob do Bandolim.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1974
Duração: 11 min.
Direção: Antônio Carlos da Fontoura


Chorinhos e chorões - Dir.: Antônio Carlos da Fontoura

Documentário: Brasileirinho
Sinopse: O choro e suas origens, passando por shows, rodas de choro e músicos que tocam em cartões postais do Rio de Janeiro. O filme traça um retrato dos rumos que o popular chorinho tomou, fazendo um registro atual e mostrando quem são os novos adeptos desse gênero musical.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2007
Duração:  90 min.
Direção: Mika Kaurismäki


Brasileirinho - Dir.: Mika Kaurismäki (legendas em inglês)


Documentário: Álbum de música
Sinopse: Nara Leão, Gilberto Gil, Jards Macalé e Nelson Motta falam sobre a música popular brasileira, do choro ao surgimento da propositada mistura sugerida pelo Tropicalismo e da primeira geração pós-bossa nova. Músicas de Pixinguinha, Almirante, Ismael Silva, Nelson Cavaquinho e Cartola.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1974
Duração: 14 min.
Direção: Sérgio Sanz


Álbum de música - Dir.: Sérgio Sanz


Documentário: Conversa de botequim
Sinopse: João da Baiana é o personagem principal deste documentário, mostrado em sua intimidade, lembrando as origens do samba, as perseguições e os preconceitos sofridos no passado. Participação especial de Donga e Pixinguinha.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1972
Duração: 10 min.
Direção: Luiz Carlos Lacerda

Conversa de botequim - Dir.: Luiz Carlos Lacerda


Documentário: Dor secreta
Sinopse: Reconstitui a vida de Ernesto Nazareth (1863-1934), um dos pioneiros do choro.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1980
Duração: 12 min.
Direção: Luiz Carlos Lacerda


Documentário: O Choro dele
Sinopse: É focado em Jacob do Bandolim (1918 - 1969) e tem o único registro audiovisual do célebre chorão.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 1973
Duração: 10 min.
Direção: Leilany Fernandes

Documentário: Vivo na flauta
Sinopse: A flauta brasileira através de três gerações. Participações de Altamiro Carrilho, Carlos Malta, Antônio Rocha, Bruno Jardim, Rafael Lima, Versão Brasileira, Mário Sève, Mauro Senise, Andréa Ernest Dias e Franklin da Flauta.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2006
Duração: 45 min.
Direção: Marcos Souza


Documentário: Alma carioca - um choro de menino
Sinopse: Animação sobre garoto que vê o nascimento do choro.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2002
Duração: 6 min.
Direção: William Côgo


Alma Carioca: Um choro de menino - Dir.: William Côgo



Documentário: O Clube
sinopse: O Clube mergulha na narrativa de onze personagens que têm suas histórias entrelaçadas pela dedicação à musica. Todos vivem intensamente alegrias, saudades e paixões. Importantes músicos da cidade e figuras da boemia porto- alegrense configuram esse universo. O Clube do Choro de Porto Alegre é um patrimônio da cidade.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2013
Duração: 56 min.
Direção e Roteiro: Ana Mendes e Natália Chaves Bandeira 
Coprodução: Ana Mendes e Panda Filmes 
Produção executiva: Beto Rodrigues e Tatiana Sager 
Músicos participantes: Vini Ferrão, Guilherme Sanches, Mathias Pinto, Elias Barboza 
Produtora: Panda Filmes.


Documentário: Nas rodas do choro
Sinopse: o documentário exibe encontros entre chorões, captados pelas lentes da diretora Milena Sá entre 2004 e 2008, em sua maioria na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Sem teor didático, a narrativa costura fragmentos de números musicais registrados nas rodas com depoimentos de músicos sobre sua relação com o choro. Nas Rodas do Choro gira em torno do som e dos depoimentos de nomes como Nilze Carvalho (cavaquinho), Joel Nascimento (bandolim), Odette Ernest Dias (flauta), Déo Rian (bandolim), Maurício Carrilho (violão), Zé da Velha (trombone), Silvério Pontes (trompete) e Luciana Rabello (cavaquinho). O filme também foca grupo contemporâneos - como Choro na Feira e Trio Madeira Brasil - enquanto lembra a importância de veteranos, caso do conjunto Época de Ouro, na perpetuação do choro.
Ficha técnica
País/ano: Brasil, 2009
Duração: 50 min.
Direção: Milena Sá
Montagem: Julia Barreto e Milena Sá
Fotografia e Câmeras: Bia Marques, Paulo Castiglione, Milena Sá, José Esch, Aristeu Araújo, Márcia Derraik, Camila Freitas, Ana Alice de Moraes 
Captação do Som: Rodrigo Maia e Bruno Espírito Santo. 
Edição de Som: Matias Correia. 
Produção: Sambaki e Universidade Federal Fluminense
Correção de Cor: Fabrício Batista
Arte Gráfica: Caos! Desing
Disponível emParte 1 - Parte 2 - e Parte 3. (acessado em 29.1.2015). 
DVD: Gravadora Biscoito Fino


Documentário: Apanhei-te Cavaquinho
Sinopse: "Apanhei-te Cavaquinho" é o título de um dos mais famosos temas de sempre da música popular brasileira. Foi composto por Nazareth em 1914 como uma polca para piano mas só mais tarde entrou nas rodas de choro e nos repertórios de bandolinistas e cavaquinhistas. É a partir daqui que começa a nossa viagem, que é a viagem do cavaquinho! Uma viagem pela lusofonia, alegre e despretensiosa, desprovida de análises etnomusicológicas. … no princípio era só um cavaco, um “braguinha”, talvez com o nome da terra que lhe deu vida nos seus primórdios: Braga. Nesta região de festas e romarias tinha a palavra o instrumento que melhor as personificava, num tempo em que as concertinas ainda não tinham chegado para lhe tomar o lugar de solista da animação popular.  Na zona de Braga hoje ainda encontramos diversos construtores deste instrumento, bem como diversos executantes que ainda encontram nas Rusgas e nas festividades joaninas refúgio para a estridência e alegria do cavaquinho.  Um instrumento cuja história se mistura em vários continentes… viajou de Portugal para o Brasil, para Cabo Verde e chegou aos Estados Unidos, ao Havai, onde é chamado de ukele. Este é o roteiro conduzido por Henrique Cazes. Ele que é exímio tocador de cavaquinho e que se tem ocupado desde há largos anos a tornar mais próximos Portugal e Brasil através dos elementos culturais mais comuns aos dois: a língua e o “braguinha”.
Ficha técnica
País/ano: Portugal, Brasil, 2011
Direção: Ivan Dias
Apresentação: Henrique Cazes 
Realização: RPT
Produção: Duvideo
Filmado em: Portugal, Brasil, Cabo Verde e Havai.
Assista clicando em cada episódio:
:: Apanhei-te Cavaquinho - Episódio I 
:: Apanhei-te Cavaquinho - Episódio II 
:: Apanhei-te Cavaquinho - Episódio III 
* Documentário: Apanhei-te Cavaquinho, Direção: Ivan Dias - Edição Especial. 278 Min. Edição: RPT, ano: 2013. Disponível site da fnac.


Documentário: Seu Cavaco, Dom Bandolim e o Choro de Mestre Duduta na Rainha da Borborema
Sinopse: Ao se pensar no "Choro", considerado o jazz brasileiro, logo se imagina o Rio de Janeiro e os morros da Cidade Maravilhosa. Campina Grande, na Paraíba, é conhecida como a capital do Forró. Contudo, este documentário supera lugares comuns e retrata o universo do choro na cidade paraibana, homenageando José Ribeiro da Silva (Mestre Duduta), refinado chorão e luthier de fama nacional, cujos instrumentos encontram-se com artistas como Paulinho da Viola, Dominguinhos e a finada Marinês. Mas o filme não retrata apenas a biografia de Duduta, e sim, propõe um olhar sobre o valioso universo do choro campinense.
Ficha Técnica
País/Ano: Brasil, 2010
Duração: 52 min.
Roteiro, produção e direção: Riccardo Migliore e Thaíse Carvalho
Música: Duduta e Seu Regional + convidados
Câmera e fotografia: Riccardo Migliore
Câmera adicional: Charles Dias
Captação e pós-produção áudio: Waguinho Duduta
Edição e pós-produção vídeo: Riccardo Migliore
Site da produtora: Onelovefilmes.


Documentário: O liberdade
Sinopse: O documentário musical O Liberdade conta a história de um bar muito peculiar: durante o dia funciona como restaurante popular e atende a um público de agricultores de origem alemã e à noite transforma-se no reduto da música mais genuinamente brasileira: o choro.
Ficha técnica
País/Ano: Brasil, 2011
Duração: 71 min.
Roteiro, direção de produção e direção: Cíntia Langie e Rafael Andreazza
Direção de Fotografia: Alberto Alda
Direção de Arte: Bianca Dornelles
Câmera: Felipe Campal e Chico Maximila
Som direto: Davi Mesquita e Lauro Maia
Produção: Alexandre Mattos
Produção executiva: Rafael Andreazza
Assistente de Produção: Milena Lopes
Montagem: Cíntia Langie
Finalização: Thiago Rodeghiero
Pós-produção de áudio: Lauro Maia - A Vapor Estúdio
Foto Still: Bianca Dornelles e Felipe Campal
Arte Gráfica: Renato Cabral
Trilha Sonora: Avendano Jr. e o Regional
Trilha Musical Original: Avendano Jr.
Prêmios:
:: Melhor Documentário do Mercosul pelo Júri Oficial no 16º FAM - Festival Audiovisual do Mercosul (Florianópolis/Brasil);
:: Melhor Documentário pelo Voto do Público no I Conexão Vivo Movida (João Pessoa/Brasil);
: Melhor Documentário pelo Voto do Público no I Conexão Vivo Movida (Goiania/Brasil).
Produtora: Moviola Filmes.

* Outros documentários relacionados ao Choro e os seus chorões. Acesse AQUI!

Choro ilustração do festival de Santana de Parnaíba

GRUPOS DE CHORO DE ONTEM 
:: O Choro de Calado (c.1870)
:: Oito Batutas (1919)
:: Época de Ouro (1966)
:: Galo Preto (1975)
:: Os Carioquinhas (1977)
:: Camerata Carioca (1979)


GRUPOS DE CHORO DE HOJE (EM ATIVIDADE)
Flautista, Marlon Tenório
:: Nó em Pingo D’Água - Rio de Janeiro/RJ. 
:: Grupo Sarau - Rio de Janeiro/RJ. 
:: Camerata Brasilis - Rio de Janeiro/RJ.
:: Época de Ouro - Rio de Janeiro/RJ
:: Água de Moringa - Rio de Janeiro/RJ.
:: Confraria do Choro de Juiz de Fora/MG.
:: Choro Moço - São Paulo/SP.
:: Choro Rasgado - São Paulo/SP.
:: Grupo Clube do Choro de Wellington NZ.
:: Grupo Roda de Choro de Bruxelles.  
:: Grupo Camisa Listrada.
:: Grupo de Choro “Chorões do Porto” - Itajai/SC.
:: Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí/SP.
:: Grupo de Choro Casa Velha.
:: Grupo de Choro Flor de Abacate - Belo Horizonte/MG.
:: Grupo Choro Bandido - Campinas/SP.
:: Grupo Clube do Choro Pixinguinha (CCP) - Campos/RJ.
:: Grupo Clube do Choro de Betim/MG.
:: Grupo Clube do Choro de Santo Antônio de Jesus/BA. 
:: Grupo Água de Vintém - Piracicaba/SP.
:: Choro das 3 - São Paulo.
:: Os Matutos - Orquestra de Choro - Cordeiro/RJ.
:: Grupo Chorapronobis - Belo Horizonte/MG.
:: Izaias e seus chorões - São Paulo/SP.
:: Orquestra Carioca de Choro - Rio de Janeiro/RJ.
:: Quarteto Choronas - São Paulo/SP.
:: Quarteto Só Alegria.
:: Pingo de Choro (Paris/FR).
:: Reco do Bandolim e Grupo Choro Livre - Brasília/DF.
:: Regional Carioca - Rio de Janeiro/RJ.
:: Zé da Velha e Silvério Pontes - Laje de Muriaé/RJ.
:: Trio Madeira Brasil.
:: LivinChoro.
:: Sexteto Maurício Carrilho.
:: Trio Choro de Câmara - São Paulo.
* Caso queira incluir seu grupo na lista, envie o link do seu site/página ou blog!




CLUBES DE CHORO PELO BRASIL E O MUNDO
Flautista, Candido Portinari, 1958
O Choro pelo Brasil
:: Clube de Choro de Florianópolis/SC (2005).
:: Clube do Choro de Brasília/DF (1977).
:: Clube do Choro de Porto Alegre/RS (1989).
:: Clube do Choro de Belo Horizonte/MG (1993).
:: Clube do Choro de Vitória/ES (1993). 
:: Clube do Choro de Juiz de Fora/MG
:: Clube do Choro de Santos-SP.
:: Clube do Choro da Bahia.
:: Clube do Choro da Fronteira.
:: Clube do Choro de São Luís/MA.
:: Clube do Choro de Londrina/PR.
:: Clube do Choro de Búzios/RJ.
:: Clube do Choro de Avaré/SP.
:: Clube do Choro de Ubá/MG.
:: Clube do Choro de São Bernardo do Campo/SP.
:: Instituto Casa do Choro - Rio de Janeiro/RJ.
O Choro pelo Mundo
:: Club de Samba y Choro de La Plata/Argentina.
:Clube de Choro de Lisboa/PT.
:: Clube do Choro UK - Londres/UK.
:: Club du Choro de Paris/FR.
:: Clube do Choro Dublin/Irlanda.
:: Clube do Choro de Israel.
:: Club de Choro de Buenos Aires.
:: Clube do Choro de Montréal.
:: Roda de Choro do Porto/PT.
:: Clube de Choro de Torino/Itália.
Rodas de Choro, movimentos e encontros
:: Clube do Choro de Niterói-RJ
:: Choroteria Recife - Recife/PE.
:: Academia do Choro - São Carlos/SP.
:: Choro na Feira - (feira livre)  Rua General Glicério, em Laranjeiras/RJ.
:: Choro na Praça (várias praças) - Rio de Janeiro.


ESCOLAS E CURSOS DE CHORO (MÚSICA)
No Brasil
:: Escola Portátil de Música - EPM - Rio de Janeiro/RJ.
:: Escola Brasileira de Choro Raphael Rabello - ICEM - Brasília/DF.
:: Escola de Choro e Cidadania Luizinho Sete Cordas - Santos/SP. 
:: Conservatório Dramático e Musical de Tatuí - Tatuí/SP.
No mundo
:: Escola Portátil de Música na Holanda (Choros Scholl).


GRAVADORAS E EDITORAS ESPECIALIZADAS EM CHORO
:: Acari RecordsA Acari Records é a primeira gravadora especializada no mais importante gênero da música instrumental brasileira – o Choro.
:: Choro MusicReferência mundial em songbooks/play-along da música instrumental brasileira.
:: Irmãos Vitale (editora)


FESTIVAIS
:: Festival Nacional do Choro (Instituto Casa do Choro - Rio de Janeiro/RJ).
:: Choro Livre - Festival
:: Festival Choro Jazz
:: Festival de Choro de Avaré.
:: Festival do Choro de Paris/FR.



SITES DE INSTITUIÇÕES, ACERVOS, AUTORES, INTERPRETES E REFERÊNCIAS DE PESQUISA
:: Acervo Digital Chiquinha Gonzaga.
:: Acervo Digital Marcello Tupynambá.
:: Biblioteca Nacional - Divisão de Música e Arquivos Sonoros.
Músicos, Candido Portinari, 1961
:: Chiquinha Gonzaga - (Site oficial).
:: Cristovão Bastos (Site).
:: Dicionário Cravo Albin de Música Popular Brasileiro.
:: Enciclopédia Itaú Cultural.
:: Ernesto Nazareth
:: Ernesto Nazareth - 150 anos (acervo)/IMS.
:: Gilson Peranzzetta (Site Oficial). 
:: Guerra-Peixe  (Site oficial)
:: Henrique Neto (Site Oficial).
:: Hermeto Pascoal (Site Oficial)
:: Instituto Casa do Choro - [acervos e autores].
:: Instituto Cravo Albin.
:: Instituto Jacob do Bandolim.
:: Instituto Moreira Salles - IMS.
:: João Pernambuco.
:: Memória da Música - USP/SP.
:: Musica Brasilis.
:: Músicos do Brasil: uma enciclopédia instrumental.
:: Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro - MIS.
:: Museu da Imagem e do Som de São Paulo - MIS.
:: Museu Villa-Lobos (Sítio).
:: Paulinho da Viola - (Site oficial).
:: Paulo Moura - (Site oficial).
:: Pedro Moura (Blog).
:: Pixinguinha - (Site oficial)
:: Radamés Gnattali - (Site oficial).
:: Revista do Choro
:: Rico Choro.
:: Violão Brasileiro - Acervo Digital.
:: Waldir Azevedo (Site).
:: Wilfried Berk (site oficial).


OUTROS BLOG'S E SITES SOBRE CHORO E AFINS
:: Agenda do Samba e Choro.
:: Blog do Choro.
:: Blog Chorão.
:: Bandolim.
:: Brasileirinho.
:: Chorinho Brasil (Programa).
:: Choro na Praça.
:: Projeto Conhecendo o Choro - São Carlos/SP.
:: Discos do Brasil.
:: Instrumental Sesc Brasil.
:: Oficina de Choro UFRJ
:: Oficina de Coisas




Violonista, Candido Portinari, 1961
VISITE NESTE SITE
:: Acervos e Bibliotecas digitais. Acesse AQUI!
:: Adoniran Barbosa. Acesse AQUI!
:: Frevo: música e dança pernambucana. Acesse AQUI!
:: Brasil: o universo do carnaval. Acesse AQUI!
:: Museus e Arquivos do Brasil e do Mundo. Acesse AQUI!
:: Música brasileira: o choro e seus chorões. Acesse AQUI!
:: Música brasileira: o samba e os sambistas. Acesse AQUI!
:: Música brasileira: documentários para assistir e estudar. Acesse AQUI!
:: Música tradicional - folguedos e danças populares: o nosso patrimônio imaterial. Acesse AQUI
:: Patrimônio cultural imaterial brasileiro. Acesse AQUI!
:: Pixinguinha - o mestre do Catumbi. Acesse AQUI!


© Direitos reservados aos autores e produtores

© Pesquisa, seleção e organização: Elfi Kürten Fenske




Música
A música vinha duma mansidão de consciência
era como que uma cadeira sentada sem
um não falar de coisa alguma com a palavra por baixo
nada fazia prever que o vento fosse de azul para cima 
e que a pose uma nostalgia de movimento deambulante
era-se como se tudo por cima duma vontade de fazer uma asa
nós não movimentamos o espaço mas a vida erige a cifra
constrói por dentro um vocábulo sem se saber
como o que será era um sinal que vinha duma atmosfera simplificante
silêncio como um pássaro caído a falar do comprimento.
- António Gancho, em 'O Ar da Manhã'.

Trabalhos sobre o tema:
:: Caso, você tenha algum trabalho não citado e queira que ele seja incluído - exemplo: livro, tese, dissertação, ensaio, artigo - envie os dados para o nosso "e-mail de contato", para que possamos incluir as referências do seu trabalho na pagina.


Como citar:
FENSKE, Elfi Kürten (pesquisa, seleção e organização). Música brasileira: o choro e seus chorões. Templo Cultural Delfos, Fevereiro/2015. Disponível no link. (acessado em .../.../...).
____
** Página atualizada em 11.1.2016.



Licença de uso: O conteúdo deste site, vedado ao seu uso comercial, poderá ser reproduzido desde que citada a fonte, excetuando os casos especificados em contrário. 
Direitos Reservados © 2016 Templo Cultural Delfos

Um comentário:

Agradecemos a visita. Deixe seu comentário!