Cecília Meireles: batuque, samba e macumba

Cecília Meireles - batuques, sambas e macumba (1933)
Cecília Meireles observadora de nossas tradições culturais populares, ilustra e estuda gestos e ritmos analisando e fixando os ritmos do samba e da macumba e suas figuras típicas, através de aquarelas e desenhos de rara beleza, que revelam para muitos um outro lado de sua produção artística. 

Obra
:: Batuque, samba e macumba: estudos de gesto e de ritmo 1926-1934. Cecilia Meireles. Rio de Janeiro: Funarte | Instituto nacional do folclore, 1983; 2ª ed., São Paulo: Martins fontes, 2003.
Cecília Meireles 1949) - foto Acervo Coleção Henriqueta Lisboa - UFMG

“No batuque, o dançarino percorre a roda em passos cadenciados, pousando os pés com cautela um adiante do outro, os cotovelos para trás, a cabeça baixa, o  tórax reentrante, os joelhos um pouco curvos – com o ar de quem prepara o golpe  fatal, calculado e definitivo. Por duas vezes ameaça o parceiro, prevenindo-o, assim, de que é a pessoa escolhida. À terceira, prostra-o, por meio de um dos inúmeros golpes que conhece, cada um de resultado especial."
- Cecilia Meireles, no livro "Batuque, samba e macumba: estudos de gesto e de ritmo 1926-1934". 2ª ed., São Paulo: Martins fontes, 2003, p. 60.


SELEÇÃO DE AQUARELAS E DESENHOS DE CECÍLIA MEIRELES


© Cecília Meireles (1933)

© Cecília Meireles (1933)


© Cecília Meireles


© Cecília Meireles


© Cecília Meireles


© Cecília Meireles (1932)


© Cecília Meireles


© Cecília Meireles (1933)
© Cecília Meireles


© Cecília Meireles


© Cecília Meireles (1934)


“No brinquedo também está de certo modo compreendido o samba – que é, naturalmente, sobrevivência de ritual de casamento, dado o ar contidamente erótico que conserva. Como o batuque, é uma dança ímpar, executada no meio de uma roda, que igualmente canta, bate palmas e toca tambores, pandeiros, cuícas, caixinhas e chocalhos.(...) No samba, o dançarino fica no meio da roda, acompanhando a música com uma ondulação característica de todo o corpo e, em especial, das ancas e do ventre, com expressões muito harmoniosas de braços, em gestos ora um tanto exaltados, ora de uma grande suavidade. Por fim, aproxima-se de um dos parceiros, diante do qual desenvolve com mais expressão todos os seus jogos rítmicos, num dos quais, o parafuso, o corpo, como acompanhando uma hélice interior, vai-se reduzindo, pouco a pouco, em altura, até deixar o dançarino quase sentado no chão; em seguida, desenrola-se até a altura comum, sem nunca perder nem interromper o ritmo da música."
- Cecilia Meireles, no livro "Batuque, samba e macumba: estudos de gesto e de ritmo 1926-1934". 2ª ed., São Paulo: Martins fontes, 2003, p. 58-62.


Cecília Meireles: Batuque, Samba e Macumba

-----
Alguns estudos e referências de pesquisa
GUERRA, Denise. Batuque, samba e macumba: estudo de gesto e de ritmo (1926 – 1936), de Cecília Meireles. Revista África e Africanidades – Ano 2 - n. 7 - novembro. 2009. Disponível no link. (acessado em 2.6.2016)
OLIVEIRA, Márcia Ramos de.. Batuque, samba e macumba nas palavras e pincéis de Cecília Meireles. in: Nuevomundo-revues, 28.1..2006. Disponível no link. (acessado em 2.6.2016).
ROCHA, Gilmar. O que é que a baiana tem? A etnopoética folclórica de Cecília Meireles. Revista Pós Ciências Sociais - São Luís, vol. 4, nº 8 - julho-dezembro|2007. Disponível no link. (acessado em 2.6.2016).



Cecília Meireles, por H. Mourão
CECÍLIA MEIRELES NESTE SITE
:: Cecília Meireles - vida e obra
:: Cecília Meireles - fortuna crítica
:: Cecília Meireles - a última entrevista
:: Cecília Meireles - batuque, samba e macumba




© Direitos reservados aos herdeiros

© Pesquisa, seleção e organização: Elfi Kürten Fenske

Como citar:
FENSKE, Elfi Kürten (pesquisa, seleção e organização). Cecília Meireles: batuque, samba e macumba. Templo Cultural Delfos, fevereiro/2011. Disponível no link. (acessado em .../.../...).

____
Página atualizada em 2.6.2016.


Licença de uso: O conteúdo deste site, vedado ao seu uso comercial, poderá ser reproduzido desde que citada a fonte, excetuando os casos especificados em contrário. 
Direitos Reservados © 2016 Templo Cultural Delfos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos a visita. Deixe seu comentário!