Davi Kopenawa Yanomami - o grande sábio

Davi Kopenawa,  líder indígena do povo Yanomami. foto:  ©Martin Bureau/ AFP

© Pesquisa, seleção, edição e organização: Elfi Kürten Fenske
Por gentileza citar conforme consta no final desse trabalho.

 
"A floresta está viva. Só vai morrer se os brancos insistirem em destruí-la. Se conseguirem, os rios vão desaparecer debaixo da terra, o chão vai se desfazer, as árvores vão murchar e as pedras vão rachar no calor. A terra ressecada ficará vazia e silenciosa. Os espíritos xapiri, que descem das montanhas para brincar na floresta em seus espelhos, fugirão para muito longe. Seus pais, os xamãs, não poderão mais chamá-los e fazê-los dançar para nos proteger. Não serão capazes de espantar as fumaças de epidemia que nos devoram. Não conseguirão mais conter os seres maléficos, que transformarão a floresta num caos. Então morreremos, um atrás do outro, tanto os brancos quanto nós. Todos os xamãs vão acabar morrendo. Quando não houver mais nenhum deles vivo para sustentar o céu, ele vai desabar."
- Davi Kopenawa, prólogo, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.

ESBOÇO BIOBIBLIOGRÁFICO DE DAVI KOPENAWA YANOMAMI

Davi Kopenawa Yanomami nasceu em 18 de fevereiro de 1956 no Alto Rio Toototobi, no Amazonas. É um escritor, xamã, líder yanomami e presidente da Hutukara Associação Yanomami.

Davi Kopenawa, principal liderança do povo Yanomami, é amplamente conhecido por sua defesa dos direitos dos povos indígenas e pela conservação da floresta amazônica, tendo uma importante atuação nos debates acerca do reconhecimento dos saberes indígenas para refletir e atuar sobre a crise ambiental e humana enfrentada pelo mundo contemporâneo. O registro antropológico das memórias Yanomami através das palavras de Kopenawa, em co-autoria como o antropólogo francês Bruce Albert, foi originalmente publicado em francês com o título La Chute du Ciel. A versão em inglês foi publicada pela Harvard University Press em 2013. Edições em italiano, alemão espanhol e português já foram publicadas ou estão em fase de publicação.

O reconhecimento de Kopenawa se traduz em uma série de prêmios e distinções que tem recebido ao longo de décadas. Dentre eles, estão o United Nations Global 500 Award, a Ordem do Rio Branco, a Ordem do Mérito Cultural do Brasil, a Menção Honrosa pelo júri do Prêmio Bartolomé de las Casas da Espanha, o convite para discursar no Parlamento do Reino Unido, personalidade convidada a assinar o Harvard Guest Book,e o Right Livelihood Award.

Os impactos de sua atuação na área dos direitos humanos e das políticas públicas direcionadas aos povos indígenas e na discussão ambiental são altamente expressivos, em âmbito nacional e internacional. Este diálogo de conhecimentos apregoado por Davi Kopenawa encontra eco no artigo “Science Must Embrace Traditional and Indigenous Knowldege to Solve Our Diversity Crisis”, publicado por Orgar e outros na prestigiosa revista One Earth de agosto de 2020, que enfatiza que “o saber tradicional e indígena tem preservado e restaurado de forma satisfatória a biodiversidade em todo o globo.  
------
Fonte: Academia Brasileira de Ciência - ABC (acessado em 29.11.2021).
* imagemDavi Kopenawa - ilustração: © Lucas Braga/ Revista UFMG.

"... no silêncio da floresta, nós, xamãs, bebemos o pó das árvores yãkoana hi, que é o alimento dos xapiri. Estes então levam nossa imagem para o tempo do sonho. Por isso somos capazes de ouvir seus cantos e contemplar suas danças de apresentação enquanto dormimos. Essa é a nossa escola, onde aprendemos as coisas de verdade."
- Davi Kopenawa, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.


Davi Kopenawa - foto: © Survival International

OBRA DE DAVI KOPENAWA YANOMAMI

Português
:: A queda do céu: palavras de um xamã yanomami / La chute du ciel: Paroles d’un chaman Yanomami. Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. [prefácio Eduardo Viveiros de Castro; tradução Beatriz Perrone-Moisés]. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).

Francês
:: La chute du ciel: Paroles d’un chaman Yanomami. Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. [préface de Jean Malaurie]. Terre Humaine. Collection D'Études et de Témoignages Fondée et dirigée par Jean Malurie. Paris: Plon, 2010; 2ª ed., Coleção Terre Humaine Poche, vol. 16026. Paris: Editora Pocket, 2014.

Inglês
:: The Falling Sky: Words of a Yanomami ShamanDavi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. [translated from the French by Nicholas Elliott and Alison Dundy]. Massachusets-London: Belknap Press; Harvard University Press, 2013. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).

Italiano
:: La caduta del cielo - parole di uno sciamano yanomami. Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. [traduzione di Alessandro Lucera e Alessandro Palmieri]. Milano (Itália): Edizioni Nottetempo, 2018. 

"Faz muito tempo, você veio viver entre nós e falava como um fantasma"
- Davi Kopenawa, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.

Fotografia / livro
:: Yanomami: l'esprit de la forêt. Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Paris: Fondation Cartier pour l’art contemporain; Actes Sud, 2003; 2014. {fotos dos fotógrafos: Claudia Andujar, Lothar Baumgarten, Vincent Beaurin, Raymond Depardon, Gary Hill, Tony Oursler, Wolfgang Staehle, Naoki Takizawa, Adriana Varejão, Stephen Vitiello, Geraldo Yanomami, Joseca Yanomami, Volkmar Ziegler}.

Depoimentos e ensaios
:: Descobrindo os brancos. Depoimento recolhido e traduzido por Bruce Albert, na maloca Watoriki, setembro de 1998. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
:: "Toda essa destruição não é nossa marca, é a pegada dos brancos, o rastro de vocês na terra". Davi Kopenawa Yanomami. In: RICARDO, Carlos Alberto; RICARDO, Fany Pantaleoni (Org.). Povos Indígenas no Brasil, 2006-2010. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
:: As palavras de Davi Kopenawa Yanomami. In: Survival Internacional, s./ data. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
:: A grande enchente: história da diferenciação das línguas. Davi Kopenawa Yanomami. In: DasQuestões, vol. 10, n° 1, junho de 2020, p. 7-11. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).


"Para os que cresceram no silêncio da floresta, ao contrário, a barulheira das cidades é dolorosa. É por isso que, quando fico lá muito tempo, minha mente fica tampada e vai se enchendo de escuridão. Fico ansioso e não consigo mais sonhar, porque meu espírito não volta à calma. Eu nasci na floresta, e por isso prefiro viver nela. Só posso ouvir os cantos dos xapiri e sonhar com eles cercado de sua tranquilidade. Gosto do silêncio dela, apenas quebrado pelos chamados fortes dos pássaros hwãihwãiyama, os gritos roucos das araras, o choro dos tucanos, os berros dos bandos de macacos iro ou o trinado dos papagaios. Essas vozes agradam a meus ouvidos. Quando volto de minhas viagens entre os brancos, depois de algum tempo a tontura deixa meus olhos e meu pensamento volta à claridade." 
- Davi Kopenawa, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.


Davi Kopenawa - foto: © Luke MacGregor/Reuters

DOCUMENTÁRIOS 


Filme "A última floresta" (The last forest)
Documentário | Longa-metragem | 74 min. | Cor | Brasil | 2021
Sinopse: Em um grupo Yanomani isolado na Amazônia, o xamã Davi Kopenawa Yanomani tenta manter vivos os espíritos da floresta e as tradições, enquanto a chegada de garimpeiros traz morte e doenças para a comunidade. Os jovens ficam encantados com os bens trazidos pelos brancos; e Ehuana, que vê seu marido desaparecer, tenta entender o que aconteceu em seus sonhos.
- ficha técnica - 
Direção: Luiz Bolognesi 
Roteiro: Davi Kopenawa Yanomami e Luiz Bolognesi 
Elenco: Davi Kopenawa Yanomami, Ehuana Yaira Yanomami, Pedrinho Yanomami, Joselino Yanomami, Nilson Wakari Yanomami, Júnior Wakari Yanomami, Roseane Yanomami, Daucirene Yanomami, Genésio Yanomami e Justino Yanomami.  
Direção fotografia: Pedro J. Márquez
Trilha sonora: Talita del Collado 
Direção de produção e assistente de direção: Carolina Fernandes  
Som direto: Rodrigo Macedo  
Edição e montagem: Ricardo Farias
Mixagem: Armando Torres Jr., ABC, Caio Guerin  
Supervisão de edição de som e mixagem: Caio Guerin e Rosana Stefanoni  
Supervisão de imagem: Luisa Cavanagh   
Supervisão de efeitos visuais: Eduardo Schaal   
Produção executiva: Daniela Antonelli Aun, Ana Saito e Pablo Torrecillas  
Produtores: Caio Gullane, Fabiano Gullane, Lais Bodanzky e Luiz Bolognesi  
Produtora: Gullane e Buriti Filmes   
Produção associada: Hutukara Associação Yanomami e Instituto Socioambiental (ISA) 
Apoio: Itaú Cultural, Amazon Watch, Greenpeace, Rainforest Foundation US, Rainforest Foundation Norway, Survival International
Distribuidora: Gullane
- premiado -
:: prêmio de Melhor Filme no 18º Seoul Eco Film Festival, na Coreia do Sul.
:: prêmio do público de Melhor Filme na Mostra Panorama Berlinale – Festival de Cinema de Berlim
:: prêmio Artístico de Melhor Obra no Festival dos Povos Originários, de Montreal.
:: prêmio de Melhor Documentário no Festival Zeichen der Natcht, em Berlim.
:: prêmio de Melhor Direção no Festival de Guadalajara, no México.
:: prêmio de Melhor Filme, na escolha do júri do Festival dos Direitos Humanos de Bolívia, em La Pazo
:: prêmios de Melhor Direção de Fotografia, Melhor Montagem de Documentário e Melhor Som, da ABC – Associação Brasileira de Cinematografia.
** Disponível na NETFLIX. 
Site oficial: A Última Floresta (acessado em 29.11.2021).

§§

Filme: Índio Cidadão? 
Documentário | 52 min.| Brasília/DF | Brasil | 2014
Sinopse: O documentário de Rodriguarani Kaiowá e equipe apresenta um resgate histórico audiovisual da participação do movimento indígena na Assembleia Nacional Constituinte (1987-88), incluindo a intervenção de Ailton Krenak no Plenário em defesa da emenda popular com a proposta de capítulo dos direitos dos Povos Indígenas. Durante seu discurso, Ailton Krenak pintou o rosto de preto, como forma de atrair a atenção dos deputados. 
- ficha técnica -
Direção: Rodriguarani Kaiowá e equipe
Roteiro: Rodrigo Siqueira e Sergio Azevedo
Produção executiva: Isadora Stepanski
Entrevistados: Ailton Krenak, Alvaro Tukano, Aurivan Truká, Davi Kopenawa, Dinamam Tuxá, Manoel Moura Tukano, Ninawá Huni Kuin, Paiakan Kayapó, Pirakuman Yawalapiti, Raoni Metuktire, Rildo Kaingang, Sonia Guajajara e Valdice Veron + entrevistas extras**
Direção de fotografia: André Carvalheira
Direção de arte: Marcia Roth
Coordenção de produção: Rodrigo Siqueira
Som direto: Alisson Machado
Montagem: Sergio Azevedo
Ilustrações: João Teofilo
Animação: Marcia Roth e Mallo Ryker
Design gráfico: Claudia Schirmbeck
Mixagem e finalização de som: Sergio Azevedo
Trilha sonora tradicional: Nações indígenas
Assistência de direção e produção: Mascos Vinicius Ferreira
Câmeras extras: Alisson Machado e David Alves
Still: André Carvalheira, Marcos Vinícius Ferreira e Rodrigo Siqueira
Estagiária: Marina Brunale
Finalizadora: Base Coletivo Audiovisual
Produção: 7G Documenta e Machado Filmes
Produtoras associadas: Argonautas, 400 Filmes e Base Coletivo Audiovisual
Apoio de Produção: TV Câmara
** Ver (ficha técnica completa): Entrevistas extras + colaboradores Indígenas + Apoio Cultural + Apoio Institucional + Arquivos de imagem + Agradecimentos especiais + agradecimentos = relacionadas no final do Documentário.
* Assista ao documentário aqui


"Não sou um ancião e ainda sei pouco. Entretanto, para que minhas palavras sejam ouvidas longe da floresta, fiz com que fossem desenhadas na língua dos brancos. Talvez assim eles afinal as entendam, e depois deles seus filhos, e mais tarde ainda, os filhos de seus filhos. Desse modo, suas ideias a nosso respeito deixarão de ser tão sombrias e distorcidas e talvez até percam a vontade de nos destruir"
- Davi Kopenawa, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.


Davi Kopenawa - foto: © Bruno Kelly/Amazônia Real

EXPOSIÇÃO


Exposição: Moquém_Surarî: arte indígena contemporânea  
Sinopse: A exposição apresenta visões da arte indígena contemporânea e reúne pinturas, esculturas e obras em diversos suportes de povos indígenas como Yanomami, Pataxó e Guarani Mbya.
- ficha técnica -
Curadoria: Jaider Esbell
Assistência de curadoria: Paula Berbert
Consultoria: Pedro de Niemeyer Cesarino
Artistas participantes: Ailton Krenak | Amazoner Arawak | Antonio Brasil Marubo | Arissana Pataxó | Armando Mariano Marubo | Bartô | Bernaldina José Pedro | Bu’ú Kennedy | Carlos Papá | Carmézia Emiliano | Charles Gabriel | Daiara Tukano | Dalzira Xakriabá | Davi Kopenawa | Denilson Baniwa | Diogo Lima | Elisclésio Makuxi | Fanor Xirixana | Gustavo Caboco | Isael Maxakali | Isaiais Miliano | Jaider Esbell | Joseca Yanomami | Luiz Matheus | MAHKU | Mario Flores Taurepang | Nei Leite Xakriabá | Paulino Joaquim Marubo | Rita Sales Huni Kuin | Rivaldo Tapyrapé | Sueli Maxakali | Vernon Foster | Yaka Huni Kuin | Yermollay Caripoune
Correalização: MAM SP e Fundação Bienal de São Paulo; e integra a rede de parcerias da 34ª Bienal.
Em cartaz: MAM - Museu de Arte Moderna de São Paulo - São Paulo/SP
Período: 4 de setembro a 28 de novembro de 2021.
:: Apresentação da exposição Moquém_Surarî: arte indígena contemporânea com Ailton Krenak, Jaider Esbell, Pedro Cesarino e Paula Berbert. In: MAM - Museu de Arte Moderna de São Paulo, 16.9.2021.  Disponível no link. (acessado em 16.9.2021).
* Saiba mais em: site MAM SP  (acessado em 30.11.2021).

Davi Kopenawa - foto: ©Pedro J. Márquez


EXCERTOS DO LIVRO "A QUEDA DO CÉU - PALAVRAS DE UM XAMÃ YANOMAMI"



"Eu gostaria que os brancos escutassem nossas palavras e pudessem sonhar eles mesmos com tudo isso, porque, se os cantos dos xamãs deixarem de ser ouvidos na floresta, eles não serão mais poupados do que nós."
- Davi Kopenawa, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.

§§

"Vocês não me conhecem e nunca me viram. Vivem numa terra distante. Por isso quero que conheçam o que os nossos antigos me ensinaram." 
- Davi Kopenawa, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.

§§

"Os brancos se dizem inteligentes. Não o somos menos. Nossos pensamentos se expandem em todas as direções e nossas palavras são antigas e muitas. Elas vêm de nossos antepassados. Porém, não precisamos, como os brancos, de peles de imagens para impedi-las de fugir da nossa mente. Não temos de desenhá-las, como eles fazem com as suas. Nem por isso elas irão desaparecer, pois ficam gravadas dentro de nós. Por isso nossa memória é longa e forte."
- Davi Kopenawa, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.

§§

"As palavras de Omama e as dos xapiri são as que prefiro. Essas são minhas de verdade. Nunca irei rejeitá-las. O pensamento dos brancos é outro. Sua memória é engenhosa, mas está enredada em palavras esfumaçadas e obscuras. O caminho de sua mente costuma ser tortuoso e espinhoso. Eles não conhecem de fato as coisas da floresta."
- Davi Kopenawa, no livro "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.


 


Davi Kopenawa - foto: ©André Dib


FORTUNA CRÍTICA DE DAVI KOPENAWA YANOMAMI

 
AGUIAR, Ana Lígia Leite e.. Para que o céu seja céu: o caráter de levante da obra de Davi Kopenawa Yanomami. In: Tuíra, São Paulo - SP, p. 4 - 17, 19 jan. 2020. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
ALASSË, Letícia. A Última Floresta – Denúncia de uma população ameaçada pelo Governo Brasileiro [crítica]. In: Cinepop, 18 de abril de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
ALBERT, Bruce. Um mundo cujo nome é floresta. Homenagem a Napëyoma. In: NOGUEIRA, Thyago. (org.). Claudia Andujar: a luta yanomami. São Paulo: Instituto Moreira Salles. p. 102-111, 2018.
ALBERT, Bruce. Temps du sang, temps des cendres. Représentation de la maladie, espace
politique et système ritual chez les Yanomami du sud-est (Amazonie brésilienne).. (Tese Doutorado). Université Paris X – Nanterre, Paris, 1985.  
ALBERT, Bruce. O ouro canibal e a queda do céu: uma críticaxamânica da economia política da natureza. In: ALBERT, Bruce; RAMOS, Alcida (Eds.).Pacificando o branco: cosmologias do contato no Norte-Amazônico. São Paulo: IMESP/IRD/Ed. UNESP, p. 239-274, 2002.
ALBERT, Bruce. A floresta poliglota. [tradução Vinícius Alves; revisão Hugo Simões]. In: Sub specie alteritatis, 5.11.2018. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
ALBERT, Bruce. Chamanisme et ethnopolitique. Fragments d'un discours yanomami. In: L'Homme, 169: p. 217-218, 2004. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
ALBERT, Bruce. O outro canibal e a queda do céu: Uma crítica xamânica de economia política da natureza (Yanomami). In: ALBERT, Bruce. RAMOS, Alcida. (Orgs.) Pacificando o branco: cosmologias do contato no norte-amazônico. São Paulo: Editora da UNESP. p. 239-274, 2000.
ALBERT, Bruce; GOMEZ, Gale Goodwin. Saúde Yanomami: um manual etnolingüístico.
Belém: Museu Paraense Emílio Goeldi, 1997.
ALBERT, Bruce. O ouro canibal e a queda do céu: uma crítica xamânica da economia política da natureza. In: Série Antropologia, n. 174, 1995. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
ANDRADE NETO, Alberto Luiz de.. Como amarrar o céu com firmeza?. In: Revista Wamon, v. 5, n. 1 , p. 135-149, 2020. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
ARAÚJO, Isabela. [resenha]. A Queda do Céu - Davi Kopenawa e Bruce Albert. In: Resenha dos Sonhos, 16.12.2020. Disponível no link. (acessado em 14.12.2021).
AUR, Deise. Davi Kopenawa, um defensor da Floresta Amazônica. In: Green ME, 5.11.2020. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
BERGAMINI JUNIOR, Atilio. Luto e mercadoria: as palavras de Davi Kopenawa. In: Encontro Regional Nordeste de História Oral, 2017, Fortaleza. Ficção e poder: oralidade, imagem e escrita - Cadernos de resumo. Fortaleza, 2017. v. 1. p. 25-26.
BIOGRAFIA. Davi Kopenawa Yanomami. In: Survival, s/ data. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
BORGES, Vanessa Carneiro. Davi Kopenawa na Academia Brasileira de Ciências. In: Informa Sus, UFSCAR, 14 de outubro de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
BOURG, Dominique. Note de lecture: Davi Kopenawa et Bruce Albert, La Chute du Ciel. Paroles d’un chaman yanomami, Plon, Terre Humaine, 2010. In: Le Temps - tous nos Blogs, 22 de maio de 2020. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
BRUMANA, Fernando Giobellina. La Chute du ciel: un pas-de-deux entre un chamán y un antropólogo. In: Disparidades. Revista de Antropología, v. 72, n. 1, 2017. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
BRUMANA, Fernando Giobellina. A queda do céu: um pas-de-deux entre um xamã e um antropólogo. [tradução de Rosenilton Silva de Oliveira e Yumei de Isabel Morales Labañino]. In: Pontourbe, n. 25, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
BRZOZOWSKI, Julian Alexander. O primitivo negativo: Dos animais ancestrais de Kopenawa
à mostruação vazia em O Congresso Futurista. In: Outra Travessia, n. 22, 2016. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
CARVALHO, Maria Auxiliadora Lima de.. A dinâmica sociopolítica yanomami no contexto de criação da Hutukara: pata thëpë e a emergência de jovens lideranças políticas. In: Textos&Debates, Boa Vista n. 20, p. 64-80, 2013. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
CASTRO, Eduardo Viveiros de; DANOWSKI, Deborah. Há mundo por vir? Ensaio sobre os medos e os fins. 2ª ed., Desterro [Florianópolis]: Cultura e Barbárie; ISA, 2017.
CASTRO, Eduardo Viveiros de.. O recado da mata. Prefácio. In: KOPENAWA, Davi; ALBERT, Bruce. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo, Companhia das Letras. p. 11-41, [2010], 2015. 
CASTRO, Eduardo Viveiros de.. Araweté, os deuses canibais. Rio de Janeiro: Zahar Editora, 1986.
CASTRO, Eduardo Viveiros. A floresta de cristal: notas sobre a ontologia dos espíritos amazônicos. In: Cadernos de Campo (USP) v. 14/15, p. 319-338, 2006.
CHAMORRO, Paulina. É o 'pouco índio' que está sustentando o planeta Terra, avisa Davi Kopenawa. In: National Geographic, 3 de setembro de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
COCCO, Luis; LIZOT, Jacques; FINKERS, Juan. Mitologia Yanomami. Coleccion 500 Anos, n. 39. Ecuador: Ediciones ABYAYALA e MLAL, 1991.
CONFERÊNCIA. Teko Porã | Ipa theã oni: flecha para tocar o coração da sociedade não indígena, com Davi Kopenawa. In: Centro de Artes UFF, 30.4.2019 .Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
 COSTA, Vicente. Literatura Indígena: (Re)existência!. In: Sesc Rio, 19.4.2021. Disponível no link. (acessado em 1.12.2021).
CUNHA, Manuela Carneiro da.. Pontos de vista sobre a floresta amazônica: xamanismo e tradução. In: Mana v. 4, n. 1, p. 7-22, 1998.
DANNER, Leno Francisco; DORRICO, Julie; CORREIA, Heloisa Helena Siqueira; DANNER, Fernando (Orgs.). Literatura indígena brasileira contemporânea: criação, crítica, recepção. [prefácio Ana Lúcia Liberato Tettamanzy]. 1ª ed., Porto Alegre: Editora Fi, 2018. Disponível no link. (acessado em 7.12.2021).
DANNER, Leno Francisco; DORRICO, Julie; DANNER, Fernando. A literatura indígena brasileira, o movimento indígena brasileiro e o Regime Militar: uma perspectiva desde Davi Kopenawa, Ailton Krenak, Kaká Werá e Alvaro Tukano. In: Espaço Ameríndio (UFRGS), v. 12, p. 252-289, 2018. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
DANNER, Leno Francisco; DORRICO, JulieO xamanismo na literatura indígena brasileira: da autoexpressão e autoafirmação identitárias ao criticismo social e à resistência política: notas desde A queda do céu: palavras de um xamã yanomami, de Davi Kopenawa e Bruce Albert. In: Graphos - Revista da Pós-Graduação em Letras, v. 20, n. 1. 2018. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
DANNER, Leno Francisco; DORRICO, Julie. Um xamã yanomami frente ao discurso filosófico-sociológico da modernidade. In: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea. p. 243-269, 2018. Disponível no link. (acessado em 12.12.2021).
DANNER, Leno Francisco; DORRICO, Julie. A literatura indígena como crítica da modernidade: sobre xamanismo, normatividade e universalismo – notas desde A queda do céu: palavras de um xamã yanomami de Davi Kopenawa e Bruce Albert. In: O eixo e a roda, Belo Horizonte, v. 26, n. 3, p. 129-156, 2017. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
DAWSEY, John C.. La tortuga y la caída del cielo: mímesis, memoria y performance yanomami (O jabuti e a queda do céu: mimesis, memória e performance yanomami). In: REB - Revista de Estudios Brasileños, v. 8, n. 16, p. 137-153, 2021. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
DAVI Kopenawa: ‘É culpa da mineração, do desmatamento’. In: Valor Econômico, 18.12.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
DEBATE com Davi Kopenawa, Ailton Krenak e Sônia Guajajara / A última Floresta. In: Instituto Socioambiental, 19.4.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
DIÁLOGOS: Davi Kopenawa na UnB/ conversa do antropólogo José Jorge de Carvalho. In: UnB TV, Outubro/2017. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
DIAS, Jamille Pinheiro. Peles de papel: Caminhos da tradução poética das artes verbais ameríndias.(Tese Doutorado em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês). Universidade de São Paulo, USP, 2017. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
DOCUMENTÁRIO. A última floresta. In: Revista de Cinema, 7 de setembro de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
DORRICO, Julie. A literatura indígena contemporânea no Brasil: a autoria individual e a poética do eu-nós. (Tese Doutorado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, 2021. 
DORRICO, Julie. A literatura indígena contemporânea brasileira: a oralidade no impresso na obra A queda do céu: palavras de um xamã yanomami de Davi Kopenawa e Bruce Albert. In: Revista Língua & Literatura (Online), v. 20, p. 132-150, 2018. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
DORRICO, Julie. A queda do céu e o pluriverso yanomami: ancestralidade, território e educação. In: Revista Opinião Filosófica, v. 9, p. 62-86, 2018. Disponível no link. (acessado em 12.12.2021).
DORRICO, Julie. Alteridade indígena - voz-práxis via literatura em A queda do céu palavras de um xamã yanomami. In: Revista Opinião Filosófica, v. 8, p. 58-72, 2017. Disponível no link. (acessado em 12.12.2021).
DORRICO, Julie. A oralidade no impresso: o 'eu-nós lírico-político' da literatura indígena contemporânea. In: Revista Boitatá, v. 12, n. 24, 2017. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
DUARTE-PLON, Leneide. Carta de Paris: Claudia Andujar traz luta Yanomami a Paris. In: Carta Maior, 3.2.2021. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
DUQUE, Fabricio. A Última Floresta - Na ficção dos sonhos [crítica]. In: Vertentes do Cinema, 3 de março de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
DW. "Filme brasileiro A Última Floresta vence mostra da Berlinale com o voto do público". In: Deutsche Welle, 20.6.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
EL PAÍS. Davi Kopenawa: “Os garimpeiros, sem dúvida, vão matar os índios isolados na área Yanomani”. In: El País Brasil, 3 de março de 2020. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
ENTREVISTA. Davi Kopenawa: "não mexam mais com a nossa Terra Mãe". In: Socioambiental, 16 de dezembro de 2020. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
ERIKSON, Philippe. Chamanisme, écriture et ethnopolitique. In: L' Homme - Open Edition Journals, p. 525-528, 2004. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
ESTADÃO. Autores indígenas conquistam espaço na literatura brasileira. In: Estado de Minas, 1.9.2020. Disponível no link. (acessado em 2.12.2021).
FENERICH, Alexandre Sperandéo. “A Queda do Céu”: teatro-música baseada em uma experiência sonora do espaço. In: ANPPOM - XXIV Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música – São Paulo – 2014. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
FERNANDES, Francisco Felipe Paiva. A queda do céu como uma autobiografia menor. (Dissertação Mestrado em Literatura e Interculturalidade). Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, UEPB, 2016. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
FERREIRA, Helder Perri, MACHADO, Ana Maria Antunes, SENRA, Estêvão Benfica (Org.). As línguas Yanomami no Brasil: diversidade e vitalidade. Coleção Saberes da floresta Yanomami, v. 17. São Paulo: ISA - Instituto Socioambiental; Boa Vista, RR: Hutukara Associação Yanomami - HAY, 2019. {autores presentes: Helder Perri Ferreira, Ana Maria Antunes Machado, Estêvão Benfica Senra, Armindo Goes de Melo (Maturacá), Alfredo Himotona Yanomama (Papiú), Ehuana Yaira Yanomami (Demini), Emerson Paulino Ninam (Baixo Mucajaí), Mana Yanomami (Maimasi), Marinaldo Sanumá (Awaris), Mozarildo Yanomami (Missão Catrimani), Roni Raitateri Yanomamɨ (Marauiá), Xaporita Yanomami (Surucucu), Albino Xiriana (Ericó), Rafael Wanari Yanomami (Parawaú), Genivaldo Krepuna Yanomami (Papiú), Raimundo Yanomami (Baixo Catrimani)}. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
FERREIRA, Kelly Cristina Medeiros. A voz do povo do Boi em obras de autores escolhidos da literatura de cordel e de João Guimarães Rosa. (Tese Doutorado em Letras). Universidade Federal do Ceará, UFCE, 2021. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
FONSECA, Rodrigo. A última floresta: os rituais da ancestralidade indígena na Berlinale [entrevista]. In: C7nema, 11.2.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
FRANÇA, Elvira Eliza. Coronavírus: O que podemos aprender com um xamã da Amazônia? Parte 1: invasão e mortes na Terra Yanomami. In: Amazônia Real, 22.4.2020. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
FRANCO, Victoria. Davi Kopenawa: “Eles são contra nossa vida porque protegemos a terra que o avô deles queria roubar”. In: Amazônia Real, 22.7.2019. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
FREIRE,  José Ribamar Bessa. Davi Kopenawa: a árvore que não envelhece. In: Taquiprati, 5 de maio de 2019. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
GODDARD, Jean-Christophe. Notas sobre A queda do céu de Davi Kopenawa y Bruce Albert por un lector blanco. In: Climacom, ano 3, n. 5. Vulnarabilidade. 2016. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
GOETHE. Depois da catástrofe. In: Goethe Institut, 2018. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
GOMES, Ana Maria Rabelo; KOPENAWA, Davi. O Cosmo segundo os Yanomami - hutukara e urihi. Belo  Horizonte: Revista UFMG, v. 22, n. 1, p. 142-159, jan./dez. 2015. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
GONÇALVES, Marco Antonio. O mundo inacabado – Ação e criação em uma cosmologia amazônica. Etnografia pirahã. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2001. 
GOW, Peter. “Listen to me, listen to me, listen to me, listen to me . . .” - A brief commentary on The falling sky by Davi Kopenawa and Bruce Albert. In: HAU - Journal of Ethnographic Theory, v. 4, n. 2, 2014. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
GRAÚNA, Graça. Contrapontos da literatura indígena contemporânea no Brasil. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2013.
HADDAD, Naief. 'A Última Floresta' vai da poesia à denúncia ao retratar os yanomamis. In: Folha de S. Paulo - Ilustrada, 8.9.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
HELAL FILHO, William. 'Homem branco não pode mais falar que Yanomami não existe', diz Davi Kopenawa. In: O Globo, 26.2.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
HONORATO, Suene. Uma (in)versão da história do brasil: a queda do céu, de Davi Kopenawa e Bruce Albert. In: Magma, v. 25, n. 14, p. 17-27, 2018. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
IEAT. Davi Kopenawa - Hutukara Associação Yanomami. In: IEAT/UFMG, 2013. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
IHU. A Queda Do Céu. Palavras De Um Xamã Yanomami com o Prof. Dr. José Antonio Kelly Luciani – UFSC. In: Instituto Humanitas Unisino - IHU, 21 de agosto de 2017. Disponível no link. (acessado em 14.12.2021).
IHU. Futuro da Amazônia está em perigo, alerta o xamã Davi Kopenawa em Harvard. In: Revista IHU Online - Unisinos, 15 de maio de 2019. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
IMS. Filme da exposição "Claudia Andujar: a luta Yanomami" na Fondation Cartier pour l'art contemporain. In: Instituto Moreira Salles, 3.9.2020. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
JACQUES, Luiz. “A Terra é viva, ela não pode ter dono. Você consegue finalmente ver?”. In: Nosso Futuro Roubado, 19 de novembro de 2020. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
KAWAGUCHI, Douglas Roberto. Todo mundo é humano? A relação entre humanidade e animalidade nas narrativas míticas de duas culturas. (Dissertação de Mestrado em Psicologia). Universidade de São Paulo, USP, 2017. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
KECK, Frédéric. "Retour aux sources", de Françoise Héritier et "La Chute du ciel. Paroles d'un chaman yanomami", de Davi Kopenawa et Bruce Albert : Je et un Autre. In: Le Monde, 11.11.2010. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
LEITE, Marcelo. Quem são os ianomâmis?. In: Folha de S. Paulo, Ilustrada, 21.11.2010. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
LEITE
, Tainah Víctor. Pessoa e humanidade nas etnografias Yanomami. (Dissertação Mestrado em Antropologia Social). Museu Nacional - Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, 2010. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
LEPRI, Mônica C.. Resenha do livro de Davi Kopenawa e Bruce Albert, ‘La Chute du Ciel: paroles d’un chaman yanomami’. In: Eco Debate, 2014. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021). 
LIMULJA, Hanna Cibele Lins Rocha. O desejo dos outros: uma etnografia dos sonhos yanomami (pya ú – Toototopi).. (Tese Doutorado em Antropologia Social). Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
LOPES, Nádia da Luz. Quando os pensamentos se expandem em todas as direções: caminhos para compreender as recentes criações indígenas no Brasil. (Dissertação Mestrado em Letras). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, 2018. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
LUCIANI, José Antonio Kelly. State Healthcare and Yanomami Transformations: A symmetrical Ethnography. The University of Arizona Press, 2011. 
LUCIANI, José Antonio Kelly. On Yanomami ceremonial dialogues: a political aesthetic of metaphorical agency. In: Journal de la Société des Américanistes v. 103, p. 179-214, 2017. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
LUCIANI, José Antonio Kelly. Aprendendo sobre os diálogos cerimoniais Yanomami. In: SPECIES – Núcleo de Antropologia Especulativa n. 1, p. 45-65, 2015. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
LUCIANI, José Antonio Kelly. Kopenawa Davi et Bruce Albert, La chute du ciel. Paroles d’un chaman yanomami. [traduction de Philippe Erikson]. In: Journal de la Société des Américanistes, 97-1, p. 339-357, 2011. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
LYRIO, Zara. 'A Queda do Céu': reflexões junguianas sobre o alerta xamânico de Davi Kopenawa. In: Junguiana, v.38 - n.2 São Paulo, jul./dez. 2020. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
MACHADO, Ricardo. O catálogo de tragédias dos Yanomami na voz de Davi Kopenawa. Entrevista especial com Julie Dorrico. In: Revista IHU - On-line, Unisinos, 19 Abril 2018. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
MANS, Matheus. A Última Floresta é filme sobre resistência indígena. In: Esquina da Cultura, 19.4.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
MEDEIROS, Daniel. Documentário 'Gyuri' conta a trajetória de Claudia Andujar. In: Folha PE, 5.10.2020. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
MELLO, Helio Carlos. O caminho do ouro e o lamento dos pajés. In: Outras Palavras, 19.4.2017. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
MELLO, Isabella Nunes; REIS, Mateus. Tecendo um colar de horizontes epistemológicos: O protagonismo de Ailton Krenak e Davi Kopenawa para a escrita de histórias plurais. In: Abitará - Revista de Ciências Humanas e Linguagens - UNEB - Campus XVIII, v. 2, n. 3, jan-jun 2021. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
MILZ, Thomas. Davi Kopenawa e a queda do céu. In: DW - Deustche Welle, 26.9.2019. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
MINEO, Liz. ‘We can do our part to stop the destruction’- Yanomami leader and shaman Davi Kopenawa talks about climate change and the rain forest in advance of conference [entrevista]. In: The Harvard Gazette, 3 de maio de 2019. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
MOEBUS, Ricardo. Davi Kopenawa - Com Ciência Indígena. In: Semana On, 26 de dezembro de 2020. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
MONTENEGRO, Lorenna. A Última Floresta - Uma aventura sensorial na origem dos yanomami [resenha]. In: Cenas de Cinema, 17.9.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
MORISAWA, Mariane. "A Última Floresta: A visão de mundo yanomami em documentário de Luiz Bolognesi e Davi Kopenawa". In: Revista Continente, 1.4.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
NILSSON, Maurice Seiji Tomioka. Mobilidade yanomami e interculturalidade: ecologia histórica, alteridade e resistência cultural. (Tese Doutorado Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades). Universidade São Paulo, USP, 2018. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
NOGUEIRA, Thyago (Org.). Claudia Andujar: a luta yanomami. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 2018.
NOVO, Marina Pereira. Resenha de livro - KOPENAWA, Davi; ALBERT, Bruce. 2015. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. In: R@U - Revista de Antropologia Social dos Alunos do PPGAS-UFSCAR, v. 8, p. 167-170, 2016. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
NUNES, Mônica. ‘A Última Floresta’: depois de conquistar nove prêmios e de passar pelos cinemas, filme estreia na Netflix. In: Conexão Planeta, 11.11.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
NUNES, Mônica. A Última Floresta, sobre o povo Yanomami, recebe prêmios de Melhor Filme nos festivais de Seul e de Berlim. In: Conexão Planeta, 21.6.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
NUNES, Mônica. A Última Floresta, filme de Luiz Bolognesi sobre o povo yanomami, tem roteiro original do xamã Davi Kopenawa. In: Conexão Planeta, 3.3.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
NUNES, Mônica. E o 'Nobel Alternativo' vai para... o líder Yanomami e xamã Davi Kopenawa. In: Conexão Planeta, 27.9.2019. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
OEEI - Conversa sobre o Livro "A Queda do Céu: palavras de um xamã yanomami"/ Davi Kopenawa fala Sobre seu livro em co-autoria com Bruce Albert. In: Faculdade de Educação UFMG, 23.11.2015. Disponível no link. (acessado em 14.12.2021).
PALÁCIOS JUNIOR, Alberto Montoya Correa. As guerras de vingança e as relações internacionais: um diálogo com a antropologia política sobre os Tupi-Guarani e os Yanomami (Tese Doutorado em Relações Internacionais). UNESP, UNICAMP, PUC SP, 2016. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
PATEO, Rogério Duarte do.. Niyayou: antagonismo e aliança entre os Yanomam da serra das surucucus (RR).. (Tese Doutorado em Antropologia Social). Universidade de São Paulo, USP, 2005. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021). 
PELBART, Peter Pál; FERNANDES, Ricardo Muniz (Org.). Pandemia crítica: inverno 2020. São Paulo: Edições Sesc, 2021.
PERFIL – Davi Kopenawa. In: Revista Ouro Canibal, 25 de agosto de 2020. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
PEROBELLI, Amanda; BOADLE, Anthony. Líder ianomâmi Davi Kopenawa vê tempos difíceis para os indígenas do Brasil. In: Istoé Dinheiro, 31.8.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
PIOTTO, Luana. "A Última Floresta é um olhar de urgência pela proteção dos Yanomami, diz diretor". In: Amazônia Real, 18.4.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
PINA, Rute; CONSOLE, Luciana. Davi Kopenawa: "Estou esperando o Bolsonaro vir falar com meu povo" [Entrevista]. In: Brasil de Fato, 3 de janeiro de 2019. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
PINTO, Débora. Escuta o xamã: Davi Kopenawa Yanomami envia mensagem para o povo da cidade. In: O Eco, 15 de setembro de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
PINTO, Débora. Xamã Yanomami Davi Kopenawa e diretor Luiz Bolognesi falam da estreia do filme A Última Floresta. In: Mongabay notícias, 24 de setembro de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
PITTA, Maurício Fernando. Epidemia da insônia: Kopenawa e a equivocidade do esquecimento. In: Griot - Revista de Filosofia, v. 21, n. 2, p. 199-220, 2021. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
POMPERMAIER, Paulo Henrique. Entre sua comunidade e o ativismo internacional, Davi Kopenawa, xamã e militante, é uma das mais importantes lideranças indígenas do país. In: Portal Geledés, 24.7.2017. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
PRAZERES, Leandro. Às vésperas de julgamento no STF, Davi Kopenawa diz que marco temporal vai permitir 'roubo de terras'. In: O Globo, 30.8.2021. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
PUCHEU, Alberto. A queda do céu: o arcaicontemporâneo de Davi Kopenawa e Bruce Albert. In: Julie Dorrico; Leno Francisco Danner; Heloisa Helena Siqueira Correia; Fernando Danner. (Org.). Literatura indígena brasileira contemporânea: criação, crítica e recepção. 1ª ed., Porto Alegre: Editora Fi, v. 1, p. 397-424, 2018.
PUCHEU, Alberto. A queda do céu: autobiografia e testemunho. In: Revista Cult, 6 de junho de 2017. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
RAMIRES, Marielle. Xamã e antropólogo Davi Kopenawa, do povo Yanomami, manda mensagem ao povo brasileiro [entrevista]. In: Mídia Ninja, 27 de agosto de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
REPORTER ECO. A Última Floresta: Documentário mostra resistência do povo Yanomami na Amazônia. In: Repórter Eco, 21.4.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
RFI. Filme brasileiro 'A Última Floresta' vence prêmio de público na sessão Panorama da Berlinale. In: G1, Globo, 20.6.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
RICARDO, Carlos Alberto; RICARDO, Fany Pantaleoni (Org.). Povos Indígenas no Brasil, 2006-2010. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011.
RODA VIVA. Davi Yanomami - 1998. In: Roda Viva - TV Cultura / Fundação Padre Anchieta, 1998. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
RODRIGUES, Thamara de Oliveira. Other ways of thinking and dreaming: the oneiric experience in Reinhart Koselleck, Ailton Krenak and Davi Kopenawa. In: Revista de Teoria da História, v. 23, p. 178-203, 2020.
RODRIGUES, Thamara de Oliveira. Outros modos de pensar e sonhar: a experiência onírica em Reinhart Koselleck, Ailton Krenak e Davi Kopenawa. In: Revista de Teoria da História, v. 23, p. 156-177, 2020. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
RUSSO
, Roberta. Demonstração da força do cinema brasileiro, diz diretor de ‘A Última Floresta’. In: CNN, 21.6.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
SÁEZ, Oscar Calavia. O nome e o tempo do Yaminawa: etnografia história dos Yaminawa do rio Acre.
São Paulo: Editora UNESP, 2006.
SÁEZ, Oscar Calavia. Autobiografia e sujeito histórico indígena: considerações preliminares. In: Novos estudos Cebrap, 76, nov. 2006. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SALLES, Juliana Almeida. O relato de vida indígena, a autobiografia dos que não escrevem: uma análise de obras de Davi Kopenawa e Bruce Albert, Rigoberta Menchú e Elizabeth Burgos, e Lee Maracle e Don Barnett. (Tese Doutorado em Ciência da Literatura). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Letras, UFRJ, Rio de Janeiro, 2020. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SALLES, Juliana Almeida. O relato de vida indígena e outros (sub)gêneros literários em A queda do céu: palavras de um xamã yanomami, Meu nome é Rigoberta Menchu e assim nasceu minha consciência e Bobbi Lee: Indian Rebel struggles of a Native Canadian woman. In: Ilha do Desterro, v. 74, n. 2, 2021. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SANTOS, Laymert Garcia dos. Roteiro para uma ópera sobre a Amazônia e o futuro da floresta. In: R@U - Revista de Antropologia da UFSCar, v. 1, n. 2, agosto-dezembro, 2009. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021). 
SANTOS, Thaís Dias Luz Borges. Resenha. KOPENAWA, Davi; ALBERT, Bruce. A queda do céu. Palavras de um xamã Yanomami. Tradução de Beatriz Perrone-Moisés. São Paulo: Companhia das Letras, 2015, 729 p. In: Habitus - Revista do Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia, Goiânia,  v. 15, n.1, p. 159-164,  jan./jun. 2017. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SARMENTO-PANTOJA, Tânia; SANTOS, A. V.. Presença do testemunho na literatura indígena: Davi Kopenawa, Daniel Munduruku e o paradigma do testumonio. In: Ana Lilia Carvalho Rocha; Tânia Sarmento-Pantoja. (Org.). Caminhos da Resistência: Memória, História e Pós-Colonialismo. 1ª ed., Abaetetuba: UFPA, v. 1, p. 92-99, 2021.
SARMENTO-PANTOJA, Tânia. Outras faces das mesmas lutas – o testemunho na literatura indigenista no Brasil: Oré Awé Roiru’a Ma: Todas as vezes que dissemos adeus, de Kaka Werá Jecupé, e A queda do céu, de Davi Kopenawa e Bruce Albert. In: Contexto - Revista do Programa de Pós-graduação em Letras, v. 36, p. 111-123, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SELVAGEMAilton Krenak, chefe Seattle e Davi Kopenawa. In: Selvagem - ciclo de estudos sobre a vida, novembro, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SHEPARD JR. Glenn H.. The Voice of the Shaman. In: Nybooks, 6.11.2014. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
SILVA, Fernanda Rocha da.. As múltiplas vozes de Davi Kopenawa: por uma escrita em multidão. In: Revista Criação & Crítica, n. 28, p. 150-168, 2020. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SILVA, Henrique. Documentário 'A Última Floresta' revela imagem e cultura do povo yanomami, isolado na Amazônia. In: Hoje em Dia, 10.9.2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
SOSA, Maria Clara. “A Última Floresta”: novos olhares para a Educação Ambiental. In: Blog Unicamp - PEmCie, 21 de junho de 2021. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
SOUZA, Karla Alessandra Alves de.. “A queda do céu”: o pensar decolonial na obra de Kopenawa Yanomami (1990-2015).. (Dissertação Mestrado em História). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SOUZA, Karla Alessandra Alves de.. "Peles de imagens" de Dabi Kopenawa e Bruce Albert: um ato de desobediência epistêmica rumo a descolonialidade da história indígena yanomami. In: XXIX Simpósio Nacional de História, UnB, julho 2017. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SOUTY, Jérôme. Kopenawa, Davi & Albert Bruce, 2010. La Chute du ciel. Paroles d’un chaman yanomami », Brésil(s). In: Open Edition Journals, 1, p. 193-195, 2012. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SOUTY, Jérôme. La "contre-anthropologie" d'un rêveur de la forêt. In: Nonfiction - Le qutidien des livres et des idées, 25 de março de 2011. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
SZTUTMAN, Renato. Um acontecimento cosmopolítico: O manifesto de Kopenawa e a proposta de Stengers. In: Mundo Amazónico v. 10, n. 1, p. 83-105, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
TORRES FILHO, José Humberto. Serpente de ouro em relva escura: os indígenas e a ditadura em Quarup, de Antonio Callado. (Tese Doutorado em Literatura). Universidade de Brasília, UnB, Brasília, 2021. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
TURNER, Terence; KOPENAWA, Davi. 'I fight because I am alive': An Interview with Davi
Kopenawa Yanomami. In: Cultural Survival Quarterly, nº 91, p. 59-64, 1991. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
UOLA Mãe-Terra pede socorro, por Davi Kopenawa Yanomami.  ilustrações Yuri Lueskas. In: Uol Notícias, 29.12.2021. Disponível no link. (acessado em 31.12.2021).
VALENTIM, Marco Antonio. Utupë: a imaginação conceitual de Davi Kopenawa. In: Viso - Cadernos de Estética Aplicada, v. 24, p. 193-216, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
VAZ, Pedro Paulo Valerio. A floresta inteligente : um ensaio à luz das palavras do xamã Davi Kopenawa (Dissertações de Mestrado em Antropologia). Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
VAZ, Pedro Paulo Valerio. Entre a natureza e a floresta xamânica: uma exposição do fim do mundo à luz das palavras do xamã Davi Kopenawa. In: RELACult –Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade, v. 5, n. 1, janeiro-abril., 2019, artigo nº 1427. Disponível no link. (acessado em 29.11.2021).
VIANA JÚNIOR, José de Almeida. Delírio em rio mar: paisagem entre a experiência e a partilha. (Dissertação Mestrado em Artes). Universidade Federal do Pará, UFPA, Belém, 2019. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
WITTMANN, Luisa Tombini; MORTARI, Claudia. Os homens da cor de giz ou do povo da mercadoria: diálogos sobre histórias com Chinua Achebe e Davi Kopenawa. In: Luisa Tombini Wittmann; Claudia Mortari. (Org.). Narrativas insurgentes: decolonizando conhecimentos e entrelaçando mundos. 1ª ed., Florianópolis: Rocha Gráfica e Editora Ltda, 2020, v. 1, p. 357-382.
ZEA, Evelyn Schuler. Tradução como iniciação. In: Cadernos de Tradução, v. 36. n. 3, setembro/dezembro 2016. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
ZEA, Evelyn Schuler. A inquietude do tradutor: notas sobre uma lógica das partes em La chute du ciel. In: Cadernos de Tradução, v. 2, n. 30, 2012. Disponível no link. (acessado em 30.11.2021).
-----------
* imagem: (1) Davi Kopenawa - foto: © Wolfgang Schmidt/ Ammerbuch Germany;  (2)  Davi Kopenawa - foto: © Edouard Caupeil(3) Davi Kopenawa - foto: © Nereu JR.


"Nossos diálogos cerimoniais, nossos cantos, nossas palavras resistem. Porém, os Yanomami das próximas gerações, aqueles que irão crescer no futuro, se eles não ficarem espertos, essas palavras irão sumir. Nossas palavras serão levadas por completo. Os políticos napëpë irão levar nossas línguas por completo! É assim que eu penso. Eu não apenas penso isso, eu digo!"
- Davi Kopenawa, no ensaio "A grande enchente: história da diferenciação das línguas". In: DasQuestões, v. 10, n. 1, junho de 2020.

OUTRAS FONTES DE PESQUISA




"Acho que vocês deveriam sonhar a terra, pois ela tem coração e respira"
- Davi Kopenawa, em entrevista a F. Watson (Survival International), Boa Vista, jul. 1992. In: "A queda do céu – palavras de um xamã Yanomami", de Davi Kopenawa Yanomami e Bruce Albert. Companhia das Letras, 2015.
------------
* imagemDavi Kopenawa - arte: © Right Livelihood Award.


© Direitos reservados ao autor/e ou ao seus herdeiros

© Pesquisa, seleção, edição e organização: Elfi Kürten Fenske


=== === ===
Trabalhos sobre o autor:
Caso, você tenha algum trabalho não citado e queira que ele seja incluído - exemplo: livro, tese, dissertação, ensaio, artigo - envie os dados para o nosso "e-mail de contato", para que possamos incluir as referências do seu trabalho nesta pagina. 


COMO CITAR:
FENSKE, Elfi Kürten (pesquisa, seleção, edição e organização). Davi Kopenawa Yanomami - o grande sábio. In: Templo Cultural Delfos, novembro/2021. Disponível no link. (acessado em .../.../...).
____
Página atualizada em 31.12.2021.





Direitos Reservados © 2022 Templo Cultural Delfos 

2 comentários:

Agradecemos a visita. Deixe seu comentário!