Daniel Munduruku - vivências e memória ancestral

Daniel Munduruku - foto: © Luciano Avanço


© Pesquisa, seleção, edição e organização: Elfi Kürten Fenske
Por gentileza citar conforme consta no final desse trabalho.

 
"Eu roubo as horas para lhes dar tempo. Tempo de aprender a usar o tempo. Quem tem hora não tem tempo: tempo de olhar o tempo."
- Daniel Munduruku, no livro "O homem que roubava horas". [ilustrações Janaina Tokitaka]. São Paulo: Brinque-Book,  2007. 

ESBOÇO BIOBIBLIOGRÁFICO DE DANIEL MUNDURUKU

Daniel Munduruku (Belém, 28 de fevereiro de 1964) é um escritor e professor paraense, pertencente ao povo indígena Munduruku. Autor de 54 livros publicados por diversas editoras no Brasil e no exterior, a maioria classificados como literatura infanto-juvenil e paradidáticos. É Graduado em Filosofia, História e Psicologia. Tem Mestrado e Doutorado em Educação pela USP - Universidade de São Paulo e Pós-Doutorado em Linguística pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar.

Ao longo da da vida recebeu vários prêmios nacionais e internacionais por sua obra literária: Prêmio Jabuti CBL - Câmara Brasileira Do Livro, Prêmio da Academia Brasileira de Letras - ABL, Prêmio Érico Vanucci Mendes - CNPq, Prêmio Madanjeet Singh para a Promoção da Tolerância e da Não Violência - UNESCO, Prêmio da Fundação Bunge pelo conjunto de sua obra e atuação cultural, em 2018, entre outros. Muitos de seus livros receberam selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil - FNLIJ. Ativista engajado no Movimento Indígena Brasileiro, reside em Lorena, interior de São Paulo, desde 1987. Cidade onde é Diretor-Presidente da ONG e selo editorial Instituto Uka - Casa dos Saberes Ancestrais, também é membro-fundador da Academia de Letras de Lorena. Atualmente Daniel administra uma livraria online especializada em livros de autores indígenas e promove há 17 anos, o Encontro de Escritores e Artistas Indígenas no Rio de Janeiro em parceria com a FNLIJ.
----------------
Fonte:  Blog Daniel Munduruku (acessado em 16.11.2021).
 

"Os pássaros são porta-vozes da mãe natureza. Eles sempre nos contam algo. Do futuro ou do presente. O canto do pássaro pode ser um pedido para que você aja com o coração. Sonhar com um pássaro significa que uma presença ancestral está mostrando sua força (...) Quando os pássaros vierem te visitar em sonhos, é bom ouvi-los, pois são os ancestrais que vêm junto com eles para dar forças e lembrar quem você é."
- Daniel Munduruku, no livro "As serpentes que roubaram a noite e outros mitos". Editora Peirópolis, 2001, p. 32-35.


Daniel Munduruku - foto: ©Arte Lunetas

OBRAS DE DANIEL MUNDURUKU

Infanto-juvenil
:: Histórias de índioDaniel Munduruku [ilustração Laurabeatriz]. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 1997; 2ª ed., 2016.
:: As serpentes que roubaram a noite e outros mitosDaniel Munduruku. [ilustrado pelas crianças Munduruku da Aldeia Katô]. Coleção Memórias Ancestrais. São Paulo: Editora Peirópolis, 2001.
:: Meu avô Apolinário: um mergulho no rio da (minha) memória. Daniel Munduruku.  [ilustrações Rogerio Borges]. São Paulo: Studio Nobel, 2002; 2ª ed., 2009. {Recebeu a menção honrosa do prêmio Literatura para Crianças e Jovens na Questão da Tolerância, na categoria de livros para crianças de até 12 anos, concedida pela UNESCO}.
:: Kaba DarebuDaniel Munduruku.  [ilustrações Maté] São Paulo: Brinque Book, 2002.
:: O diário de Kaxi: um curumim descobre o Brasil. Daniel Munduruku. [ilustrado pelas crianças Munduruku da Aldeia Katô]. São Paulo: Salesiana, 2003; 2ª ed., 2007.
:: A velha árvore: uma história de amor pelos idosos. Daniel Munduruku. [ilustrações ? ]. São Paulo: Editora Salesiana, 2003; 2ª ed., 2006.
:: O segredo da chuvaDaniel Munduruku. [ilustrações Marilda Castanha]. Coleção Sinal Verde. São Paulo: Editora Ática, 2004.
:: Sabedoria das águas. Daniel Munduruku. [ilustrações Fernando Vilela]. São Paulo: Editora Global, 2004.
:: Um estranho sonho de futuro: casos de índio. Daniel Munduruku. [ilustrações Andrés Sandoval]. Coleção na Casos. São Paulo: Editora FTD, 2004.
:: Você lembra, pai?. Daniel Munduruku. [ilustração Rogerio Borges]. São Paulo: Global Editora, 2004.
:: O sinal do Pajé. Daniel Munduruku. [ilustrações Taisa Borges]. Editora Peirópolis, 2004; 2ª ed., 2011.
:: Coisas de índio: versão infantil. Daniel Munduruku [ilustração Laurabeatriz]. 2004; 2ª ed., 2010; 3ª ed., São Paulo: Callis Editora, 2019. Prêmio Jabuti  
:: Catando piolhos, contando histórias. Daniel Munduruku. [ilustrações Mate]. São Paulo: Brinque Book, 2005; 2ª ed., São Paulo: Editora Escarlate, 2014.
:: Sobre piolhos e outros afagos. Daniel Munduruku. [ilustrações MaryCallis]. São Paulo: Brinque Book, 2005.
:: História que eu ouvi e gosto de contar. Daniel Munduruku. [ilustrações Rosinha Campos]. São Paulo: Callis Editora, 2005; 2ª 2012.
:: Os filhos do sangue do céu: e outros mitos de origem. Daniel Munduruku. [ilustrações Rosinha Campos]. São Paulo: Landy, 2005.
:: Histórias que vivi e gosto de contar. Daniel Munduruku. [ilustrações Rosinha Campos]. São Paulo: Callis Editora, 2006.
:: Parece que foi ontem / Kapusu Aco'I Juk. Daniel Munduruku. [ilustração Mauricio Negro; tradução Jairo Alves Torres Munduruku]. Edição bilíngue português/munduruku. São Paulo: Global Editora, 2006.
:: O olho bom do menino. Daniel Munduruku. [ilustrações Mauricio Negro]. São Paulo: Brinque Book, 2007; São Paulo: Editora UK'A, 2020.
:: Um sonho que não parecia sonho. Daniel Munduruku. [ilustrações Inez Martins]. São Paulo: Caramelo, 2007.
:: El nino y el gorrion. Daniel Munduruku. [ilustrações Cecilia Rebora; tradução Romeo Tello Arista]. São Paulo: Callis Editora, 2007.
:: O menino e o pardal. Daniel Munduruku. [ilustrações Cecilia Rebora]. São Paulo: Callis Editora, 2007.
:: As peripécias do Jabuti. Daniel Munduruku. [ilustrações Ciça Fittipaldi]. Editora Mercuryo Jovem,  2007.
:: O homem que roubava horas. Daniel Munduruku. [ilustrações Janaina Tokitaka]. São Paulo: Editora Brinque-Book, 2007. 
:: A primeira estrela que vejo é a estrela do meu desejo e Outras histórias indígenas de amorDaniel Munduruku. [ilustração Mauricio Negro]. São Paulo: Global Editora, 2007.
:: Outras tantas histórias de origem das coisas e do universo. Daniel Munduruku. [ilustrações Mauricio Negro]. São Paulo: Global Editora, 2008.
:: A palavra do grande ChefeDaniel Munduruku. [ilustrações Mauricio Negro]. São Paulo: Global Editora, 2008; 2ª ed., 2014.
:: O Karaíba: uma história do pré-BrasilDaniel Munduruku. [ilustração Mauricio Negro]. São Paulo: Editora Amarilys, 2009; 2ª ed., São Paulo: Melhoramentos, 2018.
:: A caveira rolante, A mulher-lesma e outras histórias indígenas de assustarDaniel Munduruku. [ilustração Mauricio Negro]. São Paulo: Global Editora, 2010.
:: Coisas de onçaDaniel Munduruku. [ilustrações Ciça Fittipaldi]. São Paulo: Editora Mercuryo Jovem, 2011.
:: Como surgiu: mitos indígenas brasileiros. Daniel Munduruku. [ilustrações Rosinha Campos]. São Paulo: Callis Editora, 2011.
:: Histórias que eu li e gosto de contar. Daniel Munduruku [ilustrações Rosinha Campos]. São Paulo: Callis Editora, 2011.
:: Karu Taru: o pequeno pajéDaniel Munduruku. [ilustrações Marilda Castanha]. Porto Alegre: Editora Edelbra, 2009; 2ª ed., 2013.
:: Um dia na aldeia. Daniel Munduruku. [ilustrações Maurício Negro]. São Paulo: Editora Melhoramentos, 2012. 
:: O olho da águia. Daniel Munduruku. [ilustrações Fernando A. Pires]. São Paulo: Editora Leya, 2013.
:: Vó coruja. Daniel Munduruku e Heloisa Prieto. [ilustrações Daniel Kondo]. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2014.
:: Foi vovó que disse. Daniel Munduruku. [ilustrações Graça Lima]. Porto Alegre: Edelbra, 2015.
:: Saudades de amanhã. Daniel Munduruku. [ilustrações Silvino]. Escrita fina, 2015.
:: Vozes ancestrais: dez contos indígenas. Daniel Munduruku. São Paulo: Editora FTD, 2016. {Vencedor do Prêmio Jabuti 2017, na categoria Juvenil}
:: Wahtirã: a lagoa dos mortos. Daniel Munduruku e Jaime Diakara [ilustrações Mauricio Negro]. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2016. {Selo "Altamente Recomendável" – FNLIJ, Categoria Reconto/2017}.
:: Histórias de índio: versão infantil. Daniel Munduruku [ilustração Laurabeatriz]. São Paulo: Callis Editora, 2019.
:: Origem dos filhos do estrondo do trovão: uma história do povo TarianaDaniel Munduruku. [ilustrações Rosinha Campos]. São Paulo: Callis Editora, 2020.
:: Redondeza. Daniel Munduruku e Roberta Asse. São Paulo: Criadeira Livros, 2020.
:: Crônicas indígenas para rir e refletir. Daniel Munduruku. [ilustrações João Montanaro]. São Paulo: Editora Moderna, 2021. 
:: A chave do meu sonho. Daniel Munduruku. [ilustrações Rita Carelli]. São Paulo: UK'A Editorial, 2021.
-------
* imagem: Daniel Munduruku - foto © Agência Ophelia / Itaú Cultural

Conto
:: Antologia de contos indígenas de ensinamento: tempo de historiasDaniel Munduruku. [organização Heloisa Prieto]. Coleção Lendo e Relendo Conto. São Paulo: Editora Moderna, 2005.
:: Contos indígenas brasileirosDaniel Munduruku. São Paulo: Global Editora, 2004; 2ª ed., 2005.

Crônica
:: Crônicas de São Paulo - Um olhar indígena. Daniel Munduruku. São Paulo: Callis Editora, 2005; 2ª 2009.
:: Caçadores de aventurasDaniel Munduruku. [ilustrações Inez Martins]. Coleção Crônicas Indígenas. São Paulo: Editora Caramelo, 2006.
:: O Onça. Daniel Munduruku. [ilustrações Inez Martins]. Coleção Crônicas Indígenas. São Paulo: Editora Caramelo, 2006.
:: O sumiço da noite. Daniel Munduruku. [ilustrações Inez Martins]. Coleção Crônicas Indígenas. São Paulo: Editora Caramelo, 2006.
:: O mistério da estrela vesper. Daniel Munduruku. São Paulo: Editora Leya, 2014.
-------
* imagemDaniel Munduruku - foto: © Luciano Avanço.

Ensaio
:: Todas as coisas são pequenas. Daniel Munduruku. São Paulo: Editora ARX, 2008.
:: Das coisas que aprendi: ensaios sobre o bem-viver. Daniel Munduruku. [com ensaio de Alcione Pauli]. São Paulo: UK'A Editorial, 2ª ed., 2019.

Biográfico
:: Memórias de índio: uma quase autobiografia. Daniel Munduruku. [ilustrações Rita Carelli]. Porto Alegre: Editora Edelbra, 2016.  

Educação
:: O banquete dos deuses: conversa sobre a origem e a cultura brasileiraDaniel Munduruku. [ilustrações Mauricio Negro e Luciano Tasso]. São Paulo: Global Editora, 2000; 2ª ed., 2009.
:: Mundurukando 1: sobre saberes e utopiasDaniel Munduruku / participação especial Ceiça Almeida. Edição do autor, 2010; 2ª edição revista e ampliada. São Paulo: Uk'a Editorial, 2020.
:: O caráter educativo do movimento indígena brasileiro (1970-1990). Daniel MundurukuSão Paulo: Editora Paulinas, 2012.
:: Mundurukando 2 - rodas de conversas com educadores: sobre vivências piolhos e afetosDaniel Munduruku.  São Paulo: Uk'a Editorial, 2017.
:: Crônicas indígenas: para rir e refletir na escola. Daniel Munduruku. [ilustrações João Montanaro]. São Paulo: Editora Moderna, 2021.

Em antologias
:: O Livro dos medos. [organização Heloisa Prieto; ilustrações Maria Eugênia]. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 1998. {autores presentes: Heloisa Prieto, Mirna Pinsky, Milton Hatoum, Otavio Frias Filho, Silvinha Meirelles, Paula Correa, Zelia Cavalcanti, Daniel Munduruku, Monica Rodrigues da Costa e Edilamar Galvão}.
:: TE mandei um passarinho: prosas e versos de índios no Brasil[organização Ira Maciel, Jose Ribamar Bessa Freire, Nietta Monte e Núbia Melhem Santos]. Brasília: Ministério da Educação, 2007. {autores presentes: Nelson Xacriabá, Ailton Krenak, Joaquim Mana Kaxinawá, Adalberto Maru Kaxinawá, Gabriel dos Santos Gentil, Zeneida Lima, Daniel Munduruku, Margarida Maria de Jesus Kiriri, Norberto Sales Tene Kaxinawá, Pem Marli Arara, Aturi Kaiabi, Perankô Panará, Alexandre Acosta Guarani, Marcos Moreira Guarani, Emilio Gomes de Oliveira Xarcriabá, Jonado Sabanê Nambikwara, Kanátio Pataxó, Miguel Panemaxeron Surui, Eliane Potiguara e Andila Inácio Belfort Kaingang}Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
:: Nos caminhos da literatura. São Paulo: Peirópolis, 2008. {autores presentes: Ana Maria Machado, Angela Lago, Bartolomeu Campos de Queirós, Cecilia Bettolli, Daniel Munduruku, Graça Lima, Laura Sandroni, Luiz Percival Leme Britto, Marina Colasanti, Marisa Lajolo, Nelly Novaes Coelho, Nilma Gonçalves Lacerda, Regina Zilberman, Silvia Castrillón, Teresa Colomer e Xosé Antonio Neira Cruz}.. [artigoEducação indígena: do corpo, da mente e do espírito/Daniel Munduruku].
:: Antologia indígena. [organização Daniel Munduruku e Cristino Wapichana]. Cuiabá: Secretaria de Estado de Cultura: NEARIN, 2009. {autores participantes: Ailton Krenak, Aurilene Tabajara (Auritha), Cristino Wapichana, Estevão Carlos Taukane, Carlos Tiago Saterê Mawé (Tiago Hakiy), Daniel Matenho Cabixi, Daniel Munduruku, Edson Kayapó, Eliane Potiguara, Graça Graúna, Luciana Kaingang, Manoel Moura Tukano, Márcio Bororo, Rony Wasiry Guará, Rosi Whaikon, Severiá Idiorê e Verônica Manauara}.
:: Educação em rede . vol. 7 -  Culturas indígenas, diversidade e educação. (ensaios). Rio de Janeiro: SESC - Departamento Nacional, 2019. {autores presentes: Daniel Munduruku, Graça Graúna, Ailton Krenak, Angelise Nadal Pimenta, Bruno Kaingang, Edson Kayapó, Gersem Baiwa, José Ribamar Bessa Freira, Rita Gomes do Nascimento}Disponível no link. (acessado em 21.11.2021). 
:: Poesia indígena hoje: resiliência. [organização Beatriz Azevedo e Julie Dorrico]. Dossiês 1. Revista p-o-e-s-i-a, n. 1 . 2020. {“Cardumes poéticos” - conta com participação de: Ailton Krenak, Aline Pachamama (puri), Auritha Tabajara, Ãtekáy (pataxó), Eliane Potiguara, Edson Krenak, Graça Graúna (potiguara/RN), Gustavo Caboco (wapichana), Ian Wapichana, Itayná Ranny Tuxá, Jamile Nunes (parintintim), Juliana Kerexu (guarani), Julie Dorrico (makuxi), Marcia Mura, Marcia Kambeba, Olivio Jecupé (guarani), Renata Machado (Tupinambá), Tiago Hakiy (mawé), Yaguaré Yamã (sateré-mawé) e Zélia Balbina (puri) | ensaios “Sementes” - conta com participação de: Daniel Munduruku, Fernanda Vieira (xocó/SE), Geni Ñunez (guarani), Jaider Esbell (makuxi), Kaka Werá (Tapuia) e Maria Elis Nunc-Nfôonro (xokleng)}. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
-------
* imagemDaniel Munduruku - foto: acervo pessoal.

Organização/ coordenação
:: Puratig - o Remo Sagrado. Yaguarê Yamã. [ilustrações Queila da Glória e Yaguarê Yamãi; coleção coordenada por Daniel Munduruku]. Coleção Memórias Ancestrais. São Paulo: Peirópolis, 2002; 2ª ed., 2014.
:: Irakisu: o menino criador. Renê Kithãulu. [coleção coordenada por Daniel Munduruku]. Coleção Memórias Ancestrais. São Paulo: Editora Peirópolis, 2003; 2ª ed., 2014.
:: Verá - O contador de histórias. Olivio Jekupe. [ilustrado pelas crianças Guarani; coleção coordenada por Daniel Munduruku]. Coleção Memórias Ancestrais. São Paulo: Peirópolis, 2004.
:: Cadernos do Inbrapi. [organização Daniel Munduruku]. São Paulo: Global, 2004. {vários autores}.
 
Capitulo de livro
MUNDURUKU, Daniel. Entre a Cruz e a Espada: a presença missionária em terra indígena e o Estado Laico. In: Jean Lauand. (Org.). Filosofia e Educação - Estudos 2. São Paulo: Factash Editora, 2007, v. , p. 19-27.

Prefácio, posfácio, apresentação
:: 
Metade cara, metade máscarade Eliane Potiguara. [prefácio* Daniel Munduruku]. São Paulo: Global, 2004. {* "Visões de ontem, hoje e amanhã: é hora de ler as palavras"}.
:: Pindorama - Terra das palmeiras. Marilda Castanha (texto e ilustrações).. [apresentação Daniel Munduruku]. Coleção Histórias para contar história. São Paulo: Cosac Naify, 2007.
:: Ekoaboka - Jornadas na Amazônia. de  Anna Claudia Ramos, Ana Gibson, Isabella Massa, Isabella Barbosa e Myryam Ruth Coelho [ilustração capa Dave Santana e Maurício Paraguaçu; prefácio Daniel Munduruku]. São Paulo: DCL - Difusão Cultural do Livro, 2008.
:: Le livre de la jungle: Histoires contemporaines de l'amazonie et de ses périphériesYann Gross[prefácio Arnaud Robert; posfácio Daniel Munduruku]. Beaux-Arts Hors collection. Actes Sud, 2016.
:: Casa dos saberes ancestrais: Diálogos com sabedorias indígenas. [organização Wenceslão Machado de Oliveira Júnior e Alik Wunder; posfácio Daniel Munduruku]. Coleção Jurema - Saberes ancestrais e Direitos humanos. Campinas, SP. BCCL/UNICAMP, 2020. {autores presentes: Verônica Fabrini, Renata França Marangoni, Carmen Lucia Rodrigues Arruda, Alik Wunder, Artionka Capiberibe, Denilson Baniwa, Cláudia Wnaderley, Ailton Krenak, Vika Martins, Wilmar D'Angelis}.. Disponível no link. (acessado em 19.9.2021).
-------
* imagem: Daniel Munduruku - foto: © Luciano Avanço.

Tese doutorado
MUNDURUKU,  Daniel. O caráter educativo do Movimento Indígena Brasileiro (1970-2000).. (Tese Doutorado em Educação). Universidade de São Paulo, USP, 2010.

Ensaios e artigos
MUNDURUKU,  Daniel. Literatura x literatura indígena: consenso?. In: Revista Emília, 1 de dezembro de 2011. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
MUNDURUKU,  Daniel. A escrita e a autoria fortalecendo a identidade. In: Blog Combate Racismo Ambiental, 29 de julho de 2012. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
MUNDURUKU, Daniel. Educar o corpo e o espírito para ser criança. Aliança pela infância. In: Aliança pela Infância, 18. de maio de 2018. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
MUNDURUKU,  Daniel. Educação e diferenças... Tempo, tempo, tempo. In: Coletiva. nº 1, 13 de junho de 2018. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).


Diálogos e entrevistas
:: O contador de histórias Daniel Munduruku. In: TV Brasil, Almanaque Brasil - 11.5.2012. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
:: O ato indígena de educar(se, uma conversa com Daniel Munduruku. In: Bienal, 21.2.2017.  Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).. {Transcrição de encontro realizado em 5 de julho de 2016, como parte da ação de difusão da 32ª Bienal: Programa de Encontros no Masp}.
:: Daniel Munduruku: “Eu não sou índio, não existem índios no Brasil [entrevista]. In: Nonada, 21.11.2017. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
:: A existência para além do economicismo destrutivo e desenfreado. Entrevista especial com Daniel Munduruku. [entrevistado por Ricardo Machado e Julie Dorrico]. In: Revista IHU-Online, São Leopoldo, 18 agosto. 2018. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
:: Entrevista com Daniel Munduruku - A descolonização do pensamento [Entrevistado por Demetrios Galvão e Dante Galvão]. In: Revista Acrobata, 15 de agosto de 2019. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
:: Uma leitura sobre o luto indígena, em tempos de pandemia. [entrevistado por Sucena Shkrada Resk]. In: Neo Mondo, 2 de julho de 2020. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
:: Olhar para trás para saber quem somos. [entrevistado por Carola Saavedra]. In: Rascunhos, edição 251, março de 2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
:: ‘Brasil precisa olhar para a sua ancestralidade’, diz escritor Daniel Munduruku [entrevista]. In: CNN Nosso Mundo, São Paulo, 21.5.2021. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
:: Quebrando estereótipos: Daniel Munduruku e a visão do índio na sociedade brasileira. [entrevistado por Luiza Rech e Maria Eduarda Zucatti]. In: Editorial J, 30.6.2021.  Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
:: ‘Encaro a literatura como um engajamento’, diz Daniel Munduruku, candidato à Academia Brasileira de Letras. [entrevistado por Raphaela Ramos]. In: Jornal Extra - Globo, 9.9.2021. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
:: Roda de conversa: Sonhar com radicalidade o bem viver com Daniel Munduruku. [entrevistado por Priscila Ribeiro Dorella]. In: Troca de Saberes 2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
:: 'O Brasil é ignorante, no sentido filosófico, do que não sabe', diz Daniel Munduruku, escritor indígena que disputa vaga na ABL. [entrevistado por Raphaela Ramos]. In: Jornal O Globo, 9.9.2021. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
:: Literatura indígena: respeito e pertencimento [entrevista]. In: Alana, 28.10.2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
-------
imagemDaniel Munduruku - foto: acervo pessoal.


Daniel Munduruku - foto: © JF Diorio/ Estadão

DANIEL MUNDURUKU - OBRA TRADUZIDA


Alemão
:: Indianerlegenden aus Brasilien. Daniel Munduruku. [ilustrações Johannes Hofer-Bindeus; tradução (übersetzung) Eloide Kilp e Thomas Kadereit Verlag Hans Schiler]. Áutria: Schiler & Mücke, 2015.

Espanhol
:: Cosas de índio - pueblos brasilenos. Daniel Munduruku. [tradução Martha Isabel Leñero Llaca; ilustrações Camila Mesquita]. México: Jacaranda Ediciones, 2005. 
:: El nino y el gorrion. Daniel Munduruku. [ilustrações Cecilia Rebora; tradução Romeo Tello Arista]. Edição bilíngue português/espanhol. São Paulo: Callis Editora, 2007.
:: El libro de la selva: historias contemporáneas de la Amazonia y sus márgenes. [fotografia Yann Gross; texto Daniel Munduruku; Designer Simon Palmieri, Règis Tosetti]. RM Verlag, 2016.

Francês
:: Le livre de la jungle: Histoires contemporaines de l'amazonie et de ses périphéries. [fotografia Yann Gross; texto Daniel Munduruku; introdução Arnaud Robert]. Actes Sud, 2016.

Inglês
:: Tales of the Amazon-How the Munduruku Indians Live. Daniel Munduruku. [ilustrações Laurabeatriz; tradução Jane Springer]. Douglas & McIntyre; Groundwood Books, 2000.
:: Amazonia-Indigenous Tales from Brazil. Daniel Munduruku. [ilustrações Nikolai Popov; tradução Jane Springer]. Toronto/ Berkeley: Groundwood Books, 2013.  
:: Native brazilians. Daniel Munduruku. [ilustrações Camila Mesquita; tradução Luis Fragoso]. Edição bilíngue português/inglês. São Paulo: Callis Editora, 2013.

Munduruku
:: Parece que foi ontem / Kapusu Aco'I Juk. Daniel Munduruku. [ilustração Mauricio Negro; tradução Jairo Alves Torres Munduruku]. Edição bilíngue português/munduruku. São Paulo: Global Editora, 2006.


Daniel Munduruku - foto: ©Estadão

FORTUNA CRÍTICA DE DE DANIEL MUNDURUKU

ALENCAR, Larissa Fontinele de.. Memória e ancestralidade em O Karaíba de Daniel Munduruku. In: Juliana Patrizia Saldanha de Sousa; Aline Costa da Silva; Francisco Pereira de Oliveira. (Org.). Devorando vozes: sobre literatura, identidade e memória. 1ª ed., São Carlos - SP: Pedro & João Editores, 2020, v. 1, p. 115-128.
ALMEIDA, Sandy Anne Czoupinski de.. Histórias de índio, de Daniel Munduruku, e Will's Garden, de Lee Maracle. (Monografia Graduação em Letras). Universidade Federal do Paraná, UFPR, 2007. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
BARBOSA, Rafaela Elaine. Histórias de índio: literatura de presença e resistência de Daniel Munduruku. In: XI Semana Acadêmica de Letras da UFSC, 2017, Florianópolis. Caderno de resumos da XI Semana Acadêmica de Letras da UFSC. Florianópolis, 2017. p. 61-61.
BARROS, Ivanilde de Lima. O desejo de navegar e as âncoras na tradição : memória e identidade de Daniel Munduruku. (Dissertação Mestrado em  Letras). Universidade Federal de Roraima, UFRR, 2014. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
BBC. Dia do Índio é data 'folclórica e preconceituosa', diz escritor indígena Daniel Munduruku. In: G1 Globo, 19.4.2019. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
BDF. Daniel Munduruku comemora 25 anos de carreira e fala sobre sua obra no Bem Viver. In: programa Bem Viver / Brasil de Fato, 30.10.2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
BECCHETTI, Martina. O Karaíba: uma História do Pré-brasil, de Daniel Munduruku. a Voz da resistência Indígena Brasileira em Tradução. (Dissertação Mestrado em Letras). Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, 2021.
BRANDES, Silvely. Diálogos interculturais na literatura indígena contemporânea: uma perspectiva baktiniana. (Dissertação Mestrado em Linguagem, Identidade e Subjetividade). Universidade Estadual de Ponta Grossa, UEPG, 2017. Disponível no link. (acessado em 22.11.2021).
BREGUEDO, Enilze de Souza. Literatura indígena nas obras complementares do PNLD de 2010 e 2013. (Dissertação Mestrado em Letras). Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD,  2020. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
CARTA. Carta dos Munduruku ao governo explicita conhecimentos milenares e reafirma demandas. In: CIMI, 10.6.2013. Disponível no link. (acessado em 19.11.2021).
CASTRO, Annie. A literatura é a nossa forma de fazer resistência com poesia’, diz escritor indígena. In: Sul21, 15 de novembro de 2019. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
CERNICCHIARO, Ana Carolina. Daniel Munduruku, literatura para desentortar o Brasil. In: Crítica Cultural, v. 12, p. 15-24, 2017.
CERNICCHIARO, Ana Carolina. Literatura para desentortar o Brasil. In: Sergio Cohn; Kaká Werá. (Org.). Daniel Munduruku - Tembetá. 1ª ed., Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2018, v. , p. 103-121.
CORRÊA, Jéssica Silva. Contos narrados, palavras escritas, histórias vividas: Daniel Munduruku, indígena século XXI. (Monografia Graduação em História). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUCRIO, 2014.  
CUNHA, Rubelise da.. Tomson Highway and Daniel Munduruku: Tricksterism and Literary Activism in the Americas. In: Revista Interfaces Brasil-Canadá, v. 19, p. 134-142, 2019.
CUNHA, Rubelise da.. O arco em palavra: a reinvenção do presente nas crônicas de Daniel Munduruku. In: Pontos de Interrogação: Revista de Crítica Cultural, v. 4, p. 67-80, 2014.
CUNHA, Rubelise da.. O resgate das performances orais em One native life, de Richard Wagameses, e Todas as coisas pequenas, de Daniel Munduruku. In: IX Seminário Internacional de História da Literatura PUCRS, 2012, Porto Alegre. Seminário Internacional de História da Literatura. Porto Alegre: PUCRS, 2011. v. 1. p. 911-918.
DORRICO, Julie.. Daniel Munduruku: 'Eu não sou índio'. In: Correio do Povo, Porto Alegre, p. 2 - 2, 3 jun. 2017.
DORRICO, Julie; MACHADO, Ricardo. A existência para além do economicismo destrutivo e desenfreado. Entrevista especial com Daniel Munduruku. In: Revista IHU-Online, São Leopoldo, 18 agosto. 2018.
FELDMAN, Alba Krishna Topan; SILVESTRE, N. A. C. . Indígenas, Sociedade, Natureza e sua Representação em O Onça, de Daniel Munduruku. In: Maria Carolina de Godoy; Susylene Dias de Araujo. (Org.). Novas vozes da literatura infantil e juvenil. 1ª ed., São Paulo: Todas as Musas, 2020, v. 1, p. 71-94.
FIGUEIREDO, Eurídice. Eliane Potiguara et Daniel Munduruku: pour une cosmovision amérindienne. In: NEIVA, Saulo; LANI, Soraya. (Org.). Temporalités amérindiennes; représentations de l'Autre et rachat du passé. 1ª ed., Clermont-Ferrand: Presses de l'Université Blaise Pascal, 2021, v. 1, p. 25-39.
FIGUEIREDO, Eurídice. Eliane Potiguara e Daniel Munduruku: por uma cosmovisão ameríndia. In: Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, n. 53 - Janeiro-Abril, 2018. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
FOLE, Adriana. Histórias que nos contam: o imaginário indígena em narrativas de Daniel Munduruku. (Dissertação Mestrado em Letras). Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Câmpus de Frederico Westphalen, 2017. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
FRIES, Alana. Daniel Munduruki e Kaka Werá Jecupé: uma experiência de leitura do mundo do outro. In: Espaço Ameríndio, v. 7, n. 1, 2013. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
GABRIEL, Maria Alice Ribeiro. Os contadores de histórias na obra de Daniel Munduruku. In: Contexto Revista do Programa de Pós-Gradução em Letras, v. 37, p. 137-158, 2020. Vitória, 2020/1. 
GIACOMOLLI, Dóris Helena Soares da Silva. Literatura indígena e a narrativa da memória : Eliane Potiguara, Daniel Munduruku e Kaka Werá Jecupé. (Tese Doutorado em Letras). Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Rio Grande/RS, 2020. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
GOMES JUNIOR, Jorge Luiz. Daniel Munduruku e o projeto literário de resistência. In: Revista África e Africanidades, ano XIII, n. 35, agosto 2020. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021). 
HYPENESS. Daniel Munduruku: breve perfil do escritor indígena que lutou por cadeira na ABL. In: Hypeness, 19.11.2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
HONORATO, Suene. Estratégias narrativas em O Karaíba, de Daniel Munduruku: recusa da perspectiva histórica genocida. In: Contexto - Revista do Programa de Pós-Gradução em Letras, v. 37, p. 241-262, 2020. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
JACOB, Lívia Penedo. As duras penas: o índio na literatura e a literatura indígena. (Tese Doutorado em Letras). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Rio de Janeiro, 2020. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
JB
. Depois de 50 obras para crianças, Daniel Munduruku lança livro de reflexões. In: JB, 6 de abril de 2019. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
MARTINS, Andréa Castelaci. Olhar indígena e olhar indigenista para a literatura infantil brasileira: representações da temática indígena por Ciça Fittipaldi e Daniel Munduruku. (Dissertação de Mestrado em Estudos Comparados de Literatura de Língua Portuguesa). Universidade de São Paulo, USP, 2014. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
MEDEIROS, Jotabê. Academia Brasileira de Letras vai rejeitar Daniel Munduruku?. In: Amazonia Real, 17.11.2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
MONTEIRO, Melissa Carvalho Gomes. Literatura infantil de autoria indígena: lugar de memória e espaço de resistência. In: Revista Cátedra Digital, nº 5, 2019. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
NAVARRO, Marco Aurélio. Daniel Munduruku: o índio-autor na Aldeia Global. (Tese Doutorado em Letras). Universidade Presbiteriana Mackenzie - UPM, 2014. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
OLIBERAL. Monique Malcher e Daniel Munduruku chegam entre os 5 finalistas do Prêmio Jabuti. In: O Liberal, 16.11.2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
OLIVEIRA, Tatiana Santos; LIMA, Lilian Castelo Branco de.. Literatura indígena: descrição das características dos contos de etnias brasileiras, organizados por Daniel Munduruku. In: Revista Philologus, v. 26, nº 78, p. 2063-2076, 2020. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
OLIVEIRA, Valdirene Baminger; SILVA, Sheila Dias da; CARBONIERI, Divanize. Autodescolonização e hibridismo em Meu vô Apolinário: Um mergulho no rio da (minha) memória, de Daniel Munduruku. In: Revista de Estudos de Literauta, Cultura e Alteridade - IGARAPÉ, v. 11, p. 1-19, 2018.
OLIVEIRA, Valdirene Baminger; SILVA, Sheila Dias da; CARBONIERI, Divanize. Autodescolonização e hibridismo em meu vô apolinário: um mergulho no rio da (minha) memória de Daniel Munduruku. In: Revista de Estudos de Literatura, Cultura e Alteridade - Igarapé, v. 11, n. 1, 2018. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
PÁGINACINCO. Daniel Munduruku: ABL tem que ser o retrato da sociedade brasileira. In: Página Cinco, Uol, 15.11.2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
PERES, Julie Stefane Dorrico. A literatura indígena contemporânea no Brasil : a autoria individual e a poética do eu-nós. (Tese Doutorado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, 2021.  
PRECIOSO, Adriana Lins. "João e Maria" dos Irmãos Grimm em interface com "A morte da velha bruxa" de Daniel Munduruku: fantasia, fome e psicanálise nos contos maravilhosos. In: Literatura infantil e juvenil em tempos de reflexão e isolamento: a muitas mãos, como convém aos solidários. 1ª ed., Cuiabá: Entrelinhas Editora, 2021, v. 1, p. 121-134.
PRECIOSO, Adriana Lins; TEIXEIRA, Sonaira. Catando piolhos, Contando histórias(2006), de Daniel Munduruku: literatura e cultura indígenas através de ilustrações. In: Revista Eletrônica de Educação do Norte de Mato Grosso 1, v. 3, p. 43-56, 2019.
PUBLISHNEWS. Grupo de escritores sai em defesa de Munduruku na ABL. In: Publish News, 12.11.2021. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
SANTOS, Jasminny Rodrigues da Costa. Meu vô apolinário – um mergulho no rio da (minha) memória: a (re)construção da identidade indígena na narrativa de Daniel Munduruku (Monografia Graduação em Estudos Literários e Ensino de Literatura). Universidade Federal de Goiás, UFG, 2020. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
SANTOS, Waniamara de Jesus dos.. O ethos indígena na obra literária memorialista de Daniel Munduruku. In: Caletroscópio, v. 1, p. 53-75, 2012. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
SARMENTO-PANTOJA, Tânia; SANTOS, A. V.. Presença do testemunho na literatura indígena: Davi Kopenawa, Daniel Munduruku e o paradigma do testumonio. In: Ana Lilia Carvalho Rocha; Tânia Sarmento-Pantoja. (Org.). Caminhos da Resistência: Memória, História e Pós-Colonialismo. 1ª ed., Abaetetuba: UFPA, 2021, v. 1, p. 92-99.
SCHAEFER, Andressa Bierhals. A literatura indígena na escola: da invisibilidade ao aparecimento. (Monografia Graduação em Letras). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, 2016. Disponível no link. (acessado em 19.11.2021).
SILVA, Jackeline de Almeida. A literatura indígena no ensino fundamental: uma experiência na escola do campo. (Dissertação Mestrado em Literatura e Interculturalidade). Universidade Estadual da Paraíba, UEPB, Campina Grande, 2020. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
SILVA, Keyde Taisa. O Ensino de arte no ensino fundamental a partir da lei 11.645/08 e das narrativas indígenas. (Dissertação Mestrado em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado). Universidade Estadual de Goiás, UEG, Anápolis/GO. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
SILVA, Maria da Penha da.. A temática indígena nos anos iniciais do Ensino Fundamental: um estudo das práticas curriculares docentes em Pesqueira/PE. (Dissertação Mestrado em Educação Contemporânea). Universidade Federal de Pernambuco, UFPE Caruaru, PE, 2015. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
SILVEIRA, Daniel. Mais de 100 escritores assinam carta em apoio à candidatura de Daniel Munduruku para a ABL. In: O Estadão, 15.11.2021. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
SOARES, Gabriel. Escritor indígena é destaque no Ambiente É o Meio. In: Jornal da USP, 24.5.2017. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
SOARES, Tathiana Santos. A Cosmologia Indígena na Literatura de Daniel Munduruku na Obra Meu Vô Apolinário. (Monografia Graduação em Pedagogia). Universidade Federal de Sergipe, UFS, 2014.
SOUSA, Damiana Pereira de.. A flecha e a caneta: a representação de natureza em Daniel Munduruku na obra “Sabedoria das águas” – a literatura indígena em questão. (Dissertação Mestrado em Geografia). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, UFG, 2019. Disponível no link. (acessado em 17.11.2021).
TELEVISÃO. Daniel Munduruku diz que a palavra índio nega quem eles são de verdade. Autor indígena é um dos convidados do especial da Globo 'Falas da Terra'. In: Folha 5, 17.4.2021. Disponível no link. (acessado 19.10.2021).
THIÉL, Janice Cristine. Pele silenciosa, pele sonora - A literatura indígena em destaque. São Paulo: Autêntica, 2012.
THIÉL, Janice Cristine. Pele Silenciosa - Pele Sonora: A construção da identidade indígena brasileira e norte-americana na literatura. (Tese Doutorado em Letras). Universidade Federal do Paraná, UFPR, 2006. Disponível no link. (acessado em 21.11.2021).
-------
* imagemDaniel Munduruku - foto © Luiza Castro/Sul21.


"Escrevo para não esquecer as coisas que eu vivi, a minha memória de vida, a minha memória ancestral"
- Daniel Munduruku, In: Brasil de Fato, 30.10.2021.


Daniel Munduruku - foto: ©Maíra Magro

DANIEL MUNDURUKU NA REDE  

:: Instagram: @danielmundurukuoficial
:: Youtube: youtube.com/dmunduruku
:: Facebook: facebook.com/danmunduruku
:: Email: dmunduruku@gmail.com
:: Currículo Lattes: Daniel Munduruku
:: Editora: Uka Editorial

Onde encontrar obras de Daniel Munduruku


AUTORES INDÍGENAS NESSE SITE - LEIA!


© Direitos reservados ao autor/e ou ao seus herdeiros

© Pesquisa, seleção, edição e organização: Elfi Kürten Fenske


=== === ===
Trabalhos sobre o autor:
Caso, você tenha algum trabalho não citado e queira que ele seja incluído - exemplo: livro, tese, dissertação, ensaio, artigo - envie os dados para o nosso "e-mail de contato", para que possamos incluir as referências do seu trabalho nesta pagina. 


COMO CITAR:
FENSKE, Elfi Kürten (pesquisa, seleção, edição e organização). Daniel Munduruku - vivências e memória ancestral. In: Templo Cultural Delfos, novembro/2021. Disponível no link. (acessado em .../.../...).
____
Página atualizada em 21.11.2021.





Direitos Reservados © 2021 Templo Cultural Delfos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos a visita. Deixe seu comentário!