Nelson Sargento "samba, negro, forte, destemido"

 Nelson Sargento. foto ©Léo Vilela


Pesquisa, seleção e organização: ©Elfi Kürten Fenske


"Se você não espalhar o que viu, a história não anda. O samba é um grande delator"
- Nelson Sargento, ao jornal Gazeta do Povo, 23.10.2019.

Breve esboço biobibliográfico de Nelson Sargento

Nelson Mattos (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1924). Compositor, cantor, artista plástico, escritor e ator. Seu envolvimento com o samba desde os anos 1940, especialmente na escola de samba Estação Primeira de Mangueira, fazem dele uma figura importante para as transformações do gênero, para a evolução do Carnaval carioca e para a história da música brasileira. Apelidado de “filósofo do samba”, grava composições incompletas do compositor Cartola (1908-1980). O vozeirão grave do cantor é uma marca do samba: a elegância de sua interpretação torna-se uma assinatura inconfundível para os amantes do ritmo. A rouquidão que caracteriza sua voz compensa a extensão limitada e evoca a tradição boêmia de mestres como o cantor e compositor Nelson Cavaquinho (1911-1986). 

O contato com o samba começa cedo. Nelson desfila desde os 9 anos pela Escola Azul e Branco, do Morro do Salgueiro, onde vive com a mãe e os 17 irmãos. Quando completa 12 anos, a família se muda para o Morro da Mangueira. A mãe se envolve com o compositor de fado e pintor de parede português Alfredo Lourenço (1885-1957), conhecido como Alfredo Português. Nelson o acompanha nos ensaios da extinta Escola Unidos da Mangueira. Aprende a tocar violão com mestres do samba como Cartola, Nelson Cavaquinho e o compositor Geraldo Pereira (1918-1955). Por influência do padrasto e do compositor Carlos Cachaça (1902-1999), integra a ala de compositores da Mangueira em 1942. 

Em 1958, torna-se presidente da ala dos compositores. Em 2013, é homenageado com o cargo de presidente de honra da escola. Nos desfiles de 2019 e 2020, ganha papel de destaque, desfilando como personagens protagonistas do enredo: Zumbi dos Palmares e o carpinteiro José (pai de Jesus Cristo), respectivamente.

Nos anos 1960, frequenta as rodas de samba do bar Zicartola, de Cartola e sua companheira, a sambista Dona Zica (1913-2003). Em 1965, ganha visibilidade ao participar do show Rosa de Ouro, produzido por Hermínio Bello de Carvalho (1935), com participação de artistas como os cantores Paulinho da Viola (1942), Elton Medeiros (1930-2019) e Jair do Cavaquinho (1922-2006). As apresentações resultam no lançamento de dois LPs. Com esses três artistas e também com os cantores Anescarzinho do Salgueiro (1929-2000), Zé Keti (1921-1999) e José da Cruz (1927?), integra o grupo Voz do Morro, que lança três álbuns entre 1965 e 1966. Com o grupo Os Cinco Crioulos, com formação que mistura integrantes do Rosas de Ouro e do Voz do Morro, grava três álbuns entre 1967 e 1969.

Em 1979, lança o seu primeiro LP solo, Sonho de um Sambista, que traz sua composição mais notória, “Agoniza mas Não Morre”, um clássico do samba, inspirado na resistência que o ritmo impõe aos preconceitos. Na letra, Nelson diz que o samba sofre repressão nos botequins, nas esquinas e terreiros: "Agoniza, mas não morre / Alguém sempre te socorre / Antes do suspiro derradeiro". A cantora Beth Carvalho (1946-2019) trata a composição como o hino nacional dos sambistas. Ela é a primeira a gravar a canção, em 1978, no álbum De Pé no Chão.

Outro clássico de seu repertório é “Falso amor sincero” (1979). O cantor Martinho da Vila (1938) diz que seu verso preferido na obra de Nelson Sargento está na letra desse samba: “O nosso amor é tão bonito / Ela finge que me ama / E eu finjo que acredito”.

Paralelamente à carreira de músico, desenvolve aptidão para artes plásticas e literatura. A convivência com Lourenço o estimula a pintar quadros. Pinta o apartamento do jornalista e compositor Sérgio Cabral (1937), que o estimula a organizar uma exposição com sete quadros, em 1973. Nessa fase, suas pinturas são abstratas. Em um segundo momento, ele passa a retratar o cotidiano das favelas cariocas, e sua obra é comparada com a do artista Heitor dos Prazeres (1898-1966). Em 2019, 14 quadros seus são expostos no Espaço Favela do festival Rock in Rio.

Nelson também tem livros de poesia publicados. O primeiro, 'Prisioneiros do mundo' (1994), é lançado por insistência de sua mulher Evonete Belizário. Sua obra poética inclui reflexões existenciais e temas relacionados à natureza. A inspiração, tanto para as composições como para as poesias, é a vivência nas ruas e a boemia. Para ele, a diferença entre os dois tipos de criação é que nas músicas a história se desenvolve em oito versos, enquanto na poesia o enredo se desenvolve em várias frases.

A longevidade e a produtividade de Nelson Sargento tornam o compositor um ícone na história do samba. Suas composições são gravadas por alguns dos principais intérpretes do gênero, e versos de suas músicas passam a ser celebrados como clássicos que atravessam décadas.
-------
Fonte (do esboço biobibliográfico): NELSON Sargento. in: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível no link. (acessado em 19.11.2020).
* fotografia: Nelson Sargento. foto: ©Leo Martins /Agência O Globo


"Sargento apenas no apelido/guerreiro negro dos Palmares/Nelson é o Mestre-Sala dos mares/Singrando as águas da Baía."
Da composição "Flores em vida", de Moacyr Luz e Aldir Blanc

Nelson Sargento - foto ©Carolina Merat

Homenagens - obras dedicadas -  prêmios - condecorações

Em canções 

Canção'Nelson Sargento' (Toninho Geraes e Chico Alves) | Álbum 'Estação Madureira'. (Toninho Geraes). Selo Alma Boêmia Discos, 2017.
Canção'Flores em vida' {'Para Nelson Sargento'}. (Moacyr Luz e Aldir Blanc) | Álbum "Vitória da ilusão". (Moacyr Luz). CD. Selo Dabliú, 2000.

Em Carnaval 

2012 - Enredo "O samba agoniza, mas não morre: Nelson Sargento da Mangueira e do Jacaré também", da agremiação Unidos do Jacarezinho.
2015 -  Enredo "Nelson Sargento: samba, inocente e pé no chão", da agremiação Grêmio Recreativo e Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo.
2015 - Nelson Sargento, (Mangueira) recebe o 'Estandarte de Ouro de Personalidade' (Carnaval 2015), prêmio concedido pelos Jornais O Globo e Extra.
2017 - Nelson Sargento, eleito Cidadão Samba EXTRA 2017, pelos leitores do jornal.

Prêmios

2013 - Nelson Sargento recebe o Prêmio da Música Brasileira (24º ed.), na categoria 'melhor álbum de Samba', para o disco 'O samba da mais alta patente'. de Nelson Sargento (Selo Olho do Tempo, 2012).

Condecorações

2020 - Nelson Sargento é agraciado com a Medalha São Sebastião do Rio de Janeiro da Ordem do Mérito Cultural Carioca, concedido pela Prefeitura do Rio de Janeiro | A entrega aconteceu em evento realizado no Palácio da Cidade, em Botafogo, em 22.1.2020. | {"Nelson Sargento – 95 anos e uma trajetória que passa pela música, literatura e artes plásticas, mas foi através do samba que o bamba deixou obras históricas que o tornaram um cidadão do mundo. O samba é a especialidade de Nelson Sargento, um talento que sabe como ninguém retratar a vida de seu povo"}.
2016 - Nelson Sargento é condecorado 'Comendador' da Ordem do Mérito Cultural (OMC), outorgado pelo Ministério da Cultura (MinC) | A cerimônia da 22ª edição foi realizada em 7 de novembro de 2016, no Palácio do Planalto (Brasília - DF). 
1996 - Nelson Sargento é condecorado com a 'Medalha Pedro Ernesto', da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, pelos serviços prestados à cultura.


"O samba é música. E música é o beijo da alma"
- Nelson Sargento, em entrevista à jornalista Rosayne 
Macedo, do Portal VidA & Ação (25.7.2020)


Nelson Sargento. foto: ©Brenno Carvalho/Agência O Globo

Obra musical de Nelson Sargento - música e canções

[em atualização]
  1. A cara do Brasil (Nelson Sargento e Arturo Oliveira)
  2. A felicidade se foi (Nelson Sargento) 
  3. A mesma fantasia (Nelson Sargento)
  4. A mulher do meu amigo (Nelson Sargento)
  5. A noite se repete (Nelson Sargento)
  6. A ternura de um olhar (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  7. Acabou meu sossego (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  8. Agoniza mas não morre (Nelson Sargento)
  9. Amante vadio (Nelson Sargento e Zé Luiz)
  10. Amar sem ser amado (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  11. Apologia aos mestres (Nelson Sargento e Alfredo Português) | {Samba-enredo da Mangueira de 1949}
  12. Bálsamo (Nelson Sargento)
  13. Berço de bamba (Nelson Sargento)
  14. Cama e mesa (Nelson Sargento e Vivinha)
  15. Canção para Ivone Lara (Nelson Sargento)
  16. Cântico à natureza {Primavera} ou 'As quatro estações do ano'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | {Samba-enredo da Mangueira de 1955}.
  17. Casaca, casaca (Nelson Sargento)
  18. Ciúme doentio (Cartola e Nelson Sargento)
  19. Continente negreiro (Carlos Marreta e Nelson Sargento)
  20. Conversando com o Brasil (Nelson Sargento) 
  21. Cordão de palhaços (Nelson Sargento e Carlos Marreta)
  22. Cuidado (Nelson Sargento e Carlos Marreta)
  23. Cuidado com a outra (Nelson Sargento e Leo Russo)
  24. De boteco em boteco (Nelson Sargento)
  25. Decepção (Nelson Sargento)
  26. Deixa (Nelson Sargento e Cartola)
  27. Dona Xepa (Nelson Sargento)
  28. E porque não? (Nelson Sargento, Marília Trindade Barbosa e Arthur Loureiro de Oliveira) 
  29. Ele deixou (Nelson Sargento e Jair do Cavaquinho) 
  30. Em boa hora (Nelson Sargento, Júlio Moura e Murí Costa)
  31. Embarafustado (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  32. Encanto da paisagem (Nelson Sargento)
  33. Energia da vida (Nelson Sargento e Marília Trindade Barbosa)
  34. Estratégia (Nelson Sargento)
  35. Eu só voltarei (Nelson Sargento)
  36. Exaltação do vate (Nelson Sargento e Marreta)
  37. Falso amor sincero (Nelson Sargento)
  38. Falso moralista (Nelson Sargento)
  39. Fé em Deus (Nelson Sargento)
  40. Ficará comigo (Nelson Sargento) 
  41. Fragmentos do amor (Wilson das Neves e Nelson Sargento)
  42. Fundo azul (Nelson Sargento)
  43. Homenagem a Paulinho da Viola (Nelson Sargento)
  44. Homenagem ao mestre Cartola (Nelson Sargento)
  45. Idioma esquisito (Nelson Sargento)
  46. Ídolos e astros (Marinho da Chuva e Nelson Sargento)
  47. Infra estrutura (Nelson Sargento)
  48. Jamais pensei (Nelson Sargento e João de Aquino)
  49. Jogo desonesto (Guilherme de Brito e Nelson Sargento)
  50. Labirinto de dor (Nelson Sargento) 
  51. Lei do cão (Nelson Sargento)
  52. Leva-me contigo (Nelson Sargento)
  53. Mangueira, divina e maravilhosa (Nelson Sargento)
  54. Mar de lágrimas (Nelson Sargento e Guilherme de Brito)
  55. Maria Bethânia, a menina dos olhos de Oyá (Agenor de Oliveira, André Karta Marcada, Gustavo Louzada e Nelson Sargento)
  56. Mentia (Nelson Sargento e Pedro Amorim)
  57. Minha vez de sorrir (Nelson Sargento e Batista da Mangueira)
  58. Muito tempo depois (Nelson Sargento)
  59. Nas asas da canção (Dona Ivone Lara e Nelson Sargento) 
  60. Nossos contrastes (Nelson Sargento e Martinho da Vila)
  61. O nosso amor (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  62. O destino não é restaurador (Nelson Sargento)
  63. O meu cabrito (Nelson Sargento)
  64. O remorso vai atrás (Nelson Sargento)
  65. O samba do operário (Cartola, Alfredo Português e Nelson Sargento)
  66. Padroeira (Nelson Sargento e Batista)
  67. Palhaço (Nelson Sargento e Guilherme de Brito)
  68. Papel reclame (Nelson Sargento)
  69. Parceiro da ilusão (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  70. Pela sombra (Nei Lopes e Nelson Sargento)
  71. Penso (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  72. Pensa bem (Nelson Sargento)
  73. Plano salte – saúde, lavoura, transporte e educação (Nelson Sargento e Alfredo Português) | {Samba-enredo da Mangueira de 1950}.
  74. Pobre milionária (Nelson Sargento)
  75. Por Deus, por favor (Nelson Sargento)
  76. Pranto ardente (Nelson Sargento e Oscar Bigode)
  77. Preciso voltar (Nelson Sargento)
  78. Primeiro de abril (Nelson Sargento)
  79. Prometo ser fiel (Nelson Sargento)
  80. Quando eu te vejo passar (Nelson Sargento)
  81. Quando Xangô pegar no apito (Nelson Sargento e Carlos Marreta)
  82. Rara (Nelson Sargento e Luiz Carlos da Vila) 
  83. Rosa Maria, flor mulher (Nelson Sargento e Wagner Tiso) 
  84. Roubaram a minha mulher (Nelson Sargento)
  85. Século do samba (Nelson Sargento, Josimar Monteiro e Francisco Blanco) 
  86. Sinfonia imortal (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  87. Só eu sei (Nelson Sargento e Marreta)
  88. Só voltarei (Nelson Sargento)
  89. Só vou dizer (Nelson Sargento)
  90. Sonho de um sambista (Nelson Sargento)
  91. Tempo de desejo (Nelson Sargento e Marília Trindade Barbosa)
  92. Tia Nenete (Nelson Sargento)
  93. Timidez (Nelson Sargento e Arthur Moreira)
  94. Triângulo amoroso (Nelson Sargento)
  95. Vai dizer a ela (Nelson Sargento) 
  96. Vale do São Francisco (Nelson Sargento e Alfredo Português) |{samba-enredo da Mangueira de 1948}.
  97. Valsa para a eternidade (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
  98. Velho Estácio (Cartola e Nelson Sargento)
  99. Verão no rosto (Maurício Tapajós e Nelson Sargento)
  100. Vim lhe pedir (Nelson Sargento e Cartola)


Nelson Sargento - foto ©Marcos Pinto

Discografia Nelson Sargento  


Em sua trajetória, Nelson Sargento já escreveu cerca de 400 músicas. Patente alta na música nacional, com destaque para o samba, o compositor mangueirense milita pelo gênero desde os anos 1950 quando o samba ainda era marginalizado.

Solo - CD e LP


Álbum "O samba da mais alta patente". (Nelson Sargento). CD/DVD*/Livro** • Selo Olho do Tempo • 2012


- Canções - 
1. Berço de bamba (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
2. Cabritada mal sucedida (Geraldo Pereira) | Interpretes: Nelson Sargento e Luiz Melodia
3. Ministério da economia (Arnaldo Passos e Geraldo Pereira) | Interpretes: Nelson Sargento e Luiz Melodia
4. Pela sombra {Vai com Deus}. (Nelson Sargento e Nei Lopes) | Interprete: Soraya Ravenle
5. Falso amor sincero (Nelson Sargento) | Interpretes: Soraya Ravenle e Nelson Sargento
6. Agoniza, mas não morre (Nelson Sargento) | Interprete: Beth Carvalho
7. Rara (Nelson Sargento e Luiz Carlos da Vila) | Interprete: Nelson Sargento
8. Juízo final (Nelson Cavaquinho) | Interpretes: Diogo Nogueira e Nelson Sargento
9. Sinfonia imortal (Agenor de Oliveira e Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
10. Dona Xepa (Nelson Sargento) | Interprete: Áurea Martins
11. Idioma esquisito (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
12. Nem é bom falar (Ismael Silva, Nilton Bastos e Francisco Alves)  | Interprete: Nelson Sargento
13. Cântico à natureza {Primavera} (Nelson Sargento, Alfredo Português, José Bispo 'Jamelão') | Interpretes: Nelson Sargento e Alcione
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento - voz, Paulão 7 cordas - violão 7 cordas, Ramon Araújo - violão, Alexandre Araújo - flauta transversa, Kiko Horta - acordeon, Luis Louchard - contrabaixo, Marcio 'Hulk' Almeida - cavaquinho, Netinho Albuquerque - percussão, Paulinho Dias - percussão, Pretinho da Serrinha - percussão; Coro: Agenor de Oliveira, Alice Passos e Pablo Belizário |  - Artistas convidados - Alcione - Áurea Martins - Beth Carvalho - Diogo Nogueira - Luiz Melodia - Soraya Ravenle | Direção geral: João Carlos Carino; Direção musical e arranjos: Paulão 7 Cordas; Produção artística: Agenor Oliveira; Produção de áudio e gravação: Gianluigi Ciminelli | Projeto 'Memoria do Samba' | Realização: Oficina do Parque (Direção artística e Desenho gráfico) | Produção executiva: Mosaico Cultural
() Nelson Sargento recebe o Prêmio da Música Brasileira (24º ed/2013), na categoria 'melhor álbum de Samba', para o disco 'O samba da mais alta patente'. de Nelson Sargento (Olho do Tempo, 2012).
(*Ver 'DVD' abaixo em "Filmografia de Nelson Sargento"
(**Ver 'Livro' em abaixo em "Obra literária e biografia de Nelson Sargento".
(***) Ilustração capa do Livro. CD e DVD encartados. 


"O samba se tivesse forma, seria todos nós, é o cartão de visita do nosso país. Homenagear o Samba é incentivar a cultura brasileira e a gente só pode ficar feliz com isso"
- Nelson Sargento, em entrevista exclusiva ao site do Prêmio da Música Brasileira, 18.11.2013. 

***

Capa do CD "Versátil" • Nelson Sargento  • Selo Olho do Tempo  •  2008

Álbum "Versátil" • Nelson Sargento  CD • Selo Olho do Tempo  •  2008


- Canções -
1. Nas asas da canção (Dona Ivone Lara e Nelson Sargento) |  Participação especial: Dona Ivone Lara
2. Sinfonia imortal (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
3. Verão no rosto (Maurício Tapajós e Nelson Sargento)
4. Ciúme doentio (Cartola e Nelson Sargento) | Participação especial: Zeca Pagodinho
5. Rosa Maria, flor mulher (Nelson Sargento e Wagner Tiso) | Participação especial: Wagner Tiso
6. Bálsamo (Nelson Sargento)
7. Primeiro de abril (Nelson Sargento)
8. Acabou meu sossego (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
9. Parceiro da ilusão (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
10. Só eu sei (Nelson Sargento e Carlos Marreta)
11. Pobre milionária (Nelson Sargento)
12. Falso amor sincero (Nelson Sargento)
13. Amar sem ser amado (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
14. Pranto ardente (Nelson Sargento e Oscar Bigode)
15. Século do samba (Nelson Sargento, Josimar Monteiro e Francisco Blanco) | Participação: Velha Guarda da Mangueira
16. Ídolos e astros (Marinho da Chuva e Nelson Sargento)
- Ficha técnicaMúsicos: Nelson Sargento (voz), Carlinhos 7 Cordas (violão 7 cordas), Cláudio Jorge (violão), Paulão 7 Cordas (violão), Márcio Almeida {Hulk}. (cavaquinho), Kiko Horta (acordeon), Arismar do Espírito Santo (baixo elétrico), Luiz Louchard (contrabaixo), Bernardo Bosisio (guitarra), Josimar Monteiro (violão 7 cordas, violão), Marcílio Lopes (bandolim), Eduardo Neves (flauta, sax tenor), Vitor Mota (sax), Rui Alvim (clarinete), Fernando Merlino (piano), Carlos Fuchs (piano), Roberto Marques (trombone), Altair Martins (trompete), Beloba (ganzá, tantã, tamborim), Xande Figueiredo (bateria), Pretinho da Serrinha (ganzá, caixa, caixeta, cuíca, pandeiro, surdo, repique de anel, tantã, tamborim, prato e faca), Paulino Dias (pandeiro, tamborim, Xequerê), Alex Almeida (agogô, caixa, ganzá, repique de anel, efeitos), Carlinhos Tchá Tchá Tchá (surdo), Joe Luiz (pandeiro), Coro: Agenor de Oliveira, Mariana Bernardes, Pedro Holanda, Pedro Miranda, Valéria Lobão | Participação especial: Dona Ivone Lara, Zeca Pagodinho, Wagner Tiso (piano e arranjo - faixa 5), Velha Guarda da Mangueira | Arranjo e direção musical: Paulão 7 cordas; Produção: Agenor de Oliveira e Valéria Lobão; Arranjo (faixa 7, 13): Eduardo Neves; Arranjo (faixa 15): Josimar Monteiro | Selo: Olho do Tempo; Formato/ano: CD, 2008.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do CD "Flores em vida" • Nelson Sargento • Selo Rádio MEC • 2002

Álbum "Flores em vida"  Nelson Sargento • CD • Selo Rádio MEC  2002 


- Canções -
1. A noite se repete (Nelson Sargento)
2. Jamais pensei (Nelson Sargento e João de Aquino)
3. O remorso vai atrás (Nelson Sargento)
4. Labirinto de dor (Nelson Sargento) | Participação: Emílio Santiago
5. Fé em Deus (Nelson Sargento)
6. Fundo azul (Nelson Sargento)
7. Quando eu te vejo passar (Nelson Sargento)
8. Mentia (Nelson Sargento e Pedro Amorim)
9. Energia da vida (Nelson Sargento e Marília Trindade Barbosa)
10. Tempo de desejo (Nelson Sargento e Marília Trindade Barbosa)
11. A mesma fantasia (Nelson Sargento)
12. Conversando com o Brasil (Nelson Sargento) 
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz), Fernando Merlino (piano, teclados), Kiko Furtado (piano, teclados), João de Aquino (violão), Josimar Monteiro (violão 7 cordas), Paulão 7 Cordas (violão 7 cordas), Márcio de Almeida (cavaquinho), Pedro Amorim (Bandolim), Flávio Pereira (baixo elétrico),  Guaucus Xavier (sax), Dirceu Leite (flauta), Jessé (trompete), Fernando Pereira (bateria), Gordinho (percussão), Marcos Esguleba (percussão), Duarte (percussão), Ronaldo Mattos (percussão), Coro: Analimar, Martinália, Jurema Lourenço, Jurema de Cândia, Áurea Martins, Evonete Belizario, Rita de Cássia, Ernesto Pires e Didu Nogueira | Participação especial: Emílio Santiago | Arranjos e direção musical: João de Aquino; Produção: Sônia Pinto e Soraya Nunes | Selo: Rádio MEC; Formato/ano: CD, 2002.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do CD "Nelson Sargento ‎– Inéditas de Cartola" • Selo Tartaruga (Japan) • 1994

Álbum "Nelson Sargento ‎– Inéditas de Cartola" • CD  Selo Tartaruga (Japan) •  1994


- Canções - 
1. Velho Estácio (Cartola e Nelson Sargento)
2. Desperta  (Cartola ...)
3. Ingratidão (Cartola e Aluísio Dias)
4. Deixa (Cartola e Nelson Sargento)
5. Chorei por você (Cartola ...)
6. Pode sorrir (Cartola ...)
7. Perdoa (Cartola e Paulo da Portela)
8. Quando será (Cartola ...)
9. Ciúme doentio (Cartola e Nelson Sargento)
10. Mangueira é muito grande (Cartola e Ataliba)
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz e violão), Michiwo Tashima (violão 6 cordas), Luizinho (violão 7 cordas), Mitsuru Inoue (cavaquinho), Evandro (bandolim), Ryo Watanabe (cuíca), Toyoji Kuriyama (percussão), Yoichi Okabe (percussão) e Yutaka Yoshida (percussão) | Arranjos:  Mitsuru Inoue; Fotos: Marco Aurélio e Masaaki Tanno; Produção: Marco Aurélio; Engenheiro (Técnico): Hiroshi Kuramochi | Gravado em maio de 1994 no Japão.

***

Capa do CD "História e paisagem - ao vivo no Japão" • Nelson Sargento • 
Selo Tartaruga Records (Japão) • 1993

Álbum "História e paisagem - ao vivo no Japão" • Nelson Sargento • CD • Selo Tartaruga Records (Japão) • 1993


- Canções -
1. Cântico à natureza {Primavera}. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão')
2. Fundo azul (Nelson Sargento)
3. Pensa bem (Nelson Sargento)
4. Mar de lágrimas (Nelson Sargento e Guilherme de Brito)
5. Sonho de um sambista (Nelson Sargento)
6. Amante vadio (Nelson Sargento e Zé Luiz)
7. Idioma esquisito (Nelson Sargento)
8. Roubaram minha mulher (Nelson Sargento)
9. Estratégia (Nelson Sargento)
10. O remorso vai atrás (Nelson Sargento)
11. Só voltarei (Nelson Sargento)
12. Homenagem ao mestre Cartola (Nelson Sargento)
Pot-Pourri da Mangueira (Compositor?)
13. Pot-pourri 
- Folhas secas (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito)
- Berço de bamba (Nelson Sargento)
- Exaltação à mangueira (Enéas Brites da Silva e Aloísio Augusto da Costa)
14. Agoniza mas não morre (Nelson Sargento)
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz), Mitsuru do Cavaco (cavaquinho), Michiwo Tashima (violão), No-Rio (percussão), Yoichi Okab (percussão) e Yutaka Yoshida (percussão); Engenheiro técnico (gravação): Hiroshi Kuramochi;  Fotos: Masaaki Tanno; Produção: Marco Aurélio | Gravado ao vivo no Japão, em  setembro/1992.


***

Capa LP "Inéditas - Nelson Sargento" • Projeto Preservação da Música Popular • Selo CCSP • 1991

Álbum "Inéditas - Nelson Sargento" • Projeto Preservação da Música Popular • LP • Selo CCSP - Clube da Criação de São Paulo • 1991


- Canções -
1. Berço de bamba (Nelson Sargento)
2. Timidez (Nelson Sargento e Arthur Moreira)
3. Estratégia (Nelson Sargento)
4. Pensa bem (Nelson Sargento)
5. Labirinto de dor (Nelson Sargento)
6. A mulher do meu amigo (Nelson Sargento)
7. Homenagem a Paulinho da Viola (Nelson Sargento)
8. O remorso vai atrás (Nelson Sargento)
9. Energia da vida (Nelson Sargento e Marília Trindade Barbosa)
10. Roubaram a minha mulher (Nelson Sargento)
11. A mesma fantasia (Nelson Sargento)
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento - voz; Edmilson Capelupi - violão 7 cordas; Zé do Cavaco - cavaquinho, violão, piano e teclados; Daniel Allan - flauta e sax-tenor; Walter Thomé Jr. - sax-tenor; Paulo Vilela - trombone; Matias Capovilla - trombone; Gabriel Tranjan - Trompete; Oswaldinho da Cuíca - pandeiro, tamborim, cuíca, afoxé, (batidas nos dedos), caixa de fósforo, apito, repinique, caixa e surdo; Jorginho 'Cebon' - ganzá, tamborim, afoxé, caixa, repinique, tarol, chimbau e pratos, agogô, reco-reco; Coro feminino: Ana Leme, Carmem Adário, Denise Cudício, Elza Filette, Ione Lima, Ledice Pereira, Mônica Vasconcelos, Odete Prates e Silvia Cueva; Coro masculino: João Batista, Márcio Carvalho, Olímpio Salgado, Oswaldo Cudízio, Tom Figueredo, Toninho Paes e Walter Thomé | Direção musical, arranjos e regência: Zé do Cavaco; Direção de arte: Márcio Carvalho; Direção de estúdio: Paulo Vilela; Texto de apresentação: Jacob Cajaíba; Fotos: Cloves Vasconcelos; Fotocomposição: Takano | Selo: CCSP - Clube da Criação de São Paulo (CCSP-LP 0003)
** Ouça o álbum completo AQUI!


***

Capa do LP "Encanto da paisagem" •  Nelson Sargento • Selo Kuarup • 1986  

Álbum "Encanto da paisagem" • Nelson Sargento • Selo Kuarup • LP/1986 - CD/ 1996


- Canções -
1. Encanto da paisagem (Nelson Sargento)
2. Homenagem ao mestre Cartola (Nelson Sargento)
3. Vim lhe pedir (Nelson Sargento e Cartola)
4. Vai dizer a ela (Nelson Sargento)
5. De boteco em boteco (Nelson Sargento)
6. Idioma esquisito (Nelson Sargento)
7. Só voltarei (Nelson Sargento)
8. Mar de lágrimas (Nelson Sargento e Guilherme de Brito)
9. Prometo ser fiel (Nelson Sargento)
10. A felicidade se foi (Nelson Sargento) | Participação especial: Cláudia Savaget
11. Amante vadio (Nelson Sargento e Zé Luiz) 
12. Agoniza mas não morre (Nelson Sargento) | Participação especial: Beth Carvalho
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento - voz, Luiz Otávio Braga - violão, Raphael Rabello - violão 7 cordas, Henrique Cazes (cavaquinho), Paulo Sérgio Santos  (clarinete), Nelsinho (trombone), Beto Cazes (ganzá, pandeiro, garrafa, repique de mão, surdo, tamborim, tantã), Elton Medeiros  (caixa de fósforos), Dazinho (flauta, sax alto, assobio), Gordinho (surdo), Marçal (cuíca, tamborim), Marcos Suzano (agogô, frigideira, tamborim), Oscar Bolão (agogô, caixa, pandeiro); Coro: Beto Cazes, Henrique Cazes, Isabella da Fonseca, Marcos Paiva, Marcos Suzano, Paulo Celso, Sérvula, Nelson Sargento, Wilson Moreira, Dalmo Medeiros, Dinorah, Eurídece, Bee de Campos, Cláudio Jorge, Cristina Buarque, Délcio Carvalho, Elton Medeiros, Jair do Cavaquinho, Marcos Suzano, Mauro Duarte, Sérvula, Velha Guarda da Portela | Participação especial: Beth Carvalho e Claudia Savaget | Arranjos e direção musical: Henrique Cazes; Arranjo da faixa 7: Luiz Otávio Braga; Produção executiva: Henrique Cazes e Beto Cazes; Produzido pelo Japonês Katsunori Tanaka para o mercado japonês; Texto de encarte: Sérgio Cabral; Arte: Janine Houard | Selo: Kuarup - Formato/Ano: LP 1986 / CD 1996.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do LP "Sonho de um sambista" • Nelson Sargento • Selo Gravadora Eldorado • 1979

Álbum "Sonho de um sambista" • Nelson Sargento • Selo Gravadora Eldorado • LP/1979 - CD/1995 


- Canções -
1. Triângulo amoroso (Nelson Sargento)
2. Falso moralista (Nelson Sargento)
3. Agoniza, mas não morre (Nelson Sargento)
4. A noite se repete (Nelson Sargento)
5. Muito tempo depois (Nelson Sargento)
6. Minha vez de sorrir (Nelson Sargento e Batista da Mangueira)
7. Sonho de um sambista (Nelson Sargento)
8. Infra estrutura (Nelson Sargento)
9. Cântico à natureza {Primavera}. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo {Jamelão})
10. Por Deus, por favor (Nelson Sargento)
11. Falso amor sincero (Nelson Sargento)
12. Lei do cão (Nelson Sargento)
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz), Luiz Otávio Braga (violão 7 cordas), Maurício Carrilho (violão), Luciana Rabello (cavaquinho), Walter Batista Azevedo (trombone), Gerson Galante  (flauta), Oscar Bigode (surdo), Bidi  (ritmo), Branca de Neve (ritmo), Chiquinho (ritmo), Lelei (ritmo), Mussum (ritmo), Theo da Cuíca (ritmo), e Aeloá (coro) | Direção musical e regência: Luiz Otávio Braga; Arranjos: Luiz Otávio Braga, Maurício Lana Carrilho e Luiz Moura (na faixa 'A noite se repete'); Produção: J. C. Botezelli (Pelão); Texto de contracapa: Arley Pereira; Capa (arte): Zé Maury; Fotos: Sérgio Pimentel.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Nelson Sargento - foto ©(...)

CD e LP - parcerias e grupos


Capa do CD "Nelson Sargento – 91 anos de samba" • Nelson Sargento, Grupo Galo Preto e 
Pedro Miranda • Selo Independente • 2016

Álbum "Nelson Sargento – 91 anos de samba" • Nelson Sargento, Grupo Galo Preto e Pedro Miranda • CD • Selo Independente  • 2016 


- Canções -
1. O destino não é restaurador (Nelson Sargento)
2. Falso moralista (Nelson Sargento)
3. Idioma esquisito (Nelson Sargento)
4. De boteco em boteco (Nelson Sargento)
5. Homenagem ao mestre Cartola (Nelson Sargento)
6. Deixa (Nelson Sargento e Cartola)
7. Ciúme doentio (Nelson Sargento e Cartola)
8. Vai dizer a ela (Nelson Sargento)
9. Mar de lágrimas (Nelson Sargento e Guilherme de Brito)
10. Cuidado (Nelson Sargento e Carlos Marreta)
11. Triângulo amoroso (Nelson Sargento)
12. Berço de bamba (Nelson Sargento)
13. Falso amor sincero (Nelson Sargento)
14. Quando Xangô pegar no apito (Nelson Sargento e Carlos Marreta)
15. Agoniza mas não morre (Nelson Sargento)
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz), Pedro Miranda (voz, percussão, caixa de fósforos); Galo Preto - Afonso Machado (bandolim), Tiago Machado (violão, surdo), Alexandre Paiva (cavaquinho), Diego Zangado (pandeiro, tamborim, bateria), José Maria Braga (flauta); Zé Luiz Maia (contrabaixo); Renato Albernaz (repique, caixa, cuíca) | Coro: Afonso Machado, Tiago Machado, Alexandre Paiva, Diego Zangado, José Maria Braga e Zé Luiz Maia | Direção musica e arranjos: Afonso Machado | Produção: Alexandre Paiva e Evonete Belizário. 

***

Capa do CD"Galo Preto, Nelson Sargento, Soraya Ravenle - O dono das calçadas" •  Selo Independente, 2001

Álbum "O dono das calçadas"  Galo Preto, Nelson Sargento, Soraya Ravenle • CD • Selo Independente • 2001


Tributo a Nelson Cavaquinho

- Canções - 
1. O dono das calçadas (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito)
2. Luz negra (Nelson Cavaquinho e Amâncio Cardoso)
3. Beija-flor (Nelson Cavaquinho, Noel Silva e Augusto Thomaz Júnior)
4. Minha honestidade vale ouro (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito)
5. Rugas (Nelson Cavaquinho, Augusto Garcez e Ari Monteiro)
6. A vida (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito)
7. Nair (Nelson Cavaquinho)
8. Velho amigo (Nelson Cavaquinho e Paulo César Feital)
9. Nome sagrado (Nelson Cavaquinho, José Ribeiro e José Alcides)
10. Risos e lágrimas (Nelson Cavaquinho, Ruben Brandão e José Ribeiro)
11. Notícia (Nelson Cavaquinho, Alcides Caminha e Nourival Bahia)
12. Aquele bilhetinho (Nelson Cavaquinho, Augusto Garcez e Arnô Canegal)
13. Meu pecado (Zé Keti e Nelson Cavaquinho)**
14. A flor e o espinho (Nelson Cavaquinho, Alcides Caminha e Guilherme de Brito)
15. Pranto de poeta (Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito)
{** Segundo declaração do próprio Zé Keti, esta música, registrada apenas em seu nome, é na realidade dele e Nelson Cavaquinho}.
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz), Soraya Ravenle (voz) - Galo Preto: Afonso Machado (bandolim), Alexandre Paiva (cavaquinho), Bartholomeu Wiese (violão), João Alfredo Schleder (percussão), José Maria Braga (flauta), Lucas Porto (violão 7 cordas); músico convidado:  Ovídio Brito (percussão); Produção, direção Musical e arranjos: Afonso Machado; Produção executiva: Didu Nogueira.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do CD "A música brasileira deste século por seus autores e interpretes - Paulinho da Viola e 
os Quatro Crioulos" • Selo SESC SP, 2000  

Álbum "A música brasileira deste século por seus autores e interpretes - Paulinho da Viola e os Quatro Crioulos" • Paulinho da Viola e os Quatro Crioulos: Anescarzinho do Salgueiro, Élton Medeiros, Jair do Cavaquinho e Nelson Sargento • CD • Selo SESC SP, 2000


Canções - 
1. Quatro Crioulos (Élton Medeiros e Joacyr Santana) | Interprete: Paulinho da Viola
2. Água do rio (Noel Rosa de Oliveira e Anescarzinho do Salgueiro) | Interprete: Anescarzinho do Salgueiro
3. Meu drama {Senhora tentação}. (Silas de Oliveira e Joaquim Ilarindo) | Interpretes: Os Cinco Crioulos
4. Um barracão de madeira (Antônio Fontes 'Colher') | Interprete: Élton Medeiros
5. O sol nascerá (Cartola e Élton Medeiros) | Interprete: Élton Medeiros
6. Esta melodia (Bubú da Portela e José Bispo 'Jamelão') | Interprete: Paulinho da Viola
7. No meu barraco de zinco (Jair do Cavaquinho e José Bispo 'Jamelão') | Interprete: Jair do Cavaquinho
8. Agoniza mas não morre (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
9. Cântico à natureza {Primavera}. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Interpretes: Nelson Sargento
10. Só pra chatear (Príncipe Pretinho) | Interpretes: Os Cinco Crioulos
11. Pam, pam, pam (Paulo da Portela) | Interprete: Paulinho da Viola
12. Pecadora (Jair do Cavaquinho e Joãozinho da Pecadora) | Interprete: Jair do Cavaquinho
13. Arrasta a sandália (Osvaldo Vasques 'Baiaco' e Aurélio Gomes) | Interpretes: Os Cinco Crioulos
14. Rosa de ouro (Élton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho) | Interpretes: Os Cinco Crioulos.
Informações adicionais: O áudio deste CD foi gravado originalmente pela Fundação Padre Anchieta para o programa "Ensaio", realizado no dia 26 de julho de 1990 |  Série  "A música brasileira deste século por seus autores e interpretes", editada e realizada pelo SESC-São Paulo, extraídos de áudios de programas produzidos por Fernando Faro para a televisão - os programas "Ensaio", na extinta TV Tupi, em 1969, que prosseguiu na TV Cultura, a partir de 1989, e o programa "MPB Especial", na mesma emissora, no período de 1970 a 1975. (fonte: IMMUB, com edição).
Ficha técnica Músicos: Paulinho da Viola (voz e violão),  Nelson Sargento (voz e violão), Elton Medeiros (voz e percussão), Jair do cavaquinho (voz e cavaquinho), Anescarzinho do Salgueiro  (voz e percussão) | Produção do CD: J. C. Botezelli 'Pelão'. | * Programa disponível no link. (acessado em 30.10.2020).
** Ouça o programa que gerou o disco completo AQUI!

***

Capa do CD "Só Cartola" • Élton Medeiros e Nelson Sargento  •  Rob Digital, 1998

Álbum "Só Cartola" • Élton Medeiros e Nelson Sargento  • CD • Rob Digital • 1998


- Canções -
1. 'Pot-pourri'
- Quem me vê Sorrindo (Cartola e Carlos Cachaça)
- Sei chorar (Cartola)
- Alegria (Cartola)
2. 'Pot-pourri'
- Alvorada (Cartola, Carlos Cachaça e Hermínio Bello de Carvalho)
- Ao amanhecer (Cartola)
3. Sala de recepção (Cartola)
4. 'Pot-pourri'
- Tempos idos (Cartola e Carlos Cachaça)
- A Mangueira é muito grande (Cartola e Ataliba)
5. Fiz por você o que pude (Cartola)
6. O inverno do meu tempo (Cartola e Roberto Nascimento)
7. Tive sim (Cartola)
8. Amor proibido (Cartola)
9. Acontece (Cartola)
10. Sol e chuva (Cartola)
11. O que é feito de você (Cartola)
12. Divina dama (Cartola)
13. Velho Estácio (Cartola e Nelson Sargento)
14. Ciúme doentio (Cartola e Nelson Sargento)
15. Deixa (Cartola e Nelson Sargento)
16. Sofreguidão (Cartola e Élton Medeiros)
17. A mesma história (Cartola e Élton Medeiros)
18. Peito vazio (Cartola e Élton Medeiros)
19. 'Pot-pourri'
- Injúria (Cartola e Élton Medeiros)
- O sol nascerá {A sorrir}. (Cartola e Élton Medeiros)
20. As rosas não falam (Cartola)
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz), Élton Medeiros (voz) | Participação especial - Galo Preto: Alexandre Paiva (cavaquinho), Bartholomeu Wiese (violão), Marcos Farina (violão 7 cordas), Afonso Machado (bandolim), José Maria Braga (flauta), João Alfredo Schleder (percussão); Direção musical e arranjos: Afonso Machado; Produção: Didu Nogueira e Afonso Machado.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do LP "Os 5 Crioulos" • Os Cinco Crioulos • Selo Odeon  • LP/1969

Álbum "Os 5 Crioulos" • Os Cinco Crioulos: Elton Medeiros, Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Mauro Duarte e Anescarzinho do Salgueiro • Selo Odeon  • LP/1969 


- Canções -
1. Gargalhei (Augusto Garcez, Arnô Canegal e Henrique de Almeida)
2. Vida apertada (Candeia e Casquinha)
3. Em cima da hora (Russo do Pandeiro e Valfrido Silva)
4. Só vou dizer (Nelson Sargento)
5. Aquela nega (Élton Medeiros e Nuno Veloso)
6. À sombra do salgueiro (Anescarzinho do Salgueiro e Ivan Salvador)
7. Lamentação (Mauro Duarte)
8. Fingiu que não me viu (Haroldo Lobo e Milton de Oliveira)
9. Machucando o jiló (Geraldo Babão)
10. Solidão (Jair do Cavaquinho)
11. Meu amor foi-se embora (Francisco Modesto e Germano Augusto)
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz, coro e violão), Elton Medeiros (voz, coro e percussão), Jair do cavaquinho (voz, coro e cavaquinho), Anescarzinho do Salgueiro (voz, coro e percussão), Mauro Duarte (voz, coro e percussão); Participação de músicos [...?] | *Equipe de produção artística e fonográfica* - Direção musical: Lyrio Panicali; Orquestrador e regente: maestro Nelsinho; Direção de produção: Milton Miranda; Assistente de produção: maestro Nelsinho; Diretor técnico: Z. J. Merky; Técnico de gravação: Nivaldo e Jorge; Técnico de laboratório: Reny R. Lippi; Texto (contracapa): Arley Pereira; Arte: Moacyr Rocha; Fotos: Mafra | Selo: Odeon; Formato/ano: LP/1969.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do LP "Samba no duro". vol. 2 • Os Cinco Crioulos • Selo Odeon • LP/1968.

Álbum "Samba no duro". vol. 2  Os Cinco Crioulos: Elton Medeiros, Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Mauro Duarte e Anescarzinho do Salgueiro • Selo Odeon  LP/1968 


- Canções -
1. Primeira Escola (Pereira Matos e Joel de Almeida)
2. Lavadeira (Herivelto Martins)
3. Arrasta a sandália (Osvaldo Vasques "Baiaco" e Aurélio Gomes)
4. Juro (Haroldo Lobo e Milton de Oliveira)
5. Quanta dor (Mauro Duarte e Adélcio de Carvalho)
6. Bom conselho (Anescarzinho do Salgueiro e Edinho)
7. Abre a janela (Arlindo Marques Júnior e Roberto Roberti)
8. Grande dor (Horondino Silva "Dino")
9. Vaidosa (Herivelto Martins e Artur Morais)
10. Eu só voltarei (Nelson Sargento)
11. Desculpar não desculpei (Élton Medeiros e Nuno Veloso)
12. Eu e o samba (Jair do Cavaquinho)
Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz, coro e violão), Elton Medeiros (voz, coro e percussão), Jair do cavaquinho (voz, coro e cavaquinho), Anescarzinho do Salgueiro (voz, coro e percussão) e Mauro Duarte (voz, coro e percussão) | Diretor musical: Lyrio Panicalli; Orquestrador e regente: maestro Orlando Silveira; Diretor de produção: Milton Miranda; Diretor técnico: Z. J. Merky; Técnico de gravação: Nivaldo Duarte Lima; Técnico de laboratório: Reny R. Lippi; Arte: Moacyr Rocha; Fotos: Mafra | Selo: Odeon; Formato/ano: LP/1968.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do disco "Samba ... no duro" • Os Cinco Crioulos • Selo Odeon • LP/1967

Álbum "Samba ... no duro" • Os Cinco Crioulos (Elton Medeiros, Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Mauro Duarte e Anescarzinho do Salgueiro) • Selo Odeon • LP/1967 • CD/2002 


- Canções -
1. Mundo encantado de Monteiro Lobato (Hélio Turco, Darci, Jurandir, Batista e Luiz) | Canta: Nelson Sargento
2. Fica doido varrido (Benedito Lacerda e Eratóstenes Frazão) | Canta: Anescarzinho do Salgueiro
3. Ó Seu Oscar (Wilson Batista e Ataulfo Alves) | Canta: Jair do Cavaquinho
4. Brigaram pra valer (Geraldo Pereira e José Batista) | Canta: Mauro Duarte
5. Vou partir (Anescarzinho do Salgueiro e José Alves) | Canta: Anescarzinho do Salgueiro
6. Vai dizer a ela (Nelson Sargento e Marreta) | Canta: Nelson Sargento
7. Pelo telefone (Donga e Mauro de Almeida) | Canta: Élton Medeiros
8. Chica da Silva (Anescarzinho do Salgueiro e Noel Rosa de Oliveira) ...
9. Eu nasci no morro (Ary Barroso) | Canta: Élton Medeiros
10. Aurora de paz (Élton Medeiros e Cacaso) | Canta: Élton Medeiros
11. Barba de molho (Mauro Duarte) | Canta: Mauro Duarte
12. Defensor do samba (Jair do Cavaquinho) | Canta: Jair do Cavaquinho
- Ficha técnica - Músicos: Nelson Sargento (voz, coro e violão), Elton Medeiros (voz, coro e percussão), Jair do cavaquinho (voz, coro e cavaquinho), Anescarzinho do Salgueiro (voz, coro e percussão) e Mauro Duarte (voz, coro e percussão) | Diretor musical: Lyrio Panicalli; Orquestrador e regente: Orlando Silveira; Diretor de produção: Milton Miranda; Capa: Moacyr Rocha; Texto (contracapa): Sergio Porto, o Stanislaw Ponte Preta; Diretor técnico: Z.J. Merky; Técnico de gravação: Nivaldo; Técnico de laboratório: Reny Rocha.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do LP "Os sambistas" • Conjunto a Voz do Morro • Selo RGE • 1966  

Álbum "Os sambistas" • Conjunto a Voz do Morro • Selo RGE - LP/1966 • Selo Premier • LP/1969 • Selo Som Livre - CD/2006


- Canções -
1. Cuidado (Nelson Sargento e Marreta) | Interprete: Nelson Sargento
2. A voz do morro (Zé Keti) | Interprete: Zé Keti
3. Tiradentes (Mano Décio da Viola, Penteado e Estanislau Silva)
4. 400 anos de favela (Zé Keti) | Interprete: Zé Keti
5. Exaltação à Mangueira (Enéas Brites da Silva e Aloísio Augusto da Costa) | Interpretes: Paulinho da Viola e Nelson Sargento
6. Tanta tristeza (Élton Medeiros e Kleber Santos) | Interprete: Élton Medeiros
7. Meu barracão de zinco (Jair do Cavaquinho e José Bispo 'Jamelão') | Interprete: Jair do Cavaquinho
8. Sinhá não disse (Paulinho da Viola) | Interprete: Paulinho da Viola
9. Carnaval que passou (Anescarzinho do Salgueiro) | Interprete: Anescarzinho do Salgueiro
10. Exaltação à Madureira (Oscar Bigode, Noca da Portela e Poliba) | Interprete: Paulinho da Viola
11. Aventureira (Noca da Portela, Poliba e José Cruz) | Interprete: Zé da Cruz
12. Só eu sei (Nelson Sargento e Marreta) | Interprete: Nelson Sargento
13. Tarde demais (Jair do Cavaquinho e Alcides Dias Lopes) | Interprete: Jair do Cavaquinho
14. Noite linda (Jair do Cavaquinho) | Interprete: Paulinho da Viola
15. Meus dias são de sol (Anescarzinho do Salgueiro) | Interpretes: Anescarzinho do Salgueiro e Paulinho da Viola
- Ficha técnica - Músicos: Élton Medeiros (voz, coro e surdo), Nelson Sargento (voz, coro e violão), Paulinho da Viola  (voz, coro e violão), Zé Keti (coro e caixeta), Jair do Cavaquinho (voz, coro e cavaquinho), Anescarzinho do Salgueiro (voz, coro e tamborim), Zé da Cruz  (voz, coro e chapéu de palha), Oscar Bigode (coro e surdo) | Participação: Alédio Clemente (percussão), Jorge de Oliveira (percussão), Jorge Sacramento (percussão), Oswaldo Pereira (percussão) | Texto:  Sérgio Pôrto.
** Ouça o álbum completo AQUI!


***

Capa do LP "Roda de samba 2" • Conjunto A Voz do Morro • Selo Musidisc • 1965

Álbum "Roda de samba 2" • Conjunto A Voz do Morro •  LP • Selo Musidisc •  1965 (*)


- Canções - 
1. Recado (Paulinho da Viola e Casquinha) | Solista: Paulinho da Viola
2. Conselho (Élton Medeiros e Kleber Santos) | Solista: Élton Medeiros
3. Quem vem lá (Jair do Cavaquinho) | Solistas: Jair do Cavaquinho, Élton Medeiros, Paulinho da Viola e Zé da Cruz
4. Linguajar do morro (Noca da Portela e José Cruz) | Solista: Zé da Cruz
5. A canoa virou (Élton Medeiros) | Solistas: Élton Medeiros, Nelson Sargento e Paulinho da Viola
6. Papel reclame (Nelson Sargento) | Solista: Nelson Sargento
7. Olhos de Maria (Anescarzinho do Salgueiro) | Solista: Anescarzinho do Salgueiro
8. Samba samba (Anescarzinho do Salgueiro) | Solistas: Anescarzinho do Salgueiro e Paulinho da Viola  
9. Sorri (Zé Keti e Élton Medeiros) | Solista: Élton Medeiros
10. Espetáculo deslumbrante (Jair do Cavaquinho, Mundinho e Zózimo) | Solista: Jair do Cavaquinho
11. Samba da coroa (Zé Keti) | Solistas: Élton Medeiros e Paulinho da Viola
12. Responsabilidade (Paulinho da Viola) | Solista: Zé da Cruz
13. Pranto ardente (Nelson Sargento e Oscar Bigode) | Solista: Nelson Sargento
14. Olinda (Jair do Cavaquinho e Alcides Dias Lopes) | Solista: Jair do Cavaquinho
Ficha técnica - Músicos: Élton Medeiros (voz, coro e surdo), Nelson Sargento (voz, coro e violão), Paulinho da Viola  (voz, coro e violão), Zé Keti (coro e caixeta), Jair do Cavaquinho (voz, coro e cavaquinho), Anescarzinho do Salgueiro (voz, coro e tamborim), Zé da Cruz  (voz, coro e chapéu de palha), Oscar Bigode (coro) |  Produção: Zé Keti | (*) Outros títulos e edições: "Paulinho da Viola e o Conjunto A Voz do Morro – Roda de Samba Vol. 2". Selo RCA Camden LP/1974.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do LP "Mudando de conversa" • (Cyro Monteiro, Nora Ney, Clementina de Jesus 
e Conjunto Rosa de Ouro) • Selo Odeon,1968

Álbum "Mudando de conversa"  (com Cyro Monteiro, Nora Ney, Clementina de Jesus e Conjunto Rosa de Ouro {Nelson Sargento, Élton Medeiros, Jair do Cavaquinho, Anescarzinho do Salgueiro e Mauro Duarte})  LP/CD  Selo Odeon (MOFB 3534), LP/1968  Selo Imperial (IMP 30.214) LP/1972  Selo EMI (646640 2) CD/2010

Um espetáculo de Hermínio Bello de Carvalho (roteiro e direção) - Teatro Santa Rosa - Rio de Janeiro, 1968.  Gravado ao vivo}

- Canções - 
1. Lamentos (Pixinguinha) | Interpretes: Regional (instrumental)
2. 'pot-pourri' | Interprete: Cyro Monteiro
- Formosa (Baden Powell e Vinicius de Moraes)
- Sacode carola (Hélio Nascimento e Alfredo Marques)
- Madame fulano de tal (Cyro Monteiro e Dias da Cruz)
- Divina dama (Cartola)
- Sofrer é da vida (Ismael Silva, Francisco Alves e Nilton Bastos)
- Risoleta (Raul Marques e Moacir Bernardino)
3. Mudando de conversa (Maurício Tapajós e Hermínio Bello de Carvalho) | Interpretes: Conjunto Rosa de Ouro / Solista: Élton Medeiros
4. 'pot-pourri' - Interpretes: Nora Ney e  Part. especial: Jards Macalé (violão)
- De cigarro em cigarro (Luiz Bonfá)
- Neste mesmo lugar (Klécius Caldas e Armando Cavalcanti)
- Bar da noite (Bidú Reis e Haroldo Barbosa)
- Eu e a brisa (Johnny Alf)
5. Se o carnaval acabar (Élton Medeiros, Hermínio Bello de Carvalho e Mauro Duarte) | Interpretes: Élton Medeiros, Mauro Duarte e Cyro Monteiro
6. 'pot-pourri' | Interprete: Clementina de Jesus
- Sabiá (Maurício Tapajós e Joaquim Cardoso)
- Mulato bamba (Noel Rosa)
7. 'pot-pourri' | Interprete: Cyro Monteiro
- Escurinho (Geraldo Pereira)
- Falsa baiana (Geraldo Pereira)
- Que samba bom (Geraldo Pereira e Arnaldo Passos)
8. 'pot-pourri' | Interprete: Nora Ney e Cyro Monteiro
- Meus vinte anos (Wilson Batista e Sílvio Caldas)
- Aves daninhas (Lupicínio Rodrigues)
- Não te dói a consciência (Nelson Cavaquinho, Ari Monteiro e Augusto Garcez)
- Castigo (Dolores Duran)
- Não quero mais amar a ninguém (Carlos Cachaça, Zé da Zilda e Cartola)
- Se a saudade me apertar (Ataulfo Alves e Jorge de Castro)
- Saudade dela (Ataulfo Alves)
9. Leva meu samba (Ataulfo Alves)
- Ficha técnica - Músicos: Cyro Monteiro, Nora Ney, Clementina de Jesus e Conjunto Rosa de Ouro {Nelson Sargento, Élton Medeiros, Jair do Cavaquinho, Anescarzinho do Salgueiro e Mauro Duarte} + trio de cordas: Dino 7 Cordas - violão 7 cordas; Arlindo - violão; Índio - cavaquinho | Participação especial: Jards Macalé - violão  |  Direção musical: Lyrio Panicali; Orquestração e regência: maestro Nelsinho; Diretor produção: Milton Miranda; Fotos: Mafra; Caricaturas: Lan: Engenheiro técnico: Z. J. Merky; técnico gravação: Jorge Teixeira da Rocha.
** Ouça o álbum completo AQUI!


***

Capa (sem esse contorno) no LP "Rio é Carnaval". (Diversos artistas). Selo Master Rio, 1967.

Álbum "Rio é Carnaval" • Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Anescarzinho do Salgueiro, Zé Cruz e Zé Avelino • Selo Master Rio • LP/1967 


- Canções -
1. Cordão de palhaços (Nelson Sargento e Carlos Marreta)
2. Triste madrugada (Jorge Costa)
3. Máscara negra (Zé Keti e Pereira Matos)
4. Volta Maria (David Raw)
5. Colombina yê yê yê (João Roberto Kelly e David Nasser)
6. Quem gosta de passado é museu (Jorge de Castro e Florinda de Oliveira)
7. Mulata yê, yê, yê (João Roberto Kelly)
8. O meu cabrito (Nelson Sargento)
9. Rancho do Lalá (João Roberto Kelly e David Nasser)
10. Tristeza (Haroldo Lobo e Niltinho Tristeza)
11. Cabeleira do Zezé (Roberto Faissal e João Roberto Kelly)
12. Água na boca (Mendes)
13. Juvenal no Municipal (Rutinaldo e Milton de Oliveira)
14. Cidade maravilhosa (André Filho) 
- Ficha técnica - Músicos: Anescarzinho do Salgueiro, Jair do Cavaquinho, Nelson Sargento, Zé Cruz e Zé Avelino; Ritmo: Ritmistas da Mangueira | Direção musical: Nelson Sargento; Capa: Joselito. 

***

Capa do LP "Rosa de Ouro". Vol. 2 •  Aracy Côrtes, Clementina de Jesus e Conjunto Rosa de Ouro 
• Selo Odeon • 1967

Álbum "Rosa de Ouro". Vol. 2 •  Aracy Côrtes, Clementina de Jesus e Conjunto Rosa de Ouro  Selo Odeon • LP/1967 - CD? 


- Canções -
1. 'Pot-pourri' 
- E a Rosa voltou (Jair do Cavaquinho)
- Rosa de Ouro (Élton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho)
- Quatro crioulos (Élton Medeiros e Joacyr Santana)
- Cântico à natureza {Primavera}. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão')
2. Isso é que é viver (Pixinguinha e Hermínio Bello de Carvalho)
3. Flor do lodo (Ari Mesquita)
4. A harmonia das flores (Pixinguinha e Hermínio Bello de Carvalho)
5. Francesa no morro (Assis Valente)
6. 'Pot-pourri' 
- Palmares (Noel Rosa de Oliveira, Anescarzinho do Salgueiro e Walter Moreira)
- Psiquiatra (Élton Medeiros e Zé Keti) 
7. 'Pot-pourri' 
- Degraus da vida (Nelson Cavaquinho, César Brasil e Antônio Braga)  
- Mulher fingida (Alcebíades Barcelos "Bide" e Cartola)  
- O que será de mim (Ismael Silva, Nilton Bastos e Francisco Alves) 
- Que samba bom (Geraldo Pereira e Arnaldo Passos)  
- Só pra chatear (Príncipe Pretinho) 
8. 'Pot-pourri'
- Dona Maria devagar (Tradicional/domínio público)
- Clementina, cadê você? (Élton Medeiros)
- Santa Bárbara (Tradicional/domínio público)
9. Mulato calado (Wilson Batista, Marina Batista e Benjamin Batista)  
10. Minha vontade (Chatim)
11. 'Pot-pourri'
- Quem sabe um dia (Paulinho da Viola)  
- Rosa de Ouro (Élton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho)
- Ficha técnica - Músicos: Clementina de Jesus (voz), *Conjunto Rosa de Ouro* Paulinho da Viola (voz, coro, ritmo), Élton Medeiros (voz, coro, ritmo), Nelson Sargento (voz, coro, ritmo), Jair do Cavaquinho (voz, coro, cavaquinho), Anescarzinho do Salgueiro (voz, coro, ritmo) | Participação especial: Dino 7 Cordas (violão 7 cordas), Meira (violão), Canhoto (cavaquinho), Jorge Arena (atabaques), Marçal (cuíca), Juca (percussão), Luna (percussão), Coro: Copacabana e Jair | Idealização e produção: Hermínio Bello de Carvalho; Direção artística: Kléber Santos |  Trilha Sonora do espetáculo musical no Teatro Jovem - Rio de Janeiro (RJ) | Gravação realizada no dia 20 de março de 1967.
** Ouça o álbum completo AQUI!

***

Capa do LP "Rosa de Ouro"• Araci Côrtes, Clementina de Jesus e Conjunto Rosa de Ouro •  
 Selo Odeon/EMI • LP/1965

Álbum "Rosa de Ouro" • Araci Côrtes, Clementina de Jesus e Conjunto Rosa de Ouro •  Selo Odeon/EMI • LP/1965 - CD/1993 


- Canções -
1. 'pot-pourri'
- Rosa de Ouro (Élton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho)
- Quatro Crioulos (Élton Medeiros e Joacyr Santana)
- Dona Carola (Nelson Cavaquinho, Nourival Bahia e Walto Feitosa)
- Pam, pam, pam (Paulo da Portela)
2. Senhora Rainha (Villa-Lobos e Hermínio Bello de Carvalho)
3. Linda flor {Ai Ioiô}. (Henrique Vogeler, Luis Peixoto e Marques Porto)
4. Os rouxinóis (Lamartine Babo)
5. Jura (J. B. da Silva "Sinhô")
6. 'pot-pourri'
- Escurinho (Geraldo Pereira)
- Se eu pudesse (Germano Augusto e Zé da Zilda)
- Nem é bom falar (Ismael Silva, Nilton Bastos e Francisco Alves)
7. 'pot-pourri'
- Sobrado dourado (Nelson Cavaquinho, César Brasil e Antônio Braga)
- Clementina, cadê você? (Élton Medeiros)
- Benguelê (Pixinguinha e Gastão Viana)
- Boi não berra (Tradicional/domínio público)
- Siá Maria Rebôlo (Tradicional/domínio público)
- Maparaêma (Tradicional/domínio público)
8. Nasceste de uma semente (José Ramos)
9. Bate canela (Tradicional)
10. Semente do samba (Hélio Cabral)
11. Rosa de Ouro (Élton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho)
- Ficha técnica - Músicos:  Aracy Côrtes  (voz), Clementina de Jesus  (voz), Paulinho da Viola (voz, coro, ritmo), Élton Medeiros  (voz, coro, ritmo), Nelson Sargento (voz, coro, ritmo),  Jair do Cavaquinho  (voz, coro, cavaquinho), Anescarzinho do Salgueiro  (voz solo, coro, ritmo) | Participação especial: Dino Sete Cordas (violão), Meira  (violão), Tião Marinho (contrabaixo), Marçal (cuíca), Canhoto (cavaquinho), Carlos Poyares (flauta), Tião (ritmo), Mário  (ritmo) | Direção e produção: Hermínio Bello de Carvalho; Direção artística: Kléber Santos | Trilha Sonora do Espetáculo Musical do Teatro Jovem - Rio de Janeiro (RJ) | - Sobre o espetáculo -: O espetáculo estreia em 18 de março de 1965 e permanece sete semanas em cartaz no Rio de Janeiro. Segue para São Paulo e Salvador, onde também é recebido com entusiasmo por crítica e público. O dinamismo do roteiro dá ao espetáculo um caráter de documentário.  As músicas são intercaladas por depoimentos pré-gravados de personagens da vida musical carioca:  Almirante, Cartola, Carlos Cachaça, Donga, Ismael Silva, Pixinguinha, Sérgio Porto, Mário Cabral, Sérgio Cabral, Lúcio Rangel e Jota Efegê. A plateia ouvia as vozes dessas pessoas ao mesmo tempo em que fotos eram projetadas no palco | - Sobre o disco -: O disco é gravado em junho de 1965, nos estúdios da EMI/ Odeon, no Rio de Janeiro (RJ). A versão fonográfica do espetáculo conta com as participações acima referidos. O disco Rosa de Ouro não traz os  depoimentos do espetáculo | Texto/informações: Contracapa do LP/ e Enciclopédia Itaú Cultural.
** Ouça o álbum completo AQUI!

CD - coletânea 


Capa do CD "Raízes do samba - Os Cinco Crioulos" • Os Cinco Crioulos • Selo EMI • CD/2000 

Álbum "Raízes do samba - Os Cinco Crioulos" • Os Cinco Crioulos: Elton Medeiros, Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Mauro Duarte e Anescarzinho do Salgueiro • Selo EMI • CD/2000 

Coletânea - Gravações originais remasterizadas dos LPS: 1) "Samba ... no duro" • Os Cinco Crioulos • Selo Odeon • LP/1967; 2) "Samba no duro". vol. 2 • Os Cinco Crioulos • Selo Odeon • LP/1968; 3)  "Os 5 Crioulos" • Os Cinco Crioulos • Selo Odeon  • LP/1969. {As datas ao lado dos nomes das músicas e autores indicam o ano original de gravação} 
 
- Canções -
1. O mundo encantado de Monteiro Lobato (Darcy da Mangueira, Batista da Mangueira e Luis). '1967'
2. Chica da Silva (Anescarzinho do Salgueiro e Noel Rosa de Oliveira). '1967'
3. Fica doido varrido (Benedito Lacerda e Eratóstenes Frazão). '1967'
4. Ó seu Oscar (Wilson Batista e Ataulfo Alves). '1967'
5. Pelo telefone (Donga e Mauro de Almeida). '1967'
6. Vai dizer a ela (Nelson Sargento e Marreta). '1967'
7. Abre a janela (Arlindo Marques Júnior e Roberto Roberti). '1968'
8. Arrasta a sandália (Osvaldo Vasques "Baiaco" e Aurélio Gomes). '1968'
9. Bom conselho (Anescarzinho do Salgueiro e Edinho). '1968'
10. Vaidosa (Herivelto Martins e Artur Morais). '1968'
11. Eu e o samba (Jair do Cavaquinho). '1968'
12. Juro (Haroldo Lobo e Milton de Oliveira). '1968'
13. Só vou dizer (Nelson Sargento). '1969'
14. Gargalhei (Augusto Garcez, Arnô Canegal e Henrique de Almeida). '1969'
15. Em cima da hora (Russo do Pandeiro e Valfrido Silva). '1969'
16. Lamentação (Mauro Duarte). '1969'
17. Eu nasci no morro (Ary Barroso). '1967'
18. Primeira Escola (Pereira Matos e Joel de Almeida). '1968'
19. A lavadeira (Herivelto Martins). '1968'
20. À sombra do salgueiro (Anescarzinho do Salgueiro e Ivan Salvador). '1969'
- Ficha técnica - Produção (reedição): Sônia Antunes, Maurício Dias, Carlos Savalla |  Selo: EMI; Formato CD/2000. Obs.: Dados adicionais sobre ficha técnica ver informações na discografia original.


 Nelson Sargento -  foto: ©Gabriel Monte

Participação de Nelson Sargento no Projeto "Arquivo Musical"

Álbum "Mangueira - Sambas de terreiro e outros sambas - projeto Arquivo Musical" . CD 1 e 2 . Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira, Cartola. Selo Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro. 1999 

 CD1 (faixa - interprete - canção)
12. Canção: 'Decepção de um autor' (Padeirinho) | Interpretes: Padeirinho (voz) - Nelson Sargento (violão) - Élton Medeiros (caixa de fósforo).
13. Canção: 'O remorso me persegue' (Padeirinho) | Interpretes: Padeirinho, Cartola - Nelson Sargento (violão) - Carlos Cachaça (voz).
14. Canção: 'Modificado' (Padeirinho) | Interpretes: Padeirinho (voz) - Nelson Sargento (violão) - Carlos Cachaça (voz) 
15 e 16. Canções: 'Lacrimário' (Carlos Cachaça) e 'Pátria querida' (Carlos Cachaça) | Interpretes: Carlos Cachaça e Hermínio Bello de Carvalho (voz), Nelson Sargento (voz e violão).
CD2 (faixa - interprete - canção)
2. Canções: 'Sorriso falso' (Zé Criança) e 'Quem se muda pra mangueira' (Zé da Zilda) | Interpretes: Dona Neuma e Nelson Sargento.
3. Canção: 'Quando Xangô pegar o apito' (Nelson Sargento e Carlos Marreta) | Interpretes: Nelson Sargento e Comprido.
6. Canção: 'Eu quero nota' (Arthurzinho) | Interpretes: Dona Neuma e Nelson Sargento. 
7. Canção: 'Naquela noite de sereno' (Babaú e Alfredo Português) | Interpretes: Comprido e Nelson Sargento.
9. Canção: 'Freira querida' (Nelson Cavaquinho e  Alfredo Português) | Interprete: Nelson Sargento.
12. Canção: 'Os teus olhos cansam de chorar' (Nelson Cavaquinho e Alfredo Português) | Interprete: Nelson Sargento.
14. Canção: 'Sofrer é minha sentença' (Geraldo Pereira) | Interprete: Nelson Sargento.
Informações gerais - Projeto, Coordenação e condução antropológica de Lélia Coelho Frota (Diretora do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro) | Produção Artística de Hermínio Bello de Carvalho | Pesquisa musical de Anésio dos Santos "Comprido" (Presidente da Ala dos Compositores da Mangueira), José Maurício Horta, Marcos André de Carvalho e Cristiane Cotrim | Direção musical de Paulão | A primeira parte do CD 1 (Que vai da faixa 1 a 25) foi gravada por Hermínio Bello de Carvalho nos anos 60.  A segunda parte do CD 1 (Da faixa 26 a 31) e todo o CD 2, foi gravada em estúdio em 1999 | Ficha técnica - gravações em estúdio:  Paulão 7 Cordas (regência, arranjos, violão de 6 e 7 cordas, violão de centro), Carlinhos (violão 7 cordas), Márcio (cavaquinho), Jaguaracy (surdo, tamborim, reco-reco, tantã, ganzá), Bira Show (pandeiro, tamborim, prato e faca, tantã), Zé da Velha (trombone), Pedro Amorim (bandolim), Ovídio (cuíca) | Coro: Hermínio Bello de Carvalho, Paulão, Tantinho, Jurandir, Comprido, Nelson Sargento, Xangô da Mangueira, Zé Maurício, Tia Zélia, Zenith e Soninha | Fonte: IMMuB

Nelson Sargento. foto ©twcafotos

Obras registradas em álbuns de diversos artistas, com participação especial de Nelson Sargento

:: Álbum "Sambas para a Mangueira". (Diversos interpretes). CD. Selo Biscoito Fino, 2015 | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'Mangueira, divina e maravilhosa' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Código Daúde". (Daúde). CD. Selo Lab 344, 2014 | Participação: Nelson Sargento | Canções: 'Segura esse samba' (Oswaldo Nunes) e 'Falso amor sincero' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Cr Vasco da Gama - Vamos Todos Cantar de Coração - O Show". (Diversos artistas). CD. Selo Som Livre, 2011 | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'Casaca, casaca' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Velha-Guarda da Mangueira - Convidados especiais". (Velha Guarda Da Mangueira). CD. Selo Som Livro, 2008 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Vida da minha vida". (Zeca Pagodinho). CD. Selo Universal Music, 2010 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Encanto da paisagem' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Convidados especiais". (Velha Guarda da Mangueira). CD / DVD . Som Livre, 2008 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Cidade do samba". (Diversos interpretes). DVD. Selo EMI Music, 2007 | Interpretes: Nelson Sargento e Teresa Cristina | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Beth Carvalho - 40 anos de carreira - Ao vivo no Theatro Municipal". (Beth Carvalho). DVD/ CD (vol. 1). Selo Sony BMG Music, 2006 | Interprete: Nelson Sargento | Canções: 'Cântico à natureza {Primavera}'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão'); 'Agoniza mas não morre'  (Nelson Sargento).
:: Álbum "Aquarela do samba". (Diversos interpretes). CD . Selo Deckdisc, 2006 | Participação especial: Nelson Sargento | Canções: 'De boteco em boteco' e 'O destino não é restaurador' (Nelson Sargento) | Produção: Paulão 7 Cordas e Paulo Cesar Figueiredo.
:: Álbum "Samba do baú - só inéditas". (Grupo 'É com esse que eu vou': Tiago Machado - cavaquinho; Rodrigo La Rosa e Júlio Braga - percussão; Pedro Moraes - voz). CD. Selo Independente, 2006 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'O destino não é restaurador' (Nelson Sargento) | Produção: Alexandre Freitas e Afonso Machado
:: Álbum "Tantinho, memória em verde e rosa". (Tantinho da Mangueira). CD 1 . Selo Independente, 2006 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Pobre milionária' (Nelson Sargento) | Canção: 'Continente negreiro' (Marreta e Nelson Sargento) | {*Tributo à Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira} | Produção: Alípio Carmo, Jospe Constant e Sandra Rodrigues.
:: Álbum "Roda de samba no Bip Bip". (Diversos artistas). CD. Selo Independente, 2005 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Preciso voltar' (Nelson Sargento) | Produção: Tuninho Galante, Paulão 7 Cordas, Paulinho Figueiredo e Mônica Álvares.
:: Álbum "A madrinha do samba - Ao vivo convida". (Beth Carvalho). DVD. Selo Indie Records, 2004 | Interpretes: Nelson Sargento e Beth Carvalho | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Sambas & Bossas". (Claudia Telles). CD. Selo CID, 2002 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Falso amor sincero' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Samba guardado". (Guilherme de Brito). CD. Selo Azul Music, 2001 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Jogo desonesto' (Guilherme de Brito e Nelson Sargento) | Produção: Moacyr Luz e Zé Luiz Soares.
:: Álbum "Meu coração é um pandeiro". (Cauby Peixoto). CD. Selo Som Livre, 2000 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Os meninos do Rio". (Diversos interpretes). CD. Selo Carioca Discos, 2000 | Interprete: Nelson Sargento | Canções: 'Cântico à natureza {Primavera}'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão'); 'Agoniza mas não morre' e 'Nosso falso amor sincero' (Nelson Sargento) | Produção: Paulinho Albuquerque, Marcelinho Moreira e Ovídio Brito.
:: Álbum "Velhas Companheiras  - Mangueira & Portela". (Escola de Samba Portela e Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira / Diversos artistas). CD. Nikita Music, 2000 | Interpretes: Nelson Sargento e Esther | Canção: 'Sala de recepção' (Cartola) | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção: Katsunori Tanaka e Henrique Cazes.
:: Álbum "A música brasileira deste século por seus autores e interpretes - Paulinho da Viola e os Quatro Crioulos". (Paulinho da Viola, Nelson Sargento, Élton Medeiros, Jair do Cavaquinho e Anescarzinho do Salgueiro). CD. Selo SESC SP, 2000 | Interprete: Nelson SargentoCanções'Agoniza mas não morre'  (Nelson Sargento) e 'Cântico à natureza {Primavera}'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão').
:: Álbum "Casa de Samba - 3". (Diversos artistas). CD. Selo Universal Music, 1999 | Interpretes: Nelson Sargento e Chico César | Canção: Cântico à natureza {Primavera}. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção: Rildo Hora.
:: Álbum "Velha Guarda da Mangueira e convidados". (Velha Guarda da Mangueira). CD. Selo Nikita Music, 1999 | Interpretes: Nelson Sargento e Lenine | Canção: 'Vale do São Francisco' (Nelson Sargento) | Produção: Josimar Monteiro.
:: Álbum "Orfeu - trilha sonora do filme". (Diversos artistas). CD. Selo Natasha, 1999 | Interpretes: Zezé Motta e Nelson Sargento | Canção: 'Cântico à natureza {Primavera}'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Arranjos de orquestra e regência: Jaques Morelenbaum | Produção: Caetano Veloso e Arto Lindsay.
:: Álbum "Mistura brasileira". (Eliane Salek). CD. Selo Independente, 1999 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Homenagem ao mestre Cartola' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Casa da mãe Joana". (diversos interpretes). CD. Selo Natasha, 1998 | Interpretes: Wilson Moreira e Nelson Sargento | Canções: 'A cara do Brasil' (Nelson Sargento e Arturo Oliveira); 'Agoniza mas não morre1 (Nelson Sargento) e 'Banho de felicidade' (Wilson Moreira e Adalto Magalha).
:: Álbum "Olha aí". (Walter Alfaiate). CD. Selo Alma Produções, 1998 | Participação especial: Nelson Sargento | Canções: 'Falso amor sincero' (Nelson Sargento) e 'Vai que depois eu vou' (Geraldo Pereira) | Produção: Rildo Hora e Marco Aurélio.
:: Álbum "Os grandes sambas da história". Vol. 20 (Diversos artistas). CD. Selos RCA/BMG e Editora Globo, 1998 | Interprete: Nelson Sargento | Canção: Falso moralista (Nelson Sargento | Gravação 1979 | Produção: Elifas Andreato e Arley Pereira (Coleção) | {Integra a coleção "História do Samba", lançada pela Editora Globo, composta por 40 CDs e fascículos}.
:: Álbum "Daúde #2". (Daúde). CD. Selo Natasha, 1997 | Participação especial: Nelson Sargento | Canções: 'Sarambá' (J. Thomaz e Antônio Lopes de Amorim Diniz 'Duque') e 'Idioma esquisito' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Cartola entre amigos". (Diversos artistas). LP/CD. Selo Funarte,  LP/1984, CD/1997 | Tributo a Cartola | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'O samba do operário' (Cartola, Alfredo Português e Nelson Sargento) | Produção: João de Aquino.
:: Álbum "Paulo Cesar Baptista de Faria - Série Grandes Nomes - TV Globo" (Paulinho da Viola). DVD. Selo Trama, 1980 | Participação especial: Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Élton Medeiros e Anescarzinho do Salgueiro | Canções: 4. Pot-pourri: - 'Quatro Crioulos' (Élton Medeiros e Joacyr Santana)-  'Rosa de ouro' (Élton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho) - 'O sol nascerá {A sorrir}'. (Cartola e Élton Medeiros) - 'Cântico à natureza {Primavera}'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') - 'Água do rio' (Noel Rosa de Oliveira e Anescarzinho do Salgueiro) - 'Pecadora' (Jair do Cavaquinho e Joãozinho da Pecadora); 5. 'Pode guardar as panelas' (Paulinho da Viola) e 6. 'Guardei minha viola' (Paulinho da Viola). (**) Show especial feito para o Programa da "Série Grandes Nomes". Exibido em 1980, na Rede Globo.
:: Álbum "Anuário Eldorado Nacional". (Diversos interpretes). LP. Selo Eldorado, 1979 | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento)
:: Álbum "História das Escolas de Samba - As campeãs dos últimos 10 anos". Vol. 8 [Martinho da Boca do Mato - um artigo de Mano Décio da Viola]. (Diversos interpretes). LP. Selo Som Livre e Rio Gráfica Editora, 1976 | Interprete: Nelson Sargento | Canções: 'Freira querida' (Nelson Cavaquinho e Alfredo Português); e 'Apologia aos mestres' (Nelson Sargento e Alfredo Português) | {Coleção em 8 fascículos escritos por Sérgio Cabral, cada um acompanhado de um LP de 8 polegadas com as músicas referentes ao tema do fascículo; Neste fascículo, a relação das vencedoras dos desfiles cariocas entre 1966 e 1976} | Produção: Filipe Zander e Sérgio Cabral. 
:: Álbum "História das Escolas de Samba - Mangueira". (Artistas da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira). LP. Selo Marcus Pereira, 1975 | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'Cântico à natureza {Primavera}'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção: J. C. Botezelli (Pelão).


Nelson Sargento. foto ©Leo Zulluh 

Registro de suas músicas em álbuns de diversos artistas

:: Álbum "18 anos ao vivo". (Casuarina). CD. Selo Biscoito Fino, 2020 | Canção: 'Falso moralista' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Mangueira - a menina dos meus olhos" . (Diversos artistas). CD .  Selo Quitanda; Biscoito Fino, 2019 | Canção: 'Maria Bethânia, a menina dos olhos de Oyá' (Agenor de Oliveira, André Karta Marcada, Gustavo Louzada e Nelson Sargento) | Direção artística e repertório: Maria Bethânia; Direção musical e arranjos: Letieres Leite; Produção: Ana Basbaum. 
:: Álbum "Tua voz eu escuto". (Velas Brancas: Luísa e Shotaro Shirai). Selo LIS Records (Japan), 2018 | Canções: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento); e 'Cântico à natureza {Primavera}'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão')
:: Álbum "Verde, amarelo, negro, anil". (Nilze Carvalho). CD . Selo Rob Digital, 2014 | Canção: 'Vai dizer a ela' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Se me chamar, ô sorte". (Wilson das Neves). CD. Selo MP,B Discos / Universal Music, 2013 | Canção: 'Fragmentos do amor' (Wilson das Neves e Nelson Sargento) | Produção: Wilson das Neves, Paulo César Pinheiro e Berna Ceppas.
:: Álbum "Três em 3x4". (Três em 3x4 - Sílvia Góes, Ricardo Valverde e Bia Góes). CD . Selo Kalamata, 2011 | Canção: 'Rosa Maria, flor mulher' (Nelson Sargento e Wagner Tiso).
:: Álbum "Samba e progresso". (Arranco de Varsóvia). CD. Selo Universal Music, 2008 | Canção: 'Em boa hora' (Nelson Sargento, Julio Moura e Murí Costa).
:: Álbum "Quando o céu clarear". (Fabiana Cozza). CD . Selo Atração Fonográfica, 2007 | Canção: 'Pela sombra' (Nei Lopes e Nelson Sargento).
:: Álbum "Grandes vozes - Elizeth Cardoso". (Elizeth Cardoso). CD. Selo Som Livre, 2007 | Interprete: Elizeth Cardoso | Canção: 'Dona Xepa' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Do Brasil e do mundo". (Martinho da Vila). CD. Selo MZA Music, 2007 | Interprete: Cidade Negra | Canção: 'Nossos contrastes' (Nelson Sargento e Martinho da Vila).
:: Álbum "Thaís Gulin". (Thaís Gulin). CD. Selo Rob Digital, 2006 | Canção: De boteco em boteco (Nelson Sargento).
:: Álbum "Galo Preto - 30 anos". (Galo Preto). CD . Selo Rob Digital, 2005 | Canção: 'Tia Nenete' (Nelson Sargento) | Produção: Afonso Machado, Alexandre Freitas e José Maria Braga.
:: Álbum "Zé Luis". (Zé Luis). CD. Selo Independente, 2005 | Canção: 'Amante vadio' (Nelson Sargento e Zé Luiz).
:: Álbum "Casuarina". (Casuarina). CD. Selo Biscoito Fino, 2005 | Canção: 'Falso moralista' (Nelson Sargento) | Produção: Pedro Seiler e Grupo Casuarina.
:: Álbum "Áurea Martins". (Áurea Martins). CD. Selo Dlazaroni, 2004 | Canção: 'Homenagem ao mestre Cartola' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Caminhando - Cláudia Savaget e seus amigos". (Cláudia Savaget). CD. Selo CPC-UMES, 2004 | Canção: 'E porque não?' (Nelson Sargento, Marília Trindade Barbosa e Arthur Loureiro de Oliveira) |  Produção: Marcus Vinicius de Andrade e Mônica Botello.
:: Álbum "Benza, Deus". (Luiz Carlos da Vila). CD . Selo Carioca Discos, 2004 | Canção: 'Rara' (Nelson Sargento e Luiz Carlos da Vila).
:: Álbum "A música brasileira deste século por seus autores e interpretes - Guilherme de Brito" (Guilherme de Brito). CD. Selo Sesc SP, 2003 | Canção: 'Palhaço' (Guilherme de Brito e Nelson Sargento). Gravado em 1993 | Produção: J. C. Botezelli (Pelão) | {Série lançada a partir de parceria entre a Fundação Padre Anchieta e o SESC São Paulo. Gravação original realizada em 13/5/1993 para o programa "Ensaio", dirigido por Fernando Faro na TV Cultura de São Paulo - músicas e depoimentos}.
:: Álbum "Nasci pra sonhar e cantar". (Dona Ivone Lara). CD. Selo Natasha Records, 2001 | Canção: 'Nas asas da canção' (Dona Ivone Lara e Nelson Sargento) | Produção: Paulo Cesar Figueiredo.
:: Álbum "Leite preto". (Carmen Queiroz). CD. Selo CPC-UMES, 2000 | Canção: 'Amante vadio' (Nelson Sargento e Zé Luiz) | Produção: Marcus Vinicius de Andrade e Carmen Queiroz.
:: Álbum "Casa de samba - 4". (Diversos artistas). CD. Selo Universal Music, 2000 | Interpretes: Walter Alfaiate e Dorina | Canção: 'Falso amor sincero' (Nelson Sargento) | Produção: Rildo Hora.
:: Álbum "Jamelão - enciclopédia musical brasileira". vol. 5. (Jamelão). CD. Selo Warner Music, 2000 | Canção: Cântico à natureza (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão').
:: Álbum "Raízes do samba - Clementina de Jesus". (Clementina de Jesus). CD. Selo EMI Music, 1999 | Canção: 'Papel reclame' (Nelson Sargento). | Produção: Sônia Antunes, Maurício Dias e Carlos Savalla (reedição)
:: Álbum "Grupo samba choro". (Makley Matos). CD. Selo Independente, 1999 | Canção: 'Leva-me contigo' (Nelson Sargento).
:: Álbum "A divina". (Elizeth Cardoso). CD. Selo EMI Music, 1998 | Canção: 'Ele deixou' (Nelson Sargento e Jair do Cavaquinho). Gravação de 1965.
:: Álbum "Elizeth Cardoso - mulata maior". (Elizeth Cardoso). CD. Selo Copacabana, 1998 | Canção: 'Ele deixou' (Nelson Sargento e Jair do Cavaquinho). Gravação de 1965 | Produção: Santiago Ferraz e Wagner Malta Tavares.
:: Álbum "Chico Buarque de Mangueira 1998". (Chico Buarque). CD. Selo BMG Brasil, 1997 |
3.3 - Interprete: João Nogueira | Canção: 'O samba do operário' (Nelson Sargento, Cartola e Alfredo Português); 4.4 - Interpretes: Carlinhos Vergueiro e Cristina Buarque | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento) | Produção: Hermínio Bello de Carvalho.
:: Álbum "A voz do samba". (Jamelão). CD 1. Selo Warner Music, 1997 | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção: Carlos Alberto Sion.
:: Álbum "Resgate". (Cristina Buarque). CD. Selo Saci, 1994 | Canção: 'Ficará comigo' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Os grandes sambas da história". Vol. 7 (Diversos artistas). CD. Selos RCA/BMG e Editora Globo, 1997 | Interprete: Beth Carvalho | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento | Gravação de 1978 | Produção: Elifas Andreato e Arley Pereira (Coleção) | {Integra a coleção "História do Samba", lançada pela Editora Globo, composta por 40 CDs e fascículos}
:: Álbum "Escolas de samba enredos - Mangueira". (Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira/ Artistas diversos). LP/CD. Selo Sony Music, 1993 | Interprete: Ivo Meirelles | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção, arranjo e regência: Rildo Hora.
:: Álbum "No Tom da Mangueira". (Diversos artistas/ Tom Jobim). LP/CD . Selo Saci,  LP 1991, CD/1993 | Interpretes: Maria Bethânia e Garganta Profunda | Canção: 'Cântico à natureza {Primavera}. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção: Hermínio Belo de Carvalho e Maurício Tapajós | {Tom Jobim foi enredo da Mangueira, no carnaval de 1992}.
:: Álbum "Embaixada do samba". (Diversos artistas). LP. Selo Independente, 1990 | Interprete: Leila | Canção: 'Nas asas da canção' (Dona Ivone Lara e Nelson Sargento).
:: Álbum "Mangueira chegou". (Velha Guarda da Mangueira). LP/ CD. Selo Nikita Music, LP/1989 e CD/2000 | Canções: 'Mangueira, divina e maravilhosa' (Nelson Sargento); 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção: Katsunori Tanaka e Paulão 7 Cordas.
:: Álbum "Pela sombra". (Mestre Marçal). LP . Selo BMG-Ariola, 1989 | Canção: 'Pela sombra' (Nei Lopes e Nelson Sargento).
:: Álbum "Cláudia Savaget". (Cláudia Savaget). LP . Selo Coomusa, 1985 | Canção: 'Por Deus por favor' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Projeto Brahma extra". (Diversos artistas). LP 2. Selo Independente, 1989 | Interprete: Clementina de Jesus | Canção: 'Papel reclame' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Guilherme de Brito - Projeto preservação da música popular". (Guilherme de Brito). LP. Selo CCSP - Clube da Criação de São Paulo, 1988 | Canção: 'Mar de lágrimas' (Nelson Sargento e Guilherme de Brito) e 'Palhaço' (Nelson Sargento e Guilherme de Brito) | Produção: Fernando Ribeiro, Luiz Botelho e Vanderlei Rodrigues.
:: Álbum "Maíra". (Maíra). CPD. Selo Galo Preto / Independente, 1985 | Canção: 'Mar de lágrimas' (Nelson Sargento e Guilherme de Brito).
:: Álbum "Mangueira, a super campeã - Jamelão". (Diversos artistas/enredos). LP. Selo Continental, 1984 | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão').
:: Álbum "Sambaterapia". (Chico da Silva). LP. Selo Polydor, 1983 | Canções: 'Falso amor sincero' (Nelson Sargento); 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento)
:: Álbum "Meu samba encabulado". (Nara Leão). LP/CD. Selo Polygram; Philips, LP/1983 e CD/2002 | Canção: 'Fundo azul' (Nelson Sargento) | Produção: Maurício Carrilho.
:: Álbum "Cirrose". (Daltony). LP. Selo RCA Victor, 1983 | Canção: 'Falso amor sincero' (Nelson Sargento).
:: Álbum "O canto que trago". (Solange Kafuri). LP. Selo Paladar, 1982 | Canção: 'Homenagem ao mestre Cartola' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Mordida ou beijo". (Cláudia Savaget). LP. Selo Tapecar / Som Livre, 1979 | Canção: 'Decepção' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Clementina". (Clementina de Jesus).  LP/CD . Selo EMI-Odeon, LP/1979 e CD/1997 | Canção: 'Papel reclame' (Nelson Sargento) | Produção: Fernando Faro.
:: Álbum "De pé no chão". (Beth Carvalho). LP/CD. Selo RCA Victor, LP/1978  e CD/1992 | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento) | Produção: Rildo Hora.
:: Álbum "VIII Concurso de música para o carnaval 1978". (Diversos artistas). LP. Selo RCA Victor, 1978 | Interpretes: Os Sambacanas | Canção: 'Cama e mesa' (Nelson Sargento e Vivinha).
:: Álbum "Samba-enredo - sucessos antológicos - 'Jamelão'". (Diversos artistas/enredos). LP. Selo Continental, 1975 | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão').
:: Álbum "Super temas de novelas". (Diversos artistas). LP. Selo Beverly, 1977 | Interprete: Elizeth Cardoso | Canção: 'Dona Xepa' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Dona Xepa - trilha sonora da Rede Globo". (Diversos artistas). LP. Selo Som Livre, 1977 | Interprete: Elizeth Cardoso | Canção: 'Dona Xepa' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Elizeth Cardoso". (Elizeth Cardoso). CPS. Selo Copacabana, 1977 | Interprete: Elizeth Cardoso | Canção: 'Dona Xepa' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Minha Mangueira querida". (Jamelão). CPD. Selo Continental, 1976 | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão').
:: Álbum "Os batuqueiros". (Os Batuqueiros e As Mulatas). LP. Selo RCA Camden, 1976 | Canção: 'Idioma esquisito' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Renata Lú". (Renata Lú). CPS. Selo Continental, 1975 | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão').
:: Álbum "100 anos de música popular brasileira - 8, Projeto Minerva".  (Diversos artistas). LP. Selo MEC / Tapecar, 1975 | Interprete: Paulinho da Viola | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção: Ricardo Cravo Albin.
:: Álbum "A dança da solidão". (Paulinho da Viola). LP/CD. Selo Odeon, LP/1972, CD/1996 | Canção: 'Falso moralista' (Nelson Sargento) | Produção: Milton Miranda.
:: Álbum "Paulinho da Viola". (Paulinho da Viola). LP/CD. Selo Odeon,  LP/1971, CD/1996 | Canção: 'Minha vez de sorrir' (Nelson Sargento e Batista da Mangueira) | Produção: Milton Miranda
:: Álbum "Nasce uma estrela". (Rost). LP. Selo Odeon, 1968 | Canções: 'Continente negreiro' (Carlos Marreta e Nelson Sargento) e 'Só eu sei' (Nelson Sargento e Carlos Marreta) | Orquestrações e regências: Luís Arruda Paes.
:: Álbum "Elizete sobe o morro". (Elizeth Cardoso). LP/CD. Selo Copacabana,  LP/1965 . LP/1975  e CD/2005 | Canção: 'Ele deixou' (Nelson Sargento e Jair do Cavaquinho) | Produção: Moacyr Silva.
:: Álbum "Salve Mangueira - Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira". (Nuno Veloso). LP. Selo RCA Victor, 1960 | Canção: 'Continente negreiro' (Carlos Marreta e Nelson Sargento).
:: Álbum "Raízes da Mangueira". (Diversos artistas). LP/CD. Selo Copacabana; EMI, LP/1958, CD/2004 | Interpretação: Sobrinho | Canção: 'Cântico à natureza {Primavera}'. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão') | Produção: Waldomiro João de Oliveira e João Roberto Kelly
:: Álbum "Escolas de samba - Jamelão". (Diversos artistas/enredos). LP. Selo Continental, 1957 | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão').


Nelson Sargento. foto ©Leo Zulluh/ Cultura Niterói

 Interprete de obras de diversos artistas - participação

:: Álbum "Anaí Rosa Atraca Geraldo Pereira".  (Anaí). CD. Selo Sesc, 2018 | Interpretes: Anaí Rosa e Nelson Sargento | Canção: 'Polícia no morro' (Geraldo Pereira e Arnaldo Passos)
:: Álbum "Revoada dos Passos". (Chico Paes). CD . Selo Independente, 2017 | Interpretes: Nelson Sargento e Chico Paes | Canção: Manoel (Octávio Camargo).
:: Álbum "Samba social clube ao vivo - volume 6: Uma homenagem a Chico Buarque". (Diversos interpretes). DVD. Selo Universal Music, 2014 | Interpretes: Monarco e Nelson Sargento | Canção: 'Homenagem à velha guarda' (Monarco). {*Tributo a Chico Buarque}.
:: Álbum "Código Daúde". (Daúde). CD. Selo Lab 344, 2014 | Participação: Nelson Sargento | Canções: 'Segura esse samba' (Oswaldo Nunes) e 'Falso amor sincero' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Samba social clube". (Diversos interpretes). DVD. Selo EMI Music, 2008 | Interpretes: Nelson Sargento e Mauro Diniz | Canção: 'Velhas companheiras' (Monarco).
:: Álbum "Mário Lago - Homem do século XX". (Diversos interpretes). CD 1. Selo Independente, 2006 | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Faz de conta' (Mário Lago e Chocolate) | {*Tributo a Mário Lago}.
:: Álbum "Natal brasileiro". (Diversos interpretes). CD. Selo Independente, 2000 | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'Pinheirinho' (João de Aquino e Dalva Lazzaroni).
:: Álbum "Velhas Companheiras  - Mangueira & Portela". (Escola de Samba Portela e Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira / Diversos artistas). CD. Nikita Music, 2000 | Interpretes: Nelson Sargento e Esther | Canção: 'Sala de recepção' (Cartola) | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'Cântico à natureza' (Nelson Sargento/Alfredo Português/José Bispo 'Jamelão').
:: Álbum "Simbora". (Daúde). LP. Selo Natasha, 1999 | Canção: 'Idioma esquisito' (Nelson Sargento).
:: Álbum "Olha aí". (Walter Alfaiate). CD. Selo Alma Produções, 1998 | Participação especial: Nelson Sargento | Canções: 'Falso amor sincero' (Nelson Sargento) e 'Vai que depois eu vou' (Geraldo Pereira).
:: Álbum "Eterna chama - Candeia 20 anos". (Diversos artistas). CD. Selo Perfil Musical, 1998 | Tributo a Candeia | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'Peso dos anos' (Candeia e Walter Rosa).
:: Álbum "Casa da mãe Joana". (diversos interpretes). CD. Selo Natasha, 1998 | Interpretes: Wilson Moreira e Nelson Sargento | Canções: 'A cara do Brasil' (Nelson Sargento e Arturo Oliveira); 'Agoniza mas não morre1 (Nelson Sargento) e 'Banho de felicidade' (Wilson Moreira e Adalto Magalha) | Produção: Josimar Monteiro e Adelzon Alves.
:: Álbum "Fundo de Quintal e convidados". (Fundo de Quintal). CD. Selo RGE, 1998 | Participação especial: Dona Ivone Lara, Monarco e Nelson Sargento | Canção: Prazer da Serrinha (Hélio dos Santos e Rubens da Silva).
:: Álbum "Samba de Cartola". (Arranco de Varsóvia). CD. Selo Dubas Música, 1998 | Tributo a Cartola | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'O sol nascerá' (Cartola e Élton Medeiros).
:: Álbum "O samba sabe o que quer - a música de Guilherme Godoy e Sergio Botto". (Diversos artistas). CD. Selo Independente, 1998 | Tributo a Guilherme Godoy e Sergio Botto | Interpretes: Nelson Sargento e Nadinho da Ilha | Canção: 'O trem da história' (Sergio Botto e Guilherme Godoy) | Interprete: Nelson Sargento | Canção: 'O samba sabe o que quer' (Sergio Botto e Guilherme Godoy).
:: Álbum "Chico Buarque de Mangueira 1998". (Chico Buarque). CD. Selo BMG Brasil, 1997 |
3.3 - Interprete: João Nogueira | Canção: 'O samba do operário' (Nelson Sargento, Cartola e Alfredo Português); 4.4 - Interpretes: Carlinhos Vergueiro e Cristina Buarque | Canção: 'Agoniza mas não morre' (Nelson Sargento); 5.1 - Interprete: Nelson Sargento | Canção: ''Pisei num despacho' (Geraldo Pereira e Elpídio Viana); 5.2 - Interpretes: Nelson Sargento e Alcione | Canção: 'Resignação' (Geraldo Pereira e Arnô Provenzano); 5.3 - Interpretes: Nelson Sargento e Alcione | Canção: 'Você está sumindo' (Geraldo Pereira e Jorge de Castro); 5.4 - Interpretes: Nelson Sargento e Alcione | Canção: 'Se eu pudesse' (Germano Augusto e Zé da Zilda); 9. Interpretes: Chico Buarque, Nelson Sargento e Velha Guarda da Mangueira | Canção: 'Exaltação à Mangueira' (Enéas Brites da Silva e Aloísio Augusto da Costa).
:: Álbum "Daúde #2". (Daúde). CD. Selo Natasha, 1997 | Participação especial: Nelson Sargento | Canções: 'Sarambá' (J. Thomaz e Antônio Lopes de Amorim Diniz 'Duque') e 'Idioma esquisito' (Nelson Sargento).
: Álbum "Viva Noel - Tributo a Noel Rosa". (Ivan Lins). CD 1. Selo Velas, 1997 |  Participação especial: Zeca Pagodinho, Nelson Sargento e Nei Lopes | Canção: 'De babado' (Noel Rosa e João Mina).
:: Álbum "Geraldo Pereira - Evocação V". (Diversos artistas). LP/CD. Selo Eldorado, 1980 | Tributo a Geraldo Pereira | Participação especial: Nelson Sargento | Canção: 'Até hoje não voltou' (Geraldo Pereira e J. Portela).


"Aprendi muita coisa com a vida. Mas não posso provar. A vida não dá diploma"
- Nelson Sargento, no livro "Pensamentos". Editora Olho do Tempo, 2005.

Nelson Sargento. foto ©Brenno Carvalho/Agência O Globo 

Obra literária de Nelson Sargento - Livros e Biografia

:: Prisioneiro do mundo. {poesia} Nelson Sargento. Rio de Janeiro: Oficina Raquel, 1994; 2ª atualizada e aumentada, 2012.
:: Álbum de retratos - Imagem - Caca Diegues. {fotobiografia} Nelson Sargento. Rio de Janeiro: Memoria Visual, 2007.
:: Pensamentos. {aforismos e frases} Nelson Sargento.  Rio de Janeiro:  Olho do Tempo, 2005.
:: Samba eu. {contos} Nelson Sargento. ? 2003.
::  Monólogo [inédito].

Co-autor
CAMPOS, Alice; GOMES, Dulcinéia; DUARTE, Francisco; MATTOS, Nelson (Nelson Sargento). Um certo Geraldo Pereira. Rio de Janeiro: Edições Funarte, 1981. 

Biografia
DINIZ, André; CUNHA, Diogo. Nelson Sargento - O samba da mais alta patente. [capa traço de Cássio Loredano]. Edição revista e ampliada. Rio de Janeiro:  Editora Olho do Tempo, 2015.

Livro - DVD e CD - Perfil biográfico
DINIZ, André; CUNHA, Diogo. Nelson Sargento - O samba da mais alta patente. {Perfil Biográfico: Livro-DVD-CD}.. [Projeto 'Memória do Samba'/ Oficina do Parque (Direção artística e desenho gráfico)]. 1ª ed., Rio de Janeiro: Prefeitura do Rio de Janeiro; Oficina do Parque; Editora Olho do Tempo, 2012. {O CD é contemplado com o Prêmio da Música Brasileira (24º ed/2013), na categoria 'melhor álbum de Samba', para o disco 'O samba da mais alta patente'. de Nelson Sargento}.


"Quando o leite vira música? É uma música que Chopin faz..."
- Nelson Sargento, em 'O Globo', 20.8.2017. 

Nelson Sargento, 2003.


"Eu gosto de pintar os morros, as escolas de samba, os ritmistas, as baianas. Esse é o tema da minha pintura"
- Nelson Sargento, no jornal 'A Nova Democracia', ano VI, nº 41, março/2008.

Artes plásticas - Nelson Sargento pintor

"A força da pintura de Nelson Sargento está exatamente no exercício da não-força, da simplicidade com que retrata a vida, sem redundância, simples das pessoas e da vida cotidiana do Rio de Janeiro.

Mas o que é a arte senão uma busca eterna pela alma, pela expressão e síntese de todo um povo? Quando encontramos isso de uma forma tão clara, aí encontramos o que Sargento representa em suas telas: o imaginário carnavalesco e a 'raça' brasileira, tão miscigenada e rica."
- por Álvaro Nassaralla | Arte Naif Rio, nov/2012.

©Nelson Sargento (Rio, 25.7.2015)


"Minha primeira galeria foi o apartamento de Sérgio Cabral no seu aniversário em 1973. Sete quadros. Meu primeiro trabalho foi abstrato, com massa plástica, técnica que descobri com os respingos no chão. Hoje está com Paulinho da Viola, que se apavora quando digo que quero o quadro de volta. Fui fazendo meus quadrinhos até que me padronizei. Todo pintor chega a isso quando encontra um estilo que gosta, ou gostam. Caso do Volpi, um grande paisagista que ficou marcado pelas bandeirinhas. Pinto mesmo."
- Nelson Sargento, Revista Brasileiros. 

Exposições

2019 - Nelson Sargento: Exposição 14 obras e Show - 'Espaço Favela' - Rock In Rio (Outubro/2019). Curador Zé Ricardo (Espaço Favela).
2009 - Exposição 'Pintores Sambistas' - Centro Cultural Cartola (10 fevereiro a 13 de março)
1996 - Exposição Nelson Sargento  | Curadoria: Mauro Silveira | Sala do Artista Popular - Rio de Janeiro, RJ (9/jan. a 25/fev.1996).



Nelson Sargento. foto ©Marcio Oliveira

Filmografia Nelson Sargento

Documentários e especiais sobre Nelson Sargento 


Filme: Nelson Sargento: O samba da mais alta patente 
? min. | Cor | 2012 | Brasil | Série "Memória do Samba"  | Documentário musical
Sinopse: [...]

- Canções -
1. Berço de bamba (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
2. Idioma esquisito (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
3. Agoniza, mas não morre (Nelson Sargento) | Interprete: Beth Carvalho
4. Dona Xepa (Nelson Sargento) | Interprete: Áurea Martins
5. Sinfonia imortal (Agenor de Oliveira e Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
6. Juízo final (Nelson Cavaquinho) | Interpretes: Diogo Nogueira e Nelson Sargento
7. Cântico à natureza {Primavera} (Nelson Sargento, Alfredo Português, José Bispo 'Jamelão') | Interpretes: Nelson Sargento e Alcione
8. Quatro Crioulos (Élton Medeiros e Joacyr Santana) | Interpretes: Nelson Sargento, Élton Medeiros e Paulinho da Viola
9. Mascarada (Zé Keti e Élton Medeiros) | Interpretes: Nelson Sargento, Élton Medeiros e Paulinho da Viola
10. Água do Rio (Anescar Pereira Filho e Noel Rosa de Oliveira) | Interpretes: Nelson Sargento, Élton Medeiros e Paulinho da Viola
11. Falso moralista (Nelson Sargento) | Interpretes: Nelson Sargento, Élton Medeiros e Paulinho da Viola
12. Nem é bom falar (Ismael Silva, Nilton Bastos e Francisco Alves)  | Interprete: Nelson Sargento
13. Pecadora (Jair do Cavaquinho e Joãozinho da Pecadora) | Interpretes: Nelson Sargento, Élton Medeiros e Paulinho da Viola
14. Rosa de Ouro (Élton Medeiros, Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho) | Interpretes: Nelson Sargento, Élton Medeiros e Paulinho da Viola
15. Cabritada mal sucedida (Geraldo Pereira) | Interpretes: Nelson Sargento e Luiz Melodia
16. Ministério da economia (Arnaldo Passos e Geraldo Pereira) | Interpretes: Nelson Sargento e Luiz Melodia
17. Nas asas da canção (Dona Ivone Lara e Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
18. Triangulo amoroso (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
19. Padroeira (Nelson Sargento e Batista) | Interprete: Nelson Sargento
20. Falso amor sincero (Nelson Sargento) | Interpretes: Soraya Ravenle e Nelson Sargento
21. Pela sombra {Vai com Deus}. (Nelson Sargento e Nei Lopes) | Interprete: Soraya Ravenle
22. Flores em vida (Aldir Blanc e Moacyr Luz) | Interprete: Beth Carvalho
- Ficha técnica -
Direção geral: João Carlos Carino | Ideia original e coordenação geral: Daniel Damasceno e Luiz Carlos de Araújo (Bolota) |  Roteiro e edição: João Carlos Carino e Flávio Cândido | Consultor de conteúdo: Luis Carlos Magalhães | Direção musical e arranjos: Paulão 7 Cordas | Produção artística: Agenor Oliveira | Produção executiva: Deise Batista
- Músicos -
Nelson Sargento - voz; Paulão 7 cordas - violão 7 cordas; Ramon Araújo - violão; Alexandre Araújo - flauta transversa; Kiko Horta - acordeon; Luis Louchard - contrabaixo; Marcio 'Hulk' Almeida - cavaquinho; Netinho Albuquerque - percussão; Paulinho Dias - percussão; Pretinho da Serrinha - percussão; Coro: Agenor de Oliveira, Alice Passos e Pablo Belizário
- Músicos convidados -
Ronaldo Mattos - percussão; Alessandro Cardoso - cavaquinho; Silvério Pontes - trompete e flugelhorn; Fabiano Segalote - trombone; Velha Guarda da Mangueira - Bateria da VGM.
- Artistas convidados -
Alcione - Áurea Martins - Beth Carvalho - Diogo Nogueira - Élton Medeiros - Luiz Melodia - Paulinho da Viola - Soraya Ravenle.
- Participação especial -
Hermínio Bello de Carvalho - Kleber Santos - Sérgio Cabral
- Equipe do documentário (DVD e CD)
Direção (documentário): Flávio Cândido | Direção de fotografia: Mustaphá Barat | Produção de áudio e gravação: Gianluigi Ciminelli | Câmeras: Lucas Loureiro, Isabela Fernandes e Felipe Pedras | Câmeras 2 unidades: Flávio Cândido e Marcelo Paes de Carvalho | Fotografia: Paulinho Muniz | Técnicos de gravação: Cau Mendes e Marcos Donate | Assistentes de gravação: Fernando Teixeira, Joni Bastos e Leonardo Teixeira | Som direto no Play Rec: Paulo Anomal e Play Rec Studios | Som direto no Teatro Jovem e na Igreja da Penha: Vampiro | Sonorização: Xef Sound | Técnico de som: André Nascimento | Auxiliar técnico: João Luiz Rodrigues | Gravação ao vivo: King Size Áudio | Técnicos (Teatro Jovem):  Vitor Figueiredo e Felipe Barros | Técnicos (Igreja da Penha): Rômulo Catharino | Assistentes de estúdio: Henrique O. Camargo e Marco Antônio Bellumini | Cenários Play Rec Studios: Ademir Anesio - cenotécnico e Doris Rollemberg | Cenários Teatro Jovem: Paulinho Muniz e Eliezer André | Figurino: Maria Eugênia Miranda | Produção e figurino de Nelson Sargento: Evonete M. B. Mattos | Maquiagem: Cacá Mendes e Christina Gall | Assistente de maquiagem: Gilzea Graciele e Luiza Penant | Eletricista chefe: Betão Ribeiro | Eletricista assistente: Joe David | Maquinista chefe: Wilson Lima | Maquinista assistente: Theo Campos | Operadores de cammate: Felipe Pedras e Washington Estolano | Geradoristas: Arilson e José Horácio Filho | Coordenação de produção: Marilda Ormy | Assistente produção: Priscila Manso | Estagiários: Eduardo Cândido, Rafael Moreno e Ton Andrade 
- Equipe de edição - 
Editor, correção de cor e autoração: Marcos Teixeira | Mixagem de áudio 2.0: Castelo Studio, Fábio Motta, Carlos Machado, Paulão 7 Cordas, João Carlos Carino | Masterização: Fábio Motta e Carlos Machado
- Equipamentos audiovisual -
Equipamentos de imagem: Youle e Candido e Moraes | Luz e maquinária: Maico Luz, Naymar Equipamentos Cinematográficos, Estúdios Quanta e Show Brothers
- Comunicação -
Assessoria de imprensa: Plural Assessoria de Comunicação | Diretor executivo (comunicação): Gustavo Schelder | Coordenadora de comunicação: Rozane Sztejnberg | Assessor de imprensa: Daniel Cardoso
- Refeições e transporte - 
Roadies: Edgar Sancanari e Matheus Miranda | Catering: Sabor 22 | Transporte: Arte Rio Viagens e Turismo
- Realização e concepção do projeto -
Oficina do Parque
- Equipe da Oficina do Parque - 
Coordenação Oficina do Parque: Daniel Damasceno, Luiz Carlos de Araujo (Bolota) e Wagner Andrade | Elaboração de projeto: Daniel Damasceno | Captação de recursos: Daniel Damasceno, Luiz Carlos de Araujo (Bolota) e Luiz Tarquinio Sardinha Ferro | Assessoria jurídica: Fábio Lira da Silva e João Carlos Carino | Assistente administrativa: Bianca Médola
- Projeto -
'Memória do Samba'
- Patrocínio -
Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro
- Agradecimentos especiais -
Alcione - André Gardenberg - Arquivo Geral da Cidade - Associação dos Moradores da Mangueira (Buraco Quente e Morro dos Telégrafos) - Áurea Martins - Beth Carvalho - Centro Cultural Cartola - Nilcemar Nogueira - Colégio Imperial - Teatro Jovem (Professores: Lúcia Helena Gomes de Moraes, Anita Ferreira dos Santos e Domingos Dias de Carvalho Neto) - Diego Nogueira - Eduardo Paes (Prefeito do Rio de Janeiro) - Élton Medeiros - Equipe do Instituto Memória Musical Brasileira (IMMUB) - Escola de Samba Estação Primeira da Mangueira (Ivo Meirelles e Márcia Bisteka) - Evonete Belizário - Francisco Bandeira - Guilherme Schleder - Hermínio Bello de Carvalho - Igreja da Penha - Padre Serafim - Leonardo Oliveira) - Kleber Santos - Luis Carlos Magalhães - Luiz Henrique Sanson - Luiz Melodia - Paulinho da Viola - Pedro Teixeira - Sérgio Cabral - Soraya Ravenle - Vila Olímpica da Mangueira (Samuel Henrique Santana Belarmino).
(#1) Caricatura: Nelson Sargento, por Carlos Wolfgram (ilustrativa).

***

Filme: Nelson Sargento
outros títulos:  'Nelson Sargento no morro da Mangueira'
21 min. | Col. | 1997 | Brasil | Documentário
Direção e roteiro: Estevão Ciavatta 
Produção: Ana Gabriela e Flávio R. Tambellini
Direção de fotografia e câmera: Dudu Miranda
Fotografia de cena: Cláudia Sanz
Direção de arte: David Bartex
Direção de som e som direto: Paulo Ricardo Nunes
Técnico de som: Cezar Migliorin
Figurinos: Cláudia Kopke
Edição: Denise Soares e Guilherme Empke
Montagem: Cesar Migliorin
Montagem de som: Cezar Migliorin e Fernando Ariani
Música: Nelson Sargento
Produtora: Ravina Filmes/ Pindorama Filmes
Coprodutora: Tambellini Filmes
Elenco: Nelson Sargento
Participação especial: Carlos Cachaça, Paulinho da Viola, Sérgio Cabral, Preto Rico, Cacá Diegues e Mocinha
# Personagens e músicos do Morro da Mangueira (não identificados na ficha técnica)
Sinopse: Retrato biográfico do sambista Nelson Sargento. Um dos compositores mais carismáticos da Estação Primeira de Mangueira, o sambista Nelson Sargento sobe o morro da Mangueira neste documentário para falar de sua música, de sua Escola e também suas outras atividades, como a pintura e a poesia.
- prêmios -
- Filme do Ano, Críticos JB / 1997.
- Prêmios Júri Popular, Crítica e Especial do Júri - Brasília 1997.
- Prêmios Melhor Montagem e Trilha Sonora – Gramado/1997
- Prêmios Especial do Júri e Montagem - Rio Cine/1997
- Prêmio Margarida de Prata – CNBB/1997
- Prêmio Melhor roteiro – Festival de Recife/1997
*Informações: Cinemateca Brasileira. | **Assista o curta AQUI!
- Caricatura (ilustrativa): Nelson Sargento, por ©Natália Mastrela.

***

Filme: Perdi a cabeça na linha do trem
14 min. | Cor | 1992 | Brasil | Curta-metragem
Direção: Estevão Ciavatta
Roteiro: Estevão Ciavatta e Júlio César Carvalho
Direção fotografia: Ralf C. Tambke
Direção arte: Rosane Svartman
Direção musical: Jayme Vignoli
Produção executiva: Márcia Medeiros
Produtora: Universidade Federal Fluminense
Elenco: Nelson Sargento, Amir Haddad, Helena Inês, Duda Mamberti, Cândido Damm, Carla Alexandar, Ana Cristina
Sinopse: Tudo o que faz um homem perder a cabeça pode-se encontrar num botequim carioca: a bebida, os problemas financeiros, a religião, a sedução, o sexo e, é lógico, o samba!
** Informações e ficha técnica completa: Cinemateca Brasileira. | *Disponível AQUI!. 


***

Filme: Meia hora de arte
min. |  Cor | 1991 | Brasil | Documentário
Direção: Luiz Guimarães Castro 
Sinopse: Nelson Sargento – 67 anos de vida e 40 de Samba.

***

Especial: Nelson Sargento 
54 min. | Cor | 2018 | Brasil | Todas as Bossas / TV Brasil 
Sinopse: O homenageado deste 'Todas as Bossas' acaba de completar 94 anos de muito samba! Em sua longa e brilhante trajetória artística, ele coleciona importantes trabalhos como ator, pintor, artista plástico, cantor e compositor. É o presidente de honra da escola de samba Estação Primeira de Mangueira. É um gênio da raça que o samba deu ao Brasil! É nosso sambista forte e destemido, como diz os versos de “Agoniza mas não morre”, um de seus sambas mais famosos. Seu nome é Nelson Sargento, sambista da mais alta patente da música brasileira!
- Canções -
1. Encanto da paisagem (Nelson Sargento)
2. Cântico à natureza {Primavera}. (Nelson Sargento, Alfredo Português e José Bispo 'Jamelão')
3. Falso amor sincero (Nelson Sargento)
4. Fiz por você que pude (Cartola)
5. Homenagem ao mestre Cartola (Nelson Sargento)
6. Deixa (Nelson Sargento e Cartola)
7. De boteco em boteco (Nelson Sargento)
8. Ciúme doentio (Nelson Sargento e Cartola)
9. Leva me contigo (Nelson Sargento)
10. Sinfonia imortal (Nelson Sargento e Agenor de Oliveira)
11. Pela sombra (Nelson Sargento e Nei Lopes)
12. Nas asas da canção (Nelson Sargento e Dona Ivone Lara)
13. Quando Xangô pegar no apito (Nelson Sargento e Carlos Marreta)
14. Falso moralista (Nelson Sargento)
15. Agoniza mas não morre (Nelson Sargento)
- Ficha técnica - Homenageado: Nelson Sargento | Apresentação: Karina Cardoso | Convidados (artistas): Adelzon Alves - Agenor de Oliveira - Alice Sales - Áurea Martins - Didu Nogueira - Dudu Oliveira - Guilherme Lacerda - Jack Rocha - Jongo da Serrinha - Tia Maria - Deli Monteiro - Lazir Sinval - Mestre Ivo Mendes - Ronaldo do Bandolim -  Monarco - Noca da Portela - Paulinho do Cavaco - Tantinho da Mangueira - Vidal Assis - Wilson Moreira | Coletivo Sindicato do Samba: Nando Mattoso - violão 7 cordas; Camilo Árabe - flauta transversa; Guilherme Lacerda - cavaquinho e voz; Jagunço - percussão; Bidu Campeche - percussão; Makley Mattos - percussão e voz; Jack Rocha - voz | Equipe da TV Brasil RJ: Direção: Waldecir de Oliveira; Produção: Socorro Cardoso; Produção: Ingrid Gassert, Jefferson Mendes, Vicente Figueira, Almir du Borela; Pós-produção: Andreia Palma e Poliana Guimarães; Edição e finalização: Fabio Nehrer; Sonorização: Camile Lago; Coordenação de finalização: Carlos Damião; Direção de TV: Alfredo Teixeira "Brutus"; Desenho de luz: Luiz de Oliveira e Ricardo Alexandria; Iluminação: Antônio Neto, Carlos Eduardo e Luis Resende; Câmera: Felipe Gonçalves, Leonardo Almeida, Mariana Vitarelli Alessi, Robson Gomes e Sávio Pinheiro; Auxiliares de câmera: Elias Carneiro e Osvaldo Austin; Áudio: André Luna e Eduardo Sá.
(*) Disponível online no canal AQUI!

***

Nelson Sargento - foto ©Fred Siewerdt (2019)


Nelson Sargento participa e atua em diversos documentários e filmes de ficção - curtas e longas-metragens


Filme: Clementina
75 min. | Cor | 2018 | Brasil | Documentário
Direção: Ana Rieper
Direção fotografia: Tiago Scorza
Pesquisa: Pedro Paulo Malta
Som direto: Pedro Moreira
Câmera: Luis Abramo
Assistente câmera: Brenda Melo
Assistente de som: Altyr Pereira e Rubinei Machado
Câmera adicional: Rafael Mazza e Rudá Caprilles
Edição: Pedro Asbrg
Produção: Marco Abujamra e Mariana Marinho
Produção executiva: Mariana Marinho
Elenco: Alcione, Hermí­nio Bello de Carvalho, Nelson Sargento, Ney Lopes, Tantinho da Mangueira, Luiz Antônio Simas
Produtora: Dona Rosa Filmes
Sinopse: O documentário faz uma viagem através das músicas e da história de Clementina de Jesus. Os sambas mais poéticos, o batuque cheio de balanço, os cantos religiosos que revelam uma comunicação forte com o mundo sagrado, vão nos levando para o profundo mundo de Quelé. Marcada na história da MPB pela sua voz excepcional e repertório de música afro brasileira, essa neta de escravos trouxe com o seu canto a alegria, a potência e o drama da condição do negro no Brasil. Considerada por muitos o elo perdido entre a cultura brasileira e as raízes africanas.

***

Filme: Memória em verde e rosa
82 min. | Cor | 2016 | Brasil | Documentário
Direção: Pedro von Krüger
Roteiro: Felipe Bibian e Alípio Carmo
Direção fotografia: Lula Cerri
Produção: Pedro Von Krüger, José Constant, André Horta e Alípio Carmo
Edição: Marilia Moraes
Produtora: Bretz Filmes
Elenco: Nelson Sargento, Tantinho da Mangueira, Delegado, Tia Suluca
Sinopse: Um passeio pelo morro da Mangueira, berço da Estação Primeira e de várias lendas do samba. Tantinho, Nelson Sargento, Delegado e outros contam suas histórias e lembram as dificuldades enfrentadas antes do reconhecimento como artistas e moradores ilustres de uma das comunidades mais famosas do Rio de Janeiro.


***

Filme: Velhas Guardas - os encontros
70 min. | Cor | 2008 | Brasil | Documentário
Direção e roteiro: Joatan Vilela Berbel
Produção executiva: Aída Marques
Consultor: Alvaro Luiz Caetano
Direção fotografia: Antônio Luiz Mendes Soares
Assistente direção: Clarisse Vianna
Montagem: Luiz Guimarães de Castro (Mineiro)
Elenco: Monarco, Nelson Sargento, Dona Ivone Lara, Alvinho da Mangueira, Zuzuca, Noca da Portela, Baianinho e as Velhas Guardas da Portela, Salgueiro, Mangueira, Império, e Vila Isabel
Produtora: MP2 Produções
Sinopse: A partir da década de 80, compositores, antigos diretores e sambistas da velha guarda foram, aos poucos, sendo substituídos por uma geração que privilegiou o carnaval como negócio. Relegados a segundo plano em suas escolas de samba, os representantes das velhas guardas organizaram uma Associação e em 1989 passaram a promover encontros aos domingos. Nesses encontros, mais de 80 grupos conservam a tradição do samba do Rio de Janeiro. Velhas Guardas apresenta um panorama desse movimento através de entrevistas com seus principais personagens, entre eles Nelson Sargento, Dona Ivone Lara, Zuzuca, Baianinho, Noca da Portela e Monarco. Com ritmo e harmonia, os grandes nomes do samba carioca contam e cantam a história do surgimento das escolas de samba no Brasil.
(*) Documentário pode ser visto AQUI!


***

Filme: Cartola - música para os olhos 
88 min. | P&B | 2007 | Brasil | Documentário biográfico
Direção e roteiro: Lírio Ferreira e Hilton Lacerda
Fotografia: Aloysio Raulino 
Edição: Lessandro Sócrates, Mair Tavares e Rodrigo Lima
Som: Valéria Ferro
Produção executiva: Clélia Bessa e Hilton Kauffmann
Produtora: Raccord Produções
Produtor associado: Daniel Filho
Elenco: Ronald Golias, Nelson Sargento, Paulo Autran, Sergio Cabral, Chico Buarque, Beth Carvalho, Paulinho da Viola, Elizeth Cardoso, Hermínio Bello de Carvalho, Tom Jobim, Nara Leão, 
Sinopse: Através da linguagem documental - contando com imagens de arquivos e depoimentos de amigos e colaboradores -, os diretores Hilton Lacerda e Lírio Ferreira abordam a história de vida e a obra de Angenor de Oliveira, mais conhecido como Cartola, um grande ícone nacional do samba e importante compositor da música brasileira.

***

Filme: O passageiro - segredos de adulto
105 min. | Cor | 2006 | Brasil | Ficção
Direção: Flávio R. Tambellini
Roteiro: Cesário Mello Franco
Direção fotografia: Pedro Farkas
Música: Berna e Kassim
Produtores: Flávio Tambellini e Cesário Mello Franco
Elenco:  Bernardo Marinho, Carolina Ferraz, Giulia Gam, Antonio Calloni, Luiza Mariani, Luana Carvalho, Jonathan Haagensen, Flávio Fonseca, Silvio Guindane, Othon Bastos, Nelson Sargento, Antonio Pitanga, Charles Frincks, Marcelo Mello, Poliana Ruiz, Isabele Meirelles, Lidiane Borges, Branca Temer, Bruno Torres, Caio Baldini, Fábio Santanna Lima.
Sinopse: O mundo ilusório e lírico de um adolescente que, confrontado com a morte do pai, é obrigado a entender o mundo adulto e as inúmeras dificuldades inerentes à vida. A inexperiência e a revolução hormonal da adolescência são elementos que se chocam com a realidade aparentemente fria e insensível dos adultos. Diante do vácuo deixado pela morte do líder da família, Antônio terá de assumir o comando de sua própria vida. Um filme sobre a relação entre pais e filhos, com suas respectivas frustações e incompreensões.
*Informações e ficha técnica completa: Cinemateca Brasileira.

***

Filme: Atabaque Nzinga 
84 min. | Cor | 2006 | Brasil | Documentário 
Direção: Octávio Bezerra
Roteiro e argumento: Octávio Bezerra e Rose Lacreta
Direção fotografia: Hélio Silva 
Música: Naná Vasconcelos
Colorista: Fabio Souza
Produção: Rose Lacreta
Produtora: Olhar Feminino
Elenco: Nestor Capoeira, Taís Araújo, Lea Garcia, Nelson Sargento, Danielle Ornellas, Naná Vasconcelos,  Paschoal Villaboim, Paulão.
Sinopse: Parte documentário musical sobre a cultura afro-brasileira e parte ficção que conta a história de Ana, uma jovem negra que busca um caminho novo para si como um modo de se libertar da amargura construída com as próprias tristezas e as tristezas de todos os africanos que vieram ser escravos no Brasil, passando pelo Rio de Janeiro, Pernambuco e Bahia, onde são apresentados diversos ritmos e grupos musicais e coreográficos.

***

Filme: Paulinho da Viola - meu tempo é hoje 
83 min. | Cor | 2003 | Brasil | Documentário 
Direção: Izabel Jaguaribe
Roteiro: Izabel Jaguaribe, Zuenir Ventura e Joana Ventura
Direção fotografia: Flávio Zangrandi
Trilha sonora: Denilson Campos
Produção: Beto Bruno e Maurício Andrade Ramos
Produtora: VídeoFilmes
Elenco: Amélia Rabello, Celsinho Silva, Cristina Buarque, Cristovão Bastos, Nelson Sargento,  Monarco, Paulinho da Viola, Walter Alfaiate, Marisa Monte, Zeca Pagodinho e outros.
Sinopse: Um perfil afetivo do cantor, instrumentista e compositor Paulinho da Viola. O filme mostra seus mestres e amigos, suas influências musicais e percorre sua rotina discreta e muito peculiar em suas atividades e hábitos desconhecidos do grande público. Mas a grande revelação vem das reflexões do músico sobre um único tema - o tempo. Há ainda encontros musicais com Marina Lima, Élton Medeiros, Zeca Pagodinho, Marisa Monte e a Velha Guarda da Portela.

***

Filme: Meu compadre, Zé Ketti
12 min. | Cor | 2001 | Brasil | Documentário
Direção: Nelson Pereira dos Santos
Fotografia: Flávio Zangrandi e Reynaldo Zangrandi
Produção: Raquel Freire Zangrandi e Mauricio Andrade Ramos
Elenco: Walter Alfaiate, Délcio Carvalho, Nelson Sargento, Jair do Cavaquinho, Noca da Portela, Élton Medeiros, Guilherme de Brito, Zé Cruz, Monarco, Wilson Moreira e Colombo 
Co-produção: Videofilmes e Regina Filmes
Sinopse: Numa roda de samba na casa de Zé Ketti, bairro de Inhaúma, subúrbio do Rio, um grupo de amigos se reúne pra uma roda de samba enquanto se prepara na cozinha uma bela feijoada. Os sambistas evocam a memória do saudoso Zé Ketti, relembrando seus grandes sucessos e homenageiam aquele que ficou conhecido como “a voz do morro”. Entre os convidados, estão grandes nomes da velha guarda da Portela e ex-parceiros do samba de Zé Ketti.
---
GARDNIER, Ruy. Meu Compadre Zé Ketti, de Nélson Pereira dos Santos. in: Contracampo, s/data. disponível no link. (acessado em 20.11.2020).


***

Filme: O primeiro dia
75 min. | Cor | 1999 | Brasil | Ficção
Direção e roteiro: Walter Salles e Daniela Thomas
Direção fotografia: Walter Carvalho
Elenco: Fernanda Torres, Matheus Nachtergaele, Luiz Carlos Vasconcelos, Nelson Sargento (personagem vovô), Tonico Pereira, José Dumont, Carlos Vereza, Nelson Dantas e elenco.
Sinopse: Duas almas perdidas, que buscam sentido para suas vidas, se cruzam no topo de um prédio do Rio de Janeiro. Ela é uma fonoaudióloga que entra em desespero ao ser abandonada pelo amante às véspera do ano novo. Ele é um presidiário que sai da cadeia para matar o ex-companheiro de cela e, na fuga, vai parar no teto do edifício da moça.

***

Filme: Orfeu
111 min. | Cor | 1999 | Brasil | Ficção
Direção: Carlos Diegues
Roteiro e adaptação: Carlos Diegues, Hermano Vianna, Hamilton Vaz Pereira, João Emanuel Carneiro e Paulo Lins
Direção de fotografia: Afonso Beato
Produção artística: Daniel Filho
Direção musical: Caetano Veloso
Produção executiva: Flávio R. Tambellini
Elenco: Toni Garrido, Patrícia França, Murilo Benício, Zezé Mota, Isabel Fillardis, Maria Ceiça, Milton Gonçalves, Nelson Sargento, Caetano Veloso, e outros. 
Sinopse: Baseado na peça de Vinícius de Morais, o filme conta a história do jovem líder de Escola de Samba, principal poeta e compositor, Orfeu (Toni Garrido) que se apaixona pela adolescente Eurídice (Patrícia França), recém-chegada de uma pequena cidade na floresta amazônica. Assim divide sua atenção: entre os quatro dias de carnaval e Eurídice, até que esta é vítima de traficantes de drogas que dominam a área em que mora. O exemplo de Orfeu, de sua arte e de sua paixão, serve de instrumento de vitória na luta de sua comunidade contra a violência cotidiana.

***

Filme: Dente por dente
24 min. | Cor | 1994 | Brasil | Curta-metragem/Ficção
Direção e roteiro:  Alice de Andrade
Direção fotografia: Dib Lutfi
Direção arte: Maurício Sette
Trilha original: Chico Adnet
Produção executiva: Zita Carvalhosa
Produção: Alice de Andrade, Oliver Horn e Zita Carvalhosa
Elenco: Evandro Mesquita, Jacqueline Laurence, Letícia Sabatella, Marcelia Cartaxo, Ney Latorraca, Pedro Cardoso, Sérgio Mamberti, Yara Jamra, Nelson Sargento, Toni Garrido.
Sinopse: Uma tumultuada história de amor entre um dentista-poeta e uma jovem traumatizada por consultórios dentários.
* Informações e ficha técnica completa: Cinemateca Brasileira.

***

Televisão

Mini-série: Presença de Anita
2001 | 16 episódios | Cor | Brasil | Mini-série | TV Globo
Sinopse: Livremente inspirada em obra homônima de Mário Donato, a minissérie apresentou uma história de obsessão, sedução e morte.
Nelson Sargento - Personagem: João | Episódios: 1.1, 1.2, 1.3, 1.4 e 1.5
Direção: Alexandre Avancini e Ricardo Waddington
Roteiro e argumento: Manoel Carlos e Mário Donato
Diretor fotografia: Elton Menezes
Direção produção: Ruy Mattos
Produtora arte: Cristina Médicis
Realização: TV Globo
*Fonte e ficha técnica completa: Memória Globo + IMDb

***

Homenagem aos 100 anos do Samba 

Documentário (DVD e CD)
Filme: Guardiões do samba {Uma homenagem aos 100 anos de samba}

80 min. | Cor | 2014 | Brasil/Japão | Documentário musical p/ televisão
Direção: Eric Belhassen e Marc Belhassen
Direção musical: Henrique Cazes e Paulão 7 Cordas
Elenco: Nelson Sargento, Walter Alfaiate, Monarco, Xangô da Mangueira, Cláudio Camunguelo e Nei Lopes 
Participações especiais: Dudu Nobre, Evonette B. Mattos, Fundo do Quintal, Gilberto Gil, Luiz Carlos da Vila, Martinho da Vila, Nadinho da Ilha, Paulão 7 Cordas, Sônia Xangô Ferreira, Tia Surica e Zeca Pagodinho 
Mixagem: Mauricio de Caro Esposito
Gravação: Deck Produções Artísticas
Produção: Boca a Boca Filmes
Co-produção: Nikatsu Corporation (Japão)
Sinopse: Dividido em quatro blocos, um retrato sobre o cotidiano de grandes nomes do samba, mostrando os segredos do processo de criação. A história contraditória de ritmo musical importante no Brasil, com depoimentos e apresentações de artistas conhecidos da música popular.
DVD 
- Canções -
1. Tristeza (Haroldo Lobo e Niltinho) |  Interprete: ?
2. Recordações de um batuqueiro (Xangô da Mangueira e Gomes) | Interprete: Xangô da Mangueira
3. Moro na roça (Jorge Zagaia e Xangô da Mangueira) | Interprete: Xangô da Mangueira
4. Juanita (Claudio Camunguelo) | Interprete: Claudio Camunguelo
5. Tudo menos amor (Monarco e Walter Rosa) | Interprete: Monarcos
6. Camarão com chuchu (Nei Lopes) | Interprete: Nei Lopes
7. Samba de presente (Dauro do Salgueiro e Nei Lopes) | Interprete: Nei Lopes
8. Sacode Carola (Helio Nascimento e Alfredo Marques) | Interprete: Walter Alfaiate
9. De boteco em boteco (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
10. Falsa baiana (Geraldo Pereira) | Interprete: Nadinho da Ilha
11. Amor é isso? (Aluísio Dias e Cartola)  | Interprete: Tia Zélia da Mangueira
12. Agoniza mas não morre (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento
13. Tempo de Don Don  (Nei Lopes) | Interprete: Nei Lopes e Partideiros
14. Se liga doutor (Beto Sem Braço e Aluizio Machado) | Interprete: Dudu Nobre
15. Saudade da Bahia (Dorival Caymmi) | Interprete: Gilberto Gil
16. Saudosa Mangueira (Herivelto Martins)  | Interprete: Tia Zélia da Mangueira
17. Meu Gurufim (Lino Roberto e Dominguinho do Bafo da Onça)  | Interprete: Claudio Camunguelo

CD
Álbum "Guardiões do Samba" (Diversos artistas). CD. Selo Deck, 2014
- Canções - 
1. Velhas companheiras (Monarco) | Interprete: Monarco
2. Homenagem ao mestre Cartola (Nelson Sargento) | Interprete: Nelson Sargento 
3. Flores em vida {Para Nelson Sargento}. (Moacyr Luz e Aldir Blanc) | Interprete: Moacyr Luz
4. A.M.O.R. amor (Mauro Duarte e Walter Alfaiate) | Interprete: Walter Alfaiate
5. Se eu pudesse (Germano Augusto e Zé da Zilda) | Interpretes: Teresa Cristina e Pedro Miranda
6. Ministério da economia (Geraldo Pereira e Arnaldo Passos) | Interprete: Nadinho da Ilha
7. Jongueiro Cumba (Wilson Moreira e Nei Lopes) | Interpretes: Wilson Moreira e Nei Lopes
8. Coité, cuia (Wilson Moreira e Nei Lopes) | Interprete: Moyseis Marques
9. Forró na gafieira (Rosil Cavalcanti) | Interprete: Chico Salles
10. Tia Eulália na Xiba (Nei Lopes e Cláudio Jorge) | Interprete: Claudio Jorge
11. Carro de boi (Manacéia)| Interprete: Cristina Buarque
12. Quando vim de Minas (Xangô da Mangueira) | Interpretes: Xangô da Mangueira e Partideiros.


****

"O samba é um grande delator. A literatura ainda é pouca, e a política educacional não valoriza."
- Nelson Sargento, em 'O Globo', 23.8.2019.
 

Nelson Sargento. foto ©Raquel Cunha/Folhapress 

Fortuna crítica - Nelson Sargento

ALENCAR, Emanuel. Nelson Sargento: o 90º capítulo da Enciclopédia do Samba. in: O Globo, 2 de março de 2014. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).
ALVIM, Lia Machado. As cores de Nelson Sargento.  in: Rádio Cultura Brasil, São Paulo, 3.8.2010. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).
ANTUNES, Gabriela Borges. Desenquadrando o Samba: Análise da trajetória de Clementina de Jesus. (Tese Doutorado em Sociologia). Universidade de Brasília, UnB, 2019. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).
ARAÚJO, Hiram da Costa. Carnaval - seis milênios de história. Rio de Janeiro: Gryphus, 2003.
ARRIGONI, Marília. Nelson Sargento: 90 anos de um sambista de alta patente. in: Memória/EBC, 22.7.2014. Disponível no link. (acessado em 20.11.2020)
BARBOSA, Juliana dos Santos. Nelson Sargento e as redes criativas do samba. Curitiba: Editora Appris, 2014
BARBOSA, Juliana dos Santos. Nelson Sargento e a cultura do samba: aspectos da criação. (Tese Doutorado em estudos da linguagem). Universidade Estadual de Londrina, UEL, 2013.
BARBOSA, Juliana dos Santos. Nelson Sargento, um ?rizoma do samba?, faz 90 anos. Jornal de Londrina, Londrina (PR), p. 2 - 2, 20 jul. 2014.
BARBOSA, Juliana dos Santos; PANICHI, Edina R. Pugas. A estética da linguagem na cultura do samba: o processo de criação de Nelson Sargento. in: XX Seminário do CELLIP ? Centro de Estudos Linguísticos e Literários do Paraná., 2011, Londrina. Anais do XX Seminário do CELLIP, 2011. v. XX.
BARROS, Julio Cesar de.. Nelson Sargento: memória viva do samba carioca. in: Revista Música Brasileira, 3.8.2010. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).
BARSETTI, Silvio. Nelson Sargento ganhará festa virtual pelos seus 96 anos. in: Portal Terra, 16.7.2020. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).
CAMPOS, Alice; GOMES, Dulcinéia; DUARTE, Francisco; MATTOS, Nelson (Nelson Sargento). Um certo Geraldo Pereira. Rio de Janeiro: Edições Funarte, 1981. 
CARDOSO, Tom. Umas verdades sobre o samba. in: Revista do Brasil, edição 31., 4.4.2013. Disponível no link. (acessado em 21.11.2020)
COUTO, José Geraldo. Samba e salsa esquentam segunda noite. in: Especial para a Folha (em Gramado) / Folha de S. Paulo, Ilustrada, 11 de agosto de 1997. Disponível no link. (acessado em 19.11.2020)
DINIZ
, André; CUNHA, Diogo. Nelson Sargento - O samba da mais alta patente. [arte capa no traço de Cássio Loredano]. Edição revista e ampliada. Rio de Janeiro:  Editora Olho do Tempo, 2015.
DINIZ, André; CUNHA, Diogo. Nelson Sargento - O samba da mais alta patente. {Perfil Biográfico: Livro-DVD-CD}.. [Projeto 'Memória do Samba'/ Oficina do Parque (Direção artística e desenho gráfico)]. 1ª ed., Rio de Janeiro: Prefeitura do Rio de Janeiro; Oficina do Parque; Editora Olho do Tempo, 2012. 
DICIONÁRIOMPB. Nelson Sargento (dados biográficos). in: Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira, s/data. Disponível no link. (acessado em 20.10.2020).
FACIN, Débora. Quem não gosta de samba bom sujeito não é: Um estudo enunciativo do samba de raíz. (Tese Doutorado em Letras). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo (RS), 2018. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).
FILOMENO, Cinthia. Temos muito que aprender com Nelson, tanto na vida como no samba!. in: Pragmatismo Político, 12.8.2020. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020)
FORTUNA, Maria. 'O Brasil agoniza, mas não morre', diz Nelson Sargento. in: O Globo, 23.8.2019. Disponível no link. (acessado em 20.10.2020).
FUNARTE. Nelson Sargento: 90 anos de vida e 60 de samba, no ‘Memória Musical Funarte’ {depoimento - registro}.. [Curador e entrevistador Pedro Paulo Malta]. 27 de novembro 2014. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).   
GAVIN, Charles (Som do Vinil/org). Rosa de ouro, Aracy Côrtes e Clementina de Jesus: Entrevistas a Charles Gavin. [Élton Medeiros, Paulinho da Viola, Nelson Sargento, Anescarzinho do Salgueiro, Jair do Cavaquinho, Hermínio Bello de Carvalho]. Rio de Janeiro: Ímã Editorial, 2017.
GRANJA, Patrick. Nelson Sargento: A história do bom samba. in: Nova Democracia, Ano VI, nº 41, Março, 2008. Disponível no link. (acessado em 19.11.2020).
IMMUB. Nelson Sargento {discografia}. in: IMMuB. s/data. Disponível no link. (acessado em 15.11.2020)
ITAÚCULTURAL. Nelson Sargento (dados biográficos). in: Enciclopédia Itaú Cultural, s/data. Disponível no link. (acessado em 20.10.2020).
LEITÃO, Luiz Ricardo. "Negro, destemido e forte": Nelson Sargento completa 96 anos. in: Brasil de Fato, 2 de agosto de 2020. Disponível no link. (acessado em 20.10.2020).
LIMA, Daniela. História do mangueirense Nelson Sargento é contada em livro. in: O Dia, 17.6.2015. Disponível no link. (acessado em 19.11.2020).
LOBO, Ryan. Nelson Sargento comemora 96 anos com homenagem na janela de casa. in: Band News/FM Rio, 24.7.2020. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020)
LOMELINO, Rodrigo Fernandes. Nelson Sargento: cidadão do mundo, das passarelas as prateleiras. (Projeto experimental / curso de graduação em comunicação social). Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, 2006. Disponível no link. (acessado em 20.10.2020).
MACEDO, Rosayne. ‘A música é o beijo da alma’, diz Nelson Sargento, aos 96 anos. [Entrevista]. in: Portal Vida & Ação, 26.7.2020. Disponível no link. (acessado em 20.11.2020)
MARTINS, Alexandre. Mangueira paixão em Verde e Rosa. Editora Prêmio, 2005.
MOSER, Sandro. Aos 95 anos, Nelson Sargento volta a Curitiba em grande fase. in:  Gazeta do Povo, 23.10.2019. Disponível no link. (acessado em 21.11.2020).
MOSER, Sandro. Memória viva do samba, Nelson Sargento faz show em Curitiba aos 92 anos. in:  Gazeta do Povo, 8.12.2016. Disponível no link. (acessado em 21.11.2020)
MUSSA, Alberto; SIMAS, Luiz Antônio. Samba de Enredo: História e Arte. Civilização Brasileira, 2010.
NASSIF, Luís. Paulinho e os 4 crioulos. in: Folha de S. Paulo (Mercado), 17.12.2000. Disponível no link. (acessado em 25.10.2020).
NICÉAS, Alcides Barbosa. Verbetes para um dicionário do carnaval brasileiro. Fundação Ubaldino do Amaral, 1991.
NOGUEIRA, Nilcemar (coord). Sambas para Mangueira {Songbook - coletânea}. Irmãos Vitale, 2015.
NOGUEIRA, Nilcemar. De dentro da Cartola: a poética de Agenor de Oliveira. (Dissertação Mestrado em Bens Culturais e Projetos Sociais). Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea da Fundação Getúlio Vargas, 2005. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020)
NOGUEIRA, Nilcemar (coord). Dossiê das Matrizes do Samba no Rio de Janeiro - partido-alto, samba de terreiro - samba-enredo. Centro Cultural Cartola; Iphan, ? . Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).
NUNES, Thayana. Nelson Sargento: o vovô do samba. in: Revista Caras, 26.7.2009. Disponível no link. (acessado em 21.11.2020)
OGLOBONelson Sargento, um artista que, aos 93 anos, quer muito mais. in: O Globo, 20 de agosto de 2017. Disponível no link (acessado em 24.10.2020).
PENIDO, João. O samba da mais alta patente. in: Carioquice (revista), trimestral, ano XII, nº 46, Julho-agosto-setembro, 2015, p. 8-13. Disponível no link. (acessado em 18.11.2020).
PIRES, Francisco Quinteiro. A força criativa de Nelson Sargento não se esgota. in: O Estado de S. Paulo, 29.1.2009. Disponível no link. (acessado em 20.10.2020).
ROCHA, Felipe. Nelson Sargento, 90: "Samba ainda agoniza, mas não morre". in: Portal Puc-Rio Digital. 23.7.2014. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020).
RODRIGUES, Leonardo. Nelson Sargento, aos 95, se torna o mais velho a cantar no Rock in Rio. in: UOL, Entretenimento - 3.10.2018. Disponível no link. (acessado em 20.11.2020)
ROSA de Ouro. in: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível no link. (acessado em 24.10.2020)
SAMBA. Prestes a completar 95 anos, Nelson Sargento se emociona ao rever e comentar imagens da carreira. in: O Globo, 23.7.2019. Disponível no link. (acessado em 21.10.2020).
TINOCO, Pedro. A ginga do Sargento. in: Tribuna da Imprensa, 28.10.1988. Disponível no link. (acessado em 19.11.2020)
TINOCO, Pedro. Nelson Sargento, história do samba. in: Veja Rio, 27.4.2015. Disponível no link. (acessado em 19.11.2020)
VIANNA, Luiz Fernando. Nelson Sargento e Candeia ganham homenagem em São Paulo. in: Folha de S. Paulo, Ilustrada . 5 de maio de 2005. Disponível no link. (acessado em 17.11.2020)


Redes sociais de Nelson Sargento 

Canais oficiais
- Nelson Sargento Oficial - facebook
- Nelson Sargento.Oficial - instagram
- Nelson Sargento Oficial - youtube
-----
Em outras plataformas 
-----
Em outras páginas
-------
Caricatura: Nelson Sargento, por Chico Caruso

***

Samba agoniza mas não morre
Samba,
Agoniza mas não morre,
Alguém sempre te socorre,
Antes do suspiro derradeiro.

Samba,
Negro, forte, destemido,
Foi duramente perseguido,
Na esquina, no botequim, no terreiro.

Samba,
Inocente, pé-no-chão,
A fidalguia do salão,
Te abraçou, te envolveu,
Mudaram toda a sua estrutura,
Te impuseram outra cultura,
E você não percebeu,
Mudaram toda a sua estrutura,
Te impuseram outra cultura,
E você não percebeu.

Samba,
Agoniza mas não morre,
Alguém sempre te socorre,
Antes do suspiro derradeiro.

Samba,
Negro, forte, destemido,
Foi duramente perseguido,
Na esquina, no botequim, no terreiro.

Samba,
Inocente, pé-no-chão,
A fidalguia do salão,
Te abraçou, te envolveu,
Mudaram toda a sua estrutura,
Te impuseram outra cultura,
E você não percebeu,
Mudaram toda a sua estrutura,
Te impuseram outra cultura,
E você não percebeu.
Música e letra de Nelson Sargento

© Direitos reservados ao autor/e ou aos seus herdeiros


© Pesquisa, seleção e organização: Elfi Kürten Fenske


=== === ===
Trabalhos sobre o autor:
Caso, você tenha algum trabalho não citado e queira que ele seja incluído - exemplo: livro, tese, dissertação, ensaio, artigo - envie os dados para o nosso "e-mail de contato", para que possamos incluir as referências do seu trabalho nesta pagina. 

Como citar:
FENSKE, Elfi Kürten (pesquisa, seleção e organização). Nelson Sargento "samba, negro, forte, destemido". Templo Cultural Delfos, novembro/2020. Disponível no link. (acessado em .../.../...).
____
** Página atualizada em 25.11.2020.



Licença de uso: O conteúdo deste site, vedado ao seu uso comercial, poderá ser reproduzido desde que citada a fonte, excetuando os casos especificados em contrário. 
Direitos Reservados © 2020 Templo Cultural Delfos